Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
AS IDOLATRIA (IMAGEM DE ESCULTURA EX. 20:4

AS IDOLATRIA (IMAGEM DE ESCULTURA EX. 20:4)
Não existe relação entre Deus e as imagens. A adoração, a imagem é um pecado contra Deus, contra a sua Palavra. Portanto, aqueles que adoram imagens não têm comunhão com o verdadeiro Deus (II Co. 6: 11-18). Assim, suas orações, seus sacrifícios de nada valem diante de Deus, são impedidos por causa do pecado da idolatria (Isaías 59:1- 2). A Palavra de Deus tem que ser respeitada. A Palavra de Deus tem que ser obedecida; como ter comunhão com Deus, se não obedecemos a sua Palavra?

A igreja de Corinto estava tendo dificuldade em seu relacionamento com Deus por não obedecer a sua Palavra (II Co 6: 11- 18). A igreja de Corinto estava violando um fundamento importante da Palavra de Deus (Nm 20: 4-5). Os gregos costumados com a idolatria estavam tendo dificuldade para abandonar esta pratica (I Co 10: 14-17; Jo. 6: 35; Jo 10: 14- 16). Alguns líderes da igreja aprovavam tal pratica (I Co 8: 1-6). Paulo repreende e ensina a igreja. O problema não é o ídolo, mas sim o que se esconde por traz dele (I Co 10: 19-21). A idolatria não vem de Deus e sim dos demônios (Dt 17-21; Ex 32: 1-22); tudo que é sacrificado a ídolo é sacrificado á demônios e isto inclui velas (I Jo. 5: 21); participar da mesa da idolatria é participar da mesa dos demônios. Portanto quem oferece e come do oferecido á Cosme e Damião, come e participa da mesa dos demônios (I Co 10: 14-21). Paulo em sua carta aos Romanos vai mais longe ainda; aponta a idolatria como causa do homossexualismo (Rm 1: 18-28; II Co 6: 14-16; Ef 5: 11-12).

Nada pessoal contra os católicos porque entendo que a luta não é contra a carne e o sangue (Ef. 6: 10-12; Lc 23: 34). O objetivo desde estudo é trazer luz para aqueles que ainda se encontram em trevas espirituais, adorando ou venerando imagens de escultura (II Co 4: 3- 4; I Jo. 4: 6). Respeitar, prestar culto, reverenciar, exaltar, atribuir milagres á imagens, é glorificar algo que não é Deus, é glorificar algo que foi feito pelas mãos do homem (Isaías 44: 10-17). O que pode fazer o homem; o que pode fazer algo que foi feito pelas mãos dos homens? Glorificar algo que não pode fazer nada é cegueira espiritual (Sl 135: 15-18; Is 44: 9; Isaías 48:1-5; Rm 1: 21-22; Jo. 9: 39). Imagens não são dignas de glória, somente o único e absoluto Deus de Israel, de Abrão, de Isaque e Jacó, o Deus da Bíblia é o único digno de ser adorado. Á ELE toda á Honra, toda Glória, Todo Louvor, toda Adoração (Isaías 42:8; Ap 4: 1-11; I Tm 1: 17). Se alguém quer continuar adorando imagens, que continue, mas saiba de uma coisa: O Deus da Bíblia odeia os ídolos, Deus odeia a idolatria (Dt 32: 17-21; Rm 1: 18- 32; I Co 10: 14-21; II Co 6: 16-18). A oração do povo crente, conhecedor da Palavra, deve propor a iluminar àqueles que servem à imagem de escultura, para que, através da Palavra de Deus e pelo Espírito Santo, venham a crer nas verdades do evangelho (II Co 4: 4- 6; I Tm 2: 1- 5; Jo. 9: 39).

Há três tipos de idolatria mencionada na Bíblia:

1ª. Idolatria por pessoas: I Co. 1: 10-13; Atos 14:8-15; Atos 12: 21- 23
2ª. Idolatria por dinheiro: Cl. 3:5; I Tm 6: 3- 10; Mq 3: 11
3ª. Idolatria por ídolos (deuses): Lv. 26:1; Rm 1: 18- 25; I Co 8: 1- 10; I Co 10: 14-21; II Co 6: 11- 18).
A idolatria por pessoas ou por dinheiro é um pecado que está no nível humano, também mata (Tg 1: 13- 15), é da natureza da carne, do desejo da vontade do homem. O homem com uma vida em espírito consegue vencer este pecado (Gl. 5: 16-20; IPd. 4: 2-3; Mc 14: 38). Agora o homem precisa se converter primeiro (Rm 8: 1; Jo 3: 1- 8; Jo 4: 23-24)
A idolatria por ídolos, imagens de escultura é um pecado que rouba a glória de Deus, é um pecado que está no nível de adoração e ocupa o lugar que Deus deveria ocupar no espírito do homem (II Co 3: 3; I Co 6: 19,20; II Co 6: 16). Este tipo de idolatria é uma rejeição ao Deus vivo e verdadeiro, o Deus da Bíblia. É uma falsa adoração (Is 44: 13-19; Rm 1: 18-22; I Co 8: 1-2).

A pessoa que adora ídolo ou imagem ela faz do ídolo o seu deus. Com isso ela também rejeita a Palavra de Deus que está no Velho (Lv 19: 1-4; Ex 20: 4-5; Is 44: 9-20; Dt 32:) e no Novo Testamento (Rm 1: 18-25; I Co 8: 1-11; I Co 10: 1-21; II Co 6: 11-18). Rejeita também o Espírito Santo que inspirou os profetas e apóstolos a escreverem os livros que estão na Bíblia (II Pd. 1: 20,21), rejeita o sacrifício de Cristo na cruz do Calvário, que é o símbolo da salvação de todos aqueles que O aceitam como seu Senhor e Salvador (Jo. 3: 14-16; Rm 10: 4- 13; Atos 16: 31). Quando alguém olha para a imagem e atribui a sua salvação a um ídolo, ou quando põe a sua crença, sua fé em um ídolo ou imagem de escultura, esta pessoa está rejeitando á Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Ela esta rejeitando o único caminho (Jo. 14: 6); a única porta (Jo. 10: 9); o único mediador (I Tm 2: 5). Ela está rejeitando o sacrifício, o sangue e o nome de Jesus (Dt. 32: 21,22; Hb 10: 26- 29; Hb 6: 7- 8; Sl 34: 5).

A Bíblia é o livro da Constituição do Cristianismo, portanto, todos que se dizem cristão devem andar segundo o que está escrito na Bíblia, principalmente nos Evangelhos. Não vemos por parte de Jesus nenhum incentivo à idolatria ou adoração à Maria (Jo. 2:1-4). Nas cartas do apóstolo Paulo, vemos repreensão para àqueles que adoram imagens (Rm. 1: 18-25; ICo. 10:1-7). O apóstolo Paulo ainda aponta as consequências da idolatria por ídolos e/ou imagens de esculturas (Rm. 1: 26-32; ICo. 10:14; II Co 6: 17,18).

A idolatria que vemos hoje no Cristianismo foi introduzida na igreja depois das cartas e do livro de Apocalipse e não tem nada a ver com a Palavra de Deus. Portanto, esta idolatria não veio por parte da igreja de Jerusalém ou de Atos dos Apóstolos (Atos 15: 23-29; Atos 17: 15-30), ela foi introduzida pelos homens (pessoas dirigidas por Satanás para afastar a humanidade da verdadeira salvação) (II Co. 6: 14- 17; I Co 10: 14; Atos 17: 29; I Tm. 4:1).

FÁBRICA DE SANTO: No tempo da igreja primitiva eles não tinham a matéria prima que nós temos hoje, o gesso, as imagens eram feita de madeira (Is 44: 13-17), ou esculpidas em pedras e jóias (Atos 17: 29). As imagens que temos hoje são feitas de gesso, na maioria das vezes em fábricas de fundo de quintal. Outras ainda são feitas por artistas que fazem um bom trabalho em madeira, mas nada mais do que isto. Os ídolos não são capazes de fazer nada por ninguém (Isaías 44:9-17; I Co. 8:1-6; Atos 17: 23-28).

A RAINHA DOS CÉUS: Quando eu era criança, de família católica, costumava ir à missa e tinha um cântico que sempre cantava. Era um cântico em homenagem a rainha dos céus. O povo de Israel, nos tempos do profeta Jeremias, também costumava homenagear a rainha dos céus (Jeremias cap. 44). Ninguém pode ser rainha do céu, pois no céu, nos Céus, e no céu dos céus (Dt 10: 14), só quem criou tudo é O REI (Gn. 1:1; Sl. 8: 3,4; Isaías 40:25,26; Dt. 10:12-14). Deus é o único Criador (Is 45: 5-7; Is 40: 18-28), Ele não tem mãe, esposa e netos (Rm 11: 33-36), ELE tem Filhos (II Co 6: 17-18; Jo 1-12; Gl 3: 26). Se você ainda não é filho está na hora de ser (Rm 10: 6-13; Atos 16: 31).

A MÃE DE DEUS: Cantar hinos em homenagem á mãe de Deus, pregar mensagem sobre a mãe de Deus, isto é uma heresia e das mais absurdas. Deus não tem mãe, Deus não foi gerado. Se Deus tivesse mãe é lógico que teria pai, avô, bisavô, tataravô. Deus sempre existiu, não foi gerado. Ele criou tudo, Ele fez todas as coisas, Ele é o único criador (Is. 43: 13; Isaías 45:5-7). Quem inventa estas coisas é Satanás, com o único objetivo, afastar o povo da simplicidade da Palavra e da vida eterna (II Co. 11: 2-3; II Co 6: 14-16).

A MÃE DE JESUS: Jesus, para salvar a humanidade (Jo. 3: 16), precisava viver como homem, pois só um homem poderia recuperar o que outro homem tinha entregado a Satanás (Rm 5: 12- 21; ICo. 15:21,22; Gn. 3:1-15) Jesus como homem teria que passar por todo o procedimento que um ser humano normalmente tem que passar, ou seja, ser gerado por nove meses no ventre (útero) de uma mulher (Lc 2: 1-7). Jesus foi bebê, criança, adolescente, jovem e adulto (Lc. 2: 40). Em tudo obedeceu a seus pais (Lc. 2: 41-42), passou por tudo que um homem normal passa, foi tentado, perseguido, teve fome, sono, desejos e vontades; viveu como um homem (Hb. 4: 14- 15; Lc. 22:28; Is. 53:1-3). Tinha uma mãe, pois Ele precisava nascer de uma mulher (Is. 7: 14). O fato de Maria ser a escolhida não faz dela uma deusa ou a mãe de Deus e não dá a ela nenhum poder de Deus ou divindade. Maria foi sim uma escolhida, uma agraciada, uma abençoada, uma bem-aventurada (Lc. 1: 26-31). As mulheres da época conheciam as profecias (Is 7: 11- 14), todas sonhavam em ser á mãe do Messias esperado (Jo. 4: 19-25; Jo 1: 41), á mãe do desejado das nações (Ag 2: 6- 7).

Quando Maria foi informada pelo anjo que foi ela a escolhida, ela se alegrou e adorou (Lc 1: 26- 47). Maria entendeu a posição que ela ocupava diante de Deus (Lc. 1: 38) e teve prazer e alegria de ser a escolhida (Lc. 1: 46-48). Após o nascimento de Jesus, a vida como homem, sua morte e ressurreição, Maria continuou sua vida normal vivendo em santidade e adorando (Jo. 4: 23-24). Recebeu o Espírito Santo (Atos 1: 13-14; Atos 2: 1-4), pregou Jesus como outro crente qualquer (Atos 1:4-8; Atos 8: 1-4). Jesus Cristo o Filho de Deus, já existia desde o princípio (Cl 1: 15-17; Ap. 1: 8 e 17). Antes de tudo, Jesus Cristo já existia (Jo. 1:1-18; Gn. 1: 26; Gn 11: 1-7). Jesus Cristo o Filho de Deus não tinha nada a ver com Maria em poder e em divindade (Jo. 2:1-4; Lc. 2: 39-50; Mt 12: 46- 50; Mc. 3:31-35). Maria era como todos outros crentes; ovelha de Jesus (Ez 34: 31; Sl 23: 1). Jesus, o Filho de Deus, é o Pastor das ovelhas (Jo. 10: 1-18; Hb 13: 20; Mt 26: 31).
Alguém pode dizer: Mas fazer imagem de Jesus e cultuá-lo pode? É impossível fazer imagem de Jesus, pois Jesus é a imagem de Deus e ninguém pode fazer imagem de Deus (Jo. 1: 18; Cl. 1: 15; Isaías 40: 18).

A IDOLATRIA E O ESPÍRITO SANTO: O Espírito Santo veio sobre Maria e introduziu no ventre dela o Salvador do mundo: Jesus – o Filho de Deus (Mt 1: 18; Lc 1: 26- 35). O Espírito Santo inspirou os profetas e os apóstolos a escreverem a Palavra de Deus (II Pd. 1: 20-21). Todas as revelações sobre idolatria no Velho e no Novo Testamento foram inspiradas pelo o Espírito Santo (Sl 139: 7; Sl 51: 11), logo o Espírito Santo também odeia ídolos e idolatria (Sl 115: 1-8; Sl 135: 15-18).
A Palavra de Deus condena a idolatria, ou seja, o Espírito Santo é contra a idolatria, portanto, fazer imagem de Maria ou de qualquer outro personagem Bíblico não agrada o Espírito Santo. O que dizer dos católicos carismáticos que se dizem dirigidos pelo Espírito Santo se eles ainda cultuam Maria? (I Jo. 4: 6).

CATÓLICOS CARISMÁTICOS: SAMARITANOS DOS NOSSOS DIAS: Parte do povo samaritano foram trazidos da Babilônia e de outros lugares (II Rs 17: 24) habitaram na região de Samaria, quiseram se aliar aos judeus na reconstrução do templo e da cidade, os judeus não aceitaram ( Ed 4: 1-3), judeus e samaritanos não se dão (Jo. 4: 1-9; Jo. 8: 48; Lc 9: 51-54). Assim como o povo que veio da Babilônia e de outros lugares habitaram nas regiões de Samaria, os católicos carismáticos vieram do sistema religioso Católico e também habitaram no mundo espiritual junto com os evangélicos (I Jo. 4: 6; Ef 6: 10-12). Assim como os samaritanos aprenderam a temer ao Senhor, mas não abandonaram os seus deuses que trouxeram da Babilônia (II Rs 17: 25-33), os católicos carismáticos aprenderam a temer ao Senhor, mas não abandonaram os seus deuses que pertence ao mesmo sistema religioso da Igreja Católica Apostólica Romana (Rm 1: 18-23ª). Assim como os samaritanos que vieram da Babilônia não puderam ver a luz, por não terem abandonado os seus deuses (Mateus 10: 5; Lucas 9: 51-53), também os católicos carismáticos jamais poderão experimentar o verdadeiro poder de Deus, a Salvação e a Vida Eterna se não abandonarem seus ídolos (Jo. 4: 22-24; Jo. 14: 21; Mt 7: 24-27; Jo. 10: 14-18).
VER: Ap. 14:8; Isaías 21:9; Jeremias 51:6-9; I Coríntios 10: 14; II Coríntios 6: 16-18.

A IDOLATRIA CEGA: Por que os adoradores de imagens de esculturas têm a Bíblia, vai à missa, o padre lê a Bíblia e, mesmo sabendo que a Palavra de Deus condena a idolatria, mesmo assim eles continuam adorando imagens? Obstinação. É um povo obstinado a permanecer no erro (I Sm. 15:23; Isaías 44:18-20; IICo. 4:3-4).

Quando se fala a alguém que adora imagens de que eles estão errados e estão rejeitando o Deus vivo, eles respondem que não. Eles dizem que não estão rejeitando Deus e que as imagens não ocupam o lugar de Deus nos seus corações, mas isto não é verdade; é o ego deles que não quer admitir que sejam prisioneiros da idolatria. A idolatria está enraizada no espírito deles, como uma pessoa viciada que sempre que é questionada a respeito do vício e diz que deixa de usar a hora que quiser, mas no fundo esta pessoa sabe que está aprisionado, que será livre do vicio só através de um longo tratamento. Assim também são os prisioneiros da idolatria; só através de uma conversão radical eles ficarão livres da idolatria (Jo. 8: 31-36; Jo 7: 16-17). São as duas faces da moeda: o vil e o precioso (Jr 15: 19), o santo e o profano (Ez 44: 23). Você escolhe (Dt 11: 26; Mt 6: 24ª).
Muitos adoradores de imagem, padres e missionários, católicos frequentam as melhores faculdades de Teologia, estudam, examinam a Bíblia e porque eles não se libertam do pecado da idolatria? Incredulidade. A Bíblia não é para ser examinada e sim para crer e obedecer ao que está escrito. Nós é que somos examinados por ela (Hb. 4: 12,13; Dt. 11: 26-28; Hb. 11:1-3; II Co. 5:7).

TRADIÇÂO NÃO É FÉ: Os seguidores das religiões que cultuam imagens não se convertem ao verdadeiro Deus, porque pensam que são convertidos, mas não são. Se fossem convertidos eles abandonariam as tradições para seguir a Verdade (Jo. 17: 17). Eles não ouvem o Deus da Bíblia, o Deus de Abrão, Isaque e Jacó, o Deus de Israel porque ainda estão presos às tradições. Dizem sempre: “Esta religião sempre esteve na minha família. Todos os meus antepassados viveram nesta religião: meus pais, meus irmãos, avós, todos são desta religião. Eu não vou mudar. Faz parte da minha família” (Mt. 19:22-29; Lc. 9:57-63; Mt. 10:34-38).
Dói no meu coração, e tem que doer no coração de cada pastor e crente no Brasil, ver o país entregue à idolatria (Atos 17: 15,16). Ver o país ter como senhor uma rainha dos céus e não o rei dos reis (Ap. 19: 11-16). Por isto vemos tanta violência, tragédia, crimes, corrupção, pedofilia, tráfico, epidemias, enfermidades e miséria (Salmos 33: 12).
Obs. A idolatria é pecado, portanto adorar imagem de qualquer personagem bíblico ou não bíblico, ou de aves, animais, objetos ou de qualquer ser celeste e outros, qualquer tipo de idolatria é inimizade com Deus (Rm 1: 18 32; Ex. 20: 4- 5; Ef 5: 11; I Co 10: 14; II Co 6: 14-18). Acesse mergulhando: “A Igreja de Hoje”, I Coríntios comentados Capítulos 8 e 10.
PR. Ev. Sérgio Lopes

Tags: