Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
A Falsidade e a Mentira

A Falsidade e a Mentira
A mentira é outro dos pecados mais generalizados de nossa sociedade, a tal ponto que a consciência de muitos cristãos se tornou insensível e debilitada com respeito a este pecado. Há muitos que crêem que não se pode viver sem mentir. Mentira é covardia para não enfrentar a realidade. O homem se justifica ao mentir; Consideram que as mentiras são “piedosas” ou “por necessidade” ou para “evitar problemas maiores”. São justificações ilusórias e sem fundamentos, pois a falsidade e a mentira são imorais e contrárias à conduta que Deus requer dos homens.
I) O QUE É A MENTIRA?
Mentira: Manifestação contrária à verdade, cuja essência é o engano e cuja gravidade se mede segundo o egoísmo ou a maldade que pratica. Está proibida (Ex 20.16) e um dos efeitos da conversão ao cristianismo é deixar de mentir (Ef 4.25).
A mentira direta como a de Ananias e Safira (At 5.4), não é a única forma de mentir. Em ocasiões se trata de uma meia verdade, como quando Abraão disse de sua esposa a Abimeleque: “Sara é minha irmã” (Gn 20.2-12). O propósito sempre é enganar. Pode ser também uma resposta evasiva, como a que Caim deu a Deus (Gn 4.9), um silêncio como o de Judas quando o Senhor acusou indiretamente na última ceia (Jo 13.21-30), ou ainda temos uma vida enganosa (I Jo 1.6). O destino dos mentirosos é o lago do fogo (Ap 21.8).
Hipócritas: O que pretende ou finge ser o que não é. E uma transcrição do vocábulo grego HIPOCRITEIS, que significa ator no teatro grego. Os atores colocavam diferentes máscaras conforme o papel que desempenhavam. Da forma que, “hipócrita” designava a pessoa que ocultava a realidade atrás de uma máscara de aparências.

II) DEUS PROÍBE E CONDENA A MENTIRA E A FALSIDADE
a) Não devemos enganar, mentir, nem jurar falsamente (Mt 5.33-37)
b) Deus destruíra o mentiroso (Sl 5.6)
c) Deus aborrece a mentira (Pv 6.16-19; 12.22)
d) Pesos e medidas falsas são abominação ao Senhor (Pv 20.10)
e) A mentira corrompe o homem (Mt 5.18-20; Mc 7.21-23)
f) Manifestam uma relação filial entre o homem e satanás (Jo 8.43-47)
g) O engano é parte integral da profunda degradação do homem (Sl 58.3; Ro 1.28-32; Pv 27.24-28; Jr 9.3-6)
h) Devemos rejeitar a mentira (Ef 4.22-25; Cl 3.9; I Pe 2.1)
i) O engano faz a vida infeliz, mas Deus promete bênçãos e dias felizes aos verdadeiros (I Pe 3.10)
j) Deus condena a hipocrisia ( Mt 6.2; 16-18; 15.6-8; 22.18; Ro 12.9)
k) Os mentirosos não entrarão no céu e sim irão ao inferno (Ap 21.7,8,27)

III) CRISTO É O NOSSO EXEMPLO DE VERACIDADE
a) Não houve dolo (engano) em sua boca (I Pe 2.21-22)
b) Veio ao mundo para dar testemunho da verdade (Jo 18.37)
c) É chamado de “O verdadeiro” ( I Jo 5.20)
d) Cristo, o senhor, nos ordena a sermos absolutamente verdadeiros; Vosso sim seja sim e vosso não seja não (Mt 5.37). Está preparando para si uma igreja sem mácula (sem mancha) e nem ruga (Ef 5.27), e como discípulos seus e parte do seu corpo, devemos ser ABSOLUTAMENTE verdadeiros, francos, sinceros, honestos, honrados, ainda que tenhamos que sofrer por fazer sua vontade (I Pe 3.17; 4.15-19; Pv 19.22). O povo de Deus aborrece a mentira (Sl 119.29; Pv 30.8) e rejeita os que a praticam (Sl 40.4; 101.7; 144.11; Ef 5.11).

IV) O DANO QUE A MENTIRA E O ENGANO PRODUZEM
A mentira cauteriza a consciência do mentiroso, torna-o insensível ao poder da verdade, a verdade não penetra nele para transformá-lo. A mentira torna-se um vício com muita facilidade, já que uma mentira conduz a outra.
A falsidade e o engano são muitos danosos para o relacionamento entre os discípulos de Cristo. Fomenta a desconfiança, o receio, a incredulidade e a suspeita. Destrói o ambiente de fé, de amor, de compreensão, estimula o mexerico. O Senhor nos ordena a rejeitar todas as formas de mentira: Falso testemunho, engano, hipocrisia, fingimento, exagero, calúnia, desonestidade, não cumprimento injustificado, fraude, falsificação; Em todas as áreas de nossa vida: Lar, trabalho, comércio, igreja, autoridades, escolas, amizades e etc.
A sociedade assentada sobre a mentira e o engano, está destinada a desmoronar-se. É necessário edificar uma estrutura moral de veracidade em todas as ordens e escalas da vida civil: nos governantes e nos governados, nos pais e nos filhos, nos patrões e nos empregados, nos professores e nos alunos, nos comerciantes, nos profissionais e nos clientes.

V) COMO CORRIGIR-SE E LIVRAR-SE
ARREPENDER-SE: Mudar a atitude, a mentalidade com respeito a mentira e a falsidade.
Rejeitar a mentira, bani-la da vida. Determinar-se a obedecer a Deus em tudo e viver sempre a verdade. Disciplinar-se até cultivar uma atitude baseada na veracidade.
CONFESSAR O PECADO: (Pv 28,13-14; I Jo 1.9; 2.1) Toda mentira é pecado que deve ser devidamente confessado, falando a verdade a Deus e a pessoa enganada. Quando a mentira constitui um vício arraigado na maneira de viver, deve ser confessado a um irmão maduro e responsável, buscando uma ampla reorientação (Ver Tg 5.16)
EXORTAÇÃO: (Tg 5.19-20; Gl 6.1-2; Ef 4.25) Como este pecado afeta as relações entre irmãos, somos responsáveis uns pelos outros para corrigir, admoestar, ensinar e etc.

http://www.discipulado.com.br/dinamic2/jupgrade/index.php/apostilas/apostilas-diversas/206-a-falsidade-e-a-mentira

Tags: