Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
A Torá é clara como a luz do dia: Uma mesma Lei para Israel e para o estrangeiro que se une a Israel. Um mesmo DEVER e um mesmo DIREITO.

A Torá é clara como a luz do dia: Uma mesma Lei para Israel e para o estrangeiro que se une a Israel. Um mesmo DEVER e um mesmo DIREITO.

Shemot/Êxodo 12:49
“Uma mesma TORÁ haja para o natural e para o ESTRANGEIRO que peregrinar entre vós.”

Bamidbar/Números 15:16
“Uma mesma TORÁ e um mesmo direito haverá para vós e para o ESTRANGEIRO que peregrina convosco.”

Vayikrá/Levítico 24:22
“Uma mesma TORÁ tereis; assim será para o ESTRANGEIRO como para o natural; pois eu sou o Eterno, vosso Elohim.”

Bamidbar/Números 15:15
“Um mesmo estatuto haja para vós, ó congregação, e para o ESTRANGEIRO que entre vós peregrina, por estatuto perpétuo nas vossas gerações; como vós, assim será o peregrino perante o Eterno.”

Bamidbar/Números 15:29
“Para o natural dos filhos de Israel, e para o ESTRANGEIRO que no meio deles peregrina, uma mesma TORÁ vos será, para aquele que pecar por ignorância.”

Bamidbar/Números 9:14
“E, quando um ESTRANGEIRO peregrinar entre vós, e também celebrar a páscoa ao Eterno, segundo o estatuto da páscoa e segundo o seu rito assim a celebrará; um mesmo estatuto haverá para vós, assim para o ESTRANGEIRO, como para o natural da terra.”

Vayikrá/Levítico 16:29
“E isto vos será por estatuto perpétuo: no sétimo mês, aos dez do mês, afligireis as vossas almas, e nenhum trabalho fareis nem o natural nem o ESTRANGEIRO que peregrina entre vós.”

AS OFERTAS SUAVES, SÃO APRESENTADAS DA MESMA FORMA, QUER SEJA UM ISRAELITA NATURAL OU UM ESTRAGEIRO!

Bamidbar/Números 15:14
“Quando também peregrinar convosco algum ESTRANGEIRO, ou que estiver no meio de vós nas vossas gerações, e ele apresentar uma oferta queimada de cheiro suave ao Eterno, como vós fizerdes, assim fará ele.”

O SACRIFÍCIO É IGUAL TANTO PARA O ISRAELITA COMO PARA O ESTRANGEIRO!

Vayikrá/Levítico 7:7
“Como a expiação pelo pecado, assim será a expiação da culpa; uma mesma TORÁ haverá para elas; será do sacerdote que houver feito propiciação com ela.”

Vayikrá/Levítico 18:26
“Porém vós guardareis os meus estatutos e os meus juízos, e nenhuma destas abominações fareis, nem o natural, nem o ESTRANGEIRO que peregrina entre vós.”

A JUSTIÇA É JULGAR IGUAL TANTO PARA O ISRAELITA COMO PARA O ESTRANGEIRO! A FORMA DE JULGAR É A MESMA!

Devarim/Deuteronômio 1:16
“E no mesmo tempo mandei a vossos juízes, dizendo: Ouvi a causa entre vossos irmãos, e julgai justamente entre o homem e seu irmão, e entre o ESTRANGEIRO que está com ele.”

Devarim/Deuteronômio 24:17
“Não perverterás o direito do ESTRANGEIRO e do órfão; nem tomarás em penhor a roupa da viúva.”

Vayikrá/Levítico 19:33
“E quando o ESTRANGEIRO peregrinar convosco na vossa terra, não o oprimireis.”

E AS PENALIDADES SÃO TAMBÉM AS MESMAS!

Bamidbar/Números 15:30
“Mas a pessoa que fizer alguma coisa temerariamente, quer seja dos naturais quer dos ESTRANGEIROS, injuria ao Eterno; tal pessoa será extirpada do meio do seu povo.”

Bamidbar/Números 19:10
“E o que apanhou a cinza da novilha lavará as suas vestes, e será imundo até à tarde; isto será por estatuto perpétuo aos filhos de Israel e ao ESTRANGEIRO que peregrina no meio deles.”

Vayikrá/Levítico 24:16
“E aquele que blasfemar o nome do Eterno, certamente morrerá; toda a congregação certamente o apedrejará; assim o ESTRANGEIRO como o natural, blasfemando o nome do Eterno, será morto.”

Vayikrá/Levítico 17:10
“E qualquer homem da casa de Israel, ou dos ESTRANGEIROS que peregrinam entre eles, que comer algum sangue, contra aquela alma porei a minha face, e a extirparei do seu povo.”

O SHABAT É DIA DE DESCANSO TANTO PARA O ISRAELITA COMO PARA O ESTRANGEIRO!

Devarim/Deuteronômio 5:14
“Mas o sétimo dia é o sábado do Eterno, teu Elohim; não farás nenhum trabalho nele, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu boi, nem o teu jumento, nem animal algum teu, nem o ESTRANGEIRO que está dentro de tuas portas; para que o teu servo e a tua serva descansem como tu.”

O ESTRANGEIRO PARTICIPA DA FESTA DE SHAVUOT!

Devarim/Deuteronômio 27:10
“Depois celebrarás a festa das semanas ao Eterno, teu Elohim; o que deres será oferta voluntária da tua mão, segundo o Eterno, teu Elohim te houver abençoado.”

Devarim/Deuteronômio 27:11
“E te alegrarás perante o Eterno, teu Elohim, tu, e teu filho, e tua filha, e o teu servo, e a tua serva, e o levita que está dentro das tuas portas, e o ESTRANGEIRO, e o órfão, e a viúva, que estão no meio de ti, no lugar que o Eterno, teu Elohim escolher para ali fazer habitar o seu nome.”

O ESTRANGEIRO PARTICIPA DA FESTA DE SUKOT!

Devarim/Deuteronômio 16:13
“A festa dos tabernáculos celebrarás sete dias, quando tiveres colhido da tua eira e do teu lagar.”

Devarim/Deuteronômio 16:14
“E, na tua festa, alegrar-te-ás, tu, e teu filho, e tua filha, e o teu servo, e a tua serva, e o levita, e o ESTRANGEIRO, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas.”

E NOVAMENTE MOSHE (MOISÉS) CONFIRMA A PARTICIPAÇÃO DO ESTRANGEIRO NA FESTA DE SUKOT!

Devarim/Deuteronômio 31:10
“E ordenou-lhes Moisés, dizendo: Ao fim de cada sete anos, no tempo determinado do ano da remissão, na festa dos tabernáculos.”

Devarim/Deuteronômio 31:11
“Quando todo o Israel vier a comparecer perante o Eterno, teu Elohim, no lugar que ele escolher, lerás esta TORÁ diante de todo o Israel aos seus ouvidos.”

Devarim/Deuteronômio 31:12
“Ajunta o povo, os homens e as mulheres, os meninos e os ESTRANGEIROS que estão dentro das tuas portas, para que ouçam e aprendam e temam ao Eterno, vosso Elohim, e tenham cuidado de fazer TODAS AS PALAVRAS DESTA TORÁ.”

O ESTRANGEIRO PARTICIPA DA FESTA DE PÃES AZIMOS, PORTANTO NÃO PODE COMER PÃO FERMENTADO DURANTE O PESSACH, TAL QUAL O ISRAELITA!

Shemot/Êxodo 12:19
“Por sete dias não se ache nenhum fermento nas vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, aquela alma será cortada da congregação de Israel, assim o ESTRANGEIRO como o natural da terra.”

MAS NÃO PODE TAMBÉM PARTICIPAR DO SACRIFÍCIO DE PESSACH!

Shemot/Êxodo 12:43
“Disse mais o Eterno a Moshe (Moisés) e a Aharon (Aarão): Esta é a ordenança da páscoa: nenhum filho do ESTRANGEIRO comerá dela.”

MAS REPAREM AGORA QUE A SOLUÇÃO PARA ESTE PROBLEMA VEM LOGO A SEGUIR…

ShemoT/Êxodo 12:48
“Porém se algum ESTRANGEIRO se hospedar contigo e quiser celebrar a páscoa ao Eterno, seja-lhe circuncidado todo o homem, e então chegará a celebrá-la, e será como o natural da terra; mas nenhum incircunciso comerá dela.”

ENFIM… TUDO SE RESUME SIMPLESMENTE EM…

Devarim/Deuteronômio 10:19
“Por isso amareis o ESTRANGEIRO, pois fostes ESTRANGEIROS na terra do Egito.”

E TODA A TORÁ DEVE SER ENSINADA TANTO AOS NATURAIS DA TERRA COMO IGUALMENTE AOS ESTRANGEIROS!

Devarim/Deuteronômio 31:12
“Ajunta o povo, os homens e as mulheres, os meninos e os ESTRANGEIROS que estão dentro das tuas portas, para que ouçam e aprendam e temam ao Eterno, vosso Elohim, e tenham cuidado de fazer TODAS AS PALAVRAS DESTA TORÁ.”

Devarim/Deuteronômio 4:2
“Não acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do Eterno, vosso Elohim, que eu vos mando.”

Devarim/Deuteronômio 13:1
“Tudo o que eu te ordeno, observarás para fazer; nada lhe acrescentarás nem diminuirás.”

Obs. O texto acima nas Bíblias cristãs está em Deut. 12:32.

E TODO AQUELE QUE TENTAR PERVERTER OU NEGAR ESSE DIREITO É MALDITO!!

Devarim/Deuteronômio 27:19
“Maldito aquele que perverter o direito do ESTRANGEIRO, do órfão e da viúva. E todo o povo dirá: Amém.”

Devem os estrangeiros (gentios, não judeus) guardar a Torá ou apenas as Sete Leis Noéticas?

No início da comunidade do “Caminho”, muitos gentios passaram a se unir aos nazarenos israelitas. Dentre os gentios, existiam tanto prosélitos, que já seguiam o judaísmo, quanto pessoas provenientes de religiões pagãs. Estas desconheciam totalmente as Escrituras e necessitavam aprendê-las com os sh’lichim (emissários/“apóstolos”). Para que fossem aceitos no grupo, decidiram os sh’lichim estabelecer um padrão mínimo de normas a serem seguidas, falando Ya’akov (Tiago):

“Por isso julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre OS GENTIOS, QUE SE CONVERTEM A ELOHIM.

Mas escrever-lhes que SE ABSTENHAM DAS CONTAMINAÇÕES DOS ÍDOLOS, DA IMORALIDADE SEXUAL, DO QUE É SUFOCADO E DO SANGUE.” (Ma’assei Sh’lichim/Atos 15:19-20).

Ou seja, os gentios convertidos a Elohim deveriam obedecer aos seguintes mandamentos da Torá:

  1. a) abandonar a idolatria (Ex 20:1-3);

  2. b) abster-se de toda e qualquer promiscuidade sexual (Gn 2:24, Lv 18:6-23 e Dt 22:20-29);

  3. c) não comer carne sufocada (Lv 17:13);

  4. d) não comer sangue (Lv 3:17 e 17:12-14).

Será que os gentios somente precisam guardar estes quatro mandamentos? Será que o gentio pode matar, furtar ou mentir, já que tais pecados não estão na lista acima?

A resposta é negativa. A enumeração de At 15:20 é meramente exemplificativa, e não exaustiva, ou seja, não exclui outros mandamentos. Tendo em vista que os gentios estariam com os nazarenos nas sinagogas em todos os shabatot (sábados), aprenderiam novos mandamentos da Torá e, progressivamente, iriam adotá-los em suas vidas. Isto se extrai do versículo imediatamente posterior:

“Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que é sufocado e do sangue.

Porque MOSHÉ [MOISÉS], desde os tempos antigos, tem em cada cidade quem o pregue, E CADA SHABAT [SÁBADO] é lido NAS SINAGOGAS.” (Ma’assei Sh’lichim/Atos 15:20-21).

Ora, pregar Moshé significa pregar a Torá, já que Moisés foi quem a escreveu. Daí, infere-se que os gentios convertidos estariam ouvindo a mensagem de Moisés (a Torá) nas sinagogas em cada shabat (sábado), podendo incorporar os mandamentos que fossem ensinados. Se a Torá possui dezenas e dezenas de preceitos, não adianta explicá-los de uma só vez, porque será impossível assimilá-los instantaneamente, e o convertido não muda seus hábitos “da noite para o dia”, necessitando de tempo para receber a transformação total em seu caráter. Este é o motivo pelo qual se fixaram apenas 4 (quatro) regras em Atos 15:20: esperavam os sh’lichim (emissários) que os novos convertidos gentios adotassem, com o passar do tempo, outros mandamentos, até que conhecessem a totalidade da Torá.

No Judaísmo tradicional, entende-se que existem 7 LEIS UNIVERSAIS que devem ser cumpridas por todos os seres humanos, estas leis são conhecidas como Leis Noáchidas (Leis Noéticas), em razão da aliança firmada entre YHWH e Noach (Noé), cujos preceitos são extraídos de Bereshit/Gênesis, capítulos 1 a 9.

Estão listadas as 7 Leis Noéticas no Talmud, Tratado de Sanhedrin 56a:

  1. ESTABELECER JUÍZES/JUSTIÇA (Gn 3:8-19; 6:5);

  2. Abençoar o Nome de YHWH (alguns traduzem por “não amaldiçoar o nome de YHWH”) (Gn 4:26 e 9:26);

  3. Abster-se da idolatria (literalmente: “semente idólatra”) (Gn 3:15);

  4. Abster-se da imoralidade sexual (Gn 6:1-4; 9:7);

  5. Não derramar sangue (abster-se de assassinato) (Gn 4:1-24; 9:5-6);

  6. Não furtar (Gn 2:17; 3:6);

  7. Abster-se do sangue do animal (Gn 9:1-4).

Em Atos 15:19-20, os sh’lichim (emissários) estabeleceram 4 (quatro) regras mínimas para serem observadas pelos gentios, que muito se assemelham às leis noéticas:

Leis Noéticas contidas no Talmud (m. SANHEDRIN 56a) X Regras dos Sh’lichim em Atos 15:19-20

1.Estabelecer Juízes/Justiça

Apesar de esta regra não constar expressamente em Atos, é óbvio que era de se esperar que os gentios convertidos se tornassem pessoas justas.

  1. Abençoar ou não amaldiçoar o nome de YHWH

Já que os gentios se converteram a Elohim (At 15:19), não iriam amaldiçoar YHWH.

  1. Contra a idolatria

“… que se abstenham… dos ídolos” (At 15:20).

  1. Contra a imoralidade sexual

“… que se abstenham… da prostituição” (At 15:20).

  1. Não assassinar

Não consta de Atos, pois os sh’lichim (emissários) pensavam que pessoas convertidas não iriam praticar o assassinato.

6.Não furtar

Não consta de Atos, pois os sh’lichim (emissários) pensavam que pessoas convertidas não iriam praticar o furto ou roubo.

  1. Abster-se do sangue do animal

“… que se abstenham… do que é sufocado e do sangue” (At 15:19-20)

Já se escreveu que os sh’lichim, em Atos 15, criaram um padrão mínimo de regras a serem observadas pelos gentios convertidos, mas que estas regras não excluiriam outras que seriam aprendidas com o passar do tempo, já que a Torá de Moisés seria lida durante cada shabat (sábado) nas sinagogas (At 15:21).

Lamentavelmente, o judaísmo rabínico e alguns grupos do judaísmo messiânico ensinam a heresia de que os gentios não precisam cumprir a Torá, devendo observar apenas as sete leis noéticas. Tais setores religiosos não percebem que as leis noéticas não são um fim em si mesmo, ou o final do caminho. As regras mínimas de Atos 15 foram dadas partindo-se da premissa de que os gentios continuariam aprendendo mais e mais da Torá.

Alguns ramos do judaísmo messiânico ensinam em suas congregações: “o judeu deve cumprir toda a Torá, o gentio apenas as sete leis noéticas”. Ao fazerem isso, terminam promovendo a acepção de pessoas, o que nunca foi parte do plano de YHWH. Já ouvimos líderes do judaísmo messiânico dizendo a seguinte heresia: “o judeu precisa cumprir toda a Torá porque tem que ser mais santo do que o gentio”. Quanta soberba! Tratam os gentios como se fossem seres inferiores aos judeus, o que não tem nenhum respaldo nas Escrituras.

YHWH não faz acepção de pessoas, e a própria Torá estabelece que seus mandamentos seriam aplicáveis tanto aos israelitas quanto aos estrangeiros (gentios):

“A mesma Torá será para natural e para o estrangeiro [gentio] que peregrinar entre vós.” (Shemot/Êxodo 12:49).

“Quanto à congregação, haja apenas um estatuto, tanto para vós outros como para o estrangeiro [gentio] que morar entre vós, por estatuto perpétuo nas vossas gerações; como vós sois, assim será o estrangeiro [gentio] perante YHWH.

A MESMA TORÁ e o mesmo estatuto haverá para vós outros e para o estrangeiro [gentio] que mora convosco.” (Bemidbar/Números 15:15-16).

“Um e o mesmo juízo havereis, tanto para o estrangeiro [gentio] como para o natural [israelita]; pois eu sou YHWH, vosso Elohim.”
(Vayikrá/Levítico 24:22).

“Porém vós guardareis os meus estatutos e os meus juízos, e nenhuma destas abominações fareis, nem o natural [israelita], nem o estrangeiro [gentio] que peregrina entre vós.”
(Vayikrá/Levítico 18:26).

Se YHWH estabelecesse toda a Torá para os judeus e apenas as sete leis noáchidas para os gentios, estaria fazendo acepção de pessoas, o que é inadmissível. Logo, é evidente que a Torá se aplica a todos os seres humanos, como visto nos versículos acima, porque o ETERNO não enxerga o judeu como sendo superior ou “mais santo”:

“Porque, para com Elohim, não há acepção de pessoas.”
(Rm 2:11)

“E, abrindo Kefá [Pedro] a boca, disse: Reconheço por verdade que Elohim não faz acepção de pessoas.” (At 10:34)

Imperioso destacar que a ideia de que gentios não precisam guardar a Torá, e tão somente as sete leis noéticas, é fruto da invenção do judaísmo rabínico, herdeiro da vertente farisaica tão criticada por Yeshua. Ao reprovar o absurdo dogma de que gentios devem cumprir apenas as sete leis noáchidas, escreveu o Professor Nazareno Andrew Gabriel Roth:

“A autoridade rabínica inventou suas próprias “leis noáchidas” para os gentios, que servem para deixar os gentios debaixo da autoridade rabínica, e proíbem que eles observem a Torá.”
(Rabbinical Authority and Torah, in Aramaic English New Testament, 4ª edição, página 930).

De fato, não há em nenhum lugar das Escrituras um versículo listando as sete leis noéticas e prescrevendo que os gentios somente estão obrigados a cumpri-las, e nada mais. As leis noáchidas para os gentios, como um fim em si mesmo, foram realmente inventadas por homens, e apregoadas por rabinos que negaram Yeshua como Mashiach, inferindo-se daí que o gentio não pode se submeter à ilegal autoridade dos inimigos do Salvador. É doloroso saber que muitas pessoas, inclusive líderes do Judaísmo Messiânico, dobram os joelhos aos rabinos e ao Talmud, tornando-os, na prática, superiores às Escrituras Sagradas.

Reflita sobre as palavras de Yeshua:

“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações…

Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amen.”
(Matityahu/Mateus 28:19-20).

Yeshua determinou que seus sh’lichim (emissários) fizessem discípulos de todas as nações (gentios) e os ensinassem a guardar tudo aquilo que mandou. E o que Yeshua mandou? O que o Mashiach ensinava às pessoas? A observância de toda a Torá (Mt 5:17-19; 7:23 [1]; 19:17; vide ainda Rm 3:31).

Também sustentando a verdade de que os gentios devem obedecer toda a Torá tal como os judeus, cita-se o magistério do rabino James Trimm sobre Mateus 28:19-20:

“Yeshua estava instruindo seus talmidim (discípulos) judeus para fazer a conversão dos goyim [gentios] e ensinar os goyim [gentios] a observar tudo o que Yeshua ordenou a seus talmidim judeus (todos os mandamentos da Torá).

Yochanan escreveu-nos acerca do Messias:

‘Aquele que diz que está nele, deve conduzir-se de acordo com sua conduta’ (1 João 2:6).

O Messias foi judeu, ele guardou toda a Torá, e não apenas as Sete Leis de Noach (Noé)”
(The Seven Laws of Noah – A Betrothal).

Destarte, não restam dúvidas de que os gentios recém-convertidos devem começar cumprindo um mínimo de regras, mas que progressivamente cresçam no conhecimento e na prática dos demais mandamentos da Torá. Não há distinção entre judeus e gentios crentes em Yeshua, todos se tornam descendentes de Avraham (Abrão), isto é, israelitas (Gl 3:26-29; Rm 11:13-22; Ef 2:11-16).

O QUE É SER JUDEU?

O que é ser judeu? Segundo o Tanach [AT] é viver tendo como referencial a Torá. Dizer que é judeu e comer camarão, carne de porco e não guardar o Shabat é brincadeira. É preciso retornar a Torá e entender que o preceito é mais importante do que a tradição, que a obediência é mais importante do que a conveniência. Quem é mais judeu, Rute a Moabita ou Coré o Levita? A resposta é simples, Rute, e a chave é a emuná [fé/confiança/fidelidade] no Eterno e a obediência aos preceitos que está no nível da alma e é mais valioso do que o “sangue”. Coré é judeu puro sangue mas cuja alma pereceu pois desprezou a Torá do Eterno. Rute não tem sangue judeu, mas recebeu uma alma judia pelo seu amor a Torá e ao Eterno. Então, judeu não come camarão (que tem a mesma função de uma barata no mar), não come carne de porco, guarda o Shabat e tem como referencial a Torá.

Quanto a nós, nazarenos, que reconhecemos YESHUA como Mashiach e guardamos o seu testemunho assim como os mandamentos do Eterno, somos enxertados na Oliveira [Israel] conforme Ruhomayah (Romanos) 11 e trazido para perto da comunidade de Israel como diz Efessayah (Efésios) 2:11-20.

“Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo ÉREIS GENTIOS ( = pagão) por NASCIMENTO…”

Lembrai-vos de que naquele tempo estáveis sem O MESSIAS YESHUA e “SEM DIREITO da CIDADANIA em ISRAEL”, alheios às ALIANÇAS, sem ESPERANÇA da PROMESSA e SEM O ETERNO, neste MUNDO.

Agora, porém, graças a YESHUA HaMASHIACH, vós GENTIOS que antes ESTAVAM LONGE, foram trazidos para PERTO, através do SANGUE do MESSIAS. Porque é YESHUA a nossa PAZ, e foi YESHUA que de 2 POVOS (JUDEUS e GENTIOS), fez 1 só POVO, destruindo o MURO de INIMIZADE que nos SEPARAVA (no TEMPLO DE JERUSALÉM, feito por DOGMA HUMANO).

ABOLINDO na própria CARNE os DOGMAS (os preceitos e as prescrições da tradição ORAL (MANDAMENTOS DE HOMENS). De modo, QUE YESHUA FARÁ em SÍ MESMO, dos 2 POVOS, uma NOVA HUMANIDADE SÓ, pelo RESTABELECIMENTO da PAZ, RECONCILIANDO-OS ambos com ELOHIM, reunidos em 1 SÓ CORPO pelo PODER VIRTUOSO da OBRA do MADEIRO, que ANIQUILOU a nossa INIMIZADE (com o ETERNO).

YESHUA veio para ANUNCIAR a PAZ a VÓS (GENTIOS) que ESTAVAM LONGE, e a PAZ também àqueles que ESTAVAM PERTO (JUDEUS); porquanto é por YESHUA que JUDEUS e GENTIOS tem ACESSO junto ao PAI por 1 mesmo RUACH (Espírito).

Conseqüentemente, já NÃO SOMOS mais HÓSPEDES, e NEM PEREGRINOS, mas SOMOS co-CIDADÃOS do POVO DE ELOHIM (os membros da família do ETERNO, EDIFICADOS sobre A TORÁ – o fundamento, os ensinos), dos ENVIADOS (apóstolos e profetas), tendo por PEDRA FUNDAMENTAL do EDIFÍCIO o próprio MESSIAS YESHUA.

É em YESHUA que todo EDIFÍCIO, bem AJUSTADO, se LEVANTA até formar 1 TEMPLO SANTO para o ETERNO.

É em YESHUA que também VOCÊS GENTIOS entram UNIDOS, pelo RUACH (Espírito, fôlego, sopro), na ESTRUTURA do PRÉDIO que se TORNA a HABITAÇÃO e CASA de ELOHIM.” (Efessayah/Efésios 2:11-22)

“E, se vocês pertencem ao MESSIAS, são DESCENDENTES de ABRAÃO, e HERDEIROS conforme a promessa.”
(Galutyah/Gálatas 3:29)

Os gentios que se convertem a YHWH/Yeshua tornam-se verdadeiros israelitas, sendo-lhes conferidos direitos e obrigações pertencentes ao povo de Israel.

Se você se converteu ao Eterno de Israel, através da Crença em YESHUA, e não pertence a nenhuma RELIGIÃO PAGÃ, sua obrigação é OBEDECER ao Eterno ao qual você se aliançou, pois tornou-se um EMBAIXADOR do ETERNO e a LEI que vale agora é a TORÁ, interpretada pelos Profetas, Talmidim (discípulos/apóstolos) e pelo MESSIAS. pois agora você foi ENXERTADO na OLIVEIRA que é ISRAEL e pela GRAÇA tornou-se UM com o POVO do ETERNO e a LEI (TORÁ) é a MESMA para AMBOS.

Isso vale para o convertido ao Eterno:

“Nem todo o que me diz: Adon, adon (senhor, senhor) entrará no Reino dos Céus, mas o que faz a vontade (observa os mandamentos), do meu Pai nos céus. Naquele dia muitos (numerosos) dirão a mim: Adon, adon (senhor, senhor), não profetizamos em teu nome? E também em teu nome expulsamos os demônios. E em teu nome fizemos numerosas demonstrações de poder (milagres). Direi então a eles: Nunca conheci vocês, saiam da minha presença os que trabalharam desprezando e violando a Torá (os Mandamentos do Eterno).” Mattyahu/Mateus 7:21-23.

“Todo aquele que escuta meus ensinamentos e os pratica (fazer a vontade do Pai e observar e cumprir os mandamentos segundo a exortação do versículo anterior) se assemelha a um sábio que construiu sua casa sobre um penhasco. Caiu à chuva, veio inundações, sopraram ventos tempestuosos e atingiram aquela casa, mas ela não caiu, pois os seus fundamentos foram implantados no penhasco. Mas, todo aquele que ouve meus ensinamentos e não coloca em prática se assemelha a um homem tolo, que construiu sua casa sobre a areia. Caiu à chuva, veio inundações, sopraram ventos tempestuosos e bateram contra aquela casa e ela desabou. Grande foi a sua queda! (esta expressão pode ser aplicada individualmente, mas também faz referência da queda da babilônia, do sistema religioso romano que desprezou a Torá e considerou nulos muitos dos seus preceitos). Mattyahu/Mateus 7:24-27

“Entrem através do portão estreito, porque amplo é o portão e espaçoso o caminho que leva em direção a destruição e muitos (numerosos) são os que entram através dele. Porque estreito é o portão e apertado o caminho (espremido, contém aflições e pressões) que conduz a vida e poucos são os que o encontram.” Mattyahu/Mateus 7:13-14

O caminho para a maldição é aparentemente fácil e muito atrativo, mas o seu fim é a dor e o sofrimento. Yeshua ensinou isto, e disse que são poucos os que acertam o caminho que leva ao Reino dos Céus, mas numerosos os que optam pelo caminho largo, o caminho da destruição. Em outras palavras, ele ensinou que em todas as gerações a maioria sempre está errada, e apenas uma porção, um remanescente, uma minoria estará determinada a trilhar o caminho verdadeiro, o caminho que leva ao Reino Vindouro, ao Reino dos Céus.

“Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, A PALAVRA QUE OUVISTES NÃO É MINHA, MAS DO PAI QUE ME ENVIOU. Santifica-os na tua verdade; A TUA PALAVRA É A VERDADE. E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é D’us. Se queres, porém, entrar na vida, GUARDA OS MANDAMENTOS.” (Jo 14:21,25 – 17:17 – Mat. 19:17)

“Irmãos, não vos escrevo mandamento novo, mas O MANDAMENTO ANTIGO, que desde o princípio tivestes. ESTE MANDAMENTO ANTIGO É A PALAVRA QUE DESDE O PRINCÍPIO OUVISTES.” 1Jo 2:7

Qual é a mensagem antiga que os israelitas já tinham ouvido desde o princípio? A Torá. Yochanan (João) pregou a obediência aos mandamentos da Lei.

“Bem-aventurados aqueles que GUARDAM OS SEUS MANDAMENTOS, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.” Apo 22:14

“A maneira de certificarmo-nos de que o conhecemos é a obediência a seus mandamentos. Qualquer um que diga: ‘Eu o conheço’, mas não obedece a seus mandamentos, é mentiroso, e a verdade não está nele. (Yochanan Álef/1ª João 2:3-7).

Se alguém diz que conhece Elohim, mas transgride seus preceitos, é reputado mentiroso. Em contrapartida, os verdadeiros discípulos de Yeshua guardam a Torá.

“Aqui está a perseverança dos santos, daqueles que guardam os mandamentos de Elohim e a fé em Yeshua.” (Guilyana/Apocalipse 14:12)

Os santos de YHWH, no Apocalipse, são retratados como sendo aqueles que obedecem aos mandamentos de Elohim [a Torá] e dão o testemunho de Yeshua.

“Assim sabemos que amamos os filhos de Elohim: amando a Elohim e obedecendo aos mandamentos. Porque amar a Elohim significa obedecer-lhe os mandamentos” (Yochanan Álef/1ª João 5:1-3).

A VERDADEIRA mensagem das Boas Novas mostra que uma vida de amor ao Eterno é uma vida de OBEDIÊNCIA aos seus MANDAMENTOS. O testemunho em Yeshua nada tem a ver com uma vida de desobediência e rebeldia aos mandamentos de YHWH.

“Portanto ide, fazei TALMIDIM (DISCÍPULOS, SEGUIDORES) de todas as nações (goyim, gentios)…

ENSINANDO-AS a GUARDAR (obedecer, praticar) TODAS as coisas que eu vos tenho MANDADO; e eis que EU estou convosco TODOS os DIAS, até a CONSUMAÇÃO dos SÉCULOS. Amen.” Matityahu/Mateus 28:19-20.

Saia de Edom (Roma), rompendo com o domingo, com o espírito de anomia (desprezo dos Mandamentos do Eterno) e volte-se para o Shabat, para a fé em YHWH, para a aceitação de Yeshua como Messias, estude a Torá diligentemente e coloque em prática através da obediência as mitzvot (mandamentos). Ore o Shemá toda a manhã e a noite, bendiga o Eterno durante o dia, agradeça antes e após as refeições, faça tzedaká (atos de bondade, ajude os outros), evite transgredir os preceitos proibitivos, estude a Torá e/ou outros escritos relacionados todos os dias, guarde o Shabat e as outras celebrações estabelecidas pelo Eterno e faça sempre teshuvá (arrependimento sincero e retorno ao caminho da Torá) quando errar. Além disto, existem todos os outros mandamentos, que pouco a pouco você pode colocar em prática.

Shalom!

Fonte: Judaísmo Nazareno

http://www.judaismonazareno.org/…/devem-os-crist%C3%A3os-g…/

 

Tags: