Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
A FARSA DO ARREBATAMENTO SECRETO

A FARSA DO ARREBATAMENTO SECRETO

Símbolo dos jesuítas o emblema mostra alusão ao sol, astro adorado como deus por vários povos desde os primeiros séculos pós – dilúvio. (adoração ao Deus SOL)

Manuel Lacunza (nascido em Santiago, Chile no ano de 1731 e morre na Itália em 1801) foi um padre jesuíta. Lacunza acreditava que ele tinha feito algumas “novas descobertas, real, sólida, inegável, e da maior importância” para a disciplina de teologia.
A primeira dessas “novas descobertas” era que o fim do mundo não seria uma destruição instantânea da criação de Elohim. Ele negou “que o mundo – isto é, os corpos materiais e globos celestes que Elohim criou (entre os quais aquele em que vivemos) – tem que ter um fim ou voltar para o caos ou o nada”. Esta ideia não é encontrada nas Escrituras antes que a ideia oposta é afirmada e concordo com os melhores intérpretes.
Em segundo lugar, Lacunza concluiu que a expressões bíblicas “fim dos tempos” e “fim do mundo” se refere a dois momentos diferentes (para ele o fim dos tempos aconteceria algo, e o fim dos mundos outro). Ele entendeu o “fim do mundo” ou “Dia do Adonai” como sendo apenas o fim de uma fase da história humana, que seria fechado com a vinda do Messias e o início do Seu reino na Terra. Neste momento a vida seria julgada e os judeus convertidos, após o qual uma nova sociedade será constituída por um reinado de mil anos de justiça e paz.
Lacunza acredita – com base em sua leitura da profecia bíblica – que durante o período antes do “Dia do Adonai” haveria uma apostasia geral da Igreja, que faria parte do Anti-messias. Neste sentido, “a igreja” não era indivíduos, mas “um corpo moral”, composto de todos os apóstatas e ateus. Naturalmente, esta visão era especialmente polêmica porque colocou a igreja do lado errado na luta final entre o bem e o mal. Além disso, Lacunza diz que a segunda vinda do Messias será feita em duas etapas.
PADRE JESUÍTA “MANOEL DE LACUNZA” (QUE NA VERDADE ERA UM RABINO CUJO NOME ERA BEN EZRA) O QUAL FOI O RESPONSÁVEL ELA INTRODUÇÃO DAS BASES DA HERESIA PRÉ-TRIBULACIONISTA NA IGREJA ROMANA CRISTÃ. Muitos dos jesuítas são e foram envolvidos em misticismo, que envolveu estados alterados de consciência. Eles estão envolvidos em práticas ocultas.

JOHN NELSON DARBY
(1800-1882)
FUTURISMO PRETRIBULACIONISMO
PASTOR ANGLICANO (maçom), mais recente líder dos IRMÃOS de PLYMOUTH. Desenvolveu a doutrina do Dispensacionalismo.

Darby assistiu às conferências proféticas de Powerscourt em 1830. Foi, provavelmente, lá, que ele ouviu falar da visão de Margaret de um Arrebatamento Secreto promovida por Irving. Irving introduziu estas idéias que foram provavelmente abraçadas por Darby, mas foi Darby que sintetizou os vários pontos da doutrina do pré-tribulacionismo sobre um período de anos e a conduziu até sua forma definitiva. (Irving morreu em 1834). Isto não aconteceu do dia para a noite, mas foi necessário um período de vários anos para finalizar a doutrina. A doutrina não encontrou fácil aceitação, causando divisões e criando confusão durante os anos em que ele trabalhou nela. Eu tenho lido sobre como isso aconteceu durante as visitas de Darby à Suíça, entre 1838 a 1845, onde ele começou a divulgar sua doutrina e a compartilha-la abertamente. Anos depois (1859-1874), Darby levaria sua mensagem para América onde foi aceita prontamente. Ressalto que Darby era maçom e propagou a doutrina pré-tribulacionista originando a mesma na forma da doutrina cabalística das idades (deu-se o nome a esta Dispensacionalismo).

Mas, o que é Dispensacionalismo?

O dispensacionalismo é uma doutrina teológica e escatológica cristã que afirma que a segunda vinda do Messias será um acontecimento no mundo físico, envolvendo o arrebatamento antes da Grande Tribulação que terá um período de 7 anos, após o qual ocorrerá a batalha do Armageddon e o estabelecimento do reino de Elohim na Terra. A doutrina do Arrebatamento Pré-Tribulatório não tem fundamento bíblico, nunca na história da igreja houve uma interpretação dessas, essa teoria que a igreja não passará o período da grande tribulação aqui na terra é recente com cerca de apenas 200 anos. Muitos que acreditam no arrebatamento pré-tribulatório irão aceitar a Marca da besta alegando que, a mesma não pode ser, pois o evento do “arrebatamento silencioso” não aconteceu, O GRANDE ENGANO.

O dispensacionalismo é o fundamento teológico da série de ficção: Deixados Para Trás, que vendeu mais de cinquenta milhões de exemplares de livros e foi transposta para várias línguas e outras mídias, inclusive três filmes.
A teoria do arrebatamento secreto, de origem recente, tem capturado a imaginação de milhões, é baseado em pressuposições extrabíblicas. Semelhantemente, o ensinamento de que os crentes não experimentará a grande tribulação poupa os seres humanos do temor e do sofrimento, mas é contrário ao que diz a Bíblia.
É dentro do quadro de trabalho da Cabala que o dispensacionalismo tem o seu nascimento.
A Todas as religiões verdadeiramente dogmáticas ter emitido a partir da Cabala e retornam a ela. Tudo científico e grandioso nos sonhos religiosos de todos os Maçons Illuminati, Jacob Boehme, Swedenborg, Saint Martin, e outros, é emprestado do Kabalah; todas as associações maçônicas devem a ela seus segredos e seus símbolos (Moral e Dogmas, página 744, Livro de Albert Pike).
Kabalah é a difamadora feitiçaria judaica, o que o Criador tanto condenou. O próprio Criador condenou aqueles que do seu povo se prostrasse a feitiçaria e os judeus falsos fazem tais coisas. (Êxodo 22:18) – A feiticeira não deixarás viver. (Levítico 19:26) – Não comereis coisa alguma com o sangue; não agourareis nem adivinhareis. (há rituais maçônicos e cabalísticos que membros tomam sangue).

Margaret McDonald nasceu em 1815 em Port GLasgow, Escócia e morreu em 1840. Ela vivia com seus irmãos mais velhos James e George.Margaret e Robert Nolton, foi a partir das visões da adolescente Margaret, que nessa época tinha por volta seus 15 anos, que essa doutrina começou a ganhar força. Quero ressaltar aqui que a Margaret McDonald era praticante da feitiçaria, esoterismo hereditário e Templarismo. Em outras palavras não passa de uma bruxinha escocesa, e teve visões sobre um arrebatamento antes da Grande Tribulação, e ainda mais um arrebatamento secreto.Na primavera de 1830, na cidade escocesa de Port Glasgow, Margaret recebeu uma visão em que um grupo seleto de cristãos era arrebatado durante uma “vinda secreta do Mashiach”. A profecia foi preservada na íntegra em uma obra intitulada Memoirs (Memórias), escrita por uma testemunha ocular dos acontecimentos, o médico e pastor escocês Robert Nolton. Nolton atesta que essa menina foi a primeira pessoa a dividir a “vinda do Mashiach” em duas etapas: a 1ª arrebatamento silencioso antes da tribulação e a 2ª vinda do Mashiach pra julgar o anti-Ungido. Edward Irving (falaremos também) pregou a doutrina do retorno secreto do “Mashiach”, Margaret também era uma jovem que frequentava a igreja de Edward Irving, e informou suas visões a Irving por carta, logo depois de receber as cartas de Margaret, Irving participou de “conferencias proféticas” que tiveram início em Dublin na Irlanda, onde promoveu a doutrina do arrebatamento silencioso e secreto. John Nelson Darby também participou dessas conferências. A visão de Margaret tem uma periculosidade fatal aos crentes, pois se constituiu em uma experiência de ocultismo que os escoceses tiveram muita receptividade, já que o druidismo (feitiçaria com crença em druidas) sempre foi muito praticado na Escócia. As visões de Margaret se infiltraram na maioria das igrejas evangélicas no Brasil, principalmente as que falam do “Movimento Pentecostal”.

Veja o que George Campbell Morgan (evangelista britânico) disse ao ser indagado se cria na doutrina das duas vindas de Yeshua Ha Mashiach no final dos tempos, uma secreta e outra visível, o renomado avivalista disse:
George Campbell Morgan (evangelista britânico )

“Enfaticamente, não! Conheço muito bem esta doutrina. Nos primeiros anos de meu ministério, cri nesta visão e a incorporei em um de meus livros. Mas, à medida que estudei mais o assunto, percebi o erro deste ensino […]. A ideia de uma “vinda de Mashiach” secreta e à parte é uma divagação da interpretação profética, e não dispõe de absolutamente nenhum fundamento bíblico”. Divagação: Significa fazer distorções, fugir do assunto. Andar sem rumo.Quero dizer com isso que o pré-tribulacionismo foi um conceito criado após a existência de todos os apóstolos discípulos, ou qualquer pessoa que teve um marco na Bíblia. O pós é um conceito muito mais antigo, ele era a única opção, mas o diabo enganador fez isso para que os cristãos aceitem quais quer que fosse a marca da besta, porque “O Messias ainda não voltou”.Então se cremos no conceito pós-tribulação estamos propensos a aceitar que a vinda do Messias seria após todo esse conceito da Grande Tribulação, então NUNCA aceitaríamos essa marca. Eu sei que pessoas apareceram e vão me mostrar o texto de Sha’ul: “E esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Yeshua, que nos livra da ira futura.” 1Coríntios 1:10. A salvação nos livra da ira de ELOHIM. Quando falamos em “ira” relacionada à salvação espiritual, não é correto associar essa “ira” a um processo tribulacional, onde os danos sofridos pelos servos de ELOHIM são físicos. O próprio autor Sha’ul (Paulo) do versículo em questão morreu decapitado dentro de um processo de perseguição e tribulação. É importante que as escamas dos seus olhos caiam e você veja o restante do trabalho com lógica, racionalidade e em comunhão com o Criador.Para iniciar então, podemos analisar a palavra Tribulação, sua origem vem do latim Tribulum que era o nome de um instrumento usado para separar o joio do trigo. Então verificando o significado desta palavra, podemos entender que a tribulação será um tempo de separação entre o verdadeiro e o falso.

EDWARD IRVING (1792-1834)
FUTURISTA, PRÉ-TRIBULACIONISTA.
Pastor PRESBITERIANO, que posteriormente fundou a IGREJA APOSTÓLICA CATÓLICA (carismática). (Irving era maçom).

Foi Irving que traduziu o trabalho de Lacunza (já mencionado nesse trabalho) do espanhol para o inglês em 1827 e denominou seu prefácio de ”Discurso Preliminar para o trabalho de Ben Ezra – A vinda do Messias em Glória e Majestade”. Ele também foi afetado pela visão de Margaret McDonald (que frequentou a igreja de Irving) e, numa carta para o Sr. Chalmers escreveu o seguinte:

Em sua carta para Chalmers, Irving confessou que sentia convicção e reprovação no que concerne aos documentos dela, que muito provavelmente, continham a descrição da vinda secreta e da visão que a Margaret teve. No escrito da visão da Margaret levanta muitas questões, deixando em aberto a decisão sobre ser pré-tribulacionista, mid-tribulacionista, pré-tribulacionista parcial ou pós-tribulacionista. Embora, provavelmente tivesse feito uso tanto da “vinda secreta” da visão dela, como da “segunda vinda dividida em duas” de Manuel Lacunza para concluir um arrebatamento pré-tribulacionista, nesta época, ele também teve um reavivamento em sua igreja, de profecias, línguas e outras manifestações. Por causa destas manifestações, ele é conhecido como o pai do Pentecostalismo (posso entender que não passou de emoções do povo ao escutar essa doutrina herética). É o que lemos em (Oséias 4:6) que o povo padece por não conhecer as Escrituras, querer tudo mastigadinho, e isso foi o que aconteceu primeiro com nossos líderes religiosos (muitos deles homens de boa fé, outros que conhece a verdade [líderes geralmente de grandes igrejas e escondem do povo a realidade]) depois conosco que recebemos as Escrituras “mastigadinha” e não contestamos por eles dizerem que não devemos ter dúvidas do que eles dizem (isso só perpetualiza o erro) e destruirá o povo que não busca a Verdade nas Escrituras. É tempo de adorar o Pai em Espírito e em verdade! (João 4:23).
“Irving foi excomungado pelo Presbitério de Londres em 1830 por heresia [ele ensinou que a natureza terrena de Yeshua era pecado] dizendo ser um pecador, Irving continuou a pregar até sua morte em 1834.” Este que foi considerado o pai do pentecostalismo. Além disso Edward Irving se envolvia sempre em rituais das ciências ocultas (satânicas né irmão? Não tenhamos dúvidas disso). Irving frequentava centros esotéricos em Londres e nos cultos de sua igreja muitas pessoas caiam desmaiadas, que ocasionalmente manifestações paranormais semelhantes aos fenômenos do Poltergeist (que é um tipo de evento sobrenatural que se manifesta deslocando objetos e fazendo ruídos), nessa época por esses motivos e muitos outros Irving foi desacreditado e logo morreu em 1834, como dito.

>>>>COMO ESSA DOUTRINA/TEORIA GANHOU FORÇA NO PROTESTANTISMO

William Kelly (1820 – 1906)

Tendo sido essa doutrina desacreditada, surgiu então William Kelly (1820 – 1906), ele modificou as anotações de John Nelson Darby, para fazer com que Darby e não Irving teria sido o responsável pelo início da doutrina do arrebatamento prétribulacionista. Willian Kelly era jornalista e fez uma ampla campanha jornalística afirmando que o prétribulacionismo que Edward Irving pregou foi uma distorção do que Darby criou, colocando toda o mérito a Darby sobre a criação dessa doutrina, uma vez que Irving foi desacreditado pela sua má fama com os envolvimentos com o esoterismo e ser expulso da igreja presbiteriana da Inglaterra. William Kelly fez isso, pois sabia que as pessoas dificilmente acreditariam na doutrina do dispensacionalismo e do arrebatamento pré-tribulatório se soubessem que elas se originaram num pastor como este e numa comunidade como esta. Kelly conseguiu espalhar essa doutrina com seu jornalismo e colocou Darby como o pioneiro e Irving o fraudulento impostor.
Cyrus Ingerson Scofield (1843 – 1921) americano teólogo, ministro e escritor, cujo seu maior Best – seller foi a Bíblia anotada que popularizou o dispensacionalismo e o prétribulacionismo entre os cristãos protestantes dos Estados Unidos. Foi muito influenciado por pastores que criam no dispensacionalismo, ele era ligado a membros de ordens secretas como a maçonaria, os quais supostamente o convenceram de editar uma bíblia de estudos que trouxesse essa teoria de arrebatamento prétribulacionista, cujo mérito dessa doutrina foi passado para Darby. Então foi criada uma nova versão da Bíblia que ficou conhecida como Bíblia de Referência Scofield, daí grande parte de bíblias de estudo protestante seguiram a mesma linha de raciocínio que fez com que quase todas as denominações protestantes cressem nesse arrebatamento prétribulatório que não passa de uma lenda.

>>> Família Rotschild
(família de banqueiros de nacionalidade inglesa e alemã e descendência judaica [sionistas racistas], pertencente a ordem secreta Illuminati), que desenvolvia, e ainda desenvolve um plano para obter o controle mundial através do poder financeiro. Rotschild mandou chamar Scofield à Grã-Bretanha para financiar a publicação e distribuição de sua bíblia herética (que temos versões dela até hoje). Sendo Rotschild, também, o proprietário de uma editora inglesa riquíssima, a “Oxford Press”, ele fez com que a bíblia de Scofield fosse distribuída gratuitamente, aos milhares por toda a América do Norte durante as “cruzadas cristãs” de pastores que apoiavam a bíblia do Scofield e a doutrina do dispensacionalismo. Como essa bíblia possuía notas explicativas sobre outros textos da Escrituras, o que era muito raro naquela época, esta se tornou referência, e sendo rapidamente a mais popular entre os evangélicos, desta feita o pré-tribulacionismo foi assimilado e aceito tanto na Europa quanto na América do Norte. Uma família que se empenha a séculos, manipulando a população mundial através de um plano financeiro, sendo eles indivíduos que estão dentro do esoterismo, da cabala, feitiçaria egípcia entre outras abominações, qual seria o interesse deles em propagar a “ palavra de ‘ELOHIM’?”, certamente que eles conhecem bem que o arrebatamento pré-tribulacionista e silencioso não passa de uma heresia, e querem se aproveitar do que os cristãos protestantes conhecem que é justamente esse arrebatamento (que não é bíblico), e quando eles implantarem sua Única Moeda, seu Único governo, um tipo de religião que poderá acolher a todas as religiões em paz, muitos dirão que essa única moeda não será a marca da besta que o Livro de”Apocalipse” nos revela, pois estarão convictos no ensinamento que receberam de que não pode ser a tal Marca da Besta pelo o único motivo de não ter acontecido o arrebatamento pré-tribulação.

DWIGHT MOODY (1837 – 1899) famoso pregador norte americano que realizou uma enorme campanha de “avivamento espiritual”, com cultos itinerantes ao ar livre. No entanto, sua mensagem já se encontrava totalmente contaminada pelo prétribulacionismo com seus companheiros de campanha, isto é, o próprio Darby entre outros. Por sua eloquência e poder de oratória, se tratando de cultos, Moody, infelizmente, foi um dos principais divulgadores das heresias do dispensacionalismo e do prétribulacionismo. Ele fundou a Igreja Moody, a Escola Northfield, a Escola Mount Hermon em Massachusetts (agora chamada Northfield Mount Hermon School), o Instituto Bíblico Moody e a Moody Press.Este com certeza foi um dos pregadores que mais levou a mensagem herética do arrebatamento prétribulatório.

——–> A VERDADE É ESTA: TODOS PASSARÃO PELA GRANDE TRIBULAÇÃO!!!!!!!

Mat 24:29-31 ASV
29 Mas, imediatamente após a tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do céu e os poderes dos céus serão abalados: 30 e então aparecerá o sinal do Filho do homem no céu: e então todas as tribos da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória 31 E ele enviará os seus melahim com um grande som de trombeta, os quais reunirão os seus eleitos dos quatro ventos, de uma extremidade do céu para o outra.

Marcos 13:24
Mas, naqueles dias, após a referida tribulação, o sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade,…

II Tessalonicenses 1:7 e a vós outros, que sois atribulados, alívio juntamente conosco, quando do céu se manifestar o Adoni Yeshua com os anjos do seu poder,

II Tessalonicenses 2:1 Irmãos, no que diz respeito à vinda de nosso Adoni Yeshua e à nossa reunião com ele, nós vos exortamos
2 a que não vos demovais da vossa mente, com facilidade, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como se procedesse de nós, supondo tenha chegado o Dia de YHWH.
3 Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porque isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da transgressão, o filho da perdição,…

Daniel 7:25: “E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos e a lei; e eles serão entregues na sua mão, por um tempo, e tempos, e a metade de um tempo”.

O arrebatamento é após a Grande Tribulação – última trombeta do Apocalipse -I Coríntios 15:52:

“Num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados”.

Mat 24:21 Porque nesse tempo haverá grande tribulação, como desde o princípio do mundo até agora não tem havido e nem haverá jamais.
22 E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias.

Lucas 21:36 Vigiai, pois, a todo tempo, orando, para que possais escapar de todas estas coisas que têm de suceder e estar em pé na presença do Filho do Homem.

II Tessalonicenses 2:8 então, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Adoni Yeshua matará com o sopro de sua boca e o destruirá pela manifestação de sua vinda.

“Apocalipse” 1:7 Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até quantos o traspassaram. E todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Certamente. […]

https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=511998128841298&id=511971708843940

Tags: 25 DEVERES COMO CRISTÃO

25 DEVERES COMO CRISTÃO

 

 

 

 

ROMANOS 12:09-21
1. AMOR FRATERNAL (V.09,10)
2. NÃO SER HIPÓCRITA (V.9)
3. NÃO GOSTAR DO MAL (V.9)
4. PREGAR O BEM (V.9)
5. HONRAR AO PRÓXIMO, NUNCA HUMILHAR (V.10)
6. ZELOSO, RESPEITADOR, CUIDADOSO (V.11)
7. FERVOR NO ESPÍRITO SANTO (V. 11)
8. SERVIR AO SENHOR (V.11)
9. ALEGRIA ENQUANTO ESPERA (V. 12)
10. PACIENTES NA LUTA (V.12)
11. PERSEVERANTE (V.12)
12. COMPARTILHAR AS NECESSIDADES (V.13)
13. SER HOSPITALEIRO (V.13)
14. ABENÇOAR E NÃO AMALDIÇOAR “AQUELAS BÊNÇÃOS” (V.14)
15. COMPARTILHAR ALEGRIAS (V. 15)
16. COMPARTILHAR TRISTEZAS (V. 15)
17. TRATAR TODOS IGUAIS (V. 16,17)
18. NÃO SER ORGULHOSO (V. 16)
19. AGIR COM HUMILDADE (V. 16)
20. NÃO SER SÁBIO AOS PRÓPRIOS OLHOS (V. 16)
21. NÃO QUEIRA SE VINGAR (V. 17,19)
22. ESTAR EM PAZ COM TODOS (V. 18) SE POSSÍVEL, QUANDO DEPENDER DE VOCÊ
23. CONFIAR QUE DEUS AGIRÁ POR NÓS (V. 19)
24. ABENÇOAR OS INIMIGOS. AJUDÁ-LO SEMPRE (V. 20)
25.FAZER O BEM E VENCER O MAL (V. 21)

 

 

 

Escrito por: Pr. Robson Luiz de Oliveira

 

Tags: