Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
A Dependência de Deus pela Oração

A Dependência de Deus pela Oração

Texto: “E falava o Senhor a Moisés cara a cara, como qualquer fala com o seu amigo…”
Ler: Êx. 33: 12-23

Tema: O propósito de Moisés expresso na sua oração

Introdução: Os líderes necessitam da graça de Deus para serem guiados no seu ministério. Do mesmo modo também cada cristão precisa receber do Espírito Santo a capacidade para viver segundo os moldes preconizados pela Palavra de Deus.

Explicação: Moisés, sendo chamado de um forma especial por Deus, não prescindiu da total dependência e comunhão do Senhor. Sentiu-se incapacitado para tal missão, era velho demais para tal responsabilidade e aceitou trabalhar com Arão, seu irmão mais velho ainda, mas com a condição do Senhor estar sempre com Ele. Vejamos três pontos essenciais na oração de Moisés:

1. DIRECÇÃO PARA FAZER A SUA VONTADE

a) Para que o seu caminho fosse bem aplanado e percorrido segundo a vontade de Deus, Moisés suplicou ao Senhor: “Faz-me saber o teu caminho… (i.é., a tua vontade) e conhecer-te-ei…” – Êx. 33:13 . Este deve ser o desejo de cada cristão sincero. Só conhecendo muito bem a vontade de Deus é que podemos servi-Lo e adorá-Lo convenientemente – Fil. 3:10;

b) Em segundo lugar Moisés pediu ao Senhor: “E ache graça aos teus olhos…” .
De uma forma diferente, Paulo desejou a mesma coisa e ouviu a maravilhosa resposta de Jesus: “A minha graça te basta…” – II Cor. 12:9.
Todos nós, após o novo nascimento, somos contemplados com a graça de Deus – Cristo, ao ser manifestado ao mundo – Tito 2:11, e sem ela não podemos prevalecer na fé, para fazer a Sua vontade.

c) Moisés estava consciente de que sem a presença de Deus na sua vida não poderia percorrer o caminho que o conduziria ao livramento. Ele observou ao Senhor: “ Se a Tua presença não for comigo…” – Êx. 33:15 . Este é o grande dilema dos cristãos hoje em dia: As pessoas querem andar à sua vontade, sozinhos, sem a presença de alguém que os comprometa ou controle os seus passos e suas acções.
A presença do Senhor significa comunhão, segurança e descanso; mas também assegura-nos a vitória sobre os nossos inimigos – Êx. 14:19.

2. REVELAÇÃO DA GRAÇA DE DEUS

a) Na sua oração, Moisés pediu que Deus lhe revelasse a maneira dos outros verem a Sua graça sobre ele – Êx. 33:16. Deus responde a orações muito específicas, se estas glorificarem o seu nome.
A preocupação de Moisés era que os outros vissem nele e no seu povo a graça de Deus manifestada. A luz de Deus revelada na nossa salvação e na presença do Espírito Santo em nós, não pode ficar oculta debaixo da nossa vergonha ou acanhamento, tem de brilhar – Mat. 5:15,16.

b) Quando alguém, na sua oração, pede a Deus mais da Sua graça, o Senhor revela-se através do seu poder, tal como fez com Paulo – I Cor. 3:4,5.

c) Depois do encontro que teve com Deus, Moisés tornou-se num homem de oração e de grande intimidade com o Senhor. Por este motivo ele podia rogar a Deus o que nos parece impossível.
Tenhamos nós, também, a mesma ousadia de pedir a Deus coisas que aos olhos do mundo parecem impossíveis – Rom. 8:32; Mat. 7:7-11.

3. A MANIFESTAÇÃO DA GLÓRIA DE DEUS

a) “Rogo-te que me mostres a Tua glória” – Êx. 33:18. A resposta de Deus foi diferente daquela que Moisés esperava. “Eu farei passar toda a minha bondade perante ti, e terei misericórdia e me compadecerei… – Êx. 33:19.

b) A glória do Senhor manifesta-se na Sua bondade, compaixão e misericórdia, porque ninguém pode ver a face do Senhor – Êx. 33:20. Mais tarde, a glória do Senhor se manifestou através da nuvem que enchia o tabernáculo e o templo de Salomão.

c) Moisés pediu a Deus aquilo que o Senhor não lhe podia conceder. Nem tudo o que pedimos a Deus pode ser satisfeita da maneira que nós idealizamos. Hoje, a Glória de Deus é vista através da manifestação do amor de Deus – Jo. 3:16, e na pessoa do Seu Filho – Jo. 1:14.

Conclusão: Através da oração podemos alcançar coisas imagináveis. A oração permite um relacionamento directo com o nosso Deus e nos proporciona grande intimidade com o Senhor, se a nossa condição e forma de vida se ajustar ao padrão divino.

Escrito por: Pr. Lucas da Silva

Tags: