Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
Aprendendo a confiar em Deus

Aprendendo a confiar em Deus

Por: Jânio Santos de Oliveira
Meus amados e queridos irmãos em cristo Jesus, a PAZ DO SENHOR!

Resultado de imagem para a confiança em Deus

Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.

Assim como estão os montes à roda de Jerusalém, assim o Senhor está em volta do seu povo desde agora e para sempre.

Porque o cetro da impiedade não permanecerá sobre a sorte dos justos, para que o justo não estenda as suas mãos para a iniqüidade.

Faze bem, ó Senhor, aos bons e aos que são retos de coração.
Quanto àqueles que se desviam para os seus caminhos tortuosos, levá-los-á o SENHOR com os que praticam a maldade; paz haverá sobre Israel.

Salmos 125:1-5
Resultado de imagem para a confiança em Deus

Não podemos confiar em alguém que não conhecemos, e esse é o segredo de aprender a confiar em Deus. Quando alguém diz: “Confie em mim”, temos uma de duas reações. Ou podemos dizer: “Sim, eu vou confiar em você”, ou podemos dizer: “Por que eu deveria?” No caso de Deus, confiar nEle é a consequência natural quando entendemos por que deveríamos.

A principal razão por que devemos confiar em Deus é que Ele é digno de nossa confiança. Ao contrário dos homens, Ele nunca mente e nunca deixa de cumprir as Suas promessas. “Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá?”(Números 23:19, Salmo 89:34) Ao contrário dos homens, Ele tem o poder de realizar os Seus planos e propósitos. Isaías 14:24 nos diz: “Jurou o SENHOR dos Exércitos, dizendo: Como pensei, assim sucederá, e, como determinei, assim se efetuará.” Além disso, os Seus planos são perfeitos, santos e justos, e Ele faz com que todas as coisas cooperem para o bem daqueles que O amam e são chamados segundo o Seu propósito santo (Rm 8:28). Se nos esforçarmos para conhecer a Deus através da Sua Palavra, veremos que Ele é digno da nossa confiança, a qual vai crescer diariamente. Conhecê-lo é confiar nEle.

Podemos aprender a confiar em Deus ao vermos como Ele provou ser confiável em nossas vidas e nas vidas dos outros. Em 1 Reis 8:56 lemos: “Bendito seja o SENHOR, que deu repouso ao seu povo de Israel, segundo tudo o que prometera; nem uma só palavra falhou de todas as suas boas promessas, feitas por intermédio de Moisés, seu servo.” O registro das promessas de Deus está em Sua Palavra para que todos possam lê-lo, assim como o registro da Sua realização. Documentos históricos verificam esses eventos e falam da fidelidade de Deus para o Seu povo. Todo cristão pode dar testemunho pessoal da confiabilidade de Deus ao vermos a Sua obra em nossas vidas, cumprindo as Suas promessas para salvar as nossas almas, usar-nos para os Seus propósitos (Efésios 2:8-10) e consolar-nos com a paz que excede todo o entendimento ao corrermos a corrida que Ele planejou para nós (Filipenses 4:6-7, Hebreus 12:1). Quanto mais experimentarmos da Sua graça, fidelidade e bondade, mais confiaremos nEle (Salmo 100:5, Isaías 25:1).

Uma terceira razão para confiar em Deus é que realmente não temos uma outra alternativa sensata. Devemos confiar em nós mesmos ou em outros que são pecadores, imprevisíveis, não confiáveis, de sabedoria limitada e que frequentemente fazem más escolhas e decisões influenciadas pela emoção? Ou, ao invés, devemos confiar no Deus todo-poderoso, onisciente, gracioso, misericordioso e amoroso, sabendo que Ele tem boas intenções para nós? A escolha deve ser óbvia, mas deixamos de confiar em Deus porque não O conhecemos. Como já foi dito, não podemos esperar confiar em alguém que seja essencialmente um estranho para nós, mas isso é facilmente sanado. Deus não se fez difícil de encontrar ou conhecer. Tudo que precisamos saber sobre Deus, Ele graciosamente disponibilizou na Bíblia, a Sua Santa Palavra para o Seu povo. Conhecer a Deus é confiar nEle.
Todas as vezes que nos encontramos em uma situação difícil, ficamos preocupados, perdemos o sono, o dia não é mais o mesmo, pois o homem é limitado e quando acaba os recursos, entra em desespero, mas aquele que tem sua confiança em Deus ele supera, pois sabe que aquela circunstancia é passageira que o nosso Senhor Jesus tem poder para mudar, pois quando se acaba o recurso do homem aí Deus age e muda essa situação, revertendo aquele quadro, já passei momentos muito difíceis, em que chegaram até mim e disseram que não saberia o que poderia ocorrer daquele momento em diante, mas o nosso Deus poderoso reverteu o desfecho dessa história e hoje somos testemunhas vivas disso, para glória e honra do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, mas só quem passou ou quem esta passando por uma situação dessas sabe o quanto é pesada a carga e não se olha humanamente falando saída, solução, pois homem nenhum tem a resposta, mas Deus pode, e dessa forma é que podemos mudar esse quadro, através da nossa fé em Deus, Ele pode tudo, tem o controle de tudo, o seu problema pode ser qual for, Deus tem a saída e nos ouve, pois nos ama, o que precisamos é andar nos seu caminhos e perseverar, crer no seu poder, e pode ter a certeza da sua vitória, como tive a minha você terá a sua, mas não desanime, pois o nosso Deus te ouve e responde suas orações e súplicas, pois é como esta escrito:

” E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obtemos os pedidos que lhe temos feito.” (1 Jo 5 . 14 , 15)

I. Veja as 8 razões para crer que Deus me socorrerá

1 – O meu socorro está em Deus. O salmista, que certamente passava por alguma situação difícil, busca o socorro em Deus. “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro?” (Sl 121. 1). Os “montes” citados nesse texto era o local onde ficava o templo que, naquela época, representava àquele povo a presença viva de Deus no meio deles. O salmista buscava encontrar a presença de Deus, pois sabia que o seu socorro estava em Deus.

2 – O socorro de Deus é certo. “O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra.” (Sl 121. 2). Não há qualquer dúvida de que Deus viria socorrer o salmista. O salmista poderia ter dito: “o meu socorro, eu acho que vem do Senhor”, ou: “o meu socorro talvez venha do Senhor”; mas ele foi enfático e creu em Deus: “O meu socorro vem do Senhor”.
3 – Deus é soberano sobre todas as coisas.

“Ele não permitirá que os teus pés vacilem…” (Sl 121. 3). Tudo está debaixo da permissão de Deus. Nada pode acontecer sem a permissão Dele. Todos os meus problemas estão sob Sua autoridade. Se creio nisso, descanso e encontro paz.

4 – Deus está alerta ao que acontece em minha vida.

“É certo que não dormita, nem dorme o guarda de Israel.” (Sl 121. 4). Não há perigo de Deus se esquecer de mim, pois Ele não cochila, nem dorme; está sempre alerta, é onisciente, onipresente, onipotente. É um guarda perfeito, que vigia a todo instante os Seus tesouros!

5 – Deus está próximo de mim.

“o SENHOR é a tua sombra à tua direita.” (Sl 121. 5). Deus acompanha os seus servos, não os deixa, não os desampara. A minha sombra nunca desgruda de mim, assim Deus também não. Ele está totalmente próximo, participando da minha vida de perto, inclusive quando passo por dificuldades.

6 – Deus está me conduzindo em todos os momentos.

“De dia não te molestará o sol, nem de noite, a lua.” (Sl 121. 6). O Senhor sempre me socorrerá nas intempéries da vida.
7 – O Senhor me protege.
“O SENHOR te guardará de todo mal; guardará a tua alma.” (Sl 121. 7). Deus me esconde debaixo de Sua proteção. Passo pelas dificuldades, mas sou guardado pelo cuidadoso Pai, assim como o pássaro guarda os seus filhotes no ninho salvos do perigo.
8 – O cuidado de Deus é em todos os lugares e momentos.
“O SENHOR guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre.” (Sl 121. 8). Os meus passos estão debaixo da supervisão e cuidados de Deus.

II. Vamos analisar cinco características que existem na vida daqueles que confiam no Senhor.

Características essas que estavam na vida de Jó.

1. Quem confia em Deus é adorador.

“Então Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou” (Jó 1:20). Jó se humilhou na presença do Senhor e o adorou.

Em meio a tudo o que você está passando exalte e adore esse Deus, pois Ele procura os verdadeiros adoradores, que O adore em Espírito e em Verdade (João 4:24). Quem confia no Senhor o adora e não é apegado aos bens desta terra, pois o seu coração está voltado somente para as coisas do céu.

Adorar a Deus é declarar com os teus lábios frases que brotam no teu espírito que exaltam a magnitude e o poder de Deus. Jó fez isso quando se prostrou e declarou: “Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o Senhor o deu e o Senhor o tomou; bendito seja o Nome do Senhor” (Jó 1:21). Jó exaltou a soberania de Deus com essa declaração. Aos olhos humanos ele tinha vários motivos para desanimar, mas ele escolheu confiar no Senhor. A vida é composta de escolha. Por isso, ao invés de murmurar e reclamar da vida, escolha ser um adorador. Deixa Deus te encontrar adorando-O e nunca murmurando.

2. Quem confia em Deus não dá ouvidos à voz do diabo.

Jó rejeitou ouvir a voz do diabo, quando a sua mulher lhe falou: “Ainda reténs a tua integridade? Amaldiçoa a Deus e morre” (Jó 2:9). Você só rejeita as vozes negativas, quando pronuncia uma
Palavra de Confiança diante da palavra do diabo, Jó fez isso e disse: “Como fala qualquer doida fala tu; receberemos o bem de Deus e não receberíamos o mal?” Jó amava tanto a Deus que para ele o sim e o não de Deus eram bênçãos da mesma maneira. Quantos hoje só “servem a Deus” quando estão sendo abençoados. Quando as coisas começam a apertar viram as costas para Deus, e dão ouvidos as propostas do diabo. Deus quer que você vença as sugestões do diabo, através da Sua Palavra como fez Jesus em Lucas 4. Ouça somente a voz do Espírito que diz que em Cristo você é mais que vencedor.

3. Quem confia em Deus não ama sua própria vida mesmo em meio à face da morte (Ap 12:11).

Jó não amou a sua própria vida e declarou: “Ainda que Ele me mate Nele confiarei” (Jó 13:15). Você está preocupado com sua vida mais do que com a obra de Deus? Você teme por sua própria vida? Cuidado! Pois Jesus disse para não temer o que pode matar o corpo e não pode fazer mais nada, mas temei antes aquele que pode matar o corpo e fazer com que a alma vá para o inferno. Portanto, não ame mais as coisas do que ao Senhor. Não O negue quando vier a adversidade. Prefira a morte do que perder a presença de Deus.

4. Quem confia em Deus tem esperança.

O mundo diz que a esperança é a ultima que morre. Frase terrível e infeliz!
A Verdadeira Esperança dos que confiam em Deus nunca morre, pois esperamos no Deus Todo-poderoso, que trabalha por aquele que Nele espera.

Jó disse: “Porque há Esperança para a árvore, que se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos” (Jó 14:7).
Não deixe que o diabo roube a tua Esperança! Creia que o Senhor te levantará! Você não ficará nessa situação para sempre. Confie nesse Deus que renova, transforma e liberta, pois para Ele não há impossível. Abre os teus lábios e glorifique ao Senhor! Quem tem Esperança declara como Jó declarou: “Eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará”. Redentor é quem redime. É quem põe fim ao sofrimento. É o que paga a nossa dívida. Creia que o teu Redentor vive e te dará Vitória! Não perca a Esperança, pois Fiel é o Guarda de Israel.

5. Quem confia em Deus torna-se intimo Dele, e vê a Glória Dele em sua vida.

No capítulo 42 Jó continua engrandecendo ao Senhor, declarando que Deus tudo pode e nenhum dos seus planos pode ser impedido. Somente quem é íntimo de Deus declara uma frase como essa. No versículo 5 ele diz: “Eu te conhecia de ouvir falar, mas agora os meus olhos te vêem”. Ou seja, houve uma época na vida de Jó que ele conhecia Deus de ouvir os outros falarem, mais agora era diferente, agora ele tinha intimidade com Deus. E quem é íntimo de Deus vê a Sua glória . Quem é intimo de Deus recebe tudo em dobro, como foi o caso de Jó.
É hora de nos levantarmos e parar de vivermos de experiências que os outros tiveram. Temos de ter as nossas próprias experiências. Temos de ter intimidade com esse Deus maravilhoso e pessoal. Ele quer revelar-se para nós todos os dias. Mas precisamos nos aproximar mais Dele, ter mais tempo para Ele. Precisamos buscá-Lo com toda a nossa alma e com todo o nosso entendimento. Temos de arrancar do profundo do nosso ser, frases que expressam e sobressaiam a nossa confiança nesse Deus único e maravilhoso.

III. A confiança produz segurança
Confiar em Deus não é crer em algo que nos parece possível. É crer que Ele fará aquilo que, aos nossos olhos, parece impossível. Em nenhum texto bíblico, encontramos que Deus deixou de atender àquele que clamou por socorro.

Confiar em Deus é mais do que dizer que nossa fé está posta nEle. É viver na certeza de que Ele é Senhor da nossa vida e que Suas mãos estão estendidas para nos dar direção e nos conduzir a vitória. É saber que em todos os momentos difíceis da nossa vida, Ele tem cuidado de nós, nos guiando e protegendo. Nada acontece sem a permissão dEle. Todos os nossos problemas estão sob o Seu controle. Se cremos nisto, descansamos em paz e andamos em segurança.
Jó era o homem mais poderoso do oriente e sua vida aparentemente era uma vida de intimidade com Deus.
Ele buscava com todo o seu entendimento ao Senhor. Os estudiosos da bíblia afirmam que Jó foi escrito depois de Gênesis, ou seja, Jó não sabia certamente o que Deus tinha como plano para seu povo, pois sabemos que Deus designa os seus desejos e leis a Moisés.
Uma das principais características de Jó era a sua gratidão perante o Senhor Deus, ele tinha tudo, riquezas, bens sem fim, uma família aparentemente unida. Mesmo assim Jó não havia se esquecia de agradecer a Deus tudo o que ele tinha dado. Você tem feito isso? Agradece ao Senhor por tua família e bens?
Jó ele era tão temente a Deus que até o Senhor disse: “Ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal”(Jó 1:8).
E eu pensando nessa afirmação me perguntei: Será que Deus diria tudo isso de mim a seu inimigo? Será que tenho o temor que Jó tinha? Jó era poderoso, ele com o passar do tempo poderia ficar cego com seu dinheiro e poder aquisitivo, pelo contrario, não deixava a chama apagar, e com a sua fé no Senhor fazia sacrifícios.
Jó tinha tudo o que nós nos dias de hoje queremos a comunhão em sua casa, servos a seus dispor e todo o tipo de riqueza, e mesmo assim ele não abandonou o Senhor. Nós quando ganhamos uma casa na praia já “esquecemos” de agradecer, de ir à igreja e entre outras que nos afastam do Senhor. Esquecemos tudo o que passamos para alcançar o que temos hoje.
Jó mesmo depois de tudo o que passou sabia que Deus tinha um proposito para sua vida, portanto, mesmo que o mar não se abra tenha a certeza que Deus esta te observando o tempo todo, ele está atento a sua voz e Deus tem um proposito para todas as coisas quando confiamos nEle, pois a palavra fala em Colossenses 1:16 ”Todas as coisas foram criadas nele e nele encontram proposito”, ou seja, para estarmos nele temos que confiar em sua palavra, lê-la e vivencia-la.
você confia em Deus?
É por isso que Deus Muitas vezes nos coloca num deserto e não entendemos o porquê daquilo. Mas saiba que o deserto é lugar de reencontro, do Senhor passar você de fase. Se observarmos, Jó passou por um deserto terrível, e o que ele fez? Confiou em Deus. Por isso eu digo, pode estar difícil, você pode estar no seu limite; mas não deixe de acreditar que Deus tem o melhor pra sua vida e pra história da sua família.

Você pode estar achando agora que Deus te abandonou, mas Deus ele me escolheu pra dizer a você que Ele está sempre no comando, o Diabo pode falar o contrario de tudo o que eu te falei, mas não acredita nele não ele só veio pra nós tirar do caminho eterno.
Ao se referir à grandeza de Deus e à confiança que nele deve ter o homem o profeta Isaías, diz: “os que esperam no Senhor, adquirirão sempre novas forças, tomarão asas como de águia, correrão e não fatigarão, andarão e não desfalecerão.”
É muito singular que o Profeta compare os que
confiam no Senhor às águias.
É que elas têm uma forma toda especial de enfrentar as tempestades. Quando se aproxima uma tempestade as águias abrem suas asas, capazes de voar a uma velocidade de até noventa quilômetros por hora, e enfrentam a tormenta.
Elas sabem que acima das nuvens escuras e
das descargas elétricas, brilha o sol.
Nessa luta terrível elas podem perder penas, podem se ferir, mas não temem e seguem em frente. Depois, enquanto todo mundo fica às escuras embaixo, elas voam vitoriosas e em paz, lá em cima. Confiança que traduz certeza é o seu lema. Para além da tormenta,
brilha o sol e o sol elas buscam.
Na morte as águias também dão excelente lição de confiança. Como todos os seres vivos, elas também morrem um dia.
Contudo, alguma vez você já se deparou com o cadáver de uma águia? É possível que já tenha visto o de uma galinha, de um cachorro, de um pombo. Quem sabe até de um bicho do mato nessas extensas estradas de reserva ecológica. Mas, com certeza nunca
encontrou um cadáver de águia.
Sabe por que? Porque quando elas sentem que chegou a hora de partir, não se lamentam nem ficam com medo.
Localizam o pico de uma montanha inatingível, usam as últimas forças de seu corpo cansado e voam na sua direção. E lá esperam, resignadamente, o momento final. Até para morrer,
as águias são extraordinárias.
Quando, por ventura, você se deparar com um momento difícil, em que as crises aparecem gerando outras crises, não admita que o desânimo se aposse das suas energias. Eleve-se acima da tempestade, através da oração.
Pense que Deus é o autor e o sustentador de todo o bem. Pequenos dissabores que estejam atingindo você são convites a reexame dos empecilhos que enchem a estrada da sua vida.
Discórdia é problema que está pedindo ação pacificadora. Desarmonias domésticas são exigência de mais serviço aos familiares.
Doença é processo de recuperação da verdadeira saúde. Até mesmo a presença da morte não significa outra coisa senão renovação,
e mais vida.

Sempre que as aflições visitem seu lar em forma de enfermidade ou tristeza, humilhação ou desastre, não se entregue ao desalento.
Recorde que, se você procura pelo socorro de Deus, o socorro de Deus também está procurando alcançar você.
Se a tranqüilidade parece demorar um pouco, persevere na esperança, lembrando que o amparo de Deus está oculto ou vem vindo.

Tags: