Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
A VINDA DE CRISTO E SEU REINO MILENAR

A VINDA DE CRISTO E SEU REINO MILENAR
1) O que ocorrerá na volta de Jesus? I Tessalonicense 4:16, 17

R. a) Ressurreição dos mortos salvos b) transladação dos vivos para encontrar com o Senhor nos ares c) Apocalipse 19:19-21 a besta e o falso profeta são lançados no lago de fogo logo na vinda de Cristo d) II Tessalonicense 1:7-9 morte de pessoas ímpias.

2) Como os servos de Deus, que estarão espalhados sobre toda a terra, se achegarão ao Senhor? Mateus 24:31

R. Os anjos de Deus reunirão os servos de Deus que estarão espalhados por todo o mundo.
3) Depois que todos estiverem reunidos com o Senhor e suspenso nos ares, para onde eles irão? Zacarias 14:4,

Nota que o contexto de Zacarias é Jerusalém terrena mesmo, pois é mencionado o monte das oliveiras e os judeus fugindo pelos vales. E nesse contexto de perseguição que aparece o nosso Deus com todos os seus santos na representação de Jesus.

4) O que acontecerá em Jerusalém? Zacarias 14:9 Lucas 1:32

R. a) A entronização do Messias no trono de Davi como grande Rei. (Ver Salmos 122:3-5 Em Jerusalém estão os tronos da casa de Davi.) b) Mateus 19:28 e Apocalipse 20:4. Nomeação dos discípulos como juízes de Israel .

Muitas pessoas entendem João 14 como que Jesus estivesse dizendo que iria ao Pai e depois que preparasse as moradas celestiais voltaria para buscar o povo e o levaria ao céu novamente para morar nas habitações de Deus, que é um erro de interpretação. Na verdade, se considerarmos João 14 como uma continuação dos versículos finais de João 13 e levássemos em conta outros contextos dos evangelhos e dos profetas teríamos outra interpretação: “Pedro, para onde eu vou agora, o céu, você não pode ir, porém eu voltarei mais tarde, depois que eu preparar as moradas celestiais, e aí ficaremos juntos novamente e aí você me seguirá quando eu estiver em meu trono de Glória, o trono de Davi.” (João 13:33-36; 14:1-3). Já as moradas celestiais que foram preparadas descem somente depois do reinado de Cristo de mil anos com a descida da nova Jerusalém, isto é, não iremos até as moradas no céu, mas as moradas descem até nós.
Jesus disse que assim como ele venceu e sentou com seu Pai no trono celestial (Vou preparar lugar para vocês na casa de meu pai) assim também os seus discípulos sentarão com ele em seu trono, o trono de Davi (voltarei e receberei vocês para ficarmos juntos para sempre) O trono do Pai sim está no céu, mas onde estará o trono do filho, chamado de trono de Davi? “Eu constituí o meu Rei sobre o meu monte Sião…e darei a ele as nações por herança…e as regerá com vara de ferro” Salmos 2:6-8

5) Quanto tempo durará esse reinado? Apocalipse 20:6

R. Mil anos.

Na ascensão de Jesus, alguém lhe perguntou sobre a data da restauração de Israel (Atos 1:6) parece que esse era é o sonho de todo bom judeu, a preocupação não era ir para o céu e sim experimentar um novo Governo Teocrático em Israel profetizado pelos antigos servos de Deus como Isaias e Daniel.

6) Sobre quem os servos de Deus reinarão? Apocalipse 2:26,27 / Apocalipse 5:9,10

7) R. Sobre os povos, sobre as nações.

No reinado de Cristo os servos de Deus serão “reis” enquanto os povos e nações serão os súditos do povo de Deus. Ver também Daniel 2:34,35 /44 Daniel 7:26,27. Note que a pedra que simboliza Jesus bate nos pés da estátua e na mesma da hora a terra se transforma em um grande vale representando o reinado do Messias. Já o sentido de Daniel 2 é ampliado em Daniel 7 dizendo que o reino debaixo de todo o céu foi dado ao povo de Deus. Veja “debaixo de todo céu!” Não há como interpretar essas passagens como sendo após umas possíveis férias de 7, ou de 1000 anos no céu, pois assim que Jesus volta já faz menção do reino sobre toda a terra.
8) Quem são as nações que serão governadas por Cristo e pelos seus servos? Zacarias 14:16-18

R. Restante de algumas nações que estariam guerreando contra Israel – Ver Zacarias 13:8 Isaias 24:1-6

Alguns argumentam que na volta de Jesus a terra será totalmente devastada ficando quase como era ao princípio sem forma e vazia. E para apoiar essa tese buscam textos de Jeremias capítulo 4:23-26 e capítulo 25:33. Esses textos tem dupla significação: indicam a destruição de Jerusalém nos tempos de Jeremias e esse acontecimento que aconteceu nos tempos de Jeremias, no passado, é uma figura, um tipo, da destruição que ocorrerá na volta de Jesus quando ele castigará as nações com o sopro de sua boca. Perceba lendo todo o capítulo o contexto a que se refere. Fala inclusive que o castigo viria do norte, ou seja, Babilônia viria e causaria um estrago em toda a terra. Da mesma forma quando lemos Jeremias 25 vemos que Deus apresenta juízos a várias nações. Menciona o Faraó do Egito, fala algo sobre Edom, Moabe e Amom, diz que depois que castigar todos os países castigará também Babilônia – nota que Babilônia aqui não é a Babilônia espiritual como acontece em apocalipse – e é muito contundente em afirmar que começaria pelo seu povo, o povo de Israel. No caso de Israel o cumprimento da profecia se deu pela mão de Nabucodonosor rei de Babilônia. Perceba no capítulo 52 de Jeremias que embora muitas pessoas morreram, e outros foram levados como escravos para Babilônia, mesmo assim, ainda ficou um resto de pessoas na terra inclusive o profeta Jeremias que preferiu ficar em Jerusalém. Já a terra de Babilônia foi totalmente destruída e não habitada. E entendendo essas destruições e castigos passados como figura do que vai acontecer no futuro, podemos prever o que acontecerá na volta de Jesus: a destruição total de muitas nações e a destruição em parte de algumas nações, deixando um resto de moradores para serem governado pelos servos de Deus.
É importante crer que a terra não ficará totalmente vazia e que restarão ainda poucos homens sobre ela para se ter entendimento correto sobre quem os servos de Deus reinarão no Milênio e em que lugar. Primeiro porque o tempo em que os servos de Deus reinarão sobre as nações é de Mil anos, ou seja, um tempo determinado “e reinarão com Cristo mil anos” Apoc. 20:6. Depois do milênio o reinado ganhará aspectos diferentes “reinarão para sempre” Apocalipse 22:5. Isso nos leva entender que esse reinado não é no céu, pois não tem como reinar com vara de ferro (Governo duro) sobre as nações lá. Depois, fica entendido que haverá pessoas como súditas do povo de Deus nesse reinado e essas pessoas não podem de forma alguma ser pessoas salvas. Não haverá dentre o povo salvo de Deus uma classificação mais ou menos assim: servos de Deus Reis, que exercerão o domínio, e servos de Deus súditos, que serão submissos aos outros servos de Deus. Os servos de Deus serão reis sobre os restos de algumas nações, portanto a doutrina da terra totalmente vazia não é Bíblica.
Ademais, após o dilúvio o Senhor Deus fez um juramento dizendo que jamais tornaria a amaldiçoar a terra e os seres viventes por causa do homem e que enquanto houvesse a terra, o solo produziria seus frutos. Deus volta atrás nas suas promessas? Gênesis 8: 20-22
No entanto, vale lembrar, também, que essas nações não são nações salvas. A Bíblia diz que elas serão regidas com mão de ferro por Cristo e por seus servos. Seus habitantes não terão corpos glorificados como os servos de Deus. Não serão como os anjos. Acredita-se que serão como os homens depois do pecado de Adão, com muita longevidade, porém ainda com corpos mortais. Por isso que depois dos mil anos aqueles que não deram ouvidos a Satanás precisarão dos frutos e das folhas da arvore da vida Apoc. 22:2. Não cabe questionar os porquês de Deus deixar essas nações, mas são justamente essas nações que serão enganadas por Satanás depois do mil anos.
9) Durante o milênio, essas nações estarão sobre influência do inimigo? Apocalipse 20: 1-3

R. Não, pois Satanás será lançado num abismo.

Vamos fazer um teste de compreensão de texto. De acordo com os versos acima, qual é o motivo da prisão de satanás? Espero que você tenha dito que era para não enganar as nações, se assim foi, meus parabéns, nota dez de compreensão de texto. Acontece que tem algumas pessoas que teimam em dizer que satanás vai ser preso sob uma cadeia circunstancial numa possível terra vazia e desolada onde não teria ninguém para ele atentar. Não sei onde eles veem isso nas escrituras, pois os versos dizem o contrário, falam que o inimigo sairá de cena justamente para não enganar as nações e atrapalhar o governo do Ungido do nosso Deus.

10) Como será o reinado de Cristo? Isaias 11:1-10

R. Reinado de paz e harmonia. Isaías 65:17-25 R. Longevidade de vida Salmos 2:5-9 Governo Teocrático e rígido sobre as nações

11) O que acontecerá no fim do milênio? Apocalipse 20:7

R. a) Satanás é solto para por a prova as nações. b) Apocalipse 20:8-10 Morte de Satanás e de seus anjos. c) Apocalipse 20:11-14 o Juízo final com a ressurreição dos mortos não salvos d) A destruição da morte.

As pessoas das nações, Gogue e Magogue, que estão cercando a Cidade querida não são as pessoas que ressuscitaram para a segunda ressurreição. São os restos de nações que restaram e não morreram por ocasião da primeira volta de Jesus cujos reis e sacerdotes foram os servos do próprio Deus. O texto diz que Deus prende o Dragão justamente para ele não enganar essas nações durante o milênio. Ademais, a ressurreição do restante dos mortos só acontece depois que Satanás é lançado no lago de fogo e depois que essas nações são mortas por chuva de fogo e enxofre, perceba que há uma sequência de acontecimentos no capítulo 20 e a ressurreição dos mortos está a partir do versículo 11.
Veja, também, que a Cidade querida que está sendo perseguida aqui não é a nova Jerusalém, pois a nova Jerusalém só desce do céu no capítulo 21, após a morte de Satanás e de seus anjos, depois do juízo final e do lançamento da própria morte para dentro do lago de fogo, porque após a descida da Cidade Santa não haverá mais morte. Desse modo, acreditar que a Cidade de Deus vai descer com o trono divino a terra enquanto Satanás e a morte ainda estão aqui é um erro de compreensão dos capítulos 20 e 21 de apocalipse.

12) O que acontecerá depois que todos os inimigos de Deus forem vencidos? Apocalipse 21:1-4

R A cidade Santa, a Nova Jerusalém desce com as moradas prometidas.

Há uma sequência de versos na Bíblia que resume muito bem o que acontecerá (I Coríntios 15:24-28). O Pai submete o reino ao filho, reinado milenar sobre o trono de Davi na terra, até que o filho deite por terra todos os inimigos de Deus. Isso acontece em sequência: Primeiro, a besta e o falso profeta é vencido. Depois Satanás e seus anjos. Também teremos a morte dos que ressuscitarão na segunda ressurreição e por último o fim da própria morte – vale lembrar que quando dizemos morte não estamos falando da morte que o povo de Deus vence por receber um corpo glorificado, estamos falando da morte que ainda haverá no mundo na presença dos inimigos de Deus conforme mostramos acima, afinal a morte só é lançada no lago de fogo um pouco antes da descida do trono de Deus à terra no fim do milênio – então com o fim da morte, a terra estará em condições de receber a Cidade Santa. Perceba que o texto diz que a submissão do filho ao Pai só acontece quando todos os inimigos de Deus forem vencidos, ou seja, a Cidade Santa não desce enquanto houver morte na pessoa do inimigo ou enquanto não acontecer o juízo final. A Cidade querida e o acampamento dos Santos que é mencionado no verso 9 do capitulo 20 não é ainda a Nova Jerusalém é a Jerusalém antiga que é reconstruída para o governo da Raiz de Jessé, o Messias, o filho de Davi.
Quando alguém se converte e ganha um novo coração ele passa a ser um novo homem, porém esse novo homem só alcança sua perfeição com a glorificação dos corpos, corpos mortais se transformando em corpos imortais. Assim, após a vinda de Cristo o mundo já se chamará novo céu e nova terra, mas essa nova terra e esse novo céu só encontra seu Clímax na descida do trono do Pai a terra depois do milênio, onde é pronunciado o fim da morte por completo. A terra se tornará muito melhor que o jardim do Éden, porque nem o jardim que Deus criara teve o privilégio de receber o trono do Eterno. Aquele que ninguém jamais viu e nem pode ver (no momento) o misericordioso que os serafins velam o rosto quando estão em sua presença, essa Majestade, estará habitando com homem para todo sempre! Aleluia, mil vezes aleluia!!

Espero que você tenha entendido bem sobre o reino do Messias, nosso Salvador Jesus, e espero mais ainda que o estudo tenha deixado muito claro que o reino de Glória, o reino do céus, será na terra, ninguém! ninguém vai fazer uma viagem interplanetária para chegar nas moradas de Deus, alguns ainda dizem que a viagem vai ser de 7 dias ( rsrs) as moradas Eternas descem a nós. Ou seja, essa doutrina de ir morar no céu é uma mistura de paganismo com cristianismo, entenda que os profetas ( Isaías, Jeremias, Daniel, Zacarias) fala em restauração de Israel. É isso aí.
Postado por Fabio Bento

Tags: