Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
A mentira da Reecarnação !

A mentira da Reecarnação !

Tal como muitos outros erros doutrinais que circulam no mundo desde há séculos e, sobretudo nas religiões originadas no Oriente, como o Hinduísmo, o Budismo ou o Taoísmo e muitas outras filosofias humanas envolvendo cânticos, recitação de “mantras”, meditação transcendental e práticas de ioga nas suas várias modalidades, também a

doutrina da reencarnação contamina cada vez mais o espírito das pessoas que andam em trevas, as quais se deixam “prender”, até irremediavelmente.

Estas formas de “espiritualidade” estão habitualmente representadas por ídolos, numa estatuária de “deuses e deusas” de pau, de pedra ou de metal, criados pela imaginação dos homens ao longo de séculos e feitos pela sua mão, como é patente, por exemplo, na veneração que é feita a uma panóplia infinda de ídolos no culto hindu.

Estas manifestações “espirituais” têm sido cultivadas ao longo de muitos séculos em regiões bem específicas do mundo, com maior incidência nos povos do Extremo Oriente. Porém, tais manifestações e crenças têm-se espalhado cada vez mais nos nossos dias devido às atuais facilidades dos meios de comunicação, disseminando-se por toda a parte a uma velocidade incrível. O ser humano aceita com maior facilidade a mentira do que a Verdade do Deus Eterno.

Muitas destas crenças estão baseadas em filosofias segundo as quais existe um processo contínuo de reaparecimento do ser humano nesta vida, o qual pode ir avançando para estágios mais elevados de aperfeiçoamento até atingir a “perfeição” ou, pelo contrário, regredir nesse processo e, sempre em função do que esse ser humano tiver sido capaz de realizar através das suas obras em cada uma dessas “vidas”. Admitem até que o ser humano pode regredir para formas de animais irracionais.

Gostaríamos de afirmar desde já a nossa certeza, com base no ensinamento das Sagradas Escrituras, a Bíblia, que tais crenças são diabólicas e existem para confundir o homem e afastá-lo do Deus Criador, Senhor YHWH, e da Sua salvação através do Filho Yeshua, o Messias, o único que pode operar em nós, um dia, essa perfeição que o homem sincero e arrependido deseja alcançar.

Muitos desses movimentos religiosos são antigos enquanto outros são bem mais recentes, como é o caso do movimento “new age” (nova era), que assenta numa mistura de crenças, de esoterismo, de crença em forças cósmicas e de espiritismo, ou o que eles chamam de “espiritualismo”, e que permitiria ao homem prosseguir no caminho do conhecimento espiritual por avanços sucessivos. Nada de mais falso.

Estas crenças só podem ser “reconfortantes” para aqueles que não conhecem (nem querem conhecer) a Verdade que O Deus de Israel vem oferecendo ao homem através dos Seus servos, os profetas e, nos últimos dias pelo Filho, Nosso Senhor Yeshua.

E porque razão se afirma que são “reconfortantes”? Porque deixam uma esperança (embora falsa) no coração daqueles que se deixam convencer que, após a sua morte, mesmo tendo errado na presente vida, têm sempre oportunidades futuras de voltar à vida e prosseguir a via do aperfeiçoamento através das obras carnais.

Esta é uma mentira descarada que Satanás introduziu no mundo e em que milhões de almas acreditam. Por este processo, Satanás consegue desviar muitos da Verdade e do Deus Altíssimo…semeando no coração do homem uma semente adulterada, como é seu apanágio.

Mas, não é somente Satanás que pode ser considerado culpado de tamanha mentira, pois o homem é responsável por escolher entre dois caminhos: o da verdade e da vida que YHWH propõe ao homem desde o princípio ou o da mentira e do desprezo pelas instruções de YHWH que conduzirá à morte eterna. Cada ser humano tem que prestar contas a Deus das escolhas que fizer na sua vida. Apesar de O Alto e Sublime chamar o ser humano para o caminho da Vida que está no Messias Yeshua, este prossegue no seu caminho de auto-suficiência que o há-de conduzir à destruição: Deuteronómio 30:15, 19 – “Vês aqui, hoje te tenho proposto a vida e o bem, e a morte e o mal;…Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência”.

Os pais que tanto se preocupam e trabalham para garantir o bem-estar dos seus filhos andam iludidos quando julgam que o dinheiro que possam acumular lhes pode comprar ou assegurar tal protecção futura, tanto a eles como aos filhos. Não se enganem: tal segurança só pode ser conseguida quando eles estão ligados ao Deus Supremo e confiam Nele para lhes garantir protecção, tanto para si mesmos como para a sua descendência…passe o que passar nesta vida.

Como diz Paulo em: 1.Coríntios 15:19 – “Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens”. Quantos meditam nestas palavras? Poucos, infelizmente. A maioria busca através da “religião” a resolução dos seus problemas e ansiedades desta vida. E como o seu desejo de conhecimento da verdade não está presente, então qualquer “religião” lhes serve, chegando a dizer que todos os caminhos conduzem a Deus. Isto é uma pura mentira, pois Deus só oferece o caminho da vida aos que buscam andar no caminho que Ele propõe ao homem: o caminho estreito, a porta estreita, pela qual o homem terá que passar para chegar a Ele. O caminho largo e a porta larga são onde as multidões gostam de caminhar. Mas esse é o caminho que conduz à morte (eterna).

Satanás sempre se saiu bem a enganar a humanidade e esta deixa-se engodar facilmente pelo “adversário”, pelo “tentador”, o mesmo que tentou a Yeshua no deserto, no final de um jejum de 40 dias e lhe propôs entregar a glória dos reinos deste mundo…se tão somente ajoelhado o adorasse. Falhou com Yeshua e falhará com todos aqueles que quiserem seguir o Caminho da Vida, que é o Messias e a Lei do Pai – esta é a porta e o caminho estreitos.

Em determinado momento YHWH lamenta-se perante os exércitos dos céus devido à maldade dos homens, apesar de os ter ajudado sempre: Jeremias 2:12-13 – “Espantai-vos disto, ó céus, e horrorizai-vos! Ficai verdadeiramente desolados, diz YHWH. Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm águas”. Ou seja, YHWH viu o povo que Ele escolheu abandoná-Lo e viu que criaram para si preceitos e tradições humanas (as cisternas rotas que não retêm águas) aos quais se agarraram, deixando os Seus preceitos eternos. Os povos decidiram ir após outros “deuses” e viraram as costas ao Senhor da Vida. Preferem acreditar na loucura humana que lhes diz que têm várias hipóteses de se irem aperfeiçoando ao longo de sucessivas encarnações. Que loucos. Estão espiritualmente cegos.

Outro aspecto sobre o qual se baseia esta mentira tem a ver com a afirmação que está subjacente à ideia do homem ser capaz, pelos seus próprios meios de assegurar a sua salvação, prescindindo, por isso mesmo, do sacrifício do Filho de YHWH. Assim, é como se não precisassem de Deus e do sacrifício do Filho de Deus para nada. O sangue de Yeshua não tem qualquer poder neste tipo de “religião” e na vida dos homens que seguem estas doutrinas.

Infelizmente, a par desta falsa doutrina que nem sequer anuncia ou reconhece o Messias Salvador, também algumas igrejas que se apelidam de cristãs, nomeadamente a católico romana, a igreja ortodoxa do Oriente e os Mórmons, lançaram igualmente à terra a semente adulterada da “imortalidade da alma”, o que leva muitos a acreditar que a alma

dos que morrem anda por aí a pairar (o mesmo princípio do espiritismo) ou que está “vivendo” num lugar que o homem não consegue identificar muito bem, podendo, até, haver processos de ganhar a salvação para os que já morreram através da celebração de missas e de dádivas para essa igreja apóstata, para que a alma do falecido possa ascender a uma condição mais elevada, que é a base da falsa doutrina do “purgatório”, como sendo um lugar de purificação ou de remissão das más obras praticadas enquanto esse homem estava vivo, e que não passa de um embuste lançado para angariar fundos para essa “igreja”. A Palavra é muito clara: Salmo 8:4a – “Que é o homem mortal para que te lembres dele?”.

Como se, porventura também, a alma/consciência do homem, depois de morrer, pudesse ser resgatada através de processos baseados no dinheiro – sendo assim só os ricos podiam ser resgatados das suas más obras… No caso dos Mórmons até chegam a “batizar” os que já faleceram…O Livro de Esclesiastes afirma sem margem para dúvidas: Eclesiastes 9:5 – “Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento”. E, mais adiante, a Palavra confirma o que está escrito em Génesis 3:19: Eclesiastes 12:7 – “E o pó volte à terra, como o era [antes de ser criado], e o espírito [fôlego de vida] volte a YHWH, que o deu”. Salmo 146:4 – “Sai-lhe o espírito, volta para a terra; naquele mesmo dia perecem os seus pensamentos”.

Analise-se agora a mentira expressa no seguinte esquema:

Esquema reproduzido da Wikipedia (Internet)

Mas, continuemos com a nossa análise sobre a falsa doutrina da “reincarnação”.

Esta falsa doutrina afasta ainda a ideia que o homem tem que se submeter ao julgamento de YHWH e, em função da sentença, poder ser destruído para sempre pois admite que o mesmo volta a renascer para uma nova oportunidade e aperfeiçoamento humanos. Não é isto que a Palavra de Deus nos ensina. Ao contrário disto tudo, a Bíblia Sagrada ensina-nos o seguinte: Génesis 18:25 – “Longe de ti [YHWH] que faças tal coisa, que mates o justo com o ímpio; que o justo seja como o ímpio, longe de ti. Não faria justiça o Juiz de toda a terra?”

Paulo diz-nos também em 2.Coríntios 5:10 – “Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal”. E em Romanos 14:12 diz-nos: “De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus”.

As palavras de Yeshua são também elucidativas do que há-de suceder neste julgamento: Mateus 25:32-34, 41 – “E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo”…vers. 41 – “Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos”.

Muitas mais passagens poderiam aqui ser reproduzidas sobre o julgamento de Deus e sobre os ímpios e a sua destruição.

Como vemos, não existe a mínima alusão bíblica a que o homem viva várias vidas em sucessivas fases de aperfeiçoamento, porque essa é uma doutrina diabólica para desviar o homem do próprio YHWH e do Seu Ungido Yeshua. A única alusão bíblica sobre o reviver daqueles que desceram ao pó é a que está relacionada com o julgamento do Messias, perante cujo tribunal todos terão que comparecer e em que só duas sentenças serão admissíveis:

• Os que se salvarão e que irão viver eternamente com YHWH (Mateus 25:34 – “Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo”); sobre estes não terá poder a segunda morte; e

• Os que serão condenados e que terão de enfrentar a segunda morte, a morte eterna, a destruição final: Apocalipse 20:15 – “E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo”.

Muitas promessas existem em relação aos que se hão-de salvar através do sacrifício de Yeshua e da santificação dos que crêem, nos caminhos de YHWH. Mas, em relação aos que hão-de perecer, a Palavra de Yeshua diz-nos: Mateus 13:41-42 – “Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniquidade [transgressão da Lei de YHWH]. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes”. Esta é a segunda morte, definitiva, do ser humano que vier a ser considerado ímpio, rebelde. Todo o ser humano que se revelar espiritualmente inútil nesta vida está destinado à completa destruição e dele não haverá mais memória.

É isto que a Palavra de YHWH nos ensina e não qualquer sistema de sucessivas reincarnações com progressão ou regressão da condição espiritual e física do ser humano. Da mesma maneira que Deus colocou dois caminhos perante o ser humano, o caminho da vida e o da morte, assim será na sentença final que será ditada pelo tribunal do Messias (não haverá apelo ou 2ª instância neste julgamento): a vida ou a morte eternas.

Através da revelação do próprio Senhor Yeshua, ficamos a saber que, tal como foram colocados dois caminhos perante o homem, o da vida eterna e o da morte eterna, também, no julgamento haverá os que passam para a vida eterna (aqueles cujo nome esteja inscrito no Livro da Vida) e os que serão destruídos para sempre. A escolha pertence só ao homem, HOJE.

O caminho da vida alcança-se pela fé no Messias e pela obediência (santificação) à Lei de YHWH e o da morte pela rebeldia e desprezo da vontade de Deus, i.e. sendo desobediente e voltando as costas à vontade do Deus Altíssimo.

Quantos “religiosos” dos nossos dias e nas muitas congregações “cristãs” dizem seguir ao Messias, mas não fazem o que ele lhes manda? Demasiados!

O julgamento de Deus é referido em muitas passagens; exemplo: Apocalipse 20:12 – “E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras”.

Não há neste plano de YHWH estágios de vidas intermédias para aperfeiçoamento ou regressão da condição de vida em que antes o ser humano viveu. Isso é uma mentira diabólica em que muitos infelizmente acreditam, para sua própria condenação e destruição.

Muito mais poderia ser dito acerca da falsidade da reincarnação, ou do estado do ser humano na morte, etc. Deixamos esse desenvolvimento para outro trabalho específico que pensamos vir a apresentar em breve.

Relembremos as palavras de Paulo na carta aos: Romanos 2:5-10 – “Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus; o qual recompensará cada um segundo as suas obras; a saber: A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem [os que andam segundo a Lei], procuram glória, honra e incorrupção; mas a indignação e a ira aos que são contenciosos, desobedientes à verdade [à Lei] e obedientes à iniquidade [igual a pecado, igual a ausência de Lei ou transgressão da Lei/Torá de

Deus]; tribulação e angústia sobre toda a alma do homem que faz o mal; primeiramente do judeu e também do grego; glória, porém, e honra e paz a qualquer que pratica o bem; primeiramente ao judeu e também ao grego”.

Porque é que as palavras de YHWH condenam o ser humano? Será porque este Lhe é obediente e O busca? Não. Deus condena o ser humano porque este busca para si caminhos e doutrinas que negam a Verdade e o Poder do Altíssimo na sua vida!

De forma muito breve pudemos analisar os dois únicos caminhos que YHWH propôs ao homem desde o princípio da Criação: a vida (eterna, por Seu Filho Yeshua) ou a morte (destruição eterna). Tudo o que sai fora desta proposta de YHWH é engano de homens que são guiados pelo espírito de Satanás, o adversário de Deus e do próprio homem. Satanás sempre procurou destruir todo o plano de salvação do homem e arrastá-lo consigo para a destruição. E pode dizer-se que o tem conseguido, pois só um remanescente é que se há-de salvar: Romanos 9:27 – “Também Isaías clama acerca de Israel: Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo”.

Apocalipse 12:17 – “E o dragão [Satanás] irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo”. Este remanescente fiel é composto pelos que “guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo”. Não nos deixemos pois enganar com doutrinas do diabo e filosofias de homens descrentes.

AlleluYAH

Vitor Quinta

Tags: