Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
SUÍCIDIO – EXEMPLOS BÍBLICOS.

SUÍCIDIO – EXEMPLOS BÍBLICOS.

  1. SUICÍDIO;

Não é de hoje, que nos deparamos com esta lastimável atitude antibíblica, quer o cidadão levado por algum problema de ordem psicológica, própria ou demoníaca.

Suicídio, no dicionário Aurélio significa: “Ato ou efeito de suicidar-se” Suicida “pessoa que cometeu o suicídio” Suicidar-se, “Dar a morte a si mesmo”, resumindo tirar a sua própria vida. No grego original do novo testamento encontramos a palavra (apercomai – sair), ( aphgxato – apagcw –  direto enforcar-se) São Mateus Cap.27 v 5;

Na linha psicológica os profissionais da área apontam em muitos casos como um desvio de conduta ou emocional, provocada por problemas emocionais descontrolados, como por exemplo, uma depressão não tratada que pode levar o indivíduo ao suicídio, às vezes por não encontrar um refúgio a uma determinada situação, digamos: “uma válvula de escape”, transformando sua situação insuportável, a ponto de não enxergar uma solução ou alternativa a não ser tirar sua própria vida, também poderá ser de ordem genética, uma pessoa que teve em seu antepassado alguém que cometeu suicídio, ou doença mental, enfim são várias as definições neste campo do qual não sou a pessoa indicada para comentar, pois não sou formado ou profissional da área que trata o assunto.

Falaremos no campo teológico espiritual, onde podemos dizer que uma pessoa pode muito bem cometer suicídio por influência de ordem maligna, no caso de Judas seu sentimento e mágoa o levaram a tirar sua própria vida, ou seja, foi à solução encontrada em sua “cegueira espiritual” para situação em que se encontrava, por dinheiro, havia entregado um inocente que só fizera o bem, no caso seu amigo e mestre JESUS CRISTO; tal fato “a traição” abriu uma brecha para satanás entrar em seu coração e levá-lo ao fim que teve conforme o registro bíblico acredita que Judas tinha uma alternativa o qual ele não conseguira enxergar, o caminho era arrepender-se, procurar os apóstolos que o ajudariam a conseguir o perdão de Deus, dentro das promessas divinas, havendo o arrependimento a pessoa alcança o perdão, e o sacrifício vicário de Cristo incluía também o perdão que Judas poderia ter alcançado, uma das palavras de Jesus Cristo, no momento de sua agonia na cruz foi: “Pai perdoa-os, eles não sabem o que fazem”. “Jesus na cruz orou e pediu a Deus para que perdoasse os seus inimigos e traidores, pois em suas palavras incluiu a todos”.

Mas encontramos na bíblia vários exemplos de suicidas, vejamos alguns, embora as escrituras em momento algum defendam a idéia do suicídio, mas se mostra contrária a tal prática, observamos que os tais que praticaram o suicídio estavam afastados de Deus, como segue:

2.1 SANSÃO, denominado e considerado um dos juízes levantados por Deus para combater os inimigos do povo de Deus, por causa de sua apostasia foi levado preso e cativo pelos filisteus, e estava servindo de “troféu” de euforia para os presentes que festejavam e adoravam Dagon, deu fim a sua própria vida, poderia ter sido poupado se houvesse obedecido a Deus e suas verdades e não deixar o seu coração ser levado pela pecadora Dalila, que traiu-o , a exemplo de Judas por dinheiro, revelando o segredo de sua força;

2.2 O REI SAUL, ficou tão distante de Deus que chegou a ponto de consultar uma pitonisa “advinha, feiticeira”, seu fim foi o suicídio, a bíblia diz que o Espirito de Deus se afastou de Saul e ele era atormentado por um espirito das trevas;

2.3 AITOFEL, pessoa de confiança do Rei Davi, era conselheiro do Rei, no decorrer da história ele traiu o Rei, a bíblia diz “obedecei aos vossos senhores”, seu fim foi o suicídio, se matou com medo do Rei, que descobrira a traição (2 Samuel 16 v 17);

2.4 ZINRI, a bíblia diz que esse rei governou Israel apenas uma semana, por causa de seus erros e pecado colocou fogo no palácio e morreu entre as chamas, I Reis 16;

2.5 JUDAS ISCARIOTES – o mais falado e famoso suicida bíblico, o remorso o levou a morte por ter entregado o seu mestre e amigo JESUS CRISTO, São Mateus 27 v 5;

3.0 – EXEMPLOS DE FÉ EM MOMENTOS DIFICIES;

Encontramos exemplos de homens que passaram por momentos de amargura e extrema aflição, mas não cometeram o suicídio, alguns exemplos:

3.1 O PATRIARCA JÓ, perdeu seus bens, sua família e sua esposa, e ficou doente com muitas chagas, e seus amigos o procuraram-no acusando de haver cometido pecado e de estar sendo punido por Deus, no livro de Jó, nos encontramos que seus amigos ocuparam nove capítulos acusando Jó de estar em pecado, Eliú gastou seis capítulos dizendo que Jó estava sendo penitenciado por Deus, Jó utilizou 20 capítulos se justificando e Deus com 4 capítulos falou tudo o que tinha para dizer, Deus falou pouco, mas o que o homem precisava ouvir, corrigindo tudo e os colocando-os nos seus devidos lugar; Jó pela razão humana tinha motivo para suicidar-se, mas a sua comunhão com Deus, o impediu, e seu último estado foi melhor que o segundo, após a provação Deus, deu a Jó tudo em dobro e seus acusadores tiveram que pedir perdão a Jó e solicitar suas orações;

3.2 ELIAS, o grande profeta, não tirou sua vida, mas desejou a morte e pediu a Deus que o matasse, quando fugiu da terrível Jezabel, mulher do Rei Acabe que estava matando os profetas, porem, por ser fiel ao Todo Poderoso, o consolo veio e Elias conseguiu se reerguer, porque era um homem que estava em comunhão com Deus, veja I Reis 19;

3.3 O APÓSTOLO PAULO, sofria de um espinho na carne, que o perturbava, porém tirou desta situação uma lição de vida e conseguiu passar por cima do obstáculo, sendo o exemplo para todo nos cristãos que passamos por momentos difíceis, veja em 2 Corintios Cap 12 v 9;

FIM

Temos Deus por nós, não precisamos recorrer a está pratica antibíblica (para os cristãos), desequilibrada (para os psicólogos, médicos), demoníaca (para os cristãos), a qual é muito prejudicial para a vida social, familiar e principalmente espiritual, que é o suicídio, o caminho é se apegar com Deus em primeiro lugar tiver uma comunhão plena com o Criador, dialogar com a família e amigos procurar ser uma pessoa social e não anti-social; tirar lições de nossas dificuldades do dia a dia, às vezes sofreu uma queda, perder uma batalha não significa perder a guerra, temos os altos e baixos de nossas vidas, a bíblia diz que o cair é do homem, mas o levantar pertence a Deus; portanto, jamais desista se não deu certo hoje, com certeza amanhã será um novo dia, o nosso amanhã pertence a Deus, Deus nos ama e quer o melhor para seus filhos; nos capacitou com a inteligência, use-la; existe uma solução, existe uma saída, existe um escape, existe uma porta, e esta porta é JESUS.

Póa, 14 de Novembro de 2005.

Presbítero: ELISEO SILVEIRO

   http://sites.google.com/site/hebraicobiblico/

Nosso site.

 (curso de hebraico)

Tags: