Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
A VIDA DO HOMEM DE DEUS

A VIDA DO HOMEM DE DEUS
1Tm 6. 11-14

INTRODUÇÃO: A vida pública e privada de um homem de Deus deve estar em harmonia. Os homens deste mundo podem viver uma vida hipócrita impunemente, mas o homem de Deus nunca! Cada dia da sua vida significa um novo desafio a ser enfrentado e vencido.

I – SER UM HOMEM DE DEUS
1. O que mais dignifica um homem é ser ele reconhecido como um homem de Deus.
1.1. Ser homem não se limita em pertencer ao sexo masculino, mas em possuir as qualidades de caráter que o qualifica como tal 1Rs 2.1,2
1.2. O profeta Elizeu foi reconhecido e qualificado como: “um santo homem de Deus” – 2Rs 4.8,9
1.3. Ser um homem de Deus não o faz infalível, pois o mais justo dos homens está sujeito a pecar – Ec 7.20
1.4. O rei Davi era um homem segundo o coração de Deus, mas cometeu o pecado de adultério. Davi se humilhou arrependido, então alcançou o perdão de Deus – 1Sm 13.13,14; 2Sm 12.13-16

II – O HOMEM DE DEUS E SUA VIDA ESPIRITUAL
1. A vida espiritual deve ser a primeira preocupação do homem de Deus
1.1. A vida de oração
1.1.1. O sucesso na vida de um homem de Deus começa no secreto de seu quarto, quando ele fica a sós com Deus em oração – Mt 6. 6; Mc 1.35
2.1. O estudo da Palavra de Deus
2.1.1. A Palavra de Deus deve ser a regra de fé e prática na vida do homem de Deus. A Palavra o fará bem sucedido – Js 1.8; 2Tm 3.16,17
3.1. A busca da santificação
3.1.1. Sem a santificação não há como considerar alguém como homem de Deus. A santificação não é uma opção, mas uma obrigação em todas as áreas da vida – 1Tm 4.1-8; 1Pd 1. 14-16

III – O HOMEM DE DEUS E A SUA FAMÍLIA
1. A família é um projeto de Deus para o homem
1.1. Depois de Deus vem a família na vida de um homem – 1Tm 3.4; 5.8
1.2. Em relação à obra de Deus a família vem primeiro lugar – 1Tm 3.5; 1Co 7.32-34
1.3. Um homem honrado trabalha para a manutenção de sua casa e bem estar de sua família – Sl 128.1-4; 2Ts 3.10-12
2. O homem como sacerdote do lar
2.1. O homem de Deus deve empenhar-se em levar a sua casa ao compromisso de servir ao Senhor – Js 24.15
2.2. Os pais, principalmente o pai, tem o dever de ensinar os filhos na doutrina e admoestação do Senhor – Dt 6.6; Ef 6.4; 1Sm 3.12,13
Para pensar: “O cuidado da vida espiritual dos filhos revela o grau de espiritualidade dos pais”.
3. O homem de Deus e sua esposa
3.1. A criação da mulher veio suprir algumas necessidades da vida do homem – Gn 2.18,23
3.2. O homem Deve entender e honrar sua esposa como vaso mais frágil, para que a vida espiritual não seja prejudicada – 1Pd 3.7
3.3. A submissão da mulher deve ser uma resposta ao amor do marido para com ela – Ef 22.23
3.4. O homem quase sempre é irritadiço com a mulher. Só o amor pode levar o homem à moderação e a mulher à submissão – Cl 3.18,19
4. Homem e mulher interagem na vida sexual
4.1. Foi propósito de Deus deixar bem definido a questão do sexo na criação, Istoé, macho e fêmea para a união conjugal entre o homem e a mulher – Gn 1.27; 2.24,25
4.2. A relação sexual tem um padrão estabelecido pela criação e a natureza o comprova – Rm 1.26-28
4.3. Homem e mulher atendem as necessidades sexuais um do outro, ambos são interdependentes neste aspecto da vida – 1Co 7.1-9; 11.11,12
4.4. O casal deve manter a honra do matrimônio e a pureza do leito conjugal, evitando a prostituição por meio da fidelidade conjugal – Hb 13.4

IV – O HOMEM DE DEUS E AS FINANÇAS
1. A mordomia financeira através da economia e da administração é expressão de maturidade e fator de prosperidade
1.1. Economia não é sinônimo de mesquinhez, nem desperdício sinônimo de fartura – Pv 27.7. Jo 6.12,13
1.2. Ao contrário do sábio, o insensato desperdiça o tesouro – Pv 21.2
1.3. Jesus ensinou que é importante analisar as reais condições antes de realizarmos qualquer empreendimento – Lc 14.28-32
1.4. O dinheiro como fruto do trabalho suado e honesto, não deve ser gasto com o supérfluo que não traz real benefício nem satisfação – Is 55.2
2. Nossos entendimentos em relação ao dinheiro modal as nossas ações
2.1. Alguns vivem insatisfeitos com o que têm e sempre anseia por mais – Hc 2.9; Pv 28.20
2.2. No afã de enriquecer, muitos já naufragaram a fé, mas o homem de Deus deve fugir do amor ao dinheiro – 1Tm 6.9,10
2.3. Por falta de vigilância muitas pessoas se encontram presas na mão dos agiotas – Pv 22. 7
2.4. O homem de Deus honra ao Senhor com as suas rendas, procura sempre colocar o reino de Deus em primeiro lugar – Pv 3.9,10
2.5. Agur nos dar o exemplo de como deve ser a nossa atitude no tocante às posses – Pv 30.8,9

CONCLUSÃO: “Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o SENHOR pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a beneficência, e andes humildemente com o teu Deus?” (Mq 6.8)

Tags: