Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
Existe um Inferno

Existe um Inferno

Gn. 3:19

És pó, e em pó te tornarás.

Ecl. 12:7

O pó volte a terra como era, e o espírito volte a Deus que o deu.

Quando examinamos o relato da criação e analisamos seus detalhes, observamos ser infundada a crença em um inferno de eterno sofrimento para os ímpios pois quando o pó da terra (corpo) é separado do fôlego de vida (também chamado de espírito), a alma vivente deixa de existir, voltando o corpo para o pó de onde foi formado, e o espírito (fôlego de vida) para Deus que o deu. Já que o fôlego (espírito) de todos os viventes retorna a Deus, seria a presença do Eterno um paraíso para os bons e um inferno de eterno sofrimento para os ímpios?

Quando dois átomos de hidrogênio se unem com um átomo de oxigênio da origem a uma molécula de água, assim também ao Deus unir o pó da terra com o fôlego de vida deu origem a uma alma vivente. Ao separar os átomos de hidrogênio do átomo de oxigênio a molécula de água deixa de existir, permanecendo sua fórmula apenas na memória de quem a criou da mesma maneira quando o corpo se separa do fôlego de vida, a alma vivente (ser vivo) deixa de existir, permanecendo seu registro apenas na memória de seu criador.

Um Deus que não se alegra com a morte do ímpio (Ez. 33:11), porventura se alegraria e ficaria satisfeito com o eterno sofrimento dos mesmos ?

Como a doutrina de um inferno com eterno sofrimento para os ímpios foi introduzida na igreja cristã ?

Segundo a mitologia grega, após os deuses do olimpo derrotarem os titãs, o universo foi dividido entre três irmão (Trindade), todos com poder equivalente; Zeus ficou como o deus dos céus e da terra, Posídon como o deus dos oceanos, e Hades como o deus das profundezas da terra, a região dos mortos.
No reino dos mortos, o reino de Hades, existiam diferentes regiões e seu primeiro caminho era uma espécie de campo, uma região de nevoeiro e árvores assustadoras; mais além ficavam os campos verdes do Érebo onde os mortos menos afortunados não sofriam tormentos especiais a não ser uma profunda tristeza. Em outra região ficava os Campos Elísios , um paraíso para as almas dos heróis, santos, poetas, etc. onde muitos após esquecerem-se de toda sua vida terrena devido a um longo período de permanência nesta região, reencarnavam como humanos ou como animais.
Outra região neste reino era chamada de Tártaro, local onde as almas malignas eram punidas pelas Erínias, deusas da vingança (Tisífone, Megaira e Aleto).

Os pais da igreja (sucessores dos apóstolos) utilizavam com muita frequência a filosofia grega para interpretar os escritos apostólicos, sendo assim, aproveitaram o conceito grego sobre o reino dos mortos e criaram a doutrina do paraíso, purgatório e tártaro para que através da intimidação pudessem manter o controle religioso das massas que temerosas de um tormento eterno, se mantinham submissas.

Em resumo:

Nas escrituras hebraica jamais encontraremos qualquer ensino que fomente tal crença, visto que a mesma não condiz com o caráter do Deus de Abraão, Isaque e Jacó, o Deus de Israel. Portanto, cremos que este ensino provém do deus deste mundo, e todo aquele que se tornou conhecedor do que é certo ou errado, torna-se responsável pelo seu destino eterno: Crer no Deus de Israel e desfrutar das bênçãos prometidas aos patriarcas, ou sofrer as consequências por dar crédito ao deus deste mundo.

Shalom!

Leia mais: http://www.profeciasbiblica.com/estudo/inferno/

Tags: