Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
A GRAÇA ALCANÇA MEFIBOSETE

A GRAÇA ALCANÇA MEFIBOSETE

“Disse Davi: Resta ainda, porventura, alguém da casa de Saul, para que use eu de bondade para com ele, por amor de Jônatas? Havia um servo na casa de Saul cujo nome era Ziba; chamaram-no que viesse a Davi. Perguntou-lhe o rei: És tu Ziba? Respondeu: Eu mesmo, teu servo. Disse-lhe o rei: Não há ainda alguém da casa de Saul para que use eu da bondade de Deus para com ele? Então, Ziba respondeu ao rei: Ainda há um filho de Jônatas, aleijado de ambos os pés.” (II Sm. 9:1-3)

Davi estava passando por um momento de paz e tranquilidade, após tantas batalhas, confrontos e problemas.
Ali, ele se achava em total descanso após tantas situações de stress.
Neste período, Davi estaria encontrando tempo para refletir sobre seu passado e todas as bênçãos que recebera.
Provavelmente, Davi estivesse se lembrando de seu melhor amigo, Jônatas e de Saul, seu predecessor.
Enquanto meditava sobre estes dois homens e o impacto que havia causado em sua vida,
Davi começou a lembrar de uma promessa que fizera.
Refletiu e em seguida agiu.

A graça de Deus é presente dado sem que mereçamos.
A graça vem indicar o favor divino, gratuitamente oferecido, com base na missão de Cristo, recebida através da confiança humana na palavra de Cristo.
No grego é “charis”.
A palavra traduzida por graça envolve muitos sentidos.
Significa: Graciosidade, atrativos, favor, cuidados ou ajuda graciosa, boa vontade, dom gracioso.

O texto é um relato de graça e favor imerecido, do Rei Davi para com Mefibosete, filho de Jônatas, homem mui amado de Davi, que tempos atrás havia feito uma aliança com Jônatas de fidelidade e bênção.
É uma história semelhante a que Deus o Rei dos reis, por causa de seu amor ao filho, abençoa os homens, apesar de seus pecados.

• Um coração transbordante de graça.

Davi, um vencedor, todas as batalhas foram por ele ganhas, ficou muito rico e abastado.
Faz uma pergunta graciosa.
“Resta ainda, porventura, alguém da casa de Saul, para que use eu de bondade para com ele, por amor de Jônatas?” (II Sm. 9:1)

Davi havia feito uma aliança de amor e fidelidade perpétua com Jônatas e sua posteridade.
“Mas, se meu pai quiser fazer-te mal, faça com Jônatas Yahweh o que a este aprouver, se não to fizer saber eu e não te deixar ir embora, para que sigas em paz. E seja Yahweh contigo, como tem sido com meu pai. Se eu, então, ainda viver, porventura, não usarás para comigo da bondade de Yahweh, para que não morra? Nem tampouco cortarás jamais da minha casa a tua bondade; nem ainda quando Yahweh desarraigar da terra todos os inimigos de Davi. Assim, fez Jônatas aliança com a casa de Davi, dizendo: Vingue Yahweh os inimigos de Davi. Jônatas fez jurar a Davi de novo, pelo amor que este lhe tinha, porque Jônatas o amava com todo o amor da sua alma.” (I Sm. 20:13-17)

O termo amor, usado por Davi, vem do hebraico “hesed”, que significa: Misericórdia, bondade, amor permanente, firme, imutável.

Davi pergunta a Ziba, um servo depreciador.
“És tu Ziba? Respondeu: Eu mesmo, teu servo. Disse-lhe o rei: Não há ainda alguém da casa de Saul para que use eu da bondade de Deus para com ele? Então, Ziba respondeu ao rei: Ainda há um filho de Jônatas, aleijado de ambos os pés.” (II Sm. 9:3)

Davi não estava perguntando as propriedades físicas do indivíduo, se perneta, aleijado, bom, se era rico, pobre, ou merecedor da graça, o que ele queria era oferecer, presentear Mefibosete.

• Um aleijado em Lo-debar.

Em hebraico significa: um lugar árido, em português, o nome pode significar: terra onde não há pasto.
É como se o servo lhe dissesse que o filho de Jônatas estava vivendo no sítio de completa aridez, aonde não havia colheitas, despovoado, um deserto.
Davi manda buscar o aleijado Mefibosete de Lo-debar.
“Então, mandou o rei Davi trazê-lo de Lo-Debar, da casa de Maquir, filho de Amiel.” (II Sm. 9:5)

Mefibosete recebeu o convite e aceitou ir a até o Rei.

Davi usa de palavras consoladoras para com Mefibosete, um servo desconfiado.
“Não temas, porque usarei de bondade para contigo, por amor de Jônatas, teu pai, e te restituirei todas as terras de Saul, teu pai, e tu comerás pão sempre à minha mesa.” (II Sm. 9:7)

Mefibosete chega desconfiado.
Eu, um aleijado, um zé ninguém, que vivo na miséria, ninguém liga pra mim, eu não sirvo pra nada, eu sou pobre.
Quem sou eu?
Pobre só serve para sofrer.
Chega num atitude de auto-depreciação.
“…Quem é teu servo, para teres olhado para um cão morto tal como eu?” (II Sm. 9:8)

• Uma dádiva imerecida.

De fato, Mefibosete não tinha feito nada que ganhasse este presente.
Mas, houve uma promessa entre Davi e Jônatas.
Aquele dia era dia de graça, e Mefibosete por ser filho de Jônatas, era o receptor da graça de Davi.
“… Por amor de Jônatas..”

O que ele ganhou: Terrenos, casas, servos, riquezas, e o direito de comer na mesa do rei, junto com seus filhos.
“Chamou Davi a Ziba, servo de Saul, e lhe disse: Tudo o que pertencia a Saul e toda a sua casa dei ao filho de teu senhor. Trabalhar-lhe-ás, pois, a terra, tu, e teus filhos, e teus servos, e recolherás os frutos, para que a casa de teu senhor tenha pão que coma; porém Mefibosete, filho de teu senhor, comerá pão sempre à minha mesa. Tinha Ziba quinze filhos e vinte servos. Disse Ziba ao rei: Segundo tudo quanto meu senhor, o rei, manda a seu servo, assim o fará. Comeu, pois, Mefibosete à mesa de Davi, como um dos filhos do rei.” (II Sm. 9:9-11)

• As comparações da graça de Deus em nossas vidas.

Mefibosete, antes tinha a companhia do Pai.
Mefibosete lembra Adão e sua descendência, um dia ele era perfeito, porém caiu em pecado e ficou marcado para toda a vida.
“Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram.” (Rm. 5:12)
Deus por amor de Jesus estendeu a sua graça aos homens através da cruz e seu amor foi manifesto.
“Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (Jo. 3:16)

Mefibosete, aleijado, nada fez e nada merecia.
“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie.” (Ef. 2:8-9)
Devemos humildemente receber a graça de Deus através de Jesus Cristo, nosso Salvador.

O rei removeu o aleijado de sua miserável existência, de um lugar árido e desolado para um lugar de comunhão, riqueza e honra.
O Deus nosso pai, faz o mesmo por nós, Ele nos liberta de nosso Lo-debar pessoal de miséria e depravação e nos leva para um lugar de bênção, de honra e riqueza para a comunhão com Ele, comendo as iguarias do rei, e sentando ao lado de seus filhos, os príncipes de Deus.

O ato de coxear, era a marca, a lembrança constante de que Mefibosete, nada valia, e que a graça de Deus, é que foi abundante na sua vida.

“Sobreveio a lei para que avultasse a ofensa; mas onde abundou o pecado, superabundou a graça, a fim de que, como o pecado reinou pela morte, assim também reinasse a graça pela justiça para a vida eterna, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor.” (Rm. 5:20-21)

Mefibosete sentou-se à mesa, junto com outros filhos do rei: Salomão, Absalão…
Somos convidados a sentarmos juntamente com os filhos de Deus, os heróis: Paulo, Pedro, Tiago, Barnabé, Priscila, Febe, Maria, Lucas, Mártires, reformadores, evangelistas….

A vida de Mefibosete é semelhante a nossa.
Deus tem oferecido a humanidade a sua graça, o seu amor e sua misericórdia.

Mefibosete, foi convidado para receber essa graça, aceitou e sentou-se ao lado de príncipes, filhos do rei.

Jônatas um tipo de Jesus, e Mefibosete, somos nós, com nossas marcas e imperfeições, mas, Deus tem tido misericórdias de nós.
Ele nos salvou pela sua infinita graça.
“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie.” (Ef. 2:8-9)

Alguns têm rejeitado a graça de Deus.
“Usarei de bondade para com Hanum, filho de Naás, como seu pai usou de bondade para comigo. E enviou Davi servos seus para o consolar acerca de seu pai; e vieram os servos de Davi à terra dos filhos de Amom.” (II Sm. 10:2)

Os servos enviados como consoladores, saíram envergonhados daquela cidade, por que, o rei e seus súditos, não aceitaram a graça de Davi.
Por causa dessa rejeição, sofreram as consequências de sua ingratidão.

A graça de Deus tem sido oferecida a todos os homens sem distinção de raça, cor ou nível social.
“No último dia, o grande dia da festa, levantou-se Jesus e exclamou: Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva.” (Jo. 7:37-38)

Hoje, é um bom dia para receber a graça de Deus sobre tua vida.
Receba e passe a comer a comida de príncipe na mesa do Rei da Glória.

Só no Reino do Messias poderemos expressar adequadamente o que esta verdade significa para nós, o fato de Ele nos ter escolhido em nossa condição pecaminosa e rebelde e nos tirar, pela graça, de um lugar árido e nos dar um lugar à Sua mesa.
E, em amor, Ele permitiu que a Sua toalha de graça cobrisse o nosso pecado.

Que a graça de Deus te alcance.

Amém!!!

Postado por Pr. Alcir Marinho

Tags: