Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
Existe a Reencarnação?

Existe a Reencarnação?

O ensinamento da reencarnação é antigo. Pitágoras foi um dos primeiros filósofos pagãos a expor essa teoria (Platão também). Segundo os espiritualistas, reencarnação é a capacidade que o “espírito” de uma pessoa tem de encarnar novamente, em outro corpo, após a morte. E isso, com o objetivo de chegar ao grau máximo de perfeição. De acordo com a doutrina espírita, esta reencarnação pode acontecer no corpo de outro ser humano que está para nascer ou no corpo de um animal. Mas será que a reencarnação é uma doutrina bíblica ensinada por Deus? Vejamos:
O patriarca Jó fez uma pergunta interessante: “morrendo o homem, porventura tornará a viver”? Jó 14:14. Ele mesmo respondeu: “… tu (Deus) ao homem puseste limites, além dos quais não passará”. Jó 14:5. “O homem, porém, morre, e fica prostrado, expira o homem, e onde está?” Jó 14:10.
“… assim o homem se deita, e não se levanta: enquanto exibirem os céus não acordará, nem será despertado de seu sono” (verso 12).
“… antes que eu vá para o lugar de que não voltarei, para a terra das trevas e da sombra da morte…” Jó 10:21.
“Porque dentro de poucos anos eu seguirei o caminho de onde não tornarei” Jó 16:22.
“Tal como a nuvem se desfaz e passa, aquele que desce á sepultura jamais tornará a subir. Nunca mais tornará a sua casa, nem o lugar onde habita o conhecerá jamais” Jó 7:9,10.

Por que, ao passarmos por um lugar, temos a sensação de que já estivemos ali?
Nossa mente é muito complexa. Ela pode facilmente nos passar a sensação de que já estivemos em determinado lugar, mesmo nunca tendo passado por perto. Por quê? Simplesmente porque nossa mente já gravou um cenário “parecido”, que poderíamos ter visto em uma viagem, um desenho, etc.
O fato de “acharmos” que já estivemos em determinado lugar jamais poderá insinuar que exista a reencarnação, assim como uma pessoa, que nunca comeu um prato de lasanha poderá dizer: “acho que comi isto em outra vida passada”, pois a lasanha não existe há tanto tempo assim… Se assim o fosse, a lasanha também teria de “reencarnar”.

Quer dizer, então, que não existe reencarnação?
“Mortos não tornarão a viver…” Isaías 26:14. “Lembra-te (Deus) de que eles são carne, vento que passa e já não volta”. Salmo 78:39.
A Bíblia não pode errar porque é a Palavra de Deus. Nela você não encontrará textos que sustentem a reencarnação. Às vezes, uma doutrina pode “parecer bonita”; mas a Bíblia diz que “há caminhos que ao homem parece direito, mas no final são caminhos de morte” (Provérbios 16:25), pois não estão em conformidade com os ensinamentos de Deus.
Apesar de o homem preferir inventar seus próprios caminhos (como a reencarnação), Jesus afirmou: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. Contudo não quereis vir a mim para terdes vida” (João 14:6; 5:40).
Ao invés de ensinar a doutrina da reencarnação, a Bíblia ensina a doutrina da ressurreição dos mortos. Aceitamos uma ou outra. Não há como harmonizar as duas. Muitas pessoas se recusam a crer na ressurreição, mas preferem aceitar a reencarnação da alma porque acham absurda a ideia de uma ressurreição. A essas pessoas, a Palavra de Deus pergunta: “Por que se julga incrível entre vós que Deus ressuscite os mortos”? Atos 26:8. E a própria Bíblia conclui: “e se não há ressurreição de mortos, então, Cristo não ressuscitou. E se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã a vossa fé. Isso mostra-nos claramente que a Ressurreição de Jesus é a BASE de nossa fé e se não houver ressurreição, não existe outro meio de vivermos novamente e irmos para o Céu. O apóstolo Paulo tinha plena certeza de que “haveria ressurreição, tanto de justos como de injustos” [esse assunto sobre a Ressurreição veremos mais detalhadamente neste mesmo estudo].

Mas os textos de Mateus 11:13-14 , 17:11-13 e Lucas 1:17 não ensinam que existe a reencarnação?
No programa Fantástico do dia 17/08/97, apresentado pela Rede Globo de Televisão, foi entrevistada uma autora norte-americana que afirmou existir fundamentos bíblicos para a comprovar que João Batista era uma “reencarnação” do profeta Elias. E o pior de tudo é que o líder religioso que foi entrevistado não entendia a Bíblia e não conseguia refutar a declaração da autora. Ela usou o seguinte texto: “Porque todos os profetas e a lei profetizaram até João. E, se quereis reconhecer, ele mesmo é Elias, que estava para vir” (Mateus 11:13,14-Veja também 17:11-13 e Lucas 1:17, que são parecidos).
Quando Jesus diz: “ele é Elias”, referindo-se a João Batista, Cristo está lançando uma metáfora, para “comparar” João com Elias pelo fato de João falar eloquentemente como Elias e exercerem funções parecidas (profetizar).
Em outras ocasiões, Jesus se declarou como sendo “A Porta” (João 10:9). Quando estava na Santa Ceia, ao tomar o pão, disse: “Isto é o meu corpo” (Mateus 26:26). A Bíblia está repleta de metáforas que identificam uma pessoa com ela própria.
A Palavra de Deus diz que “Jesus é a pedra” (1 Coríntios 10:4); mas toda pessoa em sã consciência acredita que ele não é uma pedra literal, mas esta é uma linguagem figurada, usada para ensinar que a obra de Jesus é a “base” da igreja.
João Batista não foi Elias reencarnado por vários motivos. Entre eles, destaco alguns:

1) A afirmação de Jesus em Lucas 7:28 e Mateus 11:11 diz: “Entre os nascidos de mulher, não surgiu ninguém maior que João Batista…” Jesus falou entre os nascidos, não entre os reencarnados.

2) O próprio João Batista disse que não era Elias! “Então, lhe perguntaram: Quem és, pois? És tu Elias? Ele disse: Não sou. És tu o profeta? Respondeu: Não”. João 1:21.

3) Em João 10:41: “…João não fez sinal algum…” Com Elias foi diferente: chegou até a ressuscitar mortos, fez com que descesse fogo do céu e realizou outros milagres que João nunca fez (Ver 1 Reis 17:19-24; 18:41-46; 2 Reis 1:9-16). Fica claro, com isso, que eles não eram a mesma pessoa, pois cada um tinha seu dom dado por Deus.

4) Crer na reencarnação seria negar que o homem é salvo pela graça (Efésios 2:8) e que seus pecados são purificados por Jesus através do Seu sangue (1 João 1:9)

5) O último e mais forte de todos os argumentos está no fato de que Elias, segundo a Bíblia, “nunca morreu”! Ele foi levado em vida ao céu e, portanto, não estava disponível para a reencarnação. (ler 2 Reis 2:11-14).
Deus ensina-nos na Bíblia que não existe vida após a morte antes da volta de Jesus, pois os mortos só terão vida novamente quando o Senhor ressuscitá-los. (Lucas 14:14; João 6:40; 1 Coríntios 15:23).

Alguns textos bíblicos que NEGAM a existência da reencarnação:
• Efésios 2:8,9 – A Bíblia diz que a Salvação é pela Graça. Se fosse através da reencarnação, seria pelas obras. Está Escrito: “Se, porém, andarmos na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu filho, nos purifica de todo o pecado” (1 João 1:7). Vemos que não é a reencarnação que nos purifica dos pecados, mas UNICAMENTE o Sacrifício de Jesus no calvário. Ninguém pode estabelecer outro plano de salvação. No Evangelho de João 1:29, está relatada a declaração de João Batista sobre Jesus. Sabe o que ele disse? “Eis o cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo”. Não precisamos reencarnar para atingirmos um estágio maior de perfeição; precisamos de Jesus Cristo.

• Romanos 3:24-31 – “sendo justificados (perdoados) gratuitamente , por sua graça, através da redenção que há em Cristo Jesus”. Novamente a Bíblia menciona que o perdão é através da redenção que há em Jesus.

• 1 Tessalonicenses 4:15,16 – Nesse texto, o Senhor nos diz que irá voltar para nos buscar. Se existisse a reencarnação, como um meio de aperfeiçoar o ser humano, por que Jesus teria de vir e nos levar ao Céu? Poderíamos ir sozinhos por nossos méritos, algo totalmente antibíblico.

• 1 Coríntios 15:51-54 – Nesse verso aprendemos que para sermos aperfeiçoados, Jesus tem de “voltar” e nos transformar. Não que temos de passar pela reencarnação.

• 2 Coríntios 6:2 – “…eis, agora, o tempo sobremodo oportuno, eis, agora, o dia da salvação…” Podemos notar que a salvação ou o aperfeiçoamento da pessoa não vem depois da morte com a reencarnação, pois isso levaria muito tempo e o sacrifício de Jesus não teria eficácia alguma. Podemos ser salvos e aperfeiçoados agora. Basta aceitarmos a Jesus como nosso salvador pessoal!

• Hebreus 9:27 – Este é um dos textos bíblicos que melhor refutam a existência da reencarnação. Diz o seguinte: “e, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disso, o juízo…” A Palavra de Deus é clara ao dizer que morremos uma só vez, não duas nem três, nem quatro, para depois reencarnar. Note que, após a morte, vem o “juízo” (a vida da pessoa foi selada para a salvação ou perdição), e não a reencarnação!

Fatores que nos levam a desacreditar a doutrina da reencarnação:

• Na Bíblia não existe tal ensinamento, nem mesmo a palavra “reencarnação”;

• O próprio Jesus disse que a morte é um sono (João 11:11-14). Eclesiastes 9:5,6 diz: “Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, porque a usa memória está entregue ao esquecimento. Amor, ódio e inveja para eles já pereceram: para sempre não têm eles parte em coisa alguma do que se faz debaixo do sol”.(Veja também verso 10). A Bíblia é clara ao afirmar que os mortos não sabem coisa nenhuma, e não têm sentimentos de amor, ódio ou inveja. Como que os mortos vão reencarnar se estão inconscientes?

• As Escrituras afirmam que a pessoa morre somente uma vez (Hebreus 9:27);

• Essa doutrina anula e invalida a obra da redenção do pecador mediante a morte de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo;

• Contradiz a doutrina da ressurreição (1 Coríntios 15:51-54).

Existem perguntas que os reencarnacionistas não conseguem responder satisfatoriamente. Eis algumas delas (contendo uma análise filosófica):
Digamos que a pessoa ao morrer reencarne. Consequentemente ela terá de viver em “vários” corpos. Na ressurreição, em qual desses corpos Deus colocará o espírito? Será que o espírito seria colocado em todos os corpos que a pessoa reencarnou? E se uma pessoa reencarnou cem vezes. Ao espírito ser colocado de volta na ressurreição, ela será cem pessoas ao mesmo tempo? Note o quanto essa doutrina é absurda.
Analise: Você seria feliz, estando reencarnado(a) no corpo de um cachorro, vendo seus filhos e sua(seu) esposa(o) passando por necessidades, sem poder ajudá-los e nem mesmo dar-lhes m beijo ou até mesmo abraçar-lhes? Devemos agradecer a Deus por seus planos para nós serem muito melhores do que isso!

Então, que esperança podemos ter de uma vida melhor neste mundo?
A esperança é a RESSURREIÇÃO. Jesus prometeu: “Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que todos os que se acham nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão: os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida; e os que tiverem feito o mal, para a ressurreição do juízo” (João 5:28,29). Deus irá trazer de volta os que dormem. E você não precisa duvidar disso, pois “para Deus tudo é possível” (Mateus 19:26. Leia também Lucas 1:37; Romanos 4:17; Salmo 33:9), e ele “não é homem para que minta…” (Números 23:19).
Você quer ter a oportunidade de encontrar novamente seus entes queridos que morreram? Existe um caminho. Ele se chama Jesus. Ele diz a você hoje: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá” (João 11:25). Entregue-Lhe sua vida e seu coração, e você verá ótimos resultados!

Conclusão
A doutrina da reencarnação é de origem satânica, pois contradiz todos os ensinamentos bíblicos e invalida a graça salvadora de Jesus bem como a doutrina da ressurreição em Cristo como único meio de termos vida após a morte. Se reencarnássemos, por que precisaríamos de Jesus para nos livrar do pecado?
Essa doutrina foi aperfeiçoada por filósofos pagãos, que não creem em Deus; portanto não merece crédito.
Sendo que a Bíblia condena tal doutrina, não devemos gastar nosso tempo. Não precisamos condenar as pessoas que creem desta forma (temos de amar e ensinar a todos), mas individualmente é preciso rejeitar tal ensinamento.
As Escrituras dizem que morremos “uma só vez” (Hebreus 9:27) e não que morremos duas, três, quatro.. para depois reencarnarmos.
“Porque não vos demos a conhecer o poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo seguindo fábulas engenhosamente inventadas, mas nós mesmos fomos testemunhas oculares da sua majestade” 2 Pedro 1:16.

Leandro Soares de Quadros
Consultor e conselheiro
Jornalista

Tags: