Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
SANTA MARIA, MÃE DE JESUS

SANTA MARIA, MÃE DE JESUS

O que a Bíblia diz sobre Maria, mãe de Jesus? Para alguns ela é a Santíssima Mãe de Deus, digna de ser venerada acima de todas as criaturas, seja anjos ou santos, abaixo apenas de Deus. Mas o que diz o Livro Sagrado? Ao invés de nos basearmos em dogmas religiosos, vejamos quem é Maria, à luz da Palavra de Deus:
• QUEM É MARIA?

1. UM EXEMPLO DE MULHER= A semelhança de Débora, Rute e Ana (Jz4.4; Rt1.16; 1Sm1.9), Maria aparece na Bíblia como uma fiel serva de Jeová (Lc3.46-47). Diante de sua fidelidade, Deus Pai, graciosamente a escolheu para ser mãe do Salvador (Mt1.20-21). Maria é um extraordinário exemplo de humildade, e todos os cristãos devem reconhecer seu honroso papel na Bíblia Sagrada (Lc1.48).

2. UMA SANTA= Todo aquele que evita o pecado e se dedica a Deus, é chamado na Bíblia de “santo” (1Co1.2). Maria foi uma santa, bendita entre as mulheres (Lc1.42). Assim como ela, todos nós necessitamos ser santos em toda a nossa maneira de viver (1Pe1.15-16).

• QUEM MARIA NÃO É:
1. MÃE DE DEUS= Deus é Eterno, sem começo nem fim (SL90.2), e portanto não tem mãe (Is41.4; 43.10). Fique claro que Maria é mãe de Jesus em Seu aspecto humano, nunca mãe de Deus (At1.14).
2. IMACULADA= A própria Maria reconheceu ser uma pecadora, dependente de um Salvador (Lc1.47-50). Isso nos mostra que Deus escolhe pessoas imperfeitas e pecadoras para cumprir seus propósitos (Mc2.7). Assim Maria não é perfeita, nem imaculada (Rm3.23; 5.12).
3. INTERCESSORA JUNTO A DEUS= Segundo a Bíblia, foi Jesus quem ascendeu aos céus e se tornou um intercessor junto ao Pai (At1.9; Rm8.34; Hb1.3; 7.25). Embora Maria seja uma importante mulher, não podemos dar a ela um papel, que a Bíblia atribui somente a Cristo. Por exemplo, o fato de um filho ser médico, não significa que sua mãe também seja médica. Maria não foi assunto aos céus (Jo19.26; At1.14), não é co-autora da salvação (At4.12), não é advogada da humanidade (1Jo2.1), nem mediadora entre Deus e os homens (1Tm2.5). Embora muitas pessoas sinceras rezem pela interseção de Maria, dirigir preces a ela é perigoso, pois isso faria dela uma “deusa onisciente”. Se Maria pode ouvir as pessoas que rezam a ela todos os dias, ou ela é uma “deusa onisciente”, ou seus devotos estão numa fila interminável, esperando a vez de suas preces serem atendidas. Longe de apoiar tal idéia, a Bíblia ensina que só Deus é Onisciente (SL44.21; 139.1-6; Jr10.6), o único Ouvinte das orações (Is8.19; SL65.2).
4. RAINHA DO CÉU= Se Maria estivesse viva hoje, certamente não gostaria de ser identificada com uma deusa, pois ela era humilde e entendia que só Jeová é Deus (Lc1.47-49). Infelizmente, porém, desrespeitado tão importante mulher, muitos a chamam de “Rainha do Céu”, título de uma deusa pagã associada à fertilidade, e adorada em culto imoral (Jr7.18; 44.17-25).

Sigamos, pois, o exemplo de Maria que engrandeceu a Deus como seu Único e Suficiente Salvador (Lc1.47). É assim que demonstramos respeito pela mãe de nosso Senhor, e não por criar uma mulher que Maria jamais almejou ser.

VEJA TAMBÉM: VENERAÇÃO DE IMAGENS RELIGIÃO PEDRO – PRIMEIRO PAPA?
Postado por Bruno dos Santos Queiroz

Tags: