Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
O Galardão dos Salvos

O Galardão dos Salvos

“Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;” Mateus 5:5

Que certeza temos de que os nossos entes queridos que morreram foram para o céu? Com que base ou “Autoridade” a maioria da “cristandade” crê que iremos para o céu, se formos salvos? Essas ideias encontram respaldo nas Sagradas Escrituras? É o que iremos analisar no estudo que se segue.

Gálatas 3:16-29: “Ora as promessas foram feitas a Abraão e à sua posteridade… E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa”.

O crente ainda não é um possuidor do seu galardão  – é um herdeiro – e o que herdará, se for salvo, é a PROMESSA feita a Abrão. Qualquer que seja a recompensa dos remidos, onde quer que passemos a eternidade, se formos salvos, é uma promessa do Altíssimo, específica e definitiva. Aquela promessa foi feita a Abraão, o “PAI de todos os que crêem” Romanos 4:11.

Se alguém é convertido, seja judeu ou gentio – independentemente  da raça e sexo – se ele/ela é de Yeshua haMaschiach, então tornou-se um dos filhos de Abraão, e um HERDEIRO da PROMESSA feita a Abraão. O que ele/ela herdará é o que foi prometido a Abraão.

Yeshua Confirma a Promessa

A fim de que possamos compreender esta questão tão importante para o mundo, leiamos o que está escrito em Romanos 15:8:

“Digo pois que o Messias Yeshua foi ministro da circuncisão, por causa da verdade de Deus, para que confirmasse as promessas feitas aos pais”.

Ao trazer as boas novas – o Evangelho – Yeshua veio para confirmar as promessas feitas aos PAIS. Mas quem eram os pais? E que promessas lhes foram feitas? O céu? A terra? Ou um outro sitio qualquer? Encontramos em Actos 3:13 nas palavras inspiradas de Pedro o seguinte:

“O Elohim de Abraão, e de Isaque, e de Jacó, o Elohim de nossos pais glorificou a seu filho Yeshua. . .”

Os pais então, foram Abraão, Isaque e Jacó (Israel). Então se somos de Yeshua haMaschiach – se somos Israelitas (Romanos 11) – então somos herdeiros – para herdar, não o que os homens possam criar nas suas imaginações, mas um herdeiro conforme a promessa. Herdamos o que nos foi prometido – e não outra coisa. A promessa feita a Abraão começa no capítulo 12 de Génesis, versículo 1:

“Ora, YHWH disse a Abraão: Sai da tua terra, e da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.”

Primeiro, YHWH chamou Abrão, pelo seu nome de então, para fora da terra da Mesopotâmia  (cidade de Ur) onde ele vivia, certamente o símbolo da Babilónia espiritual na qual hoje vivemos – exactamente como hoje o Eterno nos chama para sairmos deste mundo – desta Babel (confusão) Jeremias 51:45; Apocalipse 18:4;

Abrão não titubeou nem argumentou. O verso 4 diz: “Assim partiu Abrão”. Ele foi para uma determinada terra para onde YHWH o conduziu – a terra que hoje nós chamamos Israel, mas que o mundo teimosamente quer chamar de Palestina.

Abraão obedeceu ao Altíssimo. Como está escrito “Assim partiu Abraão”, esta é a razão pela qual ele foi feito PAI das preciosas promessas sobre as quais se baseia a salvação eterna! Ele OBEDECEU – partiu imediatamente! Exactamente como nós devemos obedecer (observar, guardar).

Os homens de hoje não têm a mínima ideia do que está realmente reservado para aquele que será verdadeiramente salvo. A herança que nós esperamos – caso entreguemo-nos ao Criador de todas as coisas – obedecendo como Abrão obedeceu – e confiar, com fé em Yeshua.

Como se lê em I Coríntios 2:9: “…As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam.” A herança que YHWH tem preparado para nós, não pode mesmo ser concebida pela mente natural do homem – mas o Pai revela-nos “pelo seu Espírito” (I Coríntios 2:10).

Agora, o que foi que YHWH prometeu a Abrão? A resposta está em Génesis 12:6-7: “E passou Abrão por aquela terra até ao lugar de Siquém, até ao carvalho de Moré; e estavam os cananeus na terra. E apareceu YHWH a Abrão, e disse: À tua semente darei ESTA TERRA.” Assim, a promessa foi a herança da Terra de Canaã.

A Terra Prometida

Continuemos em Génesis 13:14-15. “E disse o Senhor a Abrão, depois que Ló se apartou dele: Levanta agora os teus olhos, e olha desde o lugar onde estás, para o lado do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente; Porque toda esta terra que vês, te hei dar-te a ti, e à tua descendência, para sempre.

A terra onde Abrão estava, era a terra de Canaã, hoje chamada Israel. Aquela, então, é a Terra Prometida – sendo esta a razão pela qual é assim chamada!

Mas por quanto tempo? Para sempre! A herança é para ser uma herança eterna, que necessariamente envolve e incluí a vida eterna!

Se uma pessoa herda um terreno, a escritura deve descrever os limites exactos da propriedade. Não são assim os limites descritos na escritura que esperamos herdar? A resposta está em Génesis (Bereshit, em hebraico) 15:8: “Naquele mesmo dia fez YHWH um concerto com Abraão dizendo; À tua semente tenho dado esta terra, desde o rio do Egipto, até ao grande rio Eufrates”. Desde o rio Nilo, no Egipto, até ao Eufrates no Médio Oriente! Outras Escrituras mostram que o território do Reino do Messias é para se expandir e se espalhar até que por fim inclua toda a terra (Daniel 2:34-35).

Obediência antes da Herança

Ao fazer esta promessa a Abrão, o Altíssimo condicionou-a à obediência. Abrão obedeceu! Primeiro, deixou a sua terra natal, os seus amigos e parentes, e os seus modos antigos de viver – abandonou tudo, e seguiu para onde YHWH o guiou. Mais uma vez, o Eterno condicionou as promessas à obediência. A Abraão o Todo-Poderoso ordenou o sacrifício do seu único filho, Isaque. E, outra vez, ele não parou para arrazoar, ou apresentar uma desculpa, ou de se rebelar – ele obedeceu! YHWH não lhe tirou o filho: o Altíssimo queria simplesmente que Abraão obedecesse voluntariamente através da FÈ.

Mas depois deste episódio, após Abraão  ter obedecido – depois de ter sido posto à prova, e achado fiel – houve alterações às condições da promessa!

Em Géneses  22:15-18: “ Então o anjo de YHWH bradou a Abraão pela segunda vez desde os céus, e disse: Por mim mesmo, jurei, diz YHWH: Porquanto fizeste esta acção, e não me negaste o teu filho, o teu único filho, que deveras te abençoarei, e grandiosamente multiplicarei a tua semente como as estrelas dos céus, e como a areia que está na praia do mar; e a tua semente possuirá a porta dos teus inimigos. E na tua semente serão benditas todas as nações da terra; porquanto obedeceste à minha voz”.

A promessa agora é incondicional. Abraão já tinha cumprido com a sua parte nesta aliança – neste acordo. E assim aquele que o Altíssimo chama actualmente, de cada nação (de qualquer parte do mundo), pode vir livremente às águas da vida, porque YHWH tem mantido a Sua promessa, e a semente prometida, Yeshua haMaschiach, já veio.

A promessa é agora absoluta. Porquê? A resposta está em Génesis 26:5, “Abraão obedeceu à minha voz, e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos, e as minhas leis”.

Lembremo-nos que o pecado é a transgressão da Lei (Torah = a instrução). E essa é a mesma Lei espiritual, santa, eterna e fundamental que Adão transgrediu quando pecou, porque foi contra a instrução do Eterno. As mesmas leis e mandamentos que Abraão obedeceu e guardou (muitos antes dos sacrifícios e rituais de Moisés), tornando possíveis todas as bênçãos que temos hoje, tanto materiais como espirituais.

Entretanto, a Escritura também fala de outros pais, Isaque e Jacó, que também são denominados “patriarcas”. Sabe-se que estas promessas também foram feitas a eles.

Estas foram as palavras de YHWH a Isaque em Génesis 26:2-5 “E apareceu-lhe YHWH, e disse: Não desças ao Egipto; habita na terra que eu te disser; Peregrina nesta terra, e serei contigo, e te abençoarei; porque a ti e à tua descendência darei todas estas terras, e confirmarei o juramento que tenho jurado a Abraão teu pai; E multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus, e darei à tua descendência todas estas terras; e por meio dela serão benditas todas as nações da terra; Porquanto Abraão obedeceu à minha voz, e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos, e as minhas leis”.

A promessa foi feita novamente a Jacó (mais tarde o nome foi mudado para Israel cf. Génesis 32:22-31 e 35:10), e que está registada em Genesis 35:9-12 “E apareceu YHWH outra vez a Jacó vindo de Padã-Arã, e abençoou-o. E disse-lhe YHWH: O teu nome é Jacó; não te chamarás mais Jacó, mas Israel será o teu nome. E chamou-lhe Israel. Disse-lhe mais Elohim: Eu sou YHWH Todo-Poderoso; frutifica e multiplica-te; uma nação, sim, uma multidão de nações sairá de ti, e reis procederão dos teus lombos; E te darei a ti a terra que tenho dado a Abraão e a Isaque, e à tua descendência depois de ti darei a terra”.

Atenção, mesmo os gentios de nascimento, através de Yeshua haMaschiach, não só se tornam semente de Abraão, como espiritualmente são adoptados também como israelitas.

As promessas foram feitas a Abraão, a Isaque, a Jacó e a seus filhos. Os seus filhos são israelitas, não gentios. Hoje persiste uma ideia errónea  de que a “cristandade” é uma religião gentílica. Mas Yeshua disse claramente “A salvação vem dos judeus”. Ou, como o apóstolo Paulo escreveu em Romanos 2:10 “Primeiramente ao judeu e também ao grego”. A promessa do ceptro, através da qual Yeshua haMaschiach e a salvação foram prometidos, foi para a casa de Judá. A Bíblia revela que os pactos e as promessas pertenceram somente a Israel. É o que se lê em Romanos 9:4:

“ Que são israelitas. Dos quais é a adopção de filhos, e a glória, e os consertos, e a Torá, e o culto, e as promessas”.

Então como deverão todas as nações ser abençoadas através dessas promessas?

Os do Caminho são os herdeiros das Promessas (Actos 9:2 ;  16:17)

“E pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, se encontrasse alguns deste Caminho, quer homens quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém.” Actos 9:2

Para os gálatas, gentios de nascimento, Paulo disse em Gálatas 3:29: “E, se sois do Messias,, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa”.

Podemos assim perguntar, que esperança tem qualquer gentio em se tornar israelita, sem a adopção espiritual através de Yeshua? Absolutamente nenhuma!

Aos efésios, também gentios, Paulo escreveu em Efésios 2:11-12 “Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne…”. Não quer dizer isto claramente que eles não são mais considerados gentios? Paulo continua “ Vós noutro tempo éreis gentios…naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos aos consertos da promessa…”.

Isto não nos dá a ideia de que a “cristandade” seja uma religião gentílica, nem tão pouco que a Nova Aliança (Jeremias 31:31-33) seja uma aliança feita com os gentios! Porque enquanto estes efésios eram gentios – antes de se tornarem israelitas através de Yeshua – eram estranhos  às alianças da promessa, sem nenhuma esperança.

Mas ao observar o versículo 13: “Mas agora no Messias Yeshua, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Yeshua chegastes perto”. E agora o versículo 19: “Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros mas concidadãos dos santos, e da família de Deus”.

Que privilégio glorioso e incomparável sermos recebidos na própria família do Altíssimo – ter condições de Chamar YHWH eterno de nosso Pai.

Isto leva-nos a uma metáfora; para os não convertidos Adão é o pai humano, e Satanás é o pai espiritual. Mas, através do sangue de Yeshua haMaschiach, Abraão torna-se o nosso pai carnal (o pai da fé dos que crêem, e obedecem à Torah), e YHWH, o Elohim de Todos os Exércitos, torna-se o nosso Pai espiritual.

Lê-se em Gálatas 3:7: “Sabei pois que os que são da fé são filhos de Abraão”. Esta é a razão pela qual Abraão é chamado o “pai dos fiéis” – seja judeu ou gentio.

De novo em Romanos 8:14, todos os que “…são guiados pelo Espírito de YHWH esses são filhos de YHWH”. Precisamente isso – para nos tornarmos realmente nascidos no tempo da ressurreição, quando herdarmos o Reino de YHWH! 

Nenhum homem subiu ao Céu – Excepto Yeshua

Yeshua haMaschiach não disse que iríamos para o céu, para estarmos com Ele lá. Pelo contrário. Ele disse em João 3:13: “Ora, NINGUÉM subiu ao céu, senão aquele que de lá desceu, a saber, o Filho do homem…”. Ele foi de novo para o céu de onde tinha vindo. Mas ele disse “Para onde eu vou não podeis vós vir” (João 8:22 e João 13:33).

Ele disse também em João 14:2-3: “E se eu for (para o céu) … virei outra vez”. Logo, virá de novo de volta à terra. E quando Ele vier – quando Ele estiver aqui – Como Ele mesmo afirma, receber-nos-á para Si mesmo, “para que onde eu estou (aqui na terra) estejais vós também”.

E em Mateus 25, começando no versículo 31, lemos que quando Yeshua tiver voltado a esta terra, como Rei dos reis, e Governador de todas as nações da terra, então Ele dirá aos salvos: “Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado…”(vs. 34).

O que está errado nesta terra? Absolutamente nada, excepto o pecado, ou seja a rebelião contra o Eterno e às Suas Leis espirituais e eternas que conduzem à paz, à felicidade e à alegria! Felicidade e alegria – uma condição glorificada tal como podemos herdar – não é um assunto de localização geográfica!

É uma Condição Espiritual! Não haverá pecado naquele Mundo de alegria onde tudo foi Restaurado! Não haverá mentirosos, nem assassinos, nem ladrões, nem defraudadores – não haverá Satanás, nem ferrolhos nas portas, nem prisões, nem hospitais. Não haverá rivalidade, nem guerra, nem doença, nem morte, nem pobreza, nem fome, nem escassez.

Quando Herdaremos as Promessas?

Agora quando herdaremos estas promessas? Como as herdaremos nós? O próprio Abraão já partiu para receber o seu galardão, ou já herdou as promessas?

Primeiro, ao vermos as palavras inspiradas de Estêvão, o primeiro mártir da fé no Caminho. Ele foi um homem cheio de fé e de Espírito Santo que perdeu a vida por ter pronunciado as palavras inspiradoras que encontramos em Actos 7:2-5: “E ele disse: Homens, irmãos, e pais, ouvi. O Elohim da glória apareceu a nosso pai Abraão, estando na Mesopotâmia, antes de habitar em Harã, E disse-lhe: Sai da tua terra e dentre a tua parentela, e dirige-te à terra que eu te mostrar. Então saiu da terra dos caldeus, e habitou em Harã. E dali, depois que o seu pai faleceu, O Eterno trouxe-o para esta terra em que habitais agora. E não lhe deu nela herança, nem ainda o espaço de um pé; mas prometeu que lhe daria a posse dela, e depois dele, à sua descendência, não tendo ele ainda filho.”

YHWH não deu a Abraão nenhuma herança naquela terra – “mas prometeu que lhe daria a posse dela, e depois dele à sua descendência, não tendo ele ainda filho”.

Abraão nunca recebeu a herança prometida – embora a promessa do Altíssimo tenha sido incondicional por Abraão ter obedecido a YWHW. Mas continuemos.

Observemos com atenção em Hebreus 11:8-10, 13 “Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia. Pela fé habitou na terra da promessa, como em terra alheia…”. Abraão meramente peregrinou na terra que iria receber depois, como Herança – “…morando em cabanas (tendas/tabernáculos) com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa; porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é YHWH … Todos eles morreram na fé, sem terem recebido as promessas, mas vendo-as de longe”.

Abraão, Isaque e Jacó – os patriarcas a quem as promessas foram feitas – todos morreram, na fé, não tendo recebido as promessas! Estas passagens em linguagem clara, dizem que eles morreram, mas não receberam o seu galardão  – os mesmos patriarcas a quem as promessas foram feitas não obtiveram o seu galardão na morte. Assim diz a Palavra.

Além do mais, as Escrituras dizem-nos que Abraão está morto. E já estava, há muitas centenas de anos antes que o chamado “Novo Testamento” fosse escrito, conforme está registado em João 8:52-53. Aqui as palavras são claras. “Abraão que morreu…” Ele não recebeu a herança prometida.

Através de todo o NT lemos que os cristãos que se tornaram filhos de Abraão através de Yeshua, não são ainda, nesta ERA, possuidores – mas somente herdeiros. Um herdeiro é aquele que ainda não entrou em posse da sua herança.

Então porque é que Abraão até ao dia de hoje ainda não recebeu o que lhe foi prometido? Porquê?

Desde que a “herança eterna” da terra constitui as melhores promessas dos Escritos Apostólicos, e desde que a mensagem que Yeshua trouxe como confirmação das promessas o Evangelho (anunciado desde Génesis 3:15) do Reino de YHWH, conclui-se que a herança desta terra – o território da promessa que Yeshua veio para confirmar – é o território a ser ocupado pelo Reino de YHWH, onde Yeshua haMaschiach vai Governar como Rei dos reis com os seus eleitos. Apocalipse 5:9-10.

Quando Herdaremos o Reino

Mas esse Reino não é deste mundo – desta era, conforme dito por Yeshua! Na Sua grande profecia com respeito aos acontecimentos deste mundo de guerras e transtornos mundiais, Yeshua disse: “Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino está perto” Lucas 21:31.

O reino de YHWH virá para governar o mundo, porém ainda não está estabelecido – mas já está às portas. Em Lucas 19 Yeshua contou a parábola das “minas”, porque eles pensavam que o Reino de YHWH seria estabelecido imediatamente, representando-se Yeshua como um jovem nobre que ia a um país distante – o céu – para receber o direito de governar sobre o reino, que seria estabelecido e teria domínio sobre todas as nações, na segunda vinda de Yeshua haMaschiach!

Mas há ainda outra razão pela qual, neste tempo presente nós somos apenas herdeiros. Em I Coríntios 15:50 “E agora digo isto, irmãos; que a carne e o sangue não podem HERDAR o reino de Deus”. Nenhum ser humano pode herdá-lo. O reino de YHWH não é um reino humano. Não há seres humanos nele!

Yeshua respondeu a Nicodemos em João 3:3-8, e disse-lhe: “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.”

Nicodemos não compreendeu, e hoje em dia poucos compreendem! Yeshua continuou a dizer, que a não ser que o homem nasça do ESPIRITO, ele não pode entrar no reino de YHWH.

“O que é nascido da carne é carne” explica Yeshua, e continha dizendo “O que é nascido do Espírito é espírito”. Quando formos nascidos do Espírito, então Seremos Espírito.

Agora, voltemos à declaração de Paulo em I Coríntios 15:50-53: “E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de YHWH, nem a corrupção herdar a incorrupção. Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados; Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade”.

Receberemos o Galardão Quando Yeshua Voltar

Quando receberão Abraão e os que se tornaram seus filhos por meio do Messias, o galardão prometido? Quando será a ressurreição? A resposta é encontrada na passagem acima de I Coríntios 15:50-53 que declara que a herança será recebida ao mesmo tempo em que os crentes vivos forem transformados de mortais em imortais. E Paulo disse que seria ao soar a ultima trombeta.

Agora vamos a I Tessalonicenses 4:16-17:

 “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de YHWH; e os que morreram no Messias ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor”.

E assim a ressurreição ocorrerá na segunda vinda de Yeshua haMaschiach – quando Ele vier como Rei dos reis e Senhor dos senhores para reinar e governar sobre todas as nações da terra pela primeira vez. Quando Ele vier para estabelecer o Seu Reino, então Abraão e seus filhos em Yeshua que morreram serão ressuscitados, para a imortalidade, para herdar o reino, um governo de âmbito mundial, chefiado e governado por Yeshua, ocupando a própria terra prometida a Abraão – a terra de Israel. E este Reino composto de seres imortais, no qual carne e sangue não podem entrar, exercerá domínio (Apocalipse 5:10) sobre todas as nações da terra – que são compostas por indivíduos de carne e sangue! (Zacarias 14:16)

I Tessalonicenses 4:16-17 “Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.”

Este trecho da carta de Paulo aos Tessalonicenses, não diz, como muitos supõem, que Yeshua vem do céu até metade do caminho para encontrar-se com os “santos – eleitos” enquanto estes estão a subir para o céu. Não, Yeshua disse em João 14:3: “Se eu for…VIREI OUTRA VEZ”.

Yeshua prometeu que VIRIA DE NOVO à terra. E prometeu além disso, que quando estiver na terra, fará o que disse: “Vos receberei para mim mesmo”. Onde? Naturalmente aqui mesmo, nesta terra!

Os “santos – eleitos”, tanto mortos como vivos, ressurectos e transformados em imortais, levantar-se–ão para encontrá-Lo, quando Ele estiver de regresso à terra. Eles se encontrarão nas nuvens (os aviões voam mais alto do que as nuvens todos os dias). Contudo Zacarias 14:4 declara que os pés de Yeshua estarão sobre o Monte das Oliveiras, em Israel na Terra Prometida – e aqueles que O encontrarem na sua vinda, ficarão para sempre com Ele. Onde Ele estiver.

Como entender isto? Da forma, que sempre defendemos, analisando a Palavra como um todo e não de forma isolada. No regresso de Yeshua os escolhidos que estiverem vivos, estarão espalhados pelo mundo, e serão congregados para ir ao encontro de Yeshua quando este estiver a descer, e levá-los-á a todos até à terra de Israel.

O Galardão não é o Céu

E disse Yeshua: “Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a TERRA” (Mateus 5:5). Isto faz parte do “Sermão da Montanha”.

David foi um homem segundo o próprio coração de YHWH. David recebeu a promessa de que vai estar no reino de YHWH, a governar Israel, sob as ordens de Yeshua, quando este estiver a reinar sobre todas as nações. E no dia do Pentecostes, quando a Congregação do Caminho começou, Pedro, inspirado pelo Espírito Santo, disse: “David não subiu aos céus” (Actos 2:34).

O homem mais sábio de todos os tempos foi inspirado a escrever, como parte da divina Palavra do Altíssimo: “O justo nunca será abalado, mas os ímpios não habitarão a terra”. (Provérbios 10:30).

Creio que a maioria dos crentes tem lido esta escritura. Constitui o inquestionável “assim diz YHWH”. Não há absolutamente nenhuma escritura nas Escrituras que prometa o céu como galardão que haverão de herdar os salvos. E, no entanto, a maioria das pessoas de uma certa forma têm as mentes fechadas a estas declarações positivas e claras do Elohim Todo-Poderoso, indiferentemente aceitando como certa, e sem questionar, a ideia de ir para o céu.

 Devemos observar para quando o reino será herdado – quando os herdeiros das promessas a Abraão entrarem finalmente na posse do seu galardão, recebendo a sua herança. Isto está registado em Mateus 25:31, 34. “E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória…Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo”.

Sim, o Reino de YHWH é o lugar que foi preparado para nós, pois Yeshua mesmo disse que foi receber para Si mesmo um reino e voltar. E quando Ele voltar, como rei dos reis, e aquele reino for estabelecido, então é que fará a alegre convocação: “Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado”.

Qual é o lugar que Yeshua foi preparar?

A “cristandade” em termos gerais crê que Yeshua disse aos seus discípulos que os “cristãos” irão passar a eternidade em “mansões” no céu, quando interpretam a passagem em João 14:1-4.

Foi isto que Yeshua disse, que o nosso galardão representa uma mansão no céu? Deixemos a Bíblia interpretar-se a si própria.

O que é a casa do Pai?

“Na casa do meu Pai há muitas moradas” (João 14:2). Se não fosse verdade, disse Yeshua, Ele nos teria dito. A palavra grega mone cuja tradução é “morada”, significa, numa linguagem mais moderna, “um lugar”, “um local para estar”, “uma habitação” ou “câmara”, Assim, na casa do Pai há um número de lugares ou câmaras. Mas o que é a casa do Pai? O que declara a Bíblia ser a casa do Pai?

Quando estava no templo, Yeshua disse aos judeus que estavam a vender pombos e gado no seu átrio: “Não façais da casa do meu Pai casa de venda” (João 2:16).

Aqui está uma simples definição bíblica da casa do Pai (Hebreus 8:5). Lucas 19:46 e Isaías 56:7 também citam o que o nosso Mestre Yeshua diz relativamente ao templo: “Minha casa é uma casa de oração”. Assim o templo de Jerusalém nos dias de Yeshua era um tipo da casa do Pai no céu.

Mas, tinha o templo muitas moradas, quartos ou câmaras? Certamente!

Em Jeremias 35:2-5, lê-se o seguinte: “Vai à casa dos recabitas, e fala com eles, e leva-os à casa do Senhor, a uma das câmaras …..” No quarto versículo verificamos que as câmaras diferentes eram destinadas a pessoas de vários níveis. Hanã um homem de YHWH, tinha a sua câmara ou quarto “junto à câmara dos príncipes…. Que está sobre a câmara de Maaséias… guarda do vestíbulo”.

As várias câmaras ou “moradas” correspondiam à hierarquia das pessoas que nelas residiam. Cada sala do templo – um tipo da casa do Pai – não só se destinava a residência de cada oficial, mas também indicava a sua posição ou oficio. Seja do porteiro ou de príncipe.

Não é o céu

Em parte alguma a Bíblia cita o “céu” como a casa do Pai. A casa do pai está a ser construída no céu mas ela não está situada no céu! Nunca se diz que o céu tem “moradas”.

O antigo tabernáculo construído sob a direcção de Moisés tinha dois compartimentos, o interior, chamado de Santo dos Santos, sendo uma figura exacta do trono de YHWH que fica no próprio céu. Não tinha “moradas”.

O que é o Lugar Preparado?

Yeshua disse: “Vou preparar-vos um lugar”. Aprendemos por outras escrituras que Yeshua foi para o céu, e está à direita do Pai, onde agora actua como Sumo-sacerdote (Hebreus 9:11).

Uma parte da função do cargo de Sumo-sacerdote é a preparação dum lugar para cada um de nós, como Yeshua prometeu aos discípulos. Mas devemos  verificar: a preparação de cada lugar está a ocorrer NO céu, mas Yeshua não disse que os lugares faziam PARTE DO céu. (Uma dona de casa prepara as refeições na cozinha mas as refeições não fazem parte da cozinha). A Bíblia responde ao que está a ser preparado. Temos dois textos para isso.

O primeiro está em Mateus 25:34, onde o Mestre diz: “Vinde benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos  está preparado desde a fundação do mundo”. O outro texto está em Apocalipse 21:2: “(E eu, João) vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que de Elohim descia do CÉU, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido”.

O templo de Jerusalém  nos tempos de Yeshua era um modelo do Reino de YHWH e da cidade Nova Jerusalém. Segundo a Bíblia, os únicos lugares que estão a ser preparados são o Reino do Altíssimo, e a Nova Jerusalém. Visto que é o Reino e a Cidade Santa que são finalmente preparados para todos nós, logo o que Yeshua deve estar a preparar devem de ser as posições individuais no Reino e na nova cidade, Jerusalém.

Fica mais claro assim porque é que Yeshua haMaschiach aludiu ao TEMPLO como um exemplo do Reino de YHWH e da Nova Jerusalém. O templo tinha salas que serviam de gabinetes para os vários  residentes, mantendo postos diferentes. Da mesma forma, cada um de nós terá o seu próprio lugar pessoal, ou encargo na Cidade Santa, conforme a maneira como usamos os talentos que o Altíssimo nos deu nesta vida.

Quanto mais vencermos e executarmos nesta vida, mais honrosos serão os nosso cargos na Nova Jerusalém, e maiores serão os nossos encargos ou responsabilidades no Reino.

 A Casa do Pai Vem para a Terra

Apocalipse 21:2 é uma demonstração clara de que a Cidade Santa – a casa, ou o lar do Pai – visto que fará dela a Sua futura residência (Apocalipse 21:3 e 22:3) – é uma das coisas que Yeshua está a preparar no céu. Tanto o Pai, como o Seu Filho, vêm moldando-a, pois tudo o que o Pai faz, o Filho faz igualmente (João 5:19). E visto que a cidade terá de descer do céu totalmente preparada, é lá que estará a ser construída, tal como Yeshua disse que faria.

Atenção mais uma vez, para o facto de que a cidade vem do céu, e não que nós vamos para o céu, cf. Apocalipse 21:2.

Agora entendamos o que a Bíblia declara a respeito do Reino que está em preparação no céu, e que virá para a terra. Yeshua voltou para o céu para receber o Reino (Lucas 19:12), que com certeza está a preparar, enquanto desempenha o ofício de Sumo-sacerdote. Já que o Reino é preparado para todos nós herdarmos então, o lugar especial que Yeshua está a providenciar que deverá ser a nossa própria posição ou ocupação naquele Reino.

Lugar implica posição, ocupação, hierarquia, bem como localização geográfica. O nosso lugar ou posição no governo de YHWH dependerá do cargo que ocupamos. Yeshua ocupa o primeiro lugar, pois Ele é o Rei dos reis, colocado nessa posição pelo Eterno que o colocou sobre todas as coisas. Todos nós ocuparemos posições secundárias ou menores sob a Sua direcção.

O reino do Altíssimo é o governo do próprio YHWH, cujos membros estão para nascer d’Ele. O reino de YHWH será formado dos que serão nascidos do Pai. “Aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus” (João 3:5). Esta é a razão porque Yeshua usou o templo como um modelo físico da família espiritual ou Reino de YHWH.

Fica assim evidente porque é que os nossos lugares ou posições no governo de YHWH têm de ser preparados no céu por Yeshua. Nós não podíamos receber o Espírito Santo, o único meio pelo qual podemos entrar no Reino, antes que Yeshua subisse ao céu (João 16:7). O Mestre prepara os nossos lugares ou posições no Reino, por ser o nosso Sumo-sacerdote, que intercede por nós, e por nos dar o Espírito do Pai.

Yeshua, como nosso Sumo-sacerdote, tem estado a chamar, justificando e aperfeiçoando cada um de nós para o Seu Reino de forma que, quando este for estabelecido na terra, cada posição ou lugar esteja em condições de ser preenchido por cada um de nós de acordo com as responsabilidades que nos caibam. Se não fosse Sumo-sacerdote no céu, o Reino não estaria a ser preparado, e não haveria ninguém capacitado para ocupar tais cargos de responsabilidade.

 “ Virei outra vez”

Embora Yeshua tivesse que ir para o céu, Ele disse: “Se eu for, e vos preparar lugar, VIREI OUTRA VEZ e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também”. (João 14:3). Aqui está a promessa do Mestre que Ele virá outra vez! Neste versículo não há qualquer vislumbre de que nós vamos para o céu, porém exactamente o oposto. Yeshua voltará para a terra.

Ele retornará do céu nas nuvens, onde nós vamos encontrá-lo (I Tess. 4:15-17). De lá descerá connosco (Judas 14) para o Monte das Oliveiras, a fim de salvar a Jerusalém e estabelecer o Seu Reino (Zacarias 14:1-11). E nessa ocasião nos atribuirá os lugares ou posições que teremos no reino, segundo quão bem tenhamos executado com o que nos haja sido confiado (Daniel 7:27).

Daniel 7:27: “E o reino, e o domínio, e a majestade dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo; o seu reino será um reino eterno, e todos os domínios o servirão, e lhe obedecerão.”

Não existe nenhuma indicação na Bíblia de que Ele voltará para o céu, pois vem estabelecer o Reino sobre a terra! E uma vez que herdaremos o Reino, nós também estaremos na terra. Não no céu.

Afinal de contas, os eleitos (os santos, quer sejam, judeus ou gentios “A NAÇÂO ELEITA – ISRAEL (Romanos 11)”, que abracem a fé em Yeshua, como o Messias Salvador) não vão para o céu. Vamos sim, permanecer aqui na terra, em cumprimento total da Lei Espiritual, anunciada desde a fundação do mundo, “para que Onde Eu estiver estejais vós também”.

Governaremos com Yeshua na terra sobre as nações durante MIL ANOS (Apocalipse 5:9-10 e 20:4). E depois disso, a Nova Jerusalém descerá do céu para a nova terra. Até o próprio Pai habitará entre nós aqui, na nova terra, onde viveremos e reinaremos para sempre (Apocalipse 22:3-5).

Assim não é de admirar que Yeshua diga que os MANSOS herdarão a terra. (Mateus 5:5).

Grande é o nosso Galardão no Céu

O que Yeshua quis dizer quando falou aos Seus discípulos: “Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus”? (Mateus 5:12). E porque, em alguns versículos anteriores Ele disse: “ Bem-aventurados os mansos porque eles herdarão a terra”? (vs 5).

Será que alguns dos salvos  – “os perseguidos” (vs 11-12) – irão par o céu receber o seu galardão, enquanto que os  outros – “os mansos” – herdarão a terra? Será que Yeshua, depois de fazer a primeira declaração, contradiz-se nesta última?

O apóstolo Pedro foi inspirado a escrever: I Pedro 1:3-4 “Bendito seja o Elohim e Pai de nosso Senhor Yeshua haMashiach que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Yeshua haMashiach dentre os mortos. Para uma herança incorruptível, incontaminável, e que não se pode murchar, guardada nos céus para vós.”

Observe-se bem! O galardão dos salvos (a herança dos verdadeiros crentes) está reservada nos  céus. É lá onde está guardado neste tempo presente.

Mas irão os crentes ao céu para receber o seu galardão? Yeshua deu a resposta no livro do Apocalipse: “E eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra” (Apocalipse 22:12). Quando Yeshua voltar do céu trará com Ele o Galardão dos Salvos.

Mais uma vez ver Daniel 7:27 (A Bíblia explica-se a si própria, e nada do que contém, está por acaso – salvo os equívocos nas traduções). Yeshua não disse que os crentes (os eleitos) receberiam o seu galardão no céu. Antes, o galardão  – a autoridade, que é o exercício do poder no Reino de YHWH – está a ser temporariamente reservada no céu porque é lá onde Yeshua está.

Mas o galardão será trazido para a terra, onde Yeshua recompensará os Seus santos, no Reino de YHWH, com posições de regência e de autoridade sobre as nações.

Porque é que Paulo desejava partir com Yeshua?

Por que é que Paulo disse aos filipenses: “…tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor. Mas julgo mais necessário, por amor de vós, ficar na carne”. (Filipenses 1:23, 24).

Uma vez que Paulo iria à sepultura ao morrer, porque é que disse ele que estaria com Yeshua? Paulo não disse onde e quando estaria com Yeshua. Pois não mencionou a palavra céu, nem disse que estaria com o Mestre imediatamente. Então porquê a pressa para  partir?

Para se compreender o que está dito aqui, deve-se recorrer a outra escritura onde nos relata Paulo pronto para partir: Em II Timóteo 4:6-9 Paulo escreveu: “Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda”.

Neste versículo, Paulo explica o que quis dizer estar em Yeshua. Ele não recebe o galardão imediatamente com a morte. Mas que há à sua disposição uma coroa de justiça que Yeshua lhe dará naquele dia. Que dia? No aparecimento de Yeshua haMaschiach – na Sua segunda vinda! Em Isaías 40:10 vemos a indicação desse mesmo dia: “Eis que o Senhor virá… eis que o meu galardão vem com ele…” Ver também Apocalipse 22:12.

Paulo também escreveu a célebre passagem de I Tessanobicenses 4:16-17. Será a hora em que os mortos “que dormem no pó da terra ressuscitarão” (Daniel 12:2). Os mortos não têm estado com o Salvador estes milhares de anos; mas aguardam a hora quando se levantarão do pó da terra para encontrarem Yeshua haMaschiach nos ares.

Este será o momento em que, de acordo com I Coríntios 15:52, os mortos serão levantados incorruptíveis pelo poder do Espírito de YHWH. Esta será a Primeira Ressurreição (Apocalipse 20:4-6).

Agora a declaração enigmática de Paulo em Filipos fica mais clara. Ele estava disposto a permanecer vivo por causa dos filipenses que necessitavam dele como mestre e apóstolo, muito embora ele, às vezes, desejasse pessoalmente, pela morte, ficar livre das tribulações, para aguardar a ressurreição e estar com Yeshua.

“Morrer é ganho” (Filipenses 1:21). Não há conhecimento do percurso do tempo (Eclesiastes 9:5, 6, 10; Salmos 146:4). O momento imediato será o da ressurreição.

Paulo no Céu?

Quando o texto de II Coríntios 12:1-7 é examinado com profundidade, é evidente que a pessoa que foi levada numa visão ao “terceiro céu” foi o próprio apostolo Paulo.

No capítulo 11 de II Coríntios, Paulo explica os sofrimentos físicos e as perseguições por que passou. No capítulo 12, entretanto começa a relatar algumas das experiências espirituais. Observa-se que nos primeiros sete versículos ele refere-se a si mesmo catorze vezes. No primeiro versículo ele diz: “…passarei às visões e revelações do Senhor”. Está claro em II Coríntios 12:7 onde Paulo disse: “para que me não exaltasse pelas excelências das revelações foi-me dado um espinho na carne”.

Paulo começa a contar acerca da sua visão no versículo 2, dizendo “conheço um homem no Messias há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei: YHWH o sabe) foi arrebatado até ao terceiro céu”.

Paulo estava a falar acerca dele mesmo: ele “foi arrebatado até ao terceiro céu” –  em visão. Este “terceiro céu” é onde está o trono de YHWH. A visão foi clara e realística que não pôde, na ocasião, dizer que foi levado corporalmente ao céu, ou se teve meramente uma percepção mental. Mas a Palavra de YHWH dá a resposta! “Ninguém subiu ao céu, senão aquele que de lá desceu, a saber, o Filho do homem” (João 3:13).

Mas qual foi a razão que levou Paulo a falar em ver o terceiro céu, usando, de forma indirecta, a expressão “conheço um homem”? Ele mesmo dá a resposta em II Coríntios 12:6: “Porque, se quiser gloriar-me, não serei néscio, porque direi a verdade; mas deixo isto, para que ninguém cuide de mim mais do que em mim vê ou de mim ouve”. Paulo simplesmente não quis que os outros pensassem que ele era um iluminado ou mais elevado espiritualmente que outros.. Falou indirectamente, usando a frase “conheço um homem”, para enfatizar essa intenção.

O ladrão na cruz entrou imediatamente no Paraíso?

Lucas 23:43 “E disse-lhe Yeshua: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso”. Se pudermos provar para onde Yeshua foi quando morreu, então poderemos provar ou não se o malfeitor realmente foi para o Paraíso naquele dia.

Em I Coríntios 15:3-4, Pauto reitera: “porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que o Messias morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras”. Falava aos crentes no Caminho.

É de realçar que Yeshua foi sepultado – não diz que o corpo de Yeshua foi enterrado, e que a alma foi para o Paraíso. Aqui lê-se que Ele – o próprio Yeshua – foi sepultado. Ele ficou morto durante três dias. Ele Morreu pelos nossos pecados e, depois, voltou à vida. Ressurgindo de entre os mortos.

Yeshua Esteve no Inferno!

Em João temos uma prova adicional de onde Yeshua esteve. “ E havia um horto naquele lugar onde fora crucificado, e no horto um sepulcro novo, em que ninguém havia sido posto. Ali” – no túmulo – no sepulcro – “puseram Yeshua” (João 19:41-42). Foi Yeshua quem foi colocado no túmulo, não meramente o Seu corpo. Yeshua estava morto!

Ainda para melhor clareza, vamos ler em Actos 2:31, texto no qual Pedro, referindo-se a Yeshua, cita o profeta David: “… prevendo isto, referiu-se à ressurreição do Messias: que a sua alma não foi deixada no HADES, nem a sua carne viu a corrupção”.

Este versículo, na tradução de João Ferreira de Almeida, prova que Yeshua não esteve no Paraíso, mas no Hades (das palavras Hades e Sheol, ambas com mesmo significado, as palavras originais do hebraico Sheol e do grego Hades). A palavra hades deveria ser traduzida como “sepultura”,  palavra de origem grega, com este significado, e não um inferno ardente e abrasador, a que a Bíblia se refere com outra palavra “tártaro”.

“Inferno”, ou “sepultura” não é Paraíso. E desde que Yeshua não entrou no Paraíso naquele dia – no dia da Sua crucificação – então, nem tão pouco poderia ter entrado o malfeitor. Yeshua tem a “preeminência” em todas as coisas como se lê em Colonossenses 1:18. Portanto, o malfeitor arrependido não poderia ter precedido a Yeshua no Paraíso. Em qualquer tempo em que o malfeitor arrependido entrar no Paraíso, Yeshua estará lá! Ele disse: “estarás comigo no Paraíso”.

Quando é que Yeshua pregou aos espírito em Prisão?

Alguns aproveitam-se de 1 Pedro 3:19-20, admitindo como uma prova de que Yeshua estava “vivo” quando Ele se achava morto – que Ele pregou aos espíritos em prisão durante os três dias e as três noites nas quais esteve na sepultura adormecido na morte!

Mas estes versículos na carta de Pedro dizem outra coisa: os espíritos malignos que seguiram a satanás estão em cadeias de escuridão, aprisionados como resultado do erro que cometeram (Judas 6). Quando é que foi que Yeshua pregou aos espíritos na prisão? Leia-se: “quando a longanimidade de Deus esperava NOS Dias de Noé, enquanto se preparava a arca… (I Pedro 3:19-20) ”. Foi quando Yeshua pregou aos espíritos ou anjos maus – nos dias de Noé, não durante o tempo em que esteve morto na sepultura.

Uma vez que já localizámos onde é que Yeshua esteve quando Ele morreu, agora precisamos de localizar o Paraíso. Em II Coríntios 12:1-5, conforme acima. Paulo falava de alguém que ele conhecia que teve visões e revelações maravilhosas. Numa visão ele foi “arrebatado até ao terceiro céu” – ao trono de YHWH! “ Foi arrebatado ao paraíso; e ouviu palavras inefáveis, de que ao homem não é lícito falar.” Então o Paraíso está localizado diante do trono de YHWH.

Com que se Parece o Paraíso?

Examina-se em Apocalipse 2:7: “Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de YHWH”. Observa-se que a árvore da vida está no Paraíso de YHWH. Agora em Apocalipse 22:1-2: Estes dois versículos estão a referir-se à “Santa Cidade, à nova Jerusalém que descia do céu” (Apocalipse 21:2).

Nessa cidade, que é também um tipo da Noiva encontramos “o rio puro da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de YHWH e do Cordeiro. No meio da sua praça, e de outra banda do rio estava a arvore da vida …” (Apocalipse 22:1-2). A nova Jerusalém contém a árvore da vida. Na nova Jerusalém está o Paraíso de YHWH.

Jesus disse que o ladrão arrependido estaria com Ele nesse Paraíso! A nova Jerusalém ainda não está terminada. Nela Yeshua ainda está a preparar um lugar para nós (João 14:2).

E só após o MILÉNIO é que ela estará completamente pronta (Apocalipse 20:1-5), quando descerá para a terra – tempo esse, em que entrará o ladrão no Paraíso!

Então o é que Yeshua quis dizer ao falar: “Hoje estarás comigo no Paraíso?”. Por vezes à quem deduza que o nosso Mestre prometeu ao ladrão que estaria no Paraíso naquele mesmo dia, junto com Yeshua. Nada poderia estar mais longe da verdade.

É bom lembrar que o ladrão tinha pedido antes: “Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino” (Lucas 23:42). Está assim bem evidente que Yeshua ainda não entrou no Seu Reino (Lucas 11:2; 19:11; I Coríntios 11:26; I Tessalonicenses 4:13-17; I Coríntios. 15:23, 49-52).

Deve-se acrescentar que a pontuação correcta ajuda a explicar a passagem de Lucas 23:43. A maioria das traduções são pontuadas de modo incorrecto, a fim de fazer parecer que Yeshua estaria no Paraíso naquele dia (traduções tributárias das Sociedades Bíblicas e católicas). Mas a Bíblia prova que Yeshua não esteve no Paraíso nesse dia. A virgula colocada antes da palavra “hoje” poderá estar incorrecta. E o texto poderia ser pontuado desta forma “… te digo hoje, estarás comigo no paraíso”.

Abra-se a Bíblia neste tão controverso versículo. Observemos a pontuação. E devemo-nos lembrar de que a pontuação não foi usada no grego quando Lucas escreveu o texto. Ela foi acrescentada no grego e em outros idiomas séculos depois. A pontuação neste versículo, foi acrescentada por homens sem a inspiração. Aqui está exactamente, palavra por palavra, a ordem no “original” grego inspirado (há os que defendem que o original é o hebraico):

“Em verdade te digo hoje: ‘Estarás comigo no Paraíso’”.

Ao usar a palavra “hoje”, Yeshua enfatizava o tempo  da Sua promessa – e não o tempo que Ele estaria no Paraíso.

Outra explicação que consideramos ser bastante lógica, é aquela que já enfatizámos há pouco. Como os mortos nada sabem, ou seja, como não há conhecimento do percurso do tempo (Eclesiastes 9:5, 6, 10; Salmos 146:4), o momento “imediato” após a morte do ladrão arrependido, será o da ressurreição. Ou seja, quando ele voltar a acordar (entenda-se, ressurreição), será para ele, (ainda que de forma aparente) o momento que se seguiu de imediato à sua morte.

Logo o “hoje” de Lucas 23:43 encaixa no contexto, quando as coisas são analisadas desta forma. Da mesma forma que quando adormecemos, não temos qualquer tipo de noção do tempo, até acordarmos novamente, e isso é mais evidente quando nos encontramos bastante cansados, porque nessas ocasiões, o tempo de sono passa a “correr”, parecendo quando acordamos que só adormecemos há um segundo atrás.

“O hoje estarás comigo no paraíso”, é uma frase profética de algo que irá acontecer aquando da ressurreição dos justos. Sabemos que nenhuma profecia é de particular interpretação (2ª Pedro 1:20), e quando a Palavra nos mostra em diversos textos, que todos aqueles que morreram desde Adão, continuam mortos a aguardar ressurreição, então não faz qualquer tipo de sentido pegarmos num único texto para tentar justificar uma doutrina que não está de acordo com aquilo que a Palavra nos ensina como um todo (Actos 17:11; 1 Tessalonicenses 5:21)

O malfeitor arrependido, crucificado com Yeshua, está morto ainda e enterrado. Yeshua é o único primogénito dentre os mortos (Romanos 8:29; Actos 26:3; I Coríntios 15:23). Mas aproxima-se o tempo, em que esse homem será ressuscitado também e, certamente, entrará no Paraíso de YHWH, que será instituído nesta TERRA, após esta ser purificada.

“O justo nunca jamais será abalado, mas os perversos não habitarão a terra.”

Provérbios 10:30

Shalom.

http://emunah-fe-dos-santos.weebly.com/o-galardatildeo-dos-salvos.html

Tags: