Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
NÃO DESPREZEIS AS COISAS PEQUENAS

NÃO DESPREZEIS AS COISAS PEQUENAS
TEMA: NÃO DESPREZEIS AS COISAS PEQUENAS
“Porque quem despreza o dia das coisas pequenas? Pois esse se alegrará, vento o prumo na mão de Zorobabel…” (Zc 4.10).

Nesta vida tudo tem um valor, ético, moral, espiritual, monetário, entre outros. Independentemente do benefício que venha nos trazer, todas as coisas precisam receber o seu devido valor, e quando nos referimos às pequenas coisas, devemos nos lembrar que elas existem e às vezes nos surpreendem deixando-nos perplexos a dizer: quem diria! Pois bem, no cotidiano elas estão sempre presente, mas é importante ressaltar que há coisas que sempre continuarão pequenas nas mãos de quem não sabe multiplicar. A parábola dos talentos é uma prova disso, Jesus falou sobre os talentos e devemos tomar como lição (Mt 25.16). Todos nós temos capacidade de desenvolver, entretanto só existe um empecilho capaz de limitar o seu desenvolvimento “você”. Discorreremos neste esboço sobre a valorização das coisas pequenas, a ambição quanto às grandes coisas e exemplos notáveis como o pouco que se transformou em muito.

Valorizando as coisas pequenas
Tanto as coisas grandes como pequenas tem valor, dependendo de alguns fatores, existem coisas pequenas que ás vezes deixa-se de lado como se não necessitássemos delas, no entanto são consideráveis importantes e tão necessárias quanto às grandes. Paulo escreve em uma das suas cartas que Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; Também escolheu as coisas vis deste mundo, as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são (I Co 1. 27,28). Convém lembrar que os padrões de Deus são diferentes dos nossos. Alguma coisa pode ser insuficiente para mim, mas para Deus não, no entanto para ele não há coisa pequena nem grande.

A ambição humana
Na ótica humana algumas coisas são desprezadas principalmente as pequenas, poucas e humildes, no entanto as mais valorizadas a nosso ver são: As grandes quantidades, e primeiros lugares (Mt 20.21,22). Ninguém quer ser: O menor e nem o último, somos porque estamos sob uma condição, mas não porque gostamos ou queremos, nem os discípulos queriam (Lc 9.46,48; Lc 22.24 -26). Todas as coisas, tanto grandes como pequenas, foram criadas com finalidades especificas, e Deus usa todas elas.

Os pequenos começos
Geralmente as grandes coisas que hoje se veem teve os seus começos pequenos. Não acredite muito nas coisas que geralmente começam grandes. Tem um dito popular que tudo que começa largo termina estreito. (Jó 8.7). Tudo que se faz na vida se começa com pouca coisa, sempre acreditei nas coisas pequenas e humildes, principalmente quando se investe nelas. Podemos até citar alguns exemplos da vida secular como: as indústrias, os comércios, as Empresas, nas políticas, no militarismo e posição eclesiástica etc. As Poucas coisas se transformam em muitas, quando são administradas por pessoas competentes (Mt 25.14-30).

Alguns exemplos notáveis:
Gideão com poucos homens venceu um grande exército (Jz 7.6,12); Sansão com uma queixada de jumento matou mil (Jz 15.14,15); Geazi se assustou quando viu um grande exército, Elizeu sem exército venceu os inimigos; Josafá venceu um grande exército tocando instrumentos (1 Cr 20.2); Um menino matou um grande gigante com uma pequena pedra (1 Sam 17.49,50); Um pequeno prumo na mão de Zorobabel foi o suficiente para dar inicio a uma grande obra (Zc 4.10); Elias, na casa da viúva em Sarepta, pouca farinha e pouco azeite (1 Rs 17.10-16); Dívida alta é paga com um pouco de azeite (2 Rs 4.1-7); Vinte pães alimentaram cem homens (2 Rs 4.41,32); A pequena moeda depositada pela viúva no ofertório foi à maior (Mc 12. 41- 44); A multidão faminta foi alimentada com cinco pães e dois peixinhos (Mt 4.17). “Não julgueis segundo a aparência” (Jo 7.24ª; I Co 4.5)

Objeto pequeno, sinal do inicio de uma grande obra
Diante de um pequeno episódio, uma grande obra estava para acontecer, esse seria um dia de regozijo, e que as coisas se tornariam melhores do que antes. Zorobabel deu bom exemplo com seu prumo na mão e demais instrumentos de construção, muitos se alegraram em vê-lo começar a reconstrução do templo (cf Ed 3:10,12,13, Ag 2:3), também houve pessoas que ficaram desanimadas por ver que o novo templo não era tão lindo como o primeiro, mas é importante saber que não é a beleza exterior, mas a presença de Deus, pois Ele prometeu estar presente (Ag 2:5,9). Deus nunca falha.

Glorifiquemos a Deus no pouco, porque ele é o Deus da multiplicação “Quem é fiel no mínimo também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo também é injusto no muito” (Lc 16:10). Quando cremos tudo é possível, “tudo posso naquele que me fortalece (Fp 4:13). A palavra “tudo” aqui não se refere a tudo que eu queira ter ou conseguir, mas aquelas que estão dentro da vontade de Deus. Acreditemos em Deus porque para ele nada é impossível (Lc 1:37). Nunca subestime as coisas pequenas, nem as pessoas humildes, porque elas podem lhe surpreender (Jó 36.5).

Pr. Elis Clementino

Tags: