Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
Job

Voltar

Job 1:1 Havia um homem na terra d’Uz, cujo nome era Job: e era este homem sincero, recto e temente a Deus e desviando-se do mal.
Job 1:2 E nasceram-lhe sete filhos e tres filhas.
Job 1:3 E era o seu gado sete mil ovelhas, e tres mil camelos, e quinhentas juntas de bois, e quinhentas jumentas; era tambem muitissima a gente ao seu serviço, de maneira que era este homem maior do que todos os do oriente.
Job 1:4 E iam seus filhos, e faziam banquetes em casa de cada um no seu dia; e enviavam, e convidavam as suas tres irmãs a comerem e beberem com elles.
Job 1:5 Succedeu pois que, tendo decorrido o turno de dias de seus banquetes, enviava Job, e os sanctificava, e se levantava de madrugada, e offerecia holocaustos segundo o numero de todos elles; porque dizia Job: Porventura peccaram meus filhos, e amaldiçoaram a Deus no seu coração. Assim o fazia Job continuamente.
Job 1:6 E vindo um dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante Yahweh, veiu tambem Satanaz entre elles.
Job 1:7 Então Yahweh disse a Satanaz: D’onde vens? E Satanaz respondeu aYahweh, e disse: De rodeiar a terra, e passeiar por ella.
Job 1:8 E disse Yahweh a Satanaz: Consideraste tu a meu servo Job? porque ninguem ha na terra similhante a elle, homem sincero e recto, temente a Deus, e desviando-se do mal.
Job 1:9 Então respondeu Satanaz aYahweh, e disse: Porventura teme Job a Deus debalde?
Job 1:10 Porventura não o circumvallaste tu a elle, e a sua casa, e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste e o seu gado está augmentado na terra.
Job 1:11 Mas estende a tua mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se te não amaldiçoa na tua face!
Job 1:12 E disse Yahweh a Satanaz: Eis-que tudo quanto tem está na tua mão; sómente contra elle não estendas a tua mão. E Satanaz saiu da presença deYahweh.
Job 1:13 E succedeu um dia, em que seus filhos e suas filhas comiam, e bebiam vinho, na casa de seu irmão primogenito,
Job 1:14 Que veiu um mensageiro a Job, e lhe disse: Os bois lavravam, e as jumentas pasciam junto a elles;
Job 1:15 E deram sobre elles os sabeos, e os tomaram, e aos moços feriram ao fio da espada: e só eu escapei tão sómente, para te trazer a nova.
Job 1:16 Estando este ainda fallando, veiu outro e disse: Fogo de Deus caiu do céu, e queimou as ovelhas e os moços, e os consumiu, e só eu escapei tão sómente para te trazer a nova
Job 1:17 Estando ainda este fallando, veiu outro, e disse: Ordenando os chaldeos tres tropas, deram sobre os camelos, e os tomaram, e aos moços feriram ao fio da espada: e só eu escapei tão sómente para te trazer a nova.
Job 1:18 Estando ainda este fallando, veiu outro, e disse: Estando teus filhos tuas filhas comendo e bebendo vinho, em casa de seu irmão primogenito,
Job 1:19 Eis que um grande vento sobreveiu d’além do deserto, e deu nos quatro cantos da casa, e caiu sobre os mancebos, e morreram: e só eu escapei tão sómente, para te trazer a nova.
Job 1:20 Então Job se levantou, e rasgou o seu manto, e tosquiou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou,
Job 1:21 E disse: Nu sahi do ventre de minha mãe, e nu tornarei para lá; Yahweh o deu, e Yahweh o tomou: bemdito seja o nome deYahweh.
Job 1:22 Em tudo isto Job não
peccou, nem attribuiu a Deus falta alguma.
Job 2:1 E, vindo outro dia, em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante Yahweh, veiu tambem Satanaz entre elles, apresentar-se peranteYahweh .
Job 2:2 Então Yahweh disse a Satanaz: D’onde vens? E respondeu Satanaz aYahweh, e disse: De rodeiar a terra, e passeiar por ella.
Job 2:3 E disse Yahweh a Satanaz: Consideraste ao meu servo Job? porque ninguem ha na terra similhante a elle, homem sincero e recto, temente a Deus, e desviando-se do mal, e que ainda retem a sua sinceridade; havendo-me tu incitado contra elle, para o consumir sem causa.
Job 2:4 Então Satanaz respondeu aYahweh, e disse: Pelle por pelle, e tudo quanto o homem tem dará pela sua vida.
Job 2:5 Porém estende a tua mão, e toca-lhe nos ossos, e na carne, e verás se te não amaldiçoa na tua face
Job 2:6 E disse Yahweh a Satanaz: Eis-*que elle está na tua mão; porém guarda a sua vida.
Job 2:7 Então saiu Satanaz da presença deYahweh, e feriu a Job d’uma chaga maligna, desde a planta do pé até ao alto da cabeça.
Job 2:8 E tomou um caco para se raspar com elle: e estava assentado no meio da cinza.
Job 2:9 Então sua mulher lhe disse: Ainda retens a tua sinceridade? amaldiçoa a Deus, e morre.
Job 2:10 Porém elle lhe disse: Como falla qualquer das doidas, fallas tu; receberemos o bem de Deus, e não receberiamos o mal? Em tudo isto não peccou Job com os seus labios.
Job 2:11 Ouvindo pois tres amigos de Job todo este mal que tinha vindo sobre elle, vieram cada um do seu logar; Eliphaz o temanita, e Bildad o suhita, e Sofar o naamathita; e concertaram juntamente de virem condoer-se d’elle, e para o consolarem.
Job 2:12 E, levantando de longe os seus olhos, não o conheceram: e levantaram a sua voz e choraram; e rasgaram cada um o seu manto, e sobre as suas cabeças lançaram pó ao ar.
Job 2:13 E se assentaram juntamente com elle na terra, sete dias e sete noites: e nenhum lhe dizia palavra alguma, porque viam que a dôr era mui grande.
Job 3:1 Depois d’isto abriu Job a sua bocca, e amaldiçoou o seu dia.
Job 3:2 E Job respondeu, e disse:
Job 3:3 Pereça o dia em que nasci, e a noite em que se disse: Foi concebido um homem!
Job 3:4 Converta-se aquelle dia em trevas; e Deus de cima não tenha cuidado d’elle, nem resplandeça sobre elle a luz.
Job 3:5 Contaminem-n’o as trevas e a sombra de morte; habitem sobre elle nuvens: a escuridão do dia o espante!
Job 3:6 A escuridão tome aquella noite, e não se goze entre os dias do anno, e não entre no numero dos mezes!
Job 3:7 Ah que solitaria seja aquella noite, e suave musica não entre n’ella!
Job 3:8 Amaldiçoem-n’a aquelles que amaldiçoam o dia, que estão promptos para levantar o seu pranto.
Job 3:9 Escureçam-se as estrellas do seu crepusculo; que espere a luz, e não venha: e não veja as pestanas dos olhos da alva!
Job 3:10 Porque não fechou as portas do ventre; nem escondeu dos meus olhos a canceira?
Job 3:11 Porque não morri eu desde a madre? e em saindo do ventre, não expirei?
Job 3:12 Porque me receberam os joelhos? e porque os peitos, para que mamasse?
Job 3:13 Porque já agora jazera e repousara; dormiria, e então haveria repouso para mim.
Job 3:14 Com os reis e conselheiros da terra, que se edificavam casas nos logares assolados,
Job 3:15 Ou com os principes que tinham oiro, que enchiam as suas casas de prata,
Job 3:16 Ou como aborto occulto, não existiria: como as creanças que não viram a luz.
Job 3:17 Ali os maus cessam de perturbar: e ali repousam os cançados.
Job 3:18 Ali os presos juntamente repousam, e não ouvem a voz do exactor:
Job 3:19 Ali está o pequeno e o grande, e o servo fica livre de seu senhor.
Job 3:20 Porque se dá luz ao miseravel, e vida aos amargosos d’animo?
Job 3:21 Que esperam a morte, e não se acha: e cavam em busca d’ella mais do que de thesouros occultos:
Job 3:22 Que d’alegria saltam, e exultam, achando a sepultura:
Job 3:23 Ao homem, cujo caminho é occulto, e a quem Deus o encobriu?
Job 3:24 Porque antes do meu pão vem o meu suspiro: e os meus gemidos se derramam como agua.
Job 3:25 Porque o temor que temo me veiu: e o que receiava me aconteceu.
Job 3:26 Nunca estive descançado, nem soceguei, nem repousei, mas veiu sobre mim a perturbação.
Job 4:1 Então respondeu Eliphaz o temanita, e disse:
Job 4:2 Se intentarmos fallar-te, enfadar-te-has? mas quem poderia conter as palavras?
Job 4:3 Eis que ensinaste a muitos, e esforçaste as mãos fracas.
Job 4:4 As tuas palavras levantaram os que tropeçavam e os joelhos desfallecentes fortificaste.
Job 4:5 Mas agora a ti te vem, e te enfadas: e, tocando-te a ti, te perturbas.
Job 4:6 Porventura não era o teu temor de Deus a tua confiança, e a tua esperança a sinceridade dos teus caminhos?
Job 4:7 Lembra-te agora qual é o innocente que jamais perecesse? e onde foram os sinceros destruidos?
Job 4:8 Como eu tenho visto, os que lavram iniquidade, e semeam trabalho segam o mesmo.
Job 4:9 Com o bafo de Deus perecem; e com o assopro da sua ira se consomem.
Job 4:10 O bramido do leão, e a voz do leão feroz, e os dentes dos leõezinhos se quebrantam.
Job 4:11 Perece o leão velho, porque não ha preza; e os filhos da leoa andam esparzidos.
Job 4:12 Uma palavra se me disse em segredo; e os meus ouvidos perceberam um sussurro d’ella.
Job 4:13 Entre imaginações de visões da noite, quando cae sobre os homens o somno profundo;
Job 4:14 Sobreveiu-me o espanto e o tremor, e todos os meus ossos estremeceram.
Job 4:15 Então um espirito passou por diante de mim; fez-me arrepiar os cabellos da minha carne;
Job 4:16 Parou elle, porém não conheci a sua feição; um vulto estava diante dos meus olhos: e, calando-me, ouvi uma voz que dizia:
Job 4:17 Seria porventura o homem mais justo do que Deus? seria porventura o varão mais puro do que o seu Creador?
Job 4:18 Eis-que nos seus servos não confiaria, e aos seus anjos imputaria loucura:
Job 4:19 Quanto menos n’aquelles que habitam em casas de lodo, cujo fundamento está no pó, e são machucados como a traça!
Job 4:20 Desde a manhã até á tarde são despedaçados: e eternamente perecem sem que d’isso se faça caso.
Job 4:21 Porventura se não passa com elles a sua excellencia? morrem, porém sem sabedoria.
Job 5:1 Chama agora; ha alguem que te responda? e para qual dos sanctos te virarás?
Job 5:2 Porque a ira destroe o louco; e o zelo mata o tolo.
Job 5:3 Bem vi eu o louco lançar raizes; porém logo amaldiçoei a sua habitação.
Job 5:4 Seus filhos estão longe da salvação; e são despedaçados ás portas, e não ha quem os livre.
Job 5:5 A sua sega a devora o faminto, e até d’entre os espinhos a tira; e o salteador traga a sua fazenda.
Job 5:6 Porque do pó não procede a afflicção, nem da terra brota o trabalho.
Job 5:7 Mas o homem nasce para o trabalho, como as faiscas das brazas se levantam para voarem.
Job 5:8 Porém eu buscaria a Deus; e a Elle dirigiria a minha falla.
Job 5:9 Elle faz coisas tão grandiosas, que se não podem esquadrinhar; e tantas maravilhas, que se não podem contar.
Job 5:10 Que dá a chuva sobre a terra, e envia aguas sobre os campos,
Job 5:11 Para pôr aos abatidos n’um logar alto: e para que os enlutados se exaltem na salvação.
Job 5:12 Elle aniquila as imaginações dos astutos, para que as suas mãos não possam levar coisa alguma a effeito.
Job 5:13 Elle apanha os sabios na sua propria astucia; e o conselho dos perversos se precipita.
Job 5:14 Elles de dia encontrem as trevas; e ao meio dia andem como de noite, ás apalpadelas.
Job 5:15 Porém ao necessitado livra da espada, e da bocca d’elles, e da mão do forte.
Job 5:16 Assim ha esperança para o pobre; e a iniquidade tapa a sua bocca.
Job 5:17 Eis que bemaventurado é o homem a quem Deus castiga; pois não desprezes o castigo do Todo-poderoso.
Job 5:18 Porque elle faz a chaga, e elle mesmo a liga: elle fere, e as suas mãos curam.
Job 5:19 Em seis angustias te livrará; e na setima o mal te não tocará.
Job 5:20 Na fome te livrará da morte; e na guerra da violencia da espada.
Job 5:21 Do açoite da lingua estarás encoberto; e não temerás a assolação, quando vier.
Job 5:22 Da assolação e da fome te rirás, e os animaes da terra não temerás.
Job 5:23 Porque até com as pedras do campo terás a tua alliança; e os animaes do campo serão pacificos comtigo.
Job 5:24 E saberás que a tua tenda está em paz; e visitarás a tua habitação, e não falharás.
Job 5:25 Tambem saberás que se multiplicará a tua semente e a tua posteridade como a herva da terra.
Job 5:26 Na velhice virás á sepultura, como se recolhe o feixe de trigo a seu tempo.
Job 5:27 Eis que isto já o havemos inquirido, e assim é; ouve-o, e medita n’isso para teu bem.
Job 6:1 Então Job respondeu, e disse:
Job 6:2 Oh se a minha magoa rectamente se pezasse, e a minha miseria juntamente se alçasse n’uma balança!
Job 6:3 Porque na verdade mais pesada seria, do que a areia dos mares: por isso é que as minhas palavras se me afogam.
Job 6:4 Porque as frechas do Todo-poderoso estão em mim, cujo ardente veneno me chupa o espirito: os terrores de Deus se armam contra mim.
Job 6:5 Porventura zurrará o jumento montez junto á relva? ou berrará o boi junto ao seu pasto?
Job 6:6 Ou comer-se-ha sem sal o que é insipido? ou haverá gosto na clara do ovo?
Job 6:7 A minha alma recusa tocal-o, pois é como a minha comida fastienta.
Job 6:8 Quem dera que se cumprisse o meu desejo, e que Deus me désse o que espero!
Job 6:9 E que Deus quizesse quebrantar-me, e soltasse a sua mão, e me acabasse!
Job 6:10 Isto ainda seria a minha consolação, e me refrigeraria no meu tormento, não
me perdoando elle; porque não occultei as palavras do Sancto.
Job 6:11 Qual é a minha força, para que eu espere? ou qual é o meu fim, para que prolongue a minha vida?
Job 6:12 É porventura a minha força a força de pedra? Ou é de cobre a minha carne?
Job 6:13 Ou não está em mim a minha ajuda? ou desamparou-me a verdadeira sabedoria?
Job 6:14 Ao que está afflicto devia o amigo mostrar compaixão, ainda ao que deixasse o temor do Todo-poderoso.
Job 6:15 Meus irmãos aleivosamente me fallaram, como um ribeiro, como a torrente dos ribeiros que passam.
Job 6:16 Que estão encobertos com a geada, e n’elles se esconde a neve.
Job 6:17 No tempo em que se derretem com o calor se desfazem, e em se aquentando, desapparecem do seu logar.
Job 6:18 Desviam-se as veredas dos seus caminhos: sobem ao vacuo, e perecem.
Job 6:19 Os caminhantes de Tema os vêem; os passageiros de Sheba olham para elles.
Job 6:20 Foram envergonhados, por terem confiado e, chegando ali, se confundem.
Job 6:21 Agora sois similhantes a elles: vistes o terror, e temestes.
Job 6:22 Disse-vos eu: Dae-me ou offerecei-me da vossa fazenda presentes?
Job 6:23 Ou livrae-me das mãos do oppressor? ou redemi-me das mãos dos tyrannos?
Job 6:24 Ensinae-me, e eu me calarei: e dae-me a entender em que errei.
Job 6:25 Oh! quão fortes são as palavras da boa razão! mas que é o que argue a vossa arguição?
Job 6:26 Porventura buscareis palavras para me reprehenderdes, visto que as razões do desesperado estão como vento?
Job 6:27 Mas antes lançaes sortes sobre o orphão; e cavaes uma cova para o vosso amigo.
Job 6:28 Agora pois, se sois servidos, virae-vos para mim; e vede se minto em vossa presença.
Job 6:29 Voltae pois, não haja iniquidade: tornae-vos, digo, que ainda a minha justiça apparecerá n’isso.
Job 6:30 Ha porventura iniquidade na minha lingua? Ou não poderia o meu paladar dar a entender as minhas miserias?
Job 7:1 Porventura não tem o homem guerra sobre a terra? e não são os seus dias como os dias do jornaleiro?
Job 7:2 Como o cervo que suspira pela sombra, e como o jornaleiro que espera pela sua paga,
Job 7:3 Assim me deram por herança mezes de vaidade: e noites de trabalho me prepararam.
Job 7:4 Deitando-me a dormir, então digo, Quando me levantarei? mas comprida é a noite, e farto-me de me voltar na cama até á alva.
Job 7:5 A minha carne se tem vestido de bichos e de torrões de pó: a minha pelle está gretada, e se fez abominavel.
Job 7:6 Os meus dias são mais velozes do que a lançadeira do tecelão, e pereceram sem esperança.
Job 7:7 Lembra-te de que a minha vida é como o vento; os meus olhos não tornarão a ver o bem.
Job 7:8 Os olhos dos que agora me vêem não me verão mais: os teus olhos estarão sobre mim, porém não serei mais.
Job 7:9 Assim como a nuvem se desfaz e passa, assim aquelle que desce á sepultura nunca tornará a subir.
Job 7:10 Nunca mais tornará á sua casa, nem o seu logar jámais o conhecerá.
Job 7:11 Por isso não reprimirei a minha bocca: fallarei na angustia do meu espirito; queixar-me-hei na amargura da minha alma.
Job 7:12 Sou eu porventura o mar, ou a baleia, para que me ponhas uma guarda ?
Job 7:13 Dizendo eu: Consolar-me-ha a minha cama: meu leito alliviará a minha ancia;
Job 7:14 Então me espantas com sonhos, e com visões me assombras:
Job 7:15 Pelo que a minha alma escolheria antes a estrangulação: e antes a morte do que a vida.
Job 7:16 A minha vida abomino, pois não viveria para sempre: retira-te de mim; pois vaidade são os meus dias.
Job 7:17 Que é o homem, para que tanto o estimes, e ponhas sobre elle o teu coração,
Job 7:18 E cada manhã o visites, e cada momento o proves?
Job 7:19 Até quando me não deixarás, nem me largarás, até que engula o meu cuspo?
Job 7:20 Se pequei, que te farei, ó Guarda dos homens? porque fizeste de mim um alvo para ti por tropeço, para que a mim mesmo me seja pesado?
Job 7:21 E porque me não perdoas a minha transgressão, e não tiras a minha iniquidade? porque agora me deitarei no pó, e de madrugada me buscarás, e não estarei lá.
Job 8:1 Então respondeu Bildad o suhita, e disse:
Job 8:2 Até quando fallarás taes coisas, e as razões da tua bocca serão como um vento impetuoso?
Job 8:3 Porventura perverteria Deus o direito? e perverteria o Todo-poderoso a justiça?
Job 8:4 Se teus filhos peccaram contra elle, tambem elle os lançou na mão da sua transgressão.
Job 8:5 Mas, se tu de madrugada buscares a Deus, e ao Todo-poderoso pedires misericordia,
Job 8:6 Se fôres puro e recto, certamente logo despertará por ti, e restaurará a morada da tua justiça.
Job 8:7 O teu principio, na verdade, terá sido pequeno, porém o teu ultimo estado crescerá em extremo.
Job 8:8 Porque, pergunta agora ás gerações passadas: e prepara-te para a inquirição de seus paes
Job 8:9 Porque nós somos de hontem, e nada sabemos; porquanto nossos dias sobre a terra são como a sombra.
Job 8:10 Porventura não te ensinarão elles, e não te fallarão, e do seu coração não tirarão razões?
Job 8:11 Porventura sobe o junco sem lodo? ou cresce a espadana sem agua?
Job 8:12 Estando ainda na sua verdura, ainda que a não cortem, todavia antes de qualquer outra herva se secca.
Job 8:13 Assim são as veredas de todos quantos se esquecem de Deus: e a esperança do hypocrita perecerá.
Job 8:14 Cuja esperança fica frustrada: e a sua confiança será como a teia d’aranha.
Job 8:15 Encostar-se-ha á sua casa, mas não se terá firme: apegar-se-ha a ella, mas não ficará em pé.
Job 8:16 Está sumarento antes que venha o sol, e os seus renovos saem sobre o seu jardim;
Job 8:17 As suas raizes se entrelaçam junto á fonte, para o pedregal attenta.
Job 8:18 Absorvendo-o elle do seu logar, negal-o-ha este, dizendo: Nunca te vi?
Job 8:19 Eis que este é alegria do seu caminho, e outros brotarão do pó.
Job 8:20 Eis que Deus não rejeitará ao recto; nem toma pela mão aos malfeitores:
Job 8:21 Até que de riso te encha a bocca, e os teus labios de jubilação.
Job 8:22 Teus aborrecedores se vestirão de confusão, e a tenda dos impios não existirá mais.
Job 9:1 Então Job respondeu, e disse:
Job 9:2 Na verdade sei que assim é; porque como se justificaria o homem para com Deus?
Job 9:3 Se quizer contender com elle, nem a uma de mil coisas lhe poderá responder.
Job 9:4 Elle é sábio de coração, e forte de forças: quem se endureceu contra elle, e teve paz?
Job 9:5 Elle é o que transporta as montanhas, sem que o sintam, e o que as transtorna no seu furor.
Job 9:6 O que remove a terra do seu logar, e as suas columnas estremecem.
Job 9:7 O que falla ao sol, e não sae, e sella as estrellas.
Job 9:8 O que só estende os céus, e anda sobre os altos do mar.
Job 9:9 O que faz a Ursa, o Orion, e o Setestrello, e as recamaras do sul.
Job 9:10 O que faz coisas grandes, que se não podem esquadrinhar: e maravilhas taes que se não podem contar.
Job 9:11 Eis que passa por diante de mim, e não o vejo: e torna a passar perante mim, e não o sinto.
Job 9:12 Eis que arrebata; quem lh’o fará restituir? quem lhe dirá: Que é o que fazes?
Job 9:13 Deus não revogará a sua ira: debaixo d’elle se encurvam os auxiliadores soberbos.
Job 9:14 Quanto menos lhe responderia eu! ou escolheria diante d’elle as minhas palavras!
Job 9:15 A quem, ainda que eu fosse justo, lhe não responderia: antes ao meu Juiz pediria misericordia.
Job 9:16 Ainda que chamasse, e elle me respondesse, nem por isso creria que désse ouvidos á minha voz.
Job 9:17 Porque me quebranta com uma tempestade, e multiplica as minhas chagas sem causa.
Job 9:18 Nem me concede o respirar, antes me farta d’amarguras.
Job 9:19 Quanto ás forças, eis que elle é o forte: e, quanto ao juizo, quem me citará com elle?
Job 9:20 Se eu me justificar, a minha bocca me condemnará: se fôr recto, então me declarará por perverso.
Job 9:21 Se fôr recto, não estimo a minha alma: deprezo a minha vida.
Job 9:22 A coisa é esta; por isso eu digo que elle consome ao recto e ao impio.
Job 9:23 Matando o açoite de repente, então se ri da prova dos innocentes.
Job 9:24 A terra se entrega na mão do impio; elle cobre o rosto dos juizes: se não é elle, quem é logo?
Job 9:25 E os meus dias são mais velozes do que um correio: fugiram, e nunca viram o bem.
Job 9:26 Passam como navios veleiros: como aguia que se lança á comida.
Job 9:27 Se eu disser: Me esquecerei da minha queixa, e mudarei o meu rosto, e tomarei alento;
Job 9:28 Receio todas as minhas dôres, porque bem sei que me não terás por innocente.
Job 9:29 E, sendo eu impio, por que trabalharei em vão?
Job 9:30 Ainda que me lave com agua de neve, e purifique as minhas mãos com sabão,
Job 9:31 Ainda me submergirás no fosso, e os meus proprios vestidos me abominarão.
Job 9:32 Porque elle não é homem, como eu, a quem eu responda, vindo juntamente a juizo.
Job 9:33 Não ha entre nós arbitro que ponha a mão sobre nós ambos.
Job 9:34 Tire elle a sua vara de cima de mim, e não me amedronte o seu terror.
Job 9:35 Então fallarei, e não o temerei; porque assim não estou comigo.
Job 10:1 A minha alma tem tedio á minha vida: darei livre curso á minha queixa, fallarei na amargura da minha alma.
Job 10:2 Direi a Deus: Não me condemnes: faze-me saber porque contendes comigo.
Job 10:3 Parece-te bem que me opprimas? que rejeites o trabalho das tuas mãos? e resplandeças sobre o conselho dos impios?
Job 10:4 Tens tu porventura olhos de carne? vês tu como vê o homem?
Job 10:5 São os teus dias como os dias do homem? Ou são os teus annos como os annos de um homem,
Job 10:6 Para te informares da minha iniquidade, e averiguares o meu peccado?

Job 10:7 Bem sabes tu que eu não sou impio: todavia ninguem ha que me livre da tua mão.
Job 10:8 As tuas mãos me fizeram e me formaram todo em roda; comtudo me consomes.
Job 10:9 Peço-te que te lembres de que como barro me formaste e me farás tornar em pó.
Job 10:10 Porventura não me vasaste como leite, e como queijo me não coalhaste?
Job 10:11 De pelle e carne me vestiste, e com ossos e nervos me ligaste.
Job 10:12 Vida e beneficencia me fizeste: e o teu cuidado guardou o meu espirito.
Job 10:13 Porém estas coisas as occultaste no teu coração: bem sei eu que isto esteve comtigo.
Job 10:14 Se eu peccar, tu me observas; e da minha iniquidade não me escusarás.
Job 10:15 Se fôr impio, ai de mim! e se fôr justo, não levantarei a minha cabeça: farto estou de affronta; e olho para a minha miseria.
Job 10:16 Porque se vae crescendo; tu me caças como a um leão feroz: tornas-te, e fazes maravilhas contra mim.
Job 10:17 Tu renovas contra mim as tuas testemunhas, e multiplicas contra mim a tua ira; revezes e combate estão comigo.
Job 10:18 Por quepois me tiraste da madre? Ah se então dera o espirito, e olhos nenhuns me vissem!
Job 10:19 Que tivera sido como se nunca fôra: e desde o ventre fôra levado á sepultura!
Job 10:20 Porventura não são poucos os meus dias? cessa pois, e deixa-me, para que por um pouco eu tome alento;
Job 10:21 Antes que vá e d’onde nunca torne, á terra da escuridão e da sombra da morte;
Job 10:22 Terra escurissima, como a mesma escuridão, terra da sombra, da morte e sem ordem alguma e onde a luz é como a escuridão.
Job 11:1 Então respondeu Sofar, o naamathita, e disse
Job 11:2 Porventura não se dará resposta á multidão de palavras? E o homen fallador será justificado?
Job 11:3 A’s tuas mentiras se hão de calar os homens? E zombarás tu sem que ninguem te envergonhe?
Job 11:4 Pois tu disseste: A minha doutrina é pura, e limpo sou aos teus olhos.
Job 11:5 Mas, na verdade, oxalá que Deus fallasse e abrisse os seus labios contra ti!
Job 11:6 E te fizesse saber os segredos da sabedoria, que ella é multiplice em efficacia; pelo que sabe que Deus exige de ti menos do que merece a tua iniquidade.
Job 11:7 Porventura alcançarás os caminhos de Deus? ou chegarás á perfeição do Todo-poderoso?
Job 11:8 Como as alturas dos céus é a sua sabedoria; que poderás tu fazer? mais profunda do que o inferno, que poderás tu saber?
Job 11:9 Mais comprida é a sua medida do que a terra: e mais larga do que o mar.
Job 11:10 Se elle destruir, e encerrar, ou se recolher, quem o fará tornar para traz?
Job 11:11 Porque elle conhece aos homens vãos, e vê o vicio; e não o terá em consideração?
Job 11:12 Mas o homem vão é falto de entendimento; sim, o homem nasce como a cria do jumento montez.
Job 11:13 Se tu preparaste o teu coração, e estendeste as tuas mãos para elle!
Job 11:14 Se ha iniquidade na tua mão, lança-a para longe de ti e não deixes habitar a injustiça nas tuas tendas.
Job 11:15 Porque então o teu rosto levantarás sem macula: e estarás firme, e não temerás.
Job 11:16 Porque te esquecerás dos trabalhos, e te lembrarás d’elles como das aguas que já passaram
Job 11:17 E a tua vida mais clara se levantará do que o meio dia; ainda que seja trevas, será como a manhã.
Job 11:18 E terás confiança; porque haverá esperança; e buscarás e repousarás seguro.
Job 11:19 E deitar-te-has, e ninguem te espantará; muitos supplicarão o teu rosto.
Job 11:20 Porém os olhos dos impios desfallecerão, e perecerá o seu refugio: e a sua esperança será o expirar da alma
Job 12:1 Então Job respondeu, e disse:
Job 12:2 Na verdade, que só vós sois o povo, e comvosco morrerá a sabedoria.
Job 12:3 Tambem eu tenho um coração como vós, e não vos sou inferior: e quem não sabe taes coisas como estas?
Job 12:4 Eu sou irrisão aos meus amigos; eu, que invoco a Deus, e elle me responde; o justo e o recto servem de irrisão.
Job 12:5 Tocha desprezivel é na opinião do que está descançado, aquelle que está prompto a tropeçar com os pés.
Job 12:6 As tendas dos assoladores teem descanço, e os que provocam a Deus estão seguros; nas suas mãos Deus lhes põe tudo.
Job 12:7 Mas, pergunta agora ás bestas, e cada uma d’ellas t’o ensinará: e ás aves dos céus, e ellas t’o farão saber;
Job 12:8 Ou falla com a terra, e ella t’o ensinará: até os peixes do mar t’o contarão.
Job 12:9 Quem não entende por todas estas coisas que a mão de Yahweh faz isto?
Job 12:10 Em cuja mão está a alma de tudo quanto vive, e o espirito de toda a carne humana.
Job 12:11 Porventura o ouvido não provará as palavras, como o paladar gosta as comidas?
Job 12:12 Com os edosos está a sabedoria, e na longura de dias o entendimento.
Job 12:13 Com elle está a sabedoria e a força: conselho e entendimento tem.
Job 12:14 Eis que elle derriba, e não se reedificará: encerra o homem, e não se lhe abrirá.
Job 12:15 Eis que elle retem as aguas, e se seccam; e as larga, e transtornam a terra.
Job 12:16 Com elle está a força e a sabedoria: seu é o errante e o que o faz errar.
Job 12:17 Aos conselheiros leva despojados, e aos juizes faz desvairar.
Job 12:18 Solta a atadura dos reis, e ata o cinto aos seus lombos.
Job 12:19 Aos principes leva despojados, aos poderosos transtorna.
Job 12:20 Aos acreditados tira a falla, e toma o entendimento aos velhos.
Job 12:21 Derrama desprezo sobre os principes, e affrouxa o cinto dos violentos.
Job 12:22 As profundezas das trevas manifesta, e a sombra da morte traz á luz.
Job 12:23 Multiplica as gentes e as faz perecer; espalha as gentes, e as guia.
Job 12:24 Tira o coração aos chefes das gentes da terra, e os faz vaguear pelos desertos, sem caminho.
Job 12:25 Nas trevas andam ás apalpadelas, sem terem luz, e os faz desatinar como ebrios.
Job 12:1 Eis que tudo isto viram os meus olhos, e os meus ouvidos o ouviram e entenderam.
Job 13:2 Como vós o sabeis, o sei eu tambem; não vos sou inferior.
Job 13:3 Mas eu fallarei ao Todo-poderoso, e quero defender-me para com Deus.
Job 13:4 Vós porém sois inventores de mentiras, e vós todos medicos que não valem nada.
Job 13:5 Oxalá vos calasseis de todo! que isso seria a vossa sabedoria.
Job 13:6 Ouvi agora a minha defeza, e escutae os argumentos dos meus labios.
Job 13:7 Porventura por Deus fallareis perversidade? e por elle fallareis engano?
Job 13:8 Ou fareis acceitação da sua pessoa? ou contendereis por Deus?
Job 13:9 Ser-vos-hia bom, se elle vos esquadrinhasse? ou zombareis d’elle, como se zomba d’algum homem?
Job 13:10 Certamente vos reprehenderá, se em occulto fizerdes acceitação de pessoas.
Job 13:11 Porventura não vos espantará a sua alteza? e não cairá sobre vós o seu temor?
Job 13:12 As vossas memorias são como a cinza: as vossas alturas como alturas de lodo.
Job 13:13 Calae-vos perante mim, e fallarei eu, e que fique alliviado algum tanto.
Job 13:14 Por que razão tomo eu a minha carne com os meus dentes, e ponho a minha vida na minha mão?
Job 13:15 Ainda que me matasse, n’elle esperarei; comtudo os meus caminhos defenderei diante d’elle.
Job 13:16 Tambem elle será a salvação minha: porém o hypocrita não virá perante o seu rosto
Job 13:17 Ouvi com attenção as minhas razões, e com os vossos ouvidos a minha declaração.
Job 13:18 Eis que já tenho ordenado a minha causa, e sei que serei achado justo.
Job 13:19 Quem é o que contenderá comigo? se eu agora me calasse, daria o espirito.
Job 13:20 Duas coisas sómente não faças para comigo; então me não esconderei do teu rosto:
Job 13:21 Desvia a tua mão para longe, de sobre mim, e não me espante o teu terror.
Job 13:22 Chama, pois, e eu responderei; ou eu fallarei, e tu responde-me.
Job 13:23 Quantas culpas e peccados tenho eu? notifica-me a minha transgressão e o meu peccado.
Job 13:24 Porque escondes o teu rosto, e me tens por teu inimigo?
Job 13:25 Porventura quebrantarás a folha arrebatada do vento? e perseguirás o restolho secco?
Job 13:26 Porque escreves contra mim amarguras e me fazes herdar as culpas da minha mocidade?
Job 13:27 Tambem pões no tronco os meus pés, e observas todos os meus caminhos, e marcas as solas dos meus pés.
Job 13:28 Envelhecendo-se entretanto elle com a podridão, e como o vestido, ao qual roe a traça.
Job 14:1 O homem nascido da mulher é curto de dias e farto de inquietação.
Job 14:2 Sae como a flor, e se corta; foge tambem como a sombra, e não permanece.
Job 14:3 E sobre este tal abres os teus olhos, e a mim me fazes entrar no juizo comtigo.
Job 14:4 Quem do immundo tirará o puro? Ninguem.
Job 14:5 Visto que os seus dias estão determinados, comtigo está o numero dos seus dias; e tu lhe pozeste limites, e não passará além d’elles.
Job 14:6 Desvia-te d’elle, para que tenha repouso, até que, como o jornaleiro, tenha contentamento no seu dia.
Job 14:7 Porque ha esperança para a arvore que, se fôr cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos
Job 14:8 Se se envelhecer na terra a sua raiz, e morrer o seu tronco no pó,
Job 14:9 Ao cheiro das aguas brotará, e dará ramos para a planta.
Job 14:10 Porém, morrendo o homem, está abatido: e dando o homem o espirito, então onde está?
Job 14:11 Como as aguas se retiram do mar, e o rio se esgota, e fica secco,
Job 14:12 Assim o homem se deita, e não se levanta: até que não haja mais céus não acordarão nem se erguerão de seu somno.
Job 14:13 Oxalá me escondesses na sepultura, e me occultasses até que a tua ira se desviasse: e me pozesses um limite, e te lembrasses de mim!
Job 14:14 Morrendo o homem, porventura tornará a viver? todos os dias de meu combate esperaria, até que viesse a minha mudança?
Job 14:15 Chama-me, e eu te responderei, e affeiçoa-te á obra de tuas mãos.

Job 14:16 Pois agora contas os meus passos: porventura não vigias sobre o meu peccado?
Job 14:17 A minha transgressão está sellada n’um sacco, e amontoas as minhas iniquidades.
Job 14:18 E, na verdade, caindo a montanha, desfaz-se: e a rocha se remove do seu logar.
Job 14:19 As aguas gastam as pedras, as cheias afogam o pó da terra: e tu fazes perecer a esperança do homem.
Job 14:20 Tu para sempre prevaleces contra elle, e elle passa; tu, mudando o seu rosto, o despedes.
Job 14:21 Os seus filhos estão em honra, sem que elle o saiba: ou ficam minguados sem que elle o perceba:
Job 14:22 Mas a sua carne n’elle tem dôres: e a sua alma n’elle lamenta.
Job 15:1 Então respondeu Eliphaz o themanita, e disse:
Job 15:2 Porventura dará o sabio por resposta sciencia de vento? e encherá o seu ventre de vento oriental?
Job 15:3 Arguindo com palavras que de nada servem e com razões, com que nada aproveita?
Job 15:4 E tu tens feito vão o temor, e diminues os rogos diante de Deus.
Job 15:5 Porque a tua bocca declara a tua iniquidade; e tu escolheste a lingua dos astutos.
Job 15:6 A tua bocca te condemna, e não eu, e os teus labios testificam contra ti.
Job 15:7 És tu porventura o primeiro homem que foi nascido? ou foste gerado antes dos outeiros?
Job 15:8 Ou ouviste o secreto conselho de Deus? e a ti só limitaste a sabedoria?
Job 15:9 Que sabes tu, que nós não sabemos? e que entendes, que não haja em nós?
Job 15:10 Tambem ha entre nós encanecidos e edosos, muito mais edosos do que teu pae.
Job 15:11 Porventura as consolações de Deus te são pequenas? ou alguma coisa se occulta em ti
Job 15:12 Porque te arrebata o teu coração? e porque acenam os teus olhos?
Job 15:13 Para virares contra Deus o teu espirito, e deixares sair taes palavras da tua bocca?
Job 15:14 Que é o homem, para que seja puro? e o que nasce da mulher, para que fique justo?
Job 15:15 Eis que nos seus sanctos não confiaria, e nem os céus são puros aos seus olhos.
Job 15:16 Quanto mais abominavel e fedorento é o homem que bebe a iniquidade como a agua?
Job 15:17 Escuta-me, mostrar-t’o-hei: e o que vi te contarei
Job 15:18 (O que os sabios annunciaram, ouvindo-o de seus paes, e o não occultaram.
Job 15:19 Aos quaes sómente se déra a terra, e nenhum estranho passou por meis d’elles):
Job 15:20 Todos os dias o impio se dá pena a si mesmo, e se reservam para o tyranno um certo numero d’annos.
Job 15:21 O sonido dos horrores está nos seus ouvidos: até na paz lhe sobrevem o assolador.
Job 15:22 Não crê que tornará das trevas, e que está esperado da espada.
Job 15:23 Anda vagueando por pão, dizendo: Onde está? Bem sabe que já o dia das trevas lhe está preparado á mão.
Job 15:24 Assombram-n’o a angustia e a tribulação; prevalecem contra elle, como o rei preparado para a peleja.
Job 15:25 Porque estende a sua mão contra Deus, e contra o Todo-poderoso se embravece.
Job 15:26 Arremette contra elle com a dura cerviz, e contra os pontos grossos dos seus escudos.
Job 15:27 Porquanto cobriu o seu rosto com a sua gordura, e criou enxundia nas ilhargas.
Job 15:28 E habitou em cidades assoladas, em casas em que ninguem morava, que estavam a ponto de fazer-se montões de ruinas.
Job 15:29 Não se enriquecerá, nem subsistirá a sua fazenda, nem se estenderão pela terra as suas possessões.
Job 15:30 Não escapará das trevas; a chamma do fogo seccará os seus renovos, e ao assopro da sua bocca desapparecerá.
Job 15:31 Não confie pois na vaidade enganando-se a si mesmo, porque a vaidade será a sua recompensa.
Job 15:32 Antes do seu dia ella se lhe cumprirá; e o seu ramo não reverdecerá.
Job 15:33 Sacudirá as suas uvas verdes, como as da vide, e deixará cair a sua flor como a da oliveira.
Job 15:34 Porque o ajuntamento dos hypocritas se fará esteril, e o fogo consumirá as tendas do soborno.
Job 15:35 Concebem o trabalho, e parem a iniquidade, e o seu ventre prepara enganos.
Job 16:1 Então respondeu Job, e disse:
Job 16:2 Tenho ouvido muitas coisas como estas: todos vós sois consoladores molestos.
Job 16:3 Porventura não terão fim estas palavras de vento? ou que te irrita, para assim responderes?
Job 16:4 Fallaria eu tambem como vós fallaes, se a vossa alma estivesse em logar da minha alma? ou amontoaria palavras contra vós, e menearia contra vós a minha cabeça?
Job 16:5 Antes vos fortaleceria com a minha bocca, e a consolação dos meus labios abrandaria a dôr.
Job 16:6 Se eu fallar, a minha dôr não cessa, e, calando-me eu, que mal me deixa?
Job 16:7 Na verdade, agora me molestou: tu assolaste toda a minha companhia.
Job 16:8 Testemunha d’isto é que já me fizeste enrugado, e a minha magreza já se levanta contra mim, e no meu rosto testifica contra mim.
Job 16:9 Na sua ira me despedaçou, e elle me perseguiu; rangeu os seus dentes contra mim: aguça o meu adversario os seus olhos contra mim.
Job 16:10 Bocejam com a sua bocca contra mim; com desprezo me feriram nos queixos, e contra mim se ajuntam todos.
Job 16:11 Entrega-me Deus ao perverso, e nas mãos dos impios me faz cair.
Job 16:12 Descançado estava eu, porém elle me quebrantou; e pegou-me pela cerviz, e me despedaçou; tambem me poz por seu alvo.
Job 16:13 Cercam-me os seus frecheiros; atravessa-me os rins, e não me poupa, e o meu fel derrama em terra.
Job 16:14 Quebranta-me com quebranto sobre quebranto: arremette contra mim como um valente.
Job 16:15 Cosi sobre a minha pelle o sacco, e revolvi a minha cabeça no pó.
Job 16:16 O meu rosto todo está descorado de chorar, e sobre as minhas palpebras está a sombra da morte:
Job 16:17 Não havendo porém violencia nas minhas mãos, e sendo pura a minha oração.
Job 16:18 Ah! terra, não cubras o meu sangue; e não haja logar para o meu clamor!
Job 16:19 Eis que tambem agora está a minha testemunha no céu, e a minha testemunha nas alturas.
Job 16:20 Os meus amigos são os que zombam de mim; os meus olhos se desfazem em lágrimas diante de Deus.
Job 16:21 Ah! se se podesse contender com Deus pelo homem, como o filho do homem pelo seu amigo!
Job 16:22 Porque se passarão poucos annos; e eu seguirei o caminho por onde não tornarei.
Job 17:1 O meu espirito se vae corrompendo, os meus dias se vão apagando, e tenho perante mim as sepulturas.
Job 17:2 Porventura não estão zombadores comigo? e os meus olhos não passam a noite chorando pelas suas amarguras?
Job 17:3 Promette agora, e dá-me um fiador para comtigo: quem ha que me dê a mão?
Job 17:4 Porque aos seus corações encobriste o entendimento, pelo que não os exaltarás.
Job 17:5 O que lisongeando falla aos amigos tambem os olhos de seus filhos desfallecerão.
Job 17:6 Porém a mim me poz por um proverbio dos povos, de modo que já sou uma abominação perante o rosto de cada um.
Job 17:7 Pelo que já se escureceram de magoa os meus olhos, e já todos os meus membros são como a sombra:
Job 17:8 Os rectos pasmarão d’isto, e o innocente se levantará contra o hypocrita.
Job 17:9 E o justo seguirá o seu caminho firmemente, e o puro de mãos irá crescendo em força.
Job 17:10 Mas, na verdade, tornae todos vós, e vinde cá; porque sabio nenhum acho entre vós.
Job 17:11 Os meus dias passam, os meus propositos se quebraram, os pensamentos do meu coração.
Job 17:12 Trocaram o dia em noite; a luz está perto do fim, por causa das trevas.
Job 17:13 Se eu esperar, a sepultura será a minha casa; nas trevas estenderei a minha cama.
Job 17:14 Á corrupção clamo: Tu és meu pae; e aos bichos: Vós sois minha mãe e minha irmã.
Job 17:15 Onde pois estaria agora a minha esperança? emquanto á minha esperança, quem a poderá ver
Job 17:16 As barras da sepultura descerão quando juntamente no pó haverá descanço.
Job 18:1 Então respondeu Bildad, o suhita, e disse:
Job 18:2 Até quando não fareis fim de palavras? considerae bem, e então fallaremos.
Job 18:3 Porque somos estimados como bestas, e immundos aos vossos olhos?
Job 18:4 Oh tu, que despedaças a tua alma na tua ira, será a terra deixada por tua causa? e remover-se-hão as rochas do seu logar?
Job 18:5 Na verdade, a luz dos impios se apagará, e a faisca do seu fogo não resplandecerá.
Job 18:6 A luz se escurecerá nas suas tendas, e a sua lampada sobre elle se apagará.
Job 18:7 Os passos do seu poder se estreitarão, e o seu conselho o derribará.
Job 18:8 Porque por seus proprios pés é lançado na rede, e andará nos fios enredados.
Job 18:9 O laço o apanhará pelo calcanhar, e prevalecerá contra elle o salteador.
Job 18:10 Está escondida debaixo da terra uma corda, e uma armadilha na vereda,
Job 18:11 Os assombros o espantarão em redor, e o farão correr d’uma parte para a outra, por onde quer que apresse os passos.
Job 18:12 Será faminto o seu rigor, e a destruição está prompta ao seu lado.
Job 18:13 O primogenito da morte consumirá as costellas da sua pelle: consumirá, digo, os seus membros.
Job 18:14 A sua confiança será arrancada da sua tenda, e isto o fará caminhar para o rei dos assombros.
Job 18:15 Morará na sua mesma tenda, não lhe ficando nada: espalhar-se-ha enxofre sobre a sua habitação.
Job 18:16 Por debaixo se seccarão as suas raizes, e por de cima serão cortados os seus ramos.
Job 18:17 A sua memoria perecerá da terra, e pelas praças não terá nome.
Job 18:18 Da luz o lançarão nas trevas, e afugental-o-hão do mundo.
Job 18:19 Não terá filho nem neto entre o seu povo, e resto nenhum d’elle ficará nas suas moradas.
Job 18:20 Do seu dia se espantarão os vindouros, e os antigos serão sobresaltados de horror.
Job 18:21 Taes são, na verdade, as moradas do perverso, e este é o logar do que não conhece a Deus.
Job 19:1 Respondeu porém Job, e disse:
Job 19:2 Até quando entristecereis a minha alma, e me quebrantareis
com palavras?
Job 19:3 Já dez vezes me envergonhastes; vergonha não tendes: contra mim vos endureceis.
Job 19:4 Embora haja eu, na verdade, errado, comigo ficará o meu erro.
Job 19:5 Se devéras vos levantaes contra mim, e me arguis com o meu opprobrio,
Job 19:6 Sabei agora que Deus é o que me transtornou, e com a sua rede me cercou.
Job 19:7 Eis que clamo: Violencia; porém não sou ouvido; grito: Soccorro; porém não ha justiça.
Job 19:8 O meu caminho entrincheirou, e já não posso passar, e nas minhas veredas poz trevas.
Job 19:9 Da minha honra me despojou; e tirou-me a corôa da minha cabeça.
Job 19:10 Derribou-me elle em roda, e eu me vou, e arrancou a minha esperança, como a uma arvore.
Job 19:11 E fez inflammar contrar mim a sua ira, e me reputou para comsigo, como a seus inimigos.
Job 19:12 Juntas vieram as suas tropas, e prepararam contra mim o seu caminho, e se acamparam ao redor da minha tenda.
Job 19:13 Poz longe de mim a meus irmãos, e os que me conhecem devéras me estranharam.
Job 19:14 Os meus parentes me deixaram, e os meus conhecidos se esqueceram de mim.
Job 19:15 Os meus domesticos e as minhas servas me reputaram como um estranho, e vim a ser um estrangeiro aos seus olhos.
Job 19:16 Chamei a meu creado, e elle me não respondeu, supplicando-lhe eu por minha propria bocca.
Job 19:17 O meu bafo se fez estranho a minha mulher, e eu a supplico pelos filhos do meu corpo.
Job 19:18 Até os rapazes me desprezam, e, levantando-me eu, fallam contra mim.
Job 19:19 Todos os homens do meu secreto conselho me abominam, e até os que eu amava se tornaram contra mim.
Job 19:20 Os meus ossos se apegaram á minha pelle e á minha carne, e escapei só com a pelle dos meus dentes.
Job 19:21 Compadecei-vos de mim, amigos meus, compadecei-vos de mim, porque a mão de Deus me tocou.
Job 19:22 Porque me perseguis assim como Deus, e da minha carne vos não fartaes?
Job 19:23 Quem me déra agora, que as minhas palavras se escrevessem! quem me dera, que se gravassem n’um livro!
Job 19:24 E que, com penna de ferro, e com chumbo, para sempre fossem esculpidas na rocha!
Job 19:25 Porque eu sei que o meu Redemptor vive, e que estará em pé no derradeiro dia sobre o pó.
Job 19:26 E depois de roida a minha pelle, comtudo desde a minha carne verei a Deus,
Job 19:27 A quem eu verei por mim mesmo, e os meus olhos o verão, e não outro: e por isso os meus rins se consomem no meu seio.
Job 19:28 Na verdade, que devieis dizer: Porque o perseguimos? Pois a raiz da accusação se acha em mim.
Job 19:29 Temei vós mesmos a espada; porque o furor traz os castigos da espada, para saberdes que haverá um juizo.
Job 20:1 Então respondeu Sofar, o naamathita, e disse:
Job 20:2 Por isso é que os meus pensamentos me fazem responder, e portanto me apresso.
Job 20:3 Eu ouvi a reprehensão, que me envergonha, mas o espirito do meu entendimento responderá por mim.
Job 20:4 Porventura não sabes isto, que foi desde todo o tempo, desde que o homem foi posto sobre a terra?
Job 20:5 A saber: que o jubilo dos impios é breve, e a alegria dos hypocritas como d’um momento?
Job 20:6 Ainda que a sua altura subisse até ao céu, e a sua cabeça chegasse até ás nuvens,
Job 20:7 Comtudo como o seu proprio esterco perecerá para sempre: e os que o viam dirão: Onde está?
Job 20:8 Como um sonho vôa, e não será achado, e será afugentado como uma visão da noite.
Job 20:9 O olho que já o viu jamais o verá, nem olhará mais para elle o seu logar.
Job 20:10 Os seus filhos procurarão agradar aos pobres, e as suas mãos restaurarão a sua fazenda.
Job 20:11 Os seus ossos se encherão dos seus peccados occultos, e juntamente se deitarão com elle no pó.
Job 20:12 Ainda que o mal lhe seja doce na bocca, e elle o esconda debaixo da sua lingua,
Job 20:13 E o guarde, e o não deixe, antes o retenha no seu paladar,
Job 20:14 Comtudo a sua comida se mudará nas suas entranhas; fel d’aspides será interiormente.
Job 20:15 Enguliu fazendas, porém vomitalas-ha; do seu ventre Deus as lançará.
Job 20:16 Veneno d’aspides sorverá; lingua de vibora o matará.
Job 20:17 Não verá as correntes, os rios e os ribeiros de mel e manteiga.
Job 20:18 Restituirá do seu trabalho, e não o engulirá: conforme ao poder de sua mudança, e não saltará de gozo.
Job 20:19 Porquanto opprimiu, desamparou os pobres, e roubou a casa que não edificou.
Job 20:20 Porquanto não sentiu socego no seu ventre; da sua tão desejada fazenda coisa nenhuma reterá.
Job 20:21 Nada lhe sobejará do que coma; pelo que a sua fazenda não será duravel.
Job 20:22 Estando já cheia a sua abastança, estará angustiado: toda a mão dos miseraveis virá sobre elle
Job 20:23 Haja porém ainda de que possa encher o seu ventre; comtudo Deus mandará sobre elle o ardor da sua ira, e a fará chover sobre elle quando elle fôr a comer.
Job 20:24 Ainda que fuja das armas de ferro, o arco d’aço o atravessará.
Job 20:25 Desembainhada a espada, sairá do seu corpo, e resplandecendo virá do seu fel: e haverá sobre elle assombros.
Job 20:26 Toda a escuridão se occultará nos seus esconderijos: um fogo não assoprado o consumirá: e com o que ficar na sua tenda irá mal.
Job 20:27 Os céus manifestarão a sua iniquidade: e a terra se levantará contra elle.
Job 20:28 As rendas de sua casa serão transportadas: no dia da sua ira todas se derramarão.
Job 20:29 Esta, da parte de Deus, é a porção do homem impio: e, da parte de Deus, a herança dos seus ditos.
Job 21:1 Respondeu porém Job, e disse:
Job 21:2 Ouvi attentamente as minhas razões; e isto vos sirva de consolações.
Job 21:3 Soffrei-me, e eu fallarei: e, havendo eu fallado, zombae.
Job 21:4 Porventura eu me queixo a algum homem? porém, ainda que assim fosse, porque se não angustiaria o meu espirito?
Job 21:5 Olhae para mim, e pasmae: e ponde a mão sobre a bocca.
Job 21:6 Porque, quando me lembro d’isto, me perturbo, e a minha carne é sobresaltada d’horror.
Job 21:7 Por que razão vivem os impios? envelhecem, e ainda se esforçam em poder?
Job 21:8 A sua semente se estabelece com elles perante a sua face; e os seus renovos perante os seus olhos.
Job 21:9 As suas casas teem paz, sem temor; e a vara de Deus não está sobre elles.
Job 21:10 O seu touro gera, e não falha: pare a sua vacca, e não aborta.
Job 21:11 Mandam fóra as suas creanças, como a um rebanho, e seus filhos andam saltando.
Job 21:12 Levantam a voz, ao som do tamboril e da harpa, e alegram-se ao som dos orgãos.
Job 21:13 Na prosperidade gastam os seus dias, e n’um momento descem á sepultura.
Job 21:14 E, todavia, dizem a Deus: Retirate de nós; porque não desejamos ter conhecimento dos teus caminhos.
Job 21:15 Quem é o Todo-poderoso, para que nós o sirvamos? e que nos aproveitará que lhe façamos orações?
Job 21:16 Vêde porém que o seu bem não está na mão d’elles: esteja longe de mim o conselho dos impios!
Job 21:17 Quantas vezes succede que se apaga a candeia dos impios, e lhes sobrevem a sua destruição? e Deus na sua ira lhes reparte dôres!
Job 21:18 Porque são como a palha diante do vento, e como a pragana, que arrebata o redemoinho.
Job 21:19 Deus guarda a sua violencia para seus filhos, e lhe dá o pago, que o sente.
Job 21:20 Seus olhos vêem a sua ruina, e elle bebe do furor do Todo-poderoso.
Job 21:21 Porque, que prazer teria na sua casa, depois de si, cortando-se-lhe o numero dos seus mezes?
Job 21:22 Porventura a Deus se ensinaria sciencia, a elle que julga os excelsos?
Job 21:23 Este morre na força da sua plenitude, estando todo quieto e socegado.
Job 21:24 Os seus baldes estão cheios de leite, e os seus ossos estão regados de tutanos.
Job 21:25 E outro morre, ao contrario, na amargura do seu coração, não havendo comido do bem.
Job 21:26 Juntamente jazem no pó, e os bichos os cobrem.
Job 21:27 Eis que conheço bem os vossos pensamentos: e os maus intentos com que injustamente me fazeis violencia.
Job 21:28 Porque direis: Onde está a casa do principe? e onde a tenda das moradas dos impios?
Job 21:29 Porventura o não perguntastes aos que passam pelo caminho? e não conheceis os seus signaes?
Job 21:30 Que o mau é preservado para o dia da destruição; e são levados no dia do furor.
Job 21:31 Quem accusará diante d’elle o seu caminho? e quem lhe dará o pago do que faz?
Job 21:32 Finalmente é levado ás sepulturas, e vigia no montão.
Job 21:33 Os torrões do valle lhe são doces, e attrahe a si a todo o homem; e diante de si ha innumeraveis.
Job 21:34 Como pois me consolaes com vaidade? pois nas vossas respostas ainda resta a transgressão.
Job 22:1 Então respondeu Eliphaz o temanita, e disse:
Job 22:2 Porventura o homem será d’algum proveito a Deus? antes a si mesmo o prudente será proveitoso.
Job 22:3 Ou tem o Todo-poderoso prazer em que tu sejas justo? ou lucro algum que tu faças perfeitos os teus caminhos?
Job 22:4 Ou te reprehende, pelo temor que tem de ti? ou entra comtigo em juizo?
Job 22:5 Porventura não é grande a tua malicia? e sem termo as tuas iniquidades?
Job 22:6 Porque penhoraste a teus irmãos sem causa alguma, e aos nus despiste os vestidos.
Job 22:7 Não déste de beber agua ao cançado, e ao faminto retiveste o pão.
Job 22:8 Mas para o violento era a terra, e o homem tido em respeito habitava n’ella.
Job 22:9 As viuvas despediste vazias, e os braços dos orphãos foram quebrantados.
Job 22:10 Por isso é que estás cercado de laços, e te perturbou um pavor repentino,
Job 22:11 Ou as trevas que não vês, e a abundancia d’agua que te cobre.
Job 22:12 Porventura Deus não está na altura dos céus? olha pois para o cume das estrellas, quão levantadas estão.
Job 22:13 E dizes que sabe Deus d’isto? porventura julgará por entre a escuridão?
Job 22:14
As nuvens são escondedura para elle, para que não veja: e passeia pelo circuito dos céus.
Job 22:15 Porventura consideraste a vereda do seculo passado, que pisaram os homens iniquos?
Job 22:16 Os quaes foram arrebatados antes do seu tempo: sobre cujo fundamento um diluvio se derramou.
Job 22:17 Diziam a Deus: Retira-te de nós. E que é o que o Todo-poderoso lhes fez?
Job 22:18 Sendo elle o que enchera de bens as suas casas: mas o conselho dos impios esteja longe de mim.
Job 22:19 Os justos o viram, e se alegravam, e o innocente escarneceu d’elles.
Job 22:20 Porquanto o nosso estado não foi destruido, mas o fogo consumiu o resto d’elles.
Job 22:21 Acostuma-te pois a elle, e tem paz, e assim te sobrevirá o bem.
Job 22:22 Acceita, peço-te, a lei da sua bocca, e põe as suas palavras no teu coração.
Job 22:23 Se te converteres ao Todo-poderoso, serás edificado: affasta a iniquidade da tua tenda.
Job 22:24 Então amontoarás oiro como pó, e o oiro d’Ophir como pedras dos ribeiros.
Job 22:25 E até o Todo-poderoso te será por oiro, e a tua prata amontoada.
Job 22:26 Porque então te deleitarás no Todo-poderoso, e levantarás o teu rosto para Deus.
Job 22:27 Devéras orarás, a elle, e elle te ouvirá, e pagarás os teus votos.
Job 22:28 Determinando tu algum negocio, ser-te-ha firme, e a luz brilhará em teus caminhos.
Job 22:29 Quando abaterem, então tu dirás: Haja exaltação: e Deus salvará ao humilde.
Job 22:30 E livrará até ao que não é innocente; porque fica livre pela pureza de tuas mãos.
Job 23:1 Respondeu porém Job, e disse:
Job 23:2 Ainda hoje a minha queixa está em amargura: a violencia da minha praga mais se aggrava do que o meu gemido.
Job 23:3 Ah se eu soubesse que o poderia achar! então me chegaria ao seu tribunal.
Job 23:4 Com boa ordem exporia ante elle a minha causa, e a minha bocca encheria d’argumentos.
Job 23:5 Saberia as palavras com que elle me responderia, e entenderia o que me dissesse.
Job 23:6 Porventura segundo a grandeza de seu poder contenderia comigo? não; elle só o põe em mim.
Job 23:7 Ali o recto pleitearia com elle, e eu me livraria para sempre do meu Juiz.
Job 23:8 Eis que se me adianto, ali não está: se torno para traz, não o percebo.
Job 23:9 Se obra a mão esquerda, não o vejo: se se encobre á mão direita, não o diviso.
Job 23:10 Porém elle sabe o meu caminho: prove-me, e sairei como o oiro.
Job 23:11 Nas suas pizadas os meus pés se affirmaram: guardei o seu caminho, e não me desviei d’elle.
Job 23:12 Do preceito de seus labios nunca me apartei, e as palavras da sua bocca guardei mais do que a minha porção.
Job 23:13 Mas, se elle está contra alguem, quem então o desviará? o que a sua alma quizer isso fará.
Job 23:14 Porque cumprirá o que está ordenado a meu respeito, e muitas coisas como estas ainda tem comsigo.
Job 23:15 Por isso me perturbo perante elle, considero, e temo-me d’elle.
Job 23:16 Porque Deus macerou o meu coração, e o Todo-poderoso me perturbou.
Job 23:17 Porquanto não fui desarreigado antes das trevas, e nem encobriu com a escuridão o meu rosto.
Job 24:1 Visto que do Todo-poderoso se não encobriram os tempos porque, os que o conhecem, não vêem os seus dias?
Job 24:2 Até os limites removem: roubam os rebanhos, e os apascentam.
Job 24:3 Levam o jumento do orphão: tomam em penhor o boi da viuva.
Job 24:4 Desviam do caminho aos necessitados; e os miseraveis da terra juntos se escondem d’elles.
Job 24:5 Eis que, como jumentos montezes no deserto, saem á sua obra, madrugando para a preza: o campo raso dá mantimento a elles e aos seus filhos.
Job 24:6 No campo segam o seu pasto, e vindimam a vinha do impio.
Job 24:7 Ao nu fazem passar a noite sem roupa, não tendo elle coberta contra o frio.
Job 24:8 Das correntes das montanhas são molhados, e, não tendo refugio, abraçam-se com as rochas.
Job 24:9 Ao orphãosinho arrancam dos peitos, e penhoram o que ha sobre o pobre.
Job 24:10 Fazem com que os nus vão sem vestido e famintos aos que carregam com as espigas.
Job 24:11 Entre as suas paredes espremem o azeite: pisam os lagares, e ainda teem sêde.
Job 24:12 Desde as cidades gemem os homens, e a alma dos feridos exclama, e comtudo Deus lh’o não imputa como loucura.
Job 24:13 Elles estão entre os que se oppõem á luz: não conhecem os seus caminhos d’ella, e não permanecem nas suas veredas.
Job 24:14 De madrugada se levanta o homicida, mata o pobre e necessitado, e de noite é como o ladrão.
Job 24:15 Assim como o olho do adultero aguarda o crepusculo, dizendo: Não me verá olho nenhum: e occulta o rosto,
Job 24:16 Nas trevas minam as casas que de dia se assignalaram: não conhecem a luz.
Job 24:17 Porque a manhã para todos elles é como a sombra de morte; porque, sendo conhecidos, sentem os pavores da sombra da morte.
Job 24:18 É ligeiro sobre a face das aguas; maldita é a sua parte sobre a terra: não se vira pelo caminho das vinhas.
Job 24:19 A seccura e o calor desfazem as aguas da neve; assim desfará a sepultura aos que peccaram.
Job 24:20 A madre se esquecerá d’elle, os bichos o comerão gostosamente; nunca mais haverá lembrança d’elle: e a iniquidade se quebrará como arvore.
Job 24:21 Afflige á esteril que não pare, e á viuva não faz bem
Job 24:22 Até aos poderosos arrasta com a sua força: se se levanta, não ha vida segura.
Job 24:23 Se Deus lhes dá descanço, estribam-se n’isso: seus olhos porém estão nos caminhos d’elles.
Job 24:24 Por um pouco se alçam, e logo desapparecem: são abatidos, encerrados como todos, e cortados como as cabeças das espigas.
Job 24:25 Se agora não é assim, quem me desmentirá e desfará as minhas razões?
Job 25:1 Então respondeu Bildad o suhita, e disse:
Job 25:2 Com elle estão dominio e temor; elle faz paz nas suas alturas.
Job 25:3 Porventura teem numero as suas tropas? e sobre quem não surge a sua luz?
Job 25:4 Como pois seria justo o homem para com Deus? e como seria puro aquelle que nasce da mulher?
Job 25:5 Olha, até a lua não resplandece, e as estrellas não são puras aos seus olhos.
Job 25:6 E quanto menos o homem, que é um verme, e o filho do homem, que é um bicho.
Job 26:1 Porém Job respondeu e disse:
Job 26:2 Como ajudaste aquelle que não tinha força? e sustentaste o braço que não tinha vigor?
Job 26:3 Como aconselhaste aquelle que não tinha sabedoria, e plenamente lhe fizeste saber a causa, assim como era?
Job 26:4 A quem proferiste palavras? e cujo é o espirito que saiu de ti?
Job 26:5 Os mortos tremem debaixo das aguas, com os seus moradores d’ellas.
Job 26:6 O inferno está nú perante elle, e não ha coberta para a perdição.
Job 26:7 O norte estende sobre o vazio: a terra pendura sobre o nada.
Job 26:8 Prende as aguas nas suas nuvens, todavia a nuvem não se rasga debaixo d’ellas.
Job 26:9 Encobre a face do seu throno, e sobre ella estende a sua nuvem.
Job 26:10 Assignalou limite sobre a superficie das aguas ao redor d’ellas, até que se acabem a luz e as trevas.
Job 26:11 As columnas do céu tremem, e se espantam da sua ameaça.
Job 26:12 Com a sua força fende o mar, e com o seu entendimento abate a sua soberba.
Job 26:13 Pelo seu Espirito ornou os céus: a sua mão formou a serpente enroscadiça.
Job 26:14 Eis que isto são só as bordas dos seus caminhos; e quão pouco é o que temos ouvido d’elle! Quem pois entenderia o trovão do seu poder?
Job 27:1 E proseguiu Job em proferir o seu dito, e disse:
Job 27:2 Vive Deus, que desviou a minha causa, e o Todo-poderoso, que amargurou a minha alma.
Job 27:3 Que, emquanto em mim houver alento, e o sopro de Deus nos meus narizes,
Job 27:4 Não fallarão os meus labios iniquidade, nem a minha lingua pronunciará engano.
Job 27:5 Longe de mim que eu vos justifique: até que eu expire, nunca apartarei de mim a minha sinceridade.
Job 27:6 A minha justiça me apegarei e não a largarei: não me remorderá o meu coração em toda a minha vida.
Job 27:7 Seja como o impio o meu inimigo, e o que se levantar contra mim como o perverso.
Job 27:8 Porque qual será a esperança do hypocrita, havendo sido avaro, quando Deus lhe arrancar a sua alma?
Job 27:9 Porventura Deus ouvirá o seu clamor, sobrevindo-lhe a tribulação?
Job 27:10 Ou deleitar-se-ha no Todo-poderoso? ou invocará a Deus em todo o tempo?
Job 27:11 Ensinar-vos-hei ácerca da mão de Deus, e não vos encobrirei o que está com o Todo-poderoso.
Job 27:12 Eis que todos vós já o vistes: porque pois vos desvaneceis na vossa vaidade?
Job 27:13 Esta pois é a porção do homem impio para com Deus, e a herança, que os tyrannos receberão do Todo-poderoso.
Job 27:14 Se os seus filhos se multiplicarem, será para a espada, e os seus renovos se não fartarão de pão.
Job 27:15 Os que ficarem d’elle na morte serão enterrados, e as suas viuvas não chorarão.
Job 27:16 Se amontoar prata como pó, e apparelhar vestidos como lodo;
Job 27:17 Elle os apparelhará, porém o justo os vestirá, e o innocente repartirá a prata.
Job 27:18 E edificará a sua casa como a traça, e como o guarda que faz a cabana.
Job 27:19 Rico se deita, e não será recolhido: seus olhos abre, e elle não será.
Job 27:20 Pavores se apoderam d’elle como aguas: de noite o arrebatará a tempestade.
Job 27:21 O vento oriental o levará, e ir-se-ha, e o tempestuoso o arrebatará do seu logar.
Job 27:22 E Deus lançará isto sobre elle, e não lhe poupará; irá fugindo da sua mão.
Job 27:23 Cada um baterá contra elle as palmas das mãos, e do seu logar o assobiará.
Job 28:1 Na verdade, ha veia d’onde se tira a prata, e para o oiro logar em que o derretem.
Job 28:2 O ferro se toma do pó, e da pedra se funde o metal.
Job 28:3 Elle poz fim ás trevas, e toda a extremidade elle esquadrinha, a pedra da escuridão e da sombra
da morte.
Job 28:4 Trasborda o ribeiro junto ao que habita ali, de maneira que se não possa passar a pé: então se esgota do homem, e as aguas se vão.
Job 28:5 Da terra procede o pão, e debaixo d’ella se converte como em fogo.
Job 28:6 As suas pedras são o logar da saphira, e tem pósinhos d’oiro.
Job 28:7 Vereda que ignora a ave de rapina, e que não viu os olhos da gralha.
Job 28:8 Nunca a pisaram filhos d’animaes altivos, nem o feroz leão passou por ella.
Job 28:9 Estendeu a sua mão contra o rochedo, e transtorna os montes desd’as suas raizes.
Job 28:10 Dos rochedos faz sair rios, e o seu olho viu tudo o que ha precioso.
Job 28:11 Os rios tapa, e nem uma gotta sae d’elles, e tira á luz o que estava escondido.
Job 28:12 Porém d’onde se achará a sabedoria? e onde está o logar da intelligencia?
Job 28:13 O homem não sabe a sua valia, e não se acha na terra dos viventes.
Job 28:14 O abysmo diz: Não está em mim: e o mar diz: Ella não está comigo.
Job 28:15 Não se dará por ella oiro fino, nem se pesará prata em cambio d’ella.
Job 28:16 Nem se pode comprar por oiro fino d’Ophir, nem pelo precioso onyx, nem pela saphira.
Job 28:17 Com ella se não póde comparar o oiro nem o crystal; nem se dá em troca d’ella joia d’oiro fino.
Job 28:18 Não se fará menção de coral nem de perolas; porque o desejo da sabedoria é melhor que o dos rubins.
Job 28:19 Não se lhe igualará o topazio de Cus, nem se póde comprar por oiro puro.
Job 28:20 D’onde pois vem a sabedoria? e onde está o logar da intelligencia?
Job 28:21 Porque está encoberta aos olhos de todo o vivente, e occulta ás aves do céu.
Job 28:22 A perdição e a morte dizem: Ouvimos com os nossos ouvidos a sua fama.
Job 28:23 Deus entende o seu caminho, e elle sabe o seu logar.
Job 28:24 Porque elle vê as extremidades da terra; e vê tudo o que ha debaixo dos céus:
Job 28:25 Dando peso ao vento, e tomando a medida das aguas.
Job 28:26 Prescrevendo lei para a chuva e caminho para o relampago dos trovões.
Job 28:27 Então a viu e relatou, a preparou, e tambem a esquadrinhou.
Job 28:28 Porém disse ao homem: Eis que o temor deYahweh é a sabedoria, e apartar-se do mal, a intelligencia.
Job 29:1 E proseguiu Job em proferir o seu dito, e disse:
Job 29:2 Ah! quem me dera ser como eu fui nos mezes passados! como nos dias em que Deus me guardava!
Job 29:3 Quando fazia resplandecer a sua candeia sobre a minha cabeça e quando eu pela sua luz caminhava pelas trevas:
Job 29:4 Como era nos dias da minha mocidade, quando o segredo de Deus estava sobre a minha tenda:
Job 29:5 Quando o Todo-poderoso ainda estava comigo, e os meus meninos em redor de mim.
Job 29:6 Quando lavava os meus passos na manteiga, e da rocha me corriam ribeiros de azeite:
Job 29:7 Quando sahia a porta pela cidade, e na praça fazia preparar a minha cadeira:
Job 29:8 Os moços me viam, e se escondiam, e até os edosos se levantavam e se punham em pé:
Job 29:9 Os principes continham as suas palavras, e punham a mão sobre a sua bocca:
Job 29:10 A voz dos chefes se escondia: e a sua lingua se pegava ao seu paladar:
Job 29:11 Ouvindo-me algum ouvido, me tinha por bemaventurado: vendo-me algum olho, dava testemunho de mim;
Job 29:12 Porque eu livrava o miseravel, que clamava: como tambem o orfão que não tinha quem o soccoresse.
Job 29:13 A benção do que ia perecendo vinha sobre mim, e eu fazia que jubilasse o coração da viuva.
Job 29:14 Vestia-me da justiça: e ella me servia de vestido: como manto e diadema era o meu juizo.
Job 29:15 Eu fui o olho do cego, como tambem os pés do coxo:
Job 29:16 Aos necessitados era pae, e as causas de que eu não tinha conhecimento inquiria com diligencia;
Job 29:17 E quebrava os queixaes do perverso, e dos seus dentes tirava a preza.
Job 29:18 E dizia: No meu ninho expirarei, e multiplicarei os meus dias como a areia.
Job 29:19 A minha raiz se estendia junto ás aguas, e o orvalho fazia assento sobre os meus ramos;
Job 29:20 A minha honra se renovava em mim, e o meu arco se reforçava na minha mão.
Job 29:21 Ouvindo-me esperavam, e em silencio attendiam ao meu conselho.
Job 29:22 Acabada a minha palavra, não replicavam, e minhas razões distillavam sobre elles;
Job 29:23 Porque me esperavam, como a chuva; e abriam a sua bocca, como a chuva tardia
Job 29:24 Se me ria para elles, não o criam, e não faziam abater a luz do meu rosto;
Job 29:25 Eu escolhia o seu caminho, assentava-me como chefe, e habitava como rei entre as tropas: como aquelle que consola os que pranteiam.
Job 30:1 Porém agora se riem de mim os de menos edade do que eu, cujos paes eu teria desdenhado de pôr com os cães do meu rebanho.
Job 30:2 De que tambem me serviria a força das suas mãos?já de velhice se tinham esgotado n’elles.
Job 30:3 De mingua e fome andavam sós, e recolhiam-se para os logares seccos, tenebrosos, assolados e desertos.
Job 30:4 Apanhavam malvas junto aos arbustos, e o seu mantimento eram as raizes dos zimbros.
Job 30:5 Do meio dos homens foram expulsos, e gritavam contra elles, como contra o ladrão:
Job 30:6 Para habitarem nos barrancos dos valles, e nas cavernas da terra e das rochas.
Job 30:7 Bramavam entre os arbustos, e ajuntavam-se debaixo das ortigas.
Job 30:8 Eram filhos de doidos, e filhos de gente sem nome, e da terra foram expulsos.
Job 30:9 Porém agora sou a sua canção, e lhes sirvo de rifão.
Job 30:10 Abominam-me, e fogem para longe de mim, e do meu rosto não reteem o seu escarro.
Job 30:11 Porque Deus desatou o meu cordão, e me opprimiu, pelo que sacudiram de si o freio perante o meu rosto.
Job 30:12 Á direita se levantam os moços; empurram os meus pés, e preparam contra mim os seus caminhos de destruição.
Job 30:13 Desbarataram-me o meu caminho: promovem a minha miseria: não teem ajudador.
Job 30:14 Veem contra mim como por uma grande brecha, e revolvem-se entre a assolação.
Job 30:15 Sobrevieram-me pavores; como vento perseguem a minha honra, e como nuvem passou a minha felicidade.
Job 30:16 E agora derrama-se em mim a minha alma: os dias da afflicção se apoderaram de mim.
Job 30:17 De noite se me traspassam os meus ossos, e os pulsos das minhas veias não descançam.
Job 30:18 Pela grandeza da força das dôres se demudou o meu vestido, e elle como o cabeção da minha tunica me cinge.
Job 30:19 Lançou-me na lama, e fiquei similhante ao pó e á cinza.
Job 30:18 Clamo a ti, porém tu não me respondes: estou em pé, porém para mim não attentas.
Job 30:21 Tornaste-te a ser cruel contra mim: com a força da tua mão resistes violentamente.
Job 30:22 Levantas-me sobre o vento, fazes-me cavalgar sobre elle, e derretes-me o ser.
Job 30:23 Porque eu sei que me levarás á morte e á casa do ajuntamento determinado a todos os viventes.
Job 30:24 Porém não estenderá a mão para o montão de terra, se houve clamor n’elles contra mim na sua desventura.
Job 30:25 Porventura, não chorei sobre aquelle que estava afflicto? ou não se angustiou a minha alma pelo necessitado?
Job 30:26 Todavia aguardando eu o bem, então me veiu o mal, e esperando eu a luz, veiu a escuridão.
Job 30:27 As minhas entranhas ferveram e não estão quietas: os dias da afflicção me surprehenderam.
Job 30:28 Denegrido ando, porém não do sol, e, levantando-me na congregação, clamo por soccorro.
Job 30:29 Irmão me fiz dos dragões, e companheiro dos abestruzes.
Job 30:30 Ennegreceu-se a minha pelle sobre mim, e os meus ossos estão queimados do calor.
Job 30:31 Pelo que se trocou a minha harmonia em lamentação, e o meu orgão em voz dos que choram.
Job 31:1 Fiz concerto com os meus olhos: como pois attentaria n’uma virgem?
Job 31:2 Porque qual seria a parte de Deus de cima? ou a herança do Todo-poderoso para mim desde as alturas?
Job 31:3 Porventura não é a perdição para o perverso, o desastre para os que obram iniquidade?
Job 31:4 Ou não vê elle os meus caminhos, e não conta todos os meus passos?
Job 31:5 Se andei com vaidade, e se o meu pé se apressou para o engano
Job 31:6 (Pese-me em balanças fieis, e saberá Deus a minha sinceridade),
Job 31:7 Se os meus passos se desviavam do caminho, e se o meu coração segue os meus olhos, e se ás minhas mãos se apegou coisa alguma,
Job 31:8 Então semeie eu e outro coma, e seja a minha descendencia arrancada até á raiz.
Job 31:9 Se o meu coração se deixou seduzir por uma mulher, ou se eu armei traições á porta do meu proximo,
Job 31:10 Então môa minha mulher para outro, e outros se encurvem sobre ella.
Job 31:11 Porque é uma infamia, e é delicto pertencente aos juizes.
Job 31:12 Porque fogo é que consomem até á perdição, e desarreigaria toda a minha renda.
Job 31:13 Se desprezei o direito do meu servo ou da minha serva, quando elles contendiam comigo,
Job 31:14 Então que faria eu quando Deus se levantasse? e, inquirindo a causa, que lhe responderia?
Job 31:15 Aquelle que me fez no ventre não o fez tambem a elle? ou não nos formou do mesmo modo na madre?
Job 31:16 Se retive o que os pobres desejavam, ou fiz desfallecer os olhos da viuva,
Job 31:17 Ou só comi o meu bocado, e o orphão não comeu d’elle
Job 31:18 (Porque desde a minha mocidade cresceu comigo como com seu pae, e o guiei desde o ventre de minha mãe),
Job 31:19 Se a alguem vi perecer por falta de vestido, e ao necessitado por não ter coberta,
Job 31:20 Se os seus lombos me não abençoaram, se elle não se aquentava com as pelles dos meus cordeiros,
Job 31:21 Se eu levantei a minha mão contra o orphão, porquanto na porta via a minha ajuda,
Job 31:22 Então caia do hombro a minha espadoa, e quebre-se o meu braço do osso.
Job 31:23 Porque o castigo de Deus era para mim um assombro, e eu não podia supportar a sua alteza.
Job 31:24 Se no oiro
puz a minha esperança, ou disse ao oiro fino: Tu és a minha confiança;
Job 31:25 Se me alegrei de que era muita a minha fazenda, e de que a minha mão tinha alcançado muito;
Job 31:26 Se olhei para o sol, quando resplandecia, ou para a lua, caminhando gloriosa,
Job 31:27 E o meu coração se deixou enganar em occulto, e a minha bocca beijou a minha mão,
Job 31:28 Tambem isto seria delicto pertencente ao juiz: pois assim negaria a Deus que está em cima.
Job 31:29 Se me alegrei da desgraça do que me tem odio, e se eu exultei quando mal o achou
Job 31:30 (Tambem não deixei peccar o meu paladar, desejando a sua morte com maldição),
Job 31:31 Se a gente da minha tenda não disse: Ah, quem nos désse da sua carne! nunca nos fartariamos d’ella:
Job 31:32 O estrangeiro não passava a noite na rua; as minhas portas abria ao viandante.
Job 31:33 Se, como Adão, encobri as minhas transgressões, occultando o meu delicto no meu seio;
Job 31:34 Porque eu temia a grande multidão, e o desprezo das familias me apavoraria, e eu me calaria, e não sairia da porta.
Job 31:35 Ah quem me dera um que me ouvisse! eis que o meu intento é que o Todo-poderoso me responda, e que o meu adversario escreva um livro.
Job 31:36 Por certo que o levaria sobre o meu hombro, sobre mim o ataria por corôa.
Job 31:37 O numero dos meus passos lhe mostraria: como principe me chegaria a elle.
Job 31:38 Se a minha terra clamar contra mim, e se os seus regos juntamente chorarem,
Job 31:39 Se comi a sua novidade sem dinheiro, e suffoquei a alma dos seus donos,
Job 31:40 Por trigo me produza cardos, e por cevada joio. Acabaram-se as palavras de Job.
Job 32:1 Então aquelles tres homens cessaram de responder a Job; porque era justo aos seus proprios olhos.
Job 32:2 E accendeu-se a ira d’Elihu, filho de Baracheel o buzita, da familia de Ram: contra Job se accendeu a sua ira, porque se justificava a si mesmo, mais do que a Deus.
Job 32:3 Tambem a sua ira se accendeu contra os seus tres amigos: porque, não achando que responder, todavia condemnavam a Job.
Job 32:4 Elihu porém esperou que Job fallasse; porquanto tinham mais edade do que elle.
Job 32:5 Vendo pois Elihu que já não havia resposta na bocca d’aquelles tres homens, a sua ira se accendeu.
Job 32:6 E respondeu Elihu, filho de Baracheel o buzita, e disse: Eu sou de menos edade, e vós sois edosos; receei-me e temi de vos declarar a minha opinião.
Job 32:7 Dizia eu: Fallem os dias, e a multidão doa annos ensine a sabedoria.
Job 32:8 Na verdade, ha um espirito no homem, e a inspiração do Todo-poderoso os faz entendidos.
Job 32:9 Os grandes não são os sabios, nem os velhos entendem juizo.
Job 32:10 Pelo que digo: Dae-me ouvidos, e tambem eu declararei a minha opinião.
Job 32:11 Eis que aguardei as vossas palavras, e dei ouvidos ás vossas considerações, até que buscasseis razões.
Job 32:12 Attentando pois para vós, eis que nenhum de vós ha que possa convencer a Job, nem que responda ás suas razões:
Job 32:13 Para que não digaes: Achamos a sabedoria; Deus o derribou, e não homem algum.
Job 32:14 Ora elle não dirigiu contra mim palavra alguma, nem lhe responderei com as vossas palavras.
Job 32:15 Estão pasmados, não respondem mais, faltam-lhes as palavras.
Job 32:16 Esperei pois, porém não fallam: porque já pararam, e não respondem mais.
Job 32:17 Tambem eu responderei pela minha parte: tambem eu declararei a minha opinião.
Job 32:18 Porque estou cheio de palavras, e aperta-me o espirito do meu ventre.
Job 32:19 Eis que o meu ventre é como o mosto, sem respiradouro, e virá a arrebentar, como odres novos.
Job 32:20 Fallarei, e respirarei: abrirei os meus labios, e responderei.
Job 32:21 Oxalá eu não faça accepção de pessoas, nem use de sobrenomes com o homem!
Job 32:22 Porque não sei usar de sobrenomes: em breve me levaria o meu Creador.
Job 33:1 Assim, na verdade, ó Job, ouve as minhas razões, e dá ouvidos a todas as minhas palavras.
Job 33:2 Eis que já abri a minha bocca: já fallou a minha lingua debaixo do meu paladar.
Job 33:3 As minhas razões sairão da sinceridade do meu coração, e a pura sciencia dos meus labios.
Job 33:4 O Espirito de Deus me fez: e a inspiração do Todo-poderoso me deu vida.
Job 33:5 Se podes responde-me, põe por ordem diante de mim a tua causa, e levanta-te.
Job 33:6 Eis que sou de Deus, como tu: do lodo tambem eu fui cortado.
Job 33:7 Eis que não te perturbará o meu terror, nem será pesada sobre ti a minha mão.
Job 33:8 Na verdade que disseste aos meus ouvidos; e eu ouvi a voz das palavras, dizendo:
Job 33:9 Limpo estou, sem transgressão: puro sou; e não tenho culpa.
Job 33:10 Eis que acha contra mim achaques, e me considerou como seu inimigo.
Job 33:11 Põe no tronco os meus pés, e observa todas as minhas veredas.
Job 33:12 Eis que n’isto te respondo: Não foste justo; porque maior é Deus do que o homem.
Job 33:13 Por que razão contendeste com elle? porque não responde ácerca de todos os seus feitos.
Job 33:14 Antes Deus falla uma e duas vezes; porém ninguem attenta para isso.
Job 33:15 Em sonho ou em visão de noite, quando cae somno profundo sobre os homens, e adormecem na cama,
Job 33:16 Então o revela ao ouvido dos homens, e lhes sella a sua instrucção.
Job 33:17 Para apartar o homem d’aquillo que faz, e esconder do homem a soberba.
Job 33:18 Para desviar a sua alma da cova, e a sua vida de passar pela espada.
Job 33:19 Tambem na sua cama é com dôres castigado; como tambem a multidão de seus ossos com fortes dôres.
Job 33:20 De modo que a sua vida abomina até o pão, e a sua alma a comida appetecivel.
Job 33:21 Desapparece a sua carne á vista d’olhos, e os seus ossos, que se não viam, agora apparecem:
Job 33:22 E a sua alma se vae chegando á cova, e a sua vida ao que traz morte.
Job 33:23 Se com elle pois houver um mensageiro, um interprete, um entre milhares, para declarar ao homem a sua rectidão,
Job 33:24 Então terá misericordia d’elle, e lhe dirá: Livra-o, que não desça á cova; já achei resgate.
Job 33:25 Sua carne se reverdecerá mais do que era na mocidade, e tornará aos dias da sua juventude.
Job 33:26 Devéras orará a Deus, o qual se agradará d’elle, e verá a sua face com jubilo, e restituirá ao homem a sua justiça.
Job 33:27 Olhará para os homens, e dirá: Pequei, e perverti o direito, o que de nada me aproveitou.
Job 33:28 Porém Deus livrou a minha alma de que não passasse a cova; assim que a minha vida vê a luz.
Job 33:29 Eis que tudo isto obra Deus, duas e tres vezes para com o homem;
Job 33:30 Para desviar a sua alma da perdição, e o alumiar com a luz dos viventes.
Job 33:31 Escuta pois, ó Job, ouve-me: cala-te, e eu fallarei.
Job 33:32 Se tens alguma coisa que dizer, responde-me: falla, porque desejo justificar-te.
Job 33:33 Se não, escuta-me tu: cala-te, e ensinar-te-hei a sabedoria.
Job 34:1 Respondeu mais Elihu, e disse:
Job 34:2 Ouvi, vós, sabios, as minhas razões: e vós, entendidos, inclinae, os ouvidos para mim.
Job 34:3 Porque o ouvido prova as palavras, como o paladar gosta a comida.
Job 34:4 O que é direito escolhamos para nós: e conheçamos entre nós o que é bom.
Job 34:5 Porque Job disse: Sou justo; e Deus tirou o meu direito.
Job 34:6 No meu direito me é forçoso mentir: dolorosa é a minha frecháda sem transgressão.
Job 34:7 Que homem ha como Job, que bebe a zombaria como agua?
Job 34:8 E caminha em companhia com os que obram a iniquidade, e anda com homens impios?
Job 34:9 Porque disse: De nada aproveita ao homem o comprazer-se em Deus.
Job 34:10 Pelo que vós, homens d’entendimento, escutae-me: Deus esteja longe da impiedade, e o Todo-poderoso da perversidade!
Job 34:11 Porque, segundo a obra do homem, elle lh’o paga; e segundo o caminho de cada um lh’o faz achar.
Job 34:12 Tambem, na verdade, Deus não obra impiamente; nem o Todo-poderoso perverte o juizo.
Job 34:13 Quem lhe pedia conta do governo da terra? e quem dispoz a todo o mundo?
Job 34:14 Se pozesse o seu coração contra elle, recolheria para si o seu espirito e o seu folego.
Job 34:15 Toda a carne juntamente expiraria, e o homem se voltaria para o pó.
Job 34:16 Se pois ha em ti entendimento, ouve isto; inclina os ouvidos á voz do meu discurso.
Job 34:17 Porventura o que aborrece o direito ataria as feridas? e tu condemnarias aquelle que é justo?
Job 34:18 Ou dir-se-ha a um rei, Oh! Belial? aos principes, Oh! impios?
Job 34:19 Quanto menos áquelle, que não faz accepção das pessoas de principes, nem estima o rico mais do que o pobre; porque todos são obras de suas mãos
Job 34:20 Elles n’um momento morrem; e até á meia noite os povos são perturbados, e passam, e o poderoso será tomado sem mão
Job 34:21 Porque os seus olhos estão sobre os caminhos de cada um, e elle vê todos os seus passos.
Job 34:22 Não ha trevas nem sombra de morte, onde se escondam os que obram a iniquidade.
Job 34:23 Porque não se faz tanto caso do homem que contra Deus possa entrar em juizo.
Job 34:24 Quebranta aos fortes, sem que se possa inquirir, e põe outros em seu logar.
Job 34:25 Elle conhece pois as suas obras, de noite os transtorna, e ficam moidos.
Job 34:26 Elle os bate como impios que são, no logar dos expectadores:
Job 34:27 Porquanto se desviaram d’atraz d’elle, e não comprehenderam nenhum de seus caminhos.
Job 34:28 Para fazer que o clamor do pobre subisse até elle, e que ouvisse o clamor dos afflictos.
Job 34:29 Se elle aquietar, quem então inquietará? se encobrir o rosto, quem então o poderá contemplar, seja para com um povo, seja para com um homem só?
Job 34:30 Para que o homem hypocrita nunca mais reine, e não haja laços do povo.
Job 34:31 Na verdade, quem a Deus disse: Supportei castigo, não perecerei.

Job 34:32 O que não vejo, ensina-m’o tu: se fiz alguma maldade, nunca mais a hei de fazer.
Job 34:33 Virá de ti como o recompensará, pois tu o desprezas? farias tu pois, e não eu, a escolha: que é logo o que sabes? falla.
Job 34:34 Os homens de entendimento dirão comigo, e o varão sabio me ouvirá.
Job 34:35 Job fallou sem sciencia; e ás suas palavras falta prudencia.
Job 34:36 Pae meu! provado seja Job até ao fim, para as suas respostas entre os homens malignos.
Job 34:37 Porque ao seu peccado accrescenta a transgressão; entre nós bateria as palmas das mãos, e multiplicaria contra Deus as suas razões.
Job 35:1 Respondeu mais Elihu e disse:
Job 35:2 Tens por direito dizeres: Maior é a minha justiça do que a de Deus?
Job 35:3 Porque disseste: De que te serviria elle? ou de que mais me aproveitarei do que do meu peccado?
Job 35:4 Eu te farei resposta, a ti e aos teus amigos comtigo.
Job 35:5 Attenta para os céus, e vê; e contempla as mais altas nuvens, que são mais altas do que tu
Job 35:6 Se peccares, que effectuarás contra elle? se as tuas transgressões se multiplicarem, que lhe farás.
Job 35:7 Se fôres justo, que lhe darás? ou que receberá da tua mão?
Job 35:8 A tua impiedade damnaria outro tal como tu; e a tua justiça aproveitaria ao filho do homem.
Job 35:9 Por causa da grandeza da oppressão fazem clamar aos opprimidos: exclamam por causa do braço dos grandes.
Job 35:10 Porém ninguem diz: Onde está Deus que me fez, que dá psalmos na noite.
Job 35:11 Que nos faz mais doutos do que os animaes da terra, e nos faz mais sabios do que as aves dos céus.
Job 35:12 Ali clamam, porém elle não responde, por causa da arrogancia dos maus.
Job 35:13 Certo é que Deus não ouvirá a vaidade, nem attentará para ella o Todo-poderoso.
Job 35:14 E quanto ao que disseste, que o não verás: juizo ha perante elle; por isso espera n’elle.
Job 35:15 Mas agora, ainda que a ninguem a sua ira visitasse, nem advertisse muito na multidão dos peccadores:
Job 35:16 Logo Job em vão abriu a sua bocca, e sem sciencia multiplicou palavras.
Job 36:1 Proseguiu ainda Elihu, e disse:
Job 36:2 Espera-me um pouco, e mostrar-te-hei que ainda ha razões a favor de Deus.
Job 36:3 Desde longe repetirei a minha opinião; e ao meu Creador attribuirei a justiça.
Job 36:4 Porque na verdade, as minhas palavras não serão falsas: comtigo está um que é sincero na sua opinião.
Job 36:5 Eis que Deus é mui grande, comtudo a ninguem despreza: grande é em força de coração.
Job 36:6 Não deixa viver ao impio, e faz justiça aos afflictos.
Job 36:7 Do justo não tira os seus olhos; antes estão com os reis no throno; ali os assenta para sempre, e assim são exaltados.
Job 36:8 E, se estando presos em grilhões, os detem amarrados com cordas de afflicção,
Job 36:9 Então lhes faz saber a obra d’elles, e as suas transgressões; porquanto prevaleceram n’ellas.
Job 36:10 E revela-lh’o aos seus ouvidos, para seu ensino; e diz-lhes que se convertam da maldade.
Job 36:11 Se o ouvirem, e o servirem, acabarão seus dias em bem, e os seus annos em delicias.
Job 36:12 Porém se o não ouvirem, á espada os passarão, e expirarão sem conhecimento.
Job 36:13 E os hypocritas de coração amontoam para si a ira; e amarrando-os elle, não clamam por soccorro.
Job 36:14 A sua alma morre na mocidade, e a sua vida entre os sodomitas.
Job 36:15 Ao afflicto livra, da sua afflicção, e na oppressão o revelará aos seus ouvidos.
Job 36:16 Assim tambem te desviará da bocca da angustia para um logar espaçoso, em que não haja aperto, e as iguarias da tua mesa serão cheias de gordura.
Job 36:17 E estarás satisfeito com o juizo do impio: o juizo e a justiça te sustentarão.
Job 36:18 Porquanto ha furor, guarda-te de que porventura te não tire de pancada, pois por grande preço te não poderiam retirar d’ali.
Job 36:19 Estimaria elle tanto tuas riquezas, ou alguns esforços da força, que por isso não estivesses em aperto?
Job 36:20 Não suspires pela noite, em que os povos sejam tomados do seu logar.
Job 36:21 Guarda-te, e não declines para a iniquidade: porquanto n’isto a escolheste, por causa da tua miseria.
Job 36:22 Eis que Deus exalta com a sua força; quem ensina como elle?
Job 36:23 Quem lhe pedirá conta do seu caminho? ou, quem lhe disse: Tu commetteste maldade?
Job 36:24 Lembra-te de que engrandeças a sua obra que os homens contemplam.
Job 36:25 Todos os homens a veem, e o homem a enxerga de longe.
Job 36:26 Eis que Deus é grande, e nós o não comprehendemos, e o numero dos seus annos se não pode esquadrinhar.
Job 36:27 Porque faz miudas as gottas das aguas que derramam a chuva do seu vapor.
Job 36:28 A qual as nuvens distillam e gotejam sobre o homem abundantemente.
Job 36:29 Porventura tambem se poderão entender as extensões das nuvens, e os estalos da sua tenda?
Job 36:30 Eis que estende sobre ellas a sua luz, e encobre os altos do mar.
Job 36:31 Porque por estas coisas julga os povos e lhes dá mantimento em abundancia.
Job 36:32 Com as mãos encobre a luz, e faz-lhe prohibição pela que passa por entre ellas.
Job 36:33 O que dá a entender o seu pensamento, como tambem aos gados, ácerca do temporal que sobe.
Job 37:1 Sobre isto tambem treme o meu coração, e salta do seu logar.
Job 37:2 Attentamente ouvi o movimento da sua voz, e o sonido que sae da sua bocca.
Job 37:3 Elle o envia por debaixo de todos os céus, e a sua luz até aos confins da terra.
Job 37:4 Depois d’isto brama com grande voz, troveja com a sua alta voz; e, ouvida a sua voz, não tarda com estas coisas.
Job 37:5 Com a sua voz troveja Deus maravilhosamente: faz grandes coisas, e nós as não comprehendemos.
Job 37:6 Porque á neve diz: Está sobre a terra: como tambem ao aguaceiro e á sua forte chuva.
Job 37:7 Elle sella as mãos de todo o homem, para que conheça todos os homens de sua obra.
Job 37:8 E as bestas entram nos seus esconderijos e ficam nas suas cavernas.
Job 37:9 Da recamara sae o pé de vento, e dos ventos dispersivos o frio.
Job 37:10 Pelo assopro de Deus se dá a geada, e as largas aguas se endurecem.
Job 37:11 Tambem com a humidade carrega as grossas nuvens, e esparge a nuvem da sua luz.
Job 37:12 Então ellas, segundo o seu prudente conselho, se tornam pelas espheras, para que façam tudo quanto lhes ordena sobre a superficie do mundo habitavel,
Job 37:13 Seja que por vara, ou para a sua terra, ou por beneficencia as faça vir.
Job 37:14 A isto, ó Job, inclina os teus ouvidos: põe-te em pé, e considera as maravilhas de Deus.
Job 37:15 Porventura sabes tu quando Deus considera n’ellas, e faz resplandecer a lua da sua nuvem?
Job 37:16 Tens tu noticia do equilibrio das grossas nuvens e das maravilhas de aquelle que é perfeito nos conhecimentos,
Job 37:17 Ou de como os teus vestidos aquecem, quando do sul ha calma sobre a terra?
Job 37:18 Ou estendeste com elle os céus, que estão firmes como espelho fundido?
Job 37:19 Ensina-nos o que lhe diremos; porque nós nada poderemos pôr em boa ordem, por causa das trevas.
Job 37:20 Ou ser-lhe-hia contado, quando eu assim fallasse? dir-lhe-ha alguem isso? pois será devorado.
Job 37:21 E agora se não pode olhar para o sol, quando resplandece nos céus; passando e purificando-os o vento.
Job 37:22 O esplendor de oiro vem do norte: pois em Deus ha uma tremenda magestade.
Job 37:23 Ao Todo-poderoso não podemos alcançar; grande é em potencia; porém a ninguem opprime em juizo e grandeza de justiça.
Job 37:24 Por isso o temem os homens: elle não respeita aos sabios de coração.
Job 38:1 Depois d’isto Yahweh respondeu a Job d’um redemoinho, e disse:
Job 38:2 Quem é este que escurece o conselho com palavras sem conhecimento?
Job 38:3 Agora cinge os teus lombos, como homem; e perguntar-te-hei, e tu me ensina.
Job 38:4 Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? faze-m’o saber, se tens intelligencia.
Job 38:5 Quem lhe poz as medidas? se tu o sabes; ou quem estendeu sobre ella o cordel?
Job 38:6 Sobre que estão fundadas as suas bases? ou quem assentou a sua pedra da esquina,
Job 38:7 Quando as estrellas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus jubilavam?
Job 38:8 Ou quem encerrou o mar com portas, quando trasbordou e saiu da madre;
Job 38:9 Quando eu puz as nuvens por sua vestidura, e a escuridão por envolvedouro?
Job 38:10 Quando passei sobre elle o meu decreto, e lhe puz portas e ferrolhos;
Job 38:11 E disse: Até aqui virás, e não mais adiante, e aqui se quebrarão as tuas ondas empolladas?
Job 38:12 Ou desde os teus dias déste ordem á madrugada? ou mostraste á alva o seu logar;
Job 38:13 Para que pegasse dos fins da terra, e os impios fossem sacudidos d’ella;
Job 38:14 E se transformasse como o barro, sob o sello, e se pozessem como vestidos;
Job 38:15 E dos impios se desvie a sua luz, e o braço altivo se quebrante;
Job 38:16 Ou entraste tu até ás origens do mar? ou passeaste no mais profundo do abysmo?
Job 38:17 Ou descobriram-se-te as portas da morte? ou viste as portas da sombra da morte?
Job 38:18 Ou com o teu entendimento chegaste ás larguras da terra? faze-m’o saber, se sabes tudo isto.
Job 38:19 Onde está o caminho para onde mora a luz? e, quanto ás trevas, onde está o seu logar;
Job 38:20 Para que as tragas aos seus limites, e para que saibas as veredas da sua casa?
Job 38:21 Acaso tu o sabes, porque já então eras nascido, e por ser grande o numero dos teus dias?
Job 38:22 Ou entraste tu até aos thesouros da neve? e viste os thesouros da saraiva,
Job 38:23 Que eu retenho até do tempo da angustia, até ao dia da peleja e da guerra?
Job 38:24 Onde está o caminho em que se reparte a luz, e se espalha o vento oriental sobre a terra?
Job 38:25 Quem abriu para
a inundação um leito, e um caminho para os relampagos dos trovões;
Job 38:26 Para chover sobre a terra, onde não ha ninguem, e no deserto, em que não ha gente;
Job 38:27 Para fartar a terra deserta e assolada, e para fazer crescer os renovos da herva?
Job 38:28 A chuva porventura tem pae? ou quem géra as gottas do orvalho,
Job 38:29 De cujo ventre procede o gelo? e quem gera a geada do céu?
Job 38:30 Como debaixo de pedra as aguas se escondem: e a superficie do abysmo se coalha.
Job 38:31 Ou poderás tu ajuntar as delicias das sete estrellas, ou soltar os atilhos do Orion?
Job 38:32 Ou produzir as constellações a seu tempo? e guiar a Ursa com seus filhos?
Job 38:33 Sabes tu as ordenanças dos céus? ou podes dispor do dominio d’elles sobre a terra?
Job 38:34 Ou podes levantar a tua voz até ás nuvens, para que a abundancia das aguas te cubra?
Job 38:35 Ou enviarás aos raios para que saiam, e te digam: Eis-nos aqui?
Job 38:36 Quem poz a sabedoria nas entranhas? ou quem deu ao sentido o entendimento?
Job 38:37 Quem numerará as nuvens pela sabedoria? ou os odres dos céus, quem os abaixará,
Job 38:38 Quando se funde o pó n’uma massa, e se apegam os torrões uns aos outros?
Job 38:39 Porventura caçarás tu preza para a leôa? ou fartaras a fome dos filhos dos leões,
Job 38:40 Quando se agacham nos covis, e estão á espreita nas covas?
Job 38:41 Quem prepara aos corvos o seu alimento, quando os seus pintainhos gritam a Deus e andam vagueando, por não terem de comer?
Job 39:1 Sabes tu o tempo em que as cabras montezes parem? ou consideraste as dôres das cervas?
Job 39:2 Contarás os mezes que cumprem? ou sabes o tempo do seu parto?
Job 39:3 Quando se encurvam, produzem seus filhos, e lançam de si as suas dôres.
Job 39:4 Seus filhos enrijam, crescem com o trigo: saem, e nunca mais tornam a ellas.
Job 39:5 Quem despediu livre o jumento montez? e quem soltou as prisões ao jumento bravo?
Job 39:6 Ao qual dei o ermo por casa, e a terra salgada por suas moradas.
Job 39:7 Ri-se do arroido da cidade: não ouve os muitos gritos do exactor.
Job 39:8 O que descobre nos montes é o seu pasto, e anda buscando tudo que está verde.
Job 39:9 Ou, querer-te-ha servir o unicornio? ou ficará na tua cavallariça?
Job 39:10 Ou amarrarás o unicornio com a sua corda no rego? ou estorroará apoz ti os valles?
Job 39:11 Ou confiarás n’elle, por ser grande a sua força? ou deixarás a seu cargo o teu trabalho?
Job 39:12 Ou fiarás d’elle que te torne o que semeaste e o recolherá na tua eira?
Job 39:13 Vem de ti as alegres azas dos pavões, que teem pennas de cegonha e d’aguia?
Job 39:14 A qual deixa os seus ovos na terra, e os aquenta no pó.
Job 39:15 E se esquece de que algum pé os pise, ou os animaes do campo os calquem.
Job 39:16 Endurece-se para com seus filhos, como se não fossem seus: debalde é seu trabalho, porquanto está sem temor.
Job 39:17 Porque Deus a privou de sabedoria, e não lhe repartiu entendimento.
Job 39:18 A seu tempo se levanta ao alto: ri-se do cavallo, e do que vae montado n’elle.
Job 39:19 Ou darás tu força ao cavallo? ou vestirás o seu pescoço com trovão?
Job 39:20 Ou espantal-o-has, como ao gafanhoto? terrivel é o fogoso respirar das suas ventas.
Job 39:21 Escarva a terra, e folga na sua força, e sae ao encontro dos armados.
Job 39:22 Ri-se do temor, e não se espanta, e não torna atraz por causa da espada.
Job 39:23 Contra elle rangem a aljava, o ferro flammante da lança e do dardo.
Job 39:24 Sacudindo-se, e removendo-se, escarva a terra, e não faz caso do som da buzina.
Job 39:25 Na furia do som das buzinas diz: Eia! e de longe cheira a guerra, e o trovão dos principes, e o alarido.
Job 39:26 Ou vôa o gavião pela tua intelligencia, e estende as suas azas para o sul?
Job 39:27 Ou se remonta a aguia ao teu mandado, e põe no alto o seu ninho?
Job 39:28 Nas penhas mora e habita: no cume das penhas, e nos logares seguros.
Job 39:29 Desde ali descobre a preza: seus olhos a avistam desde longe.
Job 39:30 E seus filhos chupam o sangue, e onde ha mortos ahi está.
Job 40:1 Respondeu mais Yahweh a Job e disse:
Job 40:2 Porventura o contender contra o Todo-poderoso é ensinar? quem quer reprehender a Deus, responda a estas coisas.
Job 40:3 Então Job respondeu a Yahweh, e disse:
Job 40:4 Eis que sou vil; que te responderia eu? a minha mão ponho na minha bocca.
Job 40:5 Já uma vez tenho fallado, porém mais não responderei: ou ainda duas vezes, porém não proseguirei.
Job 40:6 Então Yahweh respondeu a Job desde a tempestade, e disse:
Job 40:7 Ora, pois, cinge os teus lombos como varão; eu te perguntarei a ti, e tu ensina-me.
Job 40:8 Porventura tambem farás tu vão o meu juizo? ou tu me condemnarás, para te justificares?
Job 40:9 Ou tens braço como Deus? ou podes trovejar com voz como a sua?
Job 40:10 Orna-te pois com excellencia e alteza; e veste-te de magestade e de gloria.
Job 40:11 Derrama os furores da tua ira, e attenta para todo o soberbo, e abate-o.
Job 40:12 Olha para todo o soberbo, e humilha-o, e atropella os impios no seu logar.
Job 40:13 Esconde-os juntamente no pó: ata-lhes os rostos em occulto.
Job 40:14 Então tambem eu a ti confessarei que a tua mão direita te haverá livrado.
Job 40:15 Vês aqui a Behemoth, que eu fiz comtigo, que come a herva como o boi.
Job 40:16 Eis que a sua força está nos seus lombos, e o seu poder no umbigo do seu ventre.
Job 40:17 Quando quer, move a sua cauda como cedro: os nervos das suas coxas estão entretecidos.
Job 40:18 Os seus ossos são como coxas de bronze: a sua ossada é como barras de ferro.
Job 40:19 Elle é obra prima dos caminhos de Deus: o que o fez lhe apegou a sua espada.
Job 40:20 Em verdade os montes lhe produzem pasto, onde todos os animaes do campo folgam.
Job 40:21 Deita-se debaixo das arvores sombrias, no esconderijo das canas e da lama.
Job 40:22 As arvores sombrias o cobrem, com sua sombra: os salgueiros do ribeiro o cercam.
Job 40:23 Eis que um rio trasborda, e elle não se apressa, confiando que o Jordão possa entrar na sua bocca.
Job 40:24 Podel-o-hiam porventura caçar á vista de seus olhos? ou com laços lhe furar os narizes?
Job 41:1 Poderás tirar com anzol o leviathan? ou ligarás a sua lingua com a corda?
Job 41:2 Podes pôr um junco no seu nariz? ou com um espinho furarás a sua queixada?
Job 41:3 Porventura multiplicará muitas supplicações para comtigo? ou brandamente fallará?
Job 41:4 Fará elle concertos comtigo? ou o tomarás tu por escravo para sempre?
Job 41:5 Brincarás com elle, como com um passarinho? ou o atarás para tuas meninas?
Job 41:6 Os teus companheiros farão d’elle um banquete? ou o repartirão entre os negociantes?
Job 41:7 Encherás a sua pelle de ganchos? ou a sua cabeça com arpéos de pescadores?
Job 41:8 Põe a tua mão sobre elle, lembra-te da peleja, e nunca mais tal intentarás.
Job 41:9 Eis que a sua esperança falhará: porventura tambem á sua vista será derribado?
Job 41:10 Ninguem ha tão atrevido, que a despertal-o se atreva: quem pois é aquelle que ousa pôr-se em pé diante de mim
Job 41:11 Quem me preveniu, para que eu haja de retribuir-lhe? pois o que está debaixo de todos os céus é meu.
Job 41:12 Não calarei os meus membros, nem a relação das suas forças, nem a graça da sua formação.
Job 41:13 Quem descobriria a superficie do seu vestido? quem entrará entre as suas queixadas dobradas?
Job 41:14 Quem abriria as portas do seu rosto? pois em roda dos seus dentes está o terror.
Job 41:15 As suas fortes escamas são excellentissimas, cada uma fechada como com sello apertado.
Job 41:16 Uma á outra se chega tão perto, que nem um assopro passa por entre ellas.
Job 41:17 Umas ás outras se apegam: tanto se travam entre si, que não se podem separar.
Job 41:18 Cada um dos seus espirros faz resplandecer a luz, e os seus olhos são como as pestanas da alva.
Job 41:19 Da sua bocca saem tochas: faiscas de fogo arrebentam d’ella.
Job 41:20 Dos seus narizes procede fumo, como d’uma panella fervente, ou d’uma grande caldeira.
Job 41:21 O seu halito faria incender os carvões: e da sua bocca sae chamma.
Job 41:22 No seu pescoço pousa a força: perante elle até a tristeza salta de prazer.
Job 41:23 Os musculos da sua carne estão pegados entre si: cada um está firme n’elle, e nenhum se move.
Job 41:24 O seu coração é firme como uma pedra e firme como parte da mó de baixo.
Job 41:25 Levantando-se elle, tremem os valentes: em razão dos seus abalos se purificam.
Job 41:26 Se alguem lhe tocar com a espada, essa não poderá penetrar, nem lança, dardo ou couraça.
Job 41:27 Elle reputa o ferro por palha, e o cobre por pau podre.
Job 41:28 A setta o não fará fugir: as pedras das fundas se lhe tornam em rastolho.
Job 41:29 As pedras atiradas estima como arestas, e ri-se do brandir da lança.
Job 41:30 Debaixo de si tem conchas ponteagudas: estende-se sobre coisas ponteagudas como na lama.
Job 41:31 As profundezas faz ferver, como uma panella: torna o mar como quando os unguentos fervem.
Job 41:32 Apoz elle allumia o caminho: parece o abysmo tornado em brancura de cãs.
Job 41:33 Na terra não ha coisa que se lhe possa comparar, pois foi feito para estar sem pavor.
Job 41:34 Todo o alto vê: é rei sobre todos os filhos d’animaes altivos.
Job 42:1 Então respondeu Job aYahweh, e disse:
Job 42:2 Bem sei eu que tudo podes, e nenhum dos teus pensamentos pode ser impedido.
Job 42:3 Quem é aquelle, dizes tu, que sem conhecimento encobre o conselho? por isso relatei o que não entendia; coisas que para mim eram maravilhosissimas, e eu as não entendia.
Job 42:4 Escuta-me pois, e eu fallarei: eu te perguntarei, e tu me ensinas.
Job 42:5 Com o ouvido das orelhas
te ouvi, mas agora te vê o meu olho.
Job 42:6 Por isso me abomino e me arrependo no pó e na cinza.
Job 42:7 Succedeu pois que, acabando Yahweh de fallar a Job aquellas palavras, Yahweh disse a Eliphaz, o temanita: A minha ira se accendeu contra ti, e contra os teus dois amigos; porque não fallaste de mim o que era recto, como o meu servo Job.
Job 42:8 Tomae pois sete bezerros e sete carneiros, e ide ao meu servo Job, e offerecei holocaustos por vós, e o meu servo Job orará por vós: porque devéras a elle acceitarei, para que vos não trate conforme a vossa loucura; porque vós não fallastes de mim o que era recto como o meu servo Job.
Job 42:9 Então foram Eliphaz, o temanita, e Bildad, o suhita, e Sofar, o naamathita, e fizeram como Yahweh lhes dissera: e Yahweh acceitou a face de Job.
Job 42:10 E Yahweh virou o captiveiro de Job, quando orava pelos seus amigos: e Yahweh accrescentou a Job outro tanto em dobro, a tudo quanto d’antes possuia.
Job 42:11 Então vieram a elle todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs, e todos quantos d’antes o conheceram, e comeram com elle pão em sua casa, e se condoeram d’elle, e o consolaram ácerca de todo o mal que Yahweh lhe havia enviado: e cada um d’elles lhe deu uma peça de dinheiro, e cada um um pendente de oiro.
Job 42:12 E assim abençoou Yahweh ao ultimo estado de Job, mais do que o primeiro: porque teve quatorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas.
Job 42:13 Tambem teve sete filhos e tres filhas.
Job 42:14 E chamou o nome da primeira Jemima, e o nome da outra Cassia, e o nome da terceira Keren-happuch.
Job 42:15 E em toda a terra não se acharam mulheres tão formosas como as filhas de Job; e seu pae lhes deu herança entre seus irmãos.
Job 42:16 E depois d’isto viveu Job cento e quarenta annos: e viu a seus filhos, e aos filhos de seus filhos, até á quarta geração.
Job 42:17 Então morreu Job, velho e farto de dias.