Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
A REENCARNAÇÃO E A BÍBLIA

A REENCARNAÇÃO E A BÍBLIA
A reencarnação é a doutrina que ensina ser necessário a alma renascer inúmeras vezes, a fim de expiar os erros de cada vida encarnada, visando atingir a perfeição. Tal doutrina é chamada também de metempsicose, ou transmigração da alma.
Esta doutrina é apregoada pelos adeptos do hinduísmo, budismo, espiritismo e espiritualismo. Diversas seitas, principalmente as orientais e ligadas ao movimento da Nova Era, também ensinam a reencarnação.
No Brasil, seus defensores mais acirrados são os kardecistas, que mencionamos com respeito e apenas a título de informação. O fundador desta linha do espiritismo assim definiu a reencarnação: “é a volta da alma à vida corpórea, mas em outro corpo, especialmente formado para ela e que nada tem de comum com o antigo.”
A reencarnação não foi ensinada por Jesus Cristo, mas, não obstante, muitos espíritas se dizem cristãos. Porém, como se verá mais adiante, é impossível conciliar o espiritismo com o cristianismo. E, nesta tentativa de se passarem por cristãos, alguns usam até mesmo textos da Bíblia para justificar suas doutrinas, principalmente a da reencarnação.
Começaremos analisando estes versículos bíblicos, com os quais os reencarnacionistas tentam provar a metempsicose. A seguir, concluiremos com argumentos incontestáveis, que provam porque razões é inadmissível uma pessoa seguir a Cristo e, ao mesmo tempo, crer que exista reencarnação.
TEXTOS BÍBLICOS USADOS ERRONEAMENTE PARA
TENTAR SE PROVAR A DOUTRINA DA REENCARNAÇÃO
E REFUTADOS PELA PRÓPRIA BÍBLIA
1. João 3:1-8 — Jesus ensinou a reencarnação?
Os reencarnacionistas enfatizam apenas o versículo de número 3, mas o contexto mostra que Jesus não está ensinando a reencarnação.
1.1 – No contexto, Jesus está ensinando sobre regeneração, ou seja, uma novidade de vida, nesta mesma vida (2 Co 5:17; Rm 7:6; 8:1; Gl 6:15; Ez 11:19; )
1.2 – Jesus responde claramente a Nicodemos que não está falando sobre nascimento materno, mas de um nascer da água e do Espírito (v.5)
1.3 – Jesus enfatiza que uma coisa é nascimento carnal, e outra, espiritual. Ele insiste que está falando de renascimento espiritual, não natural. (v.6)
1.4 – O advérbio grego traduzido como “de novo” significa também “de cima, do alto”. Este, na verdade, é seu sentido principal, e não o primeiro. Algumas traduções já consertaram isto.
2. Mateus 17:10-13 – João Batista foi a reencarnação de Elias?
Por várias razões é inconcebível que o profeta Elias houvesse reencarnado na pessoa de João Batista.
2.1 – O profeta Elias nem sequer morreu. Ele foi arrebatado ao céu (2 Rs 2:11). A doutrina da reencarnação afirma que para renascer, primeiro é preciso morrer.
2.2 – O próprio João Batista negou ser Elias (Jo 1:21)
2.3 – Em Lucas 1:17 é esclarecido que João não seria a reencarnação de Elias, mas que viria com a mesma unção.
2.4 – No episódio da transfiguração, (Mt 17:3) João Batista já havia morrido. Mas a visão que os discípulos tem é de Jesus conversando com Moisés e Elias. Ora, a doutrina espírita afirma que o espírito sempre aparece com a imagem da última encarnação. Portanto, se a reencarnação existisse, teriam que ver Moisés e João Batista. Mas não foi o que aconteceu.
3. Mateus 21:9 — Jesus foi a reencarnação de Davi?
Alguns espíritas afirmam que Jesus era chamado de “filho de Davi” significando ser a reencarnação deste.
3.1 – A expressão “filho de” jamais teve o sentido de reencarnação, mas sim de descendência (Mt 1:1; 1:20)
3.2 – A pergunta desafiadora de Jesus aos fariseus, em Mateus 22:45, aponta quem ele é: o próprio Deus.
4. João 9:1-3 — Os apóstolos criam na reencarnação?
A pergunta que os apóstolos fazem a Jesus parece indicar que eles acreditavam que aquele cego houvesse tido uma encarnação passada.
4.1 – Os judeus criam que uma pessoa já podia pecar mesmo durante a gestação, antes de nascer. (Sl 58:3)
4.2 – Na realidade, é neste episódio que Jesus derruba definitivamente a teoria da metempsicose. Afinal, a doutrina da reencarnação ensina que todo mal físico é expiação por algum mal cometido na encarnação passada. Ora, Jesus esclarece que o fato daquele homem nascer cego não tinha nenhuma relação com seus pecados. E porque não? Simplesmente porque ele não podia pecar, pois ainda nem sequer existia.
5. Jó 1:21 — Jó tinha esperança de reencarnar?
Alguns usam esta afirmação de Jó para concluir que a Bíblia estaria ensinando a reencarnação.
5.1 – A doutrina da reencarnação não ensina que o espírito volta para o ventre da própria mãe, mas foi isto que Jó disse.
5.2 – A expressão “saí do ventre da minha mãe” era entendida como ter vindo do pó da terra (Gn 3:19) Um exemplo deste paralelismo está no Salmo 139:15, no qual Davi declara ter sido formado nas profundezas da terra, e não no ventre de sua mãe.
5.3 – Jó irá declarar, no cap. 19:25-26, que crê na ressurreição e não na reencarnação, e que sua esperança está no seu redentor (Cristo) e não na reencarnação.
5.4 – No cap. 14:10-12 Jó declara não acreditar que poderia nascer de novo.
COMPARAÇÃO ENTRE A BÍBLIA SAGRADA E
A DOUTRINA DA REENCARNAÇÃO
Todo seguidor de Cristo crê que a Bíblia é a palavra de Deus. Portanto, um cristão não pode crer na reencarnação, porque…
I – A Bíblia afirma que ninguém pode expiar seus próprios pecados, porque não há ninguém que nunca peque (Sl 14:3; Ec 7:20; Rm3:9,23). A reencarnação ensina uma auto-expiação, chamada “carma”.
II – A Bíblia afirma que ninguém é salvo por boas obras. Praticá-las é nossa obrigação. Não há mérito nisto. (Is 64:6; Ef 2:8-10; Rm 3:20) A reencarnação incentiva boas obras por interesse de uma reencarnação melhor.
III – A Bíblia afirma que o mal que há no mundo foi decorrência do pecado de Adão(1), que deu ocasião ao diabo (Gn 3:17; At 10:38; Rm 5:12-14; 8:19-23; Hb 2:14-15; 1Jo3:8). A reencarnação culpa cada ser por pecados de uma suposta outra existência, da qual ninguém se lembra; e ainda nega a existência do diabo, tão mencionado por Jesus.
IV – A Bíblia afirma que o espírito do homem é formado por Deus dentro do próprio homem (Gn 2:7; Is42:5; Zc 12:1; Hb 12:9). A doutrina da reencarnação ensina que cada espírito já habitou muitos outros corpos, e que não vem diretamente de Deus.
V – A Bíblia afirma que Jesus Cristo foi o único homem que nasceu sem pecado e que jamais pecou. (2Co 5:21; Hb 4:15, 9:28; 1Pe 2:22; 1Jo 3:5) A reencarnação nega a santidade de Cristo, bem como a sua divindade.
VI – A Bíblia afirma que o sacrifício de Jesus Cristo na cruz do calvário fez expiação pelos pecados de todos que nele crêem. (Is53:3-5; Hb7:26-28; 9:11-14, 24-28) A reencarnação ensina que Jesus se sacrificou por si mesmo, para seu próprio progresso espiritual.
VII – A Bíblia afirma que é preciso converter-se a Cristo para ser salvo. (Mt 1:21; Jo 3:36; 14:6; At 4:12; 10:43; Rm 5:17-21; 1Tm 2:5) A reencarnação nega que haja salvação em Jesus Cristo.
VIII – A Bíblia afirma que ao homem é concedida uma única encarnação (Ec 3:20-22; 9:5-6; 12:7; Hb 9:27) A doutrina da reencarnação ensina que há inúmeras encarnações. E ainda confunde ressurreição com reencarnação.
IX – A Bíblia afirma da urgência de se pregar o evangelho da salvação em Cristo, porque não haverá outra oportunidade após a morte (Is 55:6; 2Co 6:2; Hb 3:15) A reencarnação menospreza o evangelho.
X – A Bíblia afirma que “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3:16). A reencarnação ensina que todos têm que sofrer, e aceitar isto passivamente, e que não há vida eterna com Deus, mas um interminável ciclo de morte, reencarnação e morte.
Como se percebe, enganam-se aqueles que dizem ser cristãos, mas que crêem na reencarnação. Cristão verdadeiro crê na ressurreição e na vida eterna, por meio de Cristo Jesus. (Mt 28:5-6; Lc 14:14; Jo 5:24-29; 6:39-40; 11:25; 1Co 6:14; 2Co 4:14; 1Ts 4:14-16). Alguém pode até acreditar em reencarnação, mas que não venha se dizer cristão. Jesus não ensinou que morreremos eternamente, mas que aqueles que nele crêem viverão com Ele eternamente.
Que Deus lhe abençoe!
(1) Muitos ridicularizam da história de Adão e Eva. Mas um seguidor de Cristo precisa lembrar que o próprio Senhor Jesus mencionava as histórias do Livro de Gênesis como verídicas, inclusive a de Adão e Eva (Exemplo: Mt 19:4).
Autor: Pastor Alan Capriles

Tags: