Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
A MORTALIDADE DA ALMA ANTES DA RESSUREIÇÃO

A MORTALIDADE DA ALMA ANTES DA RESSUREIÇÃO

Antes de o tema tecer comentário no assunto; é preciso dizer a todos, que não tem como esclarecer a verdade dos fatos, sem antes desfazer erros e erros de mensagens que só sabem perverter os povos. Esclarecer que uma das perversões é ensinar que a alma do homem depois de morto vive fora do corpo. Ou seja, deixar de ensinar o que os profetas e os apóstolos ensinaram, para dar continuidade no ensinamento de Sócrates e Platão que filosofaram que o homem morre, mas a sua alma não. Ou seja, no ensinamento deles a alma vive fora do corpo. Este tema vai esclarecer que a alma do homem é material, ou seja, também perece na morte. .

Sobre a imortalidade da alma, falarei em outro tema que esclarecerá que a imortalidade da alma acontecerá só na segunda vinda de Cristo, depois da ressurreição, por meio da transformação, e será só para os justos. Naquele dia os justos vivos também serão transformados.

Este tema sobre a mortalidade da alma, objetiva esclarecer a todos que na primeira morte morre corpo e alma. E tanto morrem os ímpios como morrem os justos. O tema vai deixar bem claro que todos os humanos são mortais, e só os justos herdarão a imortalidade.

É bom os povos saberem que foram Platão e Sócrates, dois destacados filósofos gregos que filosofaram a imortalidade da alma para depois da morte. Ou seja, eles acreditavam que morre o corpo, mas não morre a alma. Segundo eles a alma do morto sobe para o céu após a morte.

O pensamento do Sócrates e Platão deu origem à idéia de o homem vai subir e morar no céu. Doutrina que passou para BABILÕNIA A MÃE, e Ela passou para a reforma religiosa de Lutero… Tanto é que para o povo católico… Maria, Pedro, João, Tiago, Mateus, Paulo… Estão no céu desfrutando das bênçãos celestiais. Fruto de um dógma filosofado pelos dois filósofos Gregos… O povo sabe muito bem que seus nomes não estão contidos na Bíblia.

Se a alma fosse imaterial como a mensagem diz: A ressurreição de Jesus teria sido em vão, ou seja, se têm gente no céu sem ter passado pela ressurreição, Ele não poderia ter feito o mesmo? “Mas Deus o ressuscitou, rompendo os grilhões da morte, porque era impossível que Ele fosse retido por ela At 2. 24. Deus ressuscitou a este Jesus, e todos nós somos testemunhas disso” At 2 32. Tendo Deus ressuscitado a seu servo o enviou primeiramente a vós At 3. 26. At 4. 10.

“Se com tua boca confessares que Jesus Cristo é o senhor, e creres em teu coração que Deus o ressuscitou dos mortos serás salvo Rm 10. 9. Ora, Deus que ressuscitou o Senhor, nos ressuscitará pelo seu poder 1 Co 6. 14. Por Deus Pai, que a fez ressuscitar dentre os mortos” Gl 1. 1. Ele Subiu ao Céu na qualidade de Sumo sacerdote, nascido de Maria, uma descendente de Davi e intercede entre Deus e os humanos.

Cristo está no céu assentado à direita de Deus. “Quem os condenará? Foi Cristo Jesus quem morreu, ou antes, quem ressuscitou, o qual está à direita de Deus e também intercede por nós Rm 8. 34. Jo 20.17. Hb10. 12.  nos dá certeza que todos os mortos continuam no pó da terra aguardando a ressurreição, e a transformação.

E também que alguns santos como os profetas, João Batista, os apóstolos, Maria…Morram e aguardam a ressurreição dos justos, para herdarem a imortalidade e a vida eterna… Todos sabem muito bem que Jesus para subir ao céu, primeiro teve que ressuscitar. E a , Também aconteceu. E a ressurreição e a ascenção deles todos sabem que não aconteceu. Se tivesse acontecido com certeza a Bíblia falaria.

Estando eles olhando para o céu, enquanto Jesus subia, eis que dois homens vestidos de branco se puseram ao lado deles, e lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus que dentre vós foi elevado para o céu, voltará da mesma forma At 1.10 a 11 Se com Cristo foi assim, com os outros poderia ter sido diferente? É óbvio que não.

Se para Cristo puder estar com Deus, Ele teve que ressuscitar, foi para demonstrar que vale para todos. Na vinda de Cristo todos os que morreram em Cristo e dormem no pó da terra ressuscitarão para este fim. “Porque o meso Senhor descerá do céu com grande brado, com voz de arcanjo e com a trombeta de Deus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro” 1 Ts 4.16; 1 Co 15.51 a 53; Dn 12.2; Jô 5. 28,29; 6.40; 11. 25; At 4.1,2; 23.6; 24.15. O tema vai esclarecer que a doutrina da imortalidade da alma tem fundamento, mas só para depois da transformação, com a transformação1 Co 15. 51 a 53…

As Igrejas de Deus têm como fundamento básico os ensinamentos dos profetas e dos apóstolos. E nos seus escritos o homem é mortal, ou seja, é material e morre corpo e alma. Na morte vão para a sepultura e num sono profundo ficam entregue ao esquecimento, ou seja, se tornam pó, os de Cristo, aguardam a ressurreição dos justos para este fim. A Igreja tem conhecimento de que se as pessoas fossem imortais a transformação seria em vão. E se os justos morrem e sobe para o céu, a ressurreição será em vão. Seria desnecessário eles ter que sair do gozo eterno, descer a sepultura, ressuscitar e subir de novo.

Todos podem ter certeza que até a volta de Cristo, os mortos, tanto os do bem, como o do mal vão continuar mortos na sepultura, aguardando a ressurreição que ocorrerá no momento da vinda . A ressurreição e a transformação dos justos ocorrerão na vinda, e a ressurreição dos ímpios só no juízo final, ou seja, depois que acabarem os mil anos de reinado de Cristo Ap 20. 11 a 15. Para eles serem julgados e condenados a morte eterna. Ou seja, uma morte sem volta.

Nos profetas e nos apóstolos, contêm toda a verdade sobre o estado dos mortos. O primeiro homem o Eterno “formou do pó da terra, e lhe soprou nas narinas o fôlego da vida; e o homem se tornou alma vivente” Gn 2. 7. Adão foi feito do pó da terra + o fôlego de vida que é (o ar que respiramos), e se tornou alma vivente. E foi por ele que entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte Rm 5.12.

O Eterno formou também a mulher, “da costela que tomara do homem” Gn 2 21 a 23. E Deus “os abençoou e lhes disse: frutificai e multiplicai-vos e enchei a terraGn 1. 28. A partir do momento que o homem pecou, ele se tornou efêmero, ou seja, perecível de curta duração, corruptível e mortal. Condenado por Deus a retornar ao pó. Ou seja, morrer corpo e alma.

“Comerás teu pão com o suor do teu rosto, até que voltes a terra, porque foste tomado dela; porquanto você é pó, e voltará ao pó” Gn 3. 19. Mas com promessa de na ressurreição ser imortalizado de novo, ou seja, voltar a ser imortal, por meio da transformação que ocorrerá na segunda vinda de Cristo, depois da ressurreição. 1 Ts 4. 16; Dn 12. 2; Jo 5. 28, 29; 6. 6. 40; 11. 25; 1 Co 15. 13, 21; At 4. 1, 2; 23. 6; 24. 15; Ap 20. 6. E vida eterna Mt 19. 28.  A partir do pecado o homem passou a conviver com a morte. “A alma que pecar essa morrerá” Ez 18. 4, 20. A alma que pecar se aplica para o homem Dt 10. 22; At 2. 43. Esta é a condição do homem após ter pecado, morrer e se tornar pó. Dependendo da ressurreição e da transformação para voltar a ter de novo a alma imortal, ou seja. O homem pecou e “o salário do pecado é a morte” Rm 6. 23.

“Porque há esperança para a árvore, pois mesmo cortada, ainda se renovará e não cessarão seus rebentos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e no chão morrer seu tronco, ao cheiro das águas brotará, e dará ramos como a planta nova. O homem, porém, morre, e fica prostrado; expira o homem e onde está? Como as águas se evaporam de um lado, e o rio se esgota e seca, assim o homem se deita, e não se levanta; enquanto existirem os céus, não acordará nem será despertado do seu sono” Jó 14. 7 a 12. Todos podem ver que enquanto o Senhor Jesus não voltar, os mortos continuarão no pó da terra; dependendo da ressurreição para voltar à vida, e da transformação para não morrer de novo. Se tivessem alma imortal, e estivessem no céu, não precisariam passar pela ressurreição e por transformação coisa nenhuma.

Vejam que os mortos não podem louvar ao Senhor, e muito menos interceder por ninguém, estando no pó da terra. “Os mortos não podem louvar ao Senhor, nem todos que descem ao silêncio Sl 115. 17. Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos não sabem coisa nenhuma; e não têm jamais recompensa; porque a sua memória está esquecida Ec 9. 5. Tanto seu amor como seu ódio e suas invejas já desapareceram; eles não têm parte em coisa alguma daqui para frente sobre o que se faz debaixo do sol” Ec 9. 6.

Diante deste quadro, pode alguém invocar os mortos? Sabem por que não? È porque eles não têm como ouvir o som das palavras dos vivos… “Não se achará entre ti. Quem recorra aos encantamentos, interrogue espectros e os espíritos e quem invoque os mortos” Dt 18. 11. (Edições Loyola, São Paulo, Brasil, 1994).“Tudo quanto vier à tua mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura não há trabalho, nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria” Ec 9. 10.

Diante desse quadro pode alguém contestar na bíblia à mortalidade da alma? Podem provar que uma pessoa que esta morta pode ter vida e interceder pelos vivos? É óbvio que não.“Pois há um só Deus, e um só mediador entre Deus e os homens; Jesus Cristo homem” 1 Tm 2. 5. Jesus Cristo faz isso porque ressuscitou mediante provas, e também subiu ao céu. Maria… Ressuscitou com provas nas escrituras? Se não ressuscitou, pode interceder pelos vivos? Com certeza não. As Igrejas reformistas que não aceitam nisso deveriam entender que ao concordarem com a imortalidade da alma antes da ressurreição e da transformação. Em parte estão concordando com a BABILÔNIA MAMÃE que Maria pode estar no céu intercedendo pelos vivos.

Eles não concordam, mas comungam doutrinariamente com a MAMÃE BABILÔNIA de onde saíram. Lutero saiu de lá e levou quase todos os dógmas dela. Inclusive o dógma da imortalidade para antes da ressurreição. , sofrimento dos injustos no inferno de fogo para sempre.,trindade.  batismo trinitariano. , abolição do santo sábado, Abolição de alguns dos mandamentos da lei permanente, que não são leis cerimoniais  Ceia do Senhor semanal, mensal ou trimestral

Todos podem ter certeza que a Bíblia diz: “Pois na morte não há lembrança de Ti, no Seol quem te louvará? Que vantagem haverá em meu sangue, se eu descer ao túmulo? Porventura o pó te louvará? Anunciará ele a tua verdade? Sl 30. 9. Antes de os povos acreditarem na mensagem de Sócrates e Platão que morre o corpo e não morre a alma; deveriam saber que o “destino dos filhos dos homens, e dos animais é o mesmo; como morre um, assim morre o outro; todos têm o mesmo fôlego; e o homem não tem vantagem sobre os animais; porque tudo é vaidade. “Todos irão para o mesmo lugar; todos viemos de um mesmo lugar, todos retornaremos ao pó” Ec 3. 19. 20. Todos os homens são mortais iguais os animais e vão para o mesmo lugar quando morrem; ou seja, para o pó. A diferença é que os homens morrem e tem promessa de ressurreição, e os animais não.

A reforma religiosa de Lutero também condena “BABILÕNIA MÃE” por realizar batismos de crianças por aspersão, por fazerem uso de ídolo.

E também por terem alterado alguns mandamentos da lei de Deus, mas comungam com ela, crendo em quase todos os seus dógmas. Vivem separados uns dos outros, mais têm a mesma fé. Não se misturam, mas são casados nos mesmos dógmas Dn 2. 43.

Na fé dos profetas e dos apóstolos não se vê um deles dizer: Que a alma é imortal após a morte. Se fosse a ressurreição e transformação seria desnecessária. Nos profetas e nos apóstolos; alma tanto pode ser aplicada para o homem no seu todo, como para o sangue que é a vida de toda a carne. Nos dois casos ela é material e mortal.

No 1º caso a bíblia diz: Que o homem é uma alma. “E o homem se tornou almavivente Gn 2. 7. Teus pais desceram ao Egito com setenta almas Dt 10. 22. Mas se a família for muito pequena para um cordeiro, juntamente com um vizinho mais próximo de sua casa o tomará conforme o número de almas; conforme ao comer de cada um, fareis a conta para o cordeiro” Ex 12. 4.

Todos podem ver os contextos dizendo que as pessoas são almas: “E toda a almaque não se afligir nesse dia, seja exterminada de seu povo Lv 23. 29. Mas se o homem está limpo e não está em viagem, e, todavia não celebra a páscoa, essaalma será exterminada dentre seu povo Nm 9. 13. E cada alma havia temor” At 2. 43; At 3. 23. Estes contextos se aplicam para o homem, corpo, alma e espírito. Se este cair no fogo, e não for socorrido imediatamente, se o fogo oferecer resistência e não se apagar, ele vai se tornar em cinzas; e cinzas não sofrem.

É exatamente o que vai acontecer com os ímpios naquele dia; ninguém vai ficar sofrendo para sempre coisa nenhuma. Dê uma olhadinha no tema ; e confira toda a verdade no assunto. O tema esclarece que as pessoas ímpias, vão sofrer a pena do fogo eterno. Ou seja, serão transformados em cinzas. Isso não quer dizer: Que elas vão ficar sofrendo para sempre ali no fogo, porque seria contrariar a Bíblia Sagrada. Se os ímpios não serão revestidos de imortalidade, como vão resistir o lago de fogo e não se tornarem em cinzas? O fogo será um elemento resistente, mas os ímpios são a palha do Reino, e palha quando cai no fogo se consomem rapidinho.

No 2º caso o homem se tornou “Alma vivente”, Deus soprou (o ar) “em suas narinas e o homem se tornou alma vivente”. Assim é o homem, corpo= tecidos, alma= sangue, espírito= (ar) que respiramos.

Todos sabem que o corpo do homem é formado de tecidos de sustentação, que são tecidos rígidos. São os tecidos que mantêm a forma do corpo. Estes tecidos rígidos, formam o esqueleto que serve de apoio para os músculos, que também são formados por tecidos.

Um corpo é um organismo formado por muitos órgãos. Todos formados por tecidos, inclusive a pele e o sangue. Sem o ar nos pulmões, os tecidos morrem e se tornam pó. Sabedores de tudo isso, os profetas proibiram o povo de comer alimentos impuros, para que as pessoas possam ter órgãos sadios. Lv 11. 1 a 47; Dt 14. 1 a 21. Doutrina que passou para a Igreja. Pois devemos santificar corpo, alma e espírito. Morrendo o homem perece todo o sistema.

“E o próprio Deus de paz vos santifique completamente, o vosso espírito, e alma, e corpo sejam completamente guardados para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo” 1 Ts 5. 23. Todos podem crer que a pessoa que come comida impura, contamina o sangue, ou seja, a alma, e conseqüentemente todo o corpo.

Foi para dentro do corpo que o Eterno soprou o espírito de vida, e o homem se tornou alma vivente. “O Senhor Deus formou o homem do pó da terra, e lhe soprou nas narinas o fôlego da vida; e o homem se tornou alma vivente” Gn 2. 7. Vejam que foi pra dentro do homem que Deus soprou o fôlego da vida, introduziu (o ar) nos pulmões do homem, e ele passou a inspirar e respirar o ar, e passou a ser homem vivo. Na morte sai o fôlego de vida, e sem o ar nos pulmões, corpo e alma perecem e se tornam pó.

“Diz o Senhor, que estendeu os céus, e estabeleceu a terra, e formou no interior do homem, seu espírito” Zc 12. 1. Todos estão vendo que é incorreto insistir em dizer que a alma do homem é imaterial e vive fora do corpo após a morte. O espírito, ou seja, (o ar) veio do sopro de Deus, e o homem passou a viver. Morrendo o homem o ar sai do corpo e tudo se torna pó, corpo e alma.

Enquanto a ressurreição não acontecer, os mortos vão continuar sendo pó, até a ressurreição para tornar a inspirar e respirar de novo (o ar) e voltar a viver. Os justos, depois da ressurreição serão revestidos de imortalidade para não perecer de novo 1 Co 15. 51 a 53. E os ímpios vão aguardar um pouco mais, até a ressurreição deles para serem destruídos para sempre pelo fato de não terem almas imortais .

Sendo assim, as pessoas que estão recebendo a mensagem errada, poderão tirar as suas conclusões, e também tomarem as suas decisões de escolherem entre o certo e o errado. O povo tem direito de escolher entre o caminho certo, e o errado. É correto dizer que em todas as Igrejas têm pessoas erradas, mas dizer: Que todas as Igrejas têm salvação é incorreto.

Uma Igreja que é responsável pela salvação das almas, sempre vai ter pessoas erradas misturadas com as do bem; mas não pode ter erros nos pontos fundamentais de fé. Não se pode concordar e nem admitir falsificações nos pontos fundamentais de fé. Eles foram entregues corretamente pelos profetas e pelos apóstolos e não podem ser adulterados.

“Amados, procurando eu vos escrever acerca da nossa comum salvação, me senti obrigado a vos escrever para vos exortar a batalhar pela fé que uma vez foi entregue aos santos” Jd 3; 2 Pe 3. 1,2; 2. 20. 21; Ef 2. 20. Devemos estabelecer os pontos fundamentais de salvação como foi entregue pelos profetas e pelos apóstolos. Rm 3. 31. Mt 5. 18,19; Lc 16. 17; PV 30. 6; Ec 3. 14; Dt 3. 14.

A Igreja sempre vai ter gente em desobediência a palavra, mas a mensagem da Igreja referente aos pontos fundamentais de salvação tem que estar correta. Portanto a mensagem que diz: Que em todas as Igrejas têm pessoas erradas é normal, ainda que falem para manter as pessoas no erro: Mas dizer: Que em todas as Igrejas têm erros na doutrina é inaceitável.

Aquela mensagem que diz assim: Está admitindo que esteja errada. Perguntem se o erro está nas pessoas, ou na doutrina. Se as pessoas responsáveis pela mensagem admitir que seja na doutrina, não concordem, e não se submetam a mensagem, porque pode ser o princípio de uma grande ruína.

Uma coisa é certa, se todas as Igrejas estão com a mensagem errada, Cristo morreu em vão. A Igreja deve ser mantenedora dos mandamentos e da lei de Deus completa AP 12.17; 14.12. Aquele que almeja a salvação deve procurar ser esclarecido e edificado Ef 2. 20. Em toda a lei de Deus Lc 11. 28.

O que certas mensagens usam é argumento falso para manter as pessoas no erro. Concordar com isso significa admitir que todas as Igrejas tenham salvação, e as pessoas possam confiar a sua salvação em qualquer movimento religioso, ainda que esteja fora da palavra. Se fosse assim a reforma religiosa deveria voltar para onde veio. Dizer assim é costume de quem não tem verdade: E a Bíblia não concorda com isso. O tema imortalidade da alma para depois da ressurreição, esclarecerá melhor os povos no assunto.

IGREJA DE DEUS DO SÉTIMO DIA

Tags: