Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
O JOVEM CRISTÃO E AUTODISCIPLINA

O JOVEM CRISTÃO E AUTODISCIPLINA

Pr. Elinaldo Renovato de Lima

O verdadeiro cristão deve ser uma pessoa disciplinada, no jenuíno sentido do termo. No meio eclesiástico a visão do que é disciplina tem sido distorcida, a ponto de se entender que uma pessoa disciplinada é alguém que cometeu algum pecado ou erro, e que necessita de punição. Na verdade, porém, uma pessoa disciplinada é uma pessoa correta, que obedece a princípios e normas, de modo consciente. O universitário cristão precisa ser, antes de tudo, autodisciplinado, para que dê bom testemunho em qualquer lugar, ocasião ou situação, visto que a universidade é ambiente relativista, liberalista e materialista, dominado por filosofias humanas que se opõem à revelação bíblica.

1. CONCEITOS

1.1. DISCIPLINA

0 termo disciplina vem do latim, disciplina, e tem o sentido de “instrução”, ‘treinamento”, “disciplina” propriamente dita. A palavra pode indicar um modus vivendi, de acordo com a observância de normas, conduta, requisitos; pode indicar tipos de vida ascética, mortificação; a vida monástica, na Idade Média, exigia um tipo de disciplina que usava açoites para disciplinar a carne, a vontade; tem o sentido de punição aos que deixam de cumprir certas normas; na vida militar, indica o preparo do indivíduo para a execução correta das atividades da caserna; no meio acadêmico, disciplina eqüivale a uma matéria a ser estudada.

1.2. AUTODISCIPLINA

Indica a disciplina aplicada ao indivíduo por ele próprio, de modo consciente e voluntário, com a finalidade de atender a determina padrão de conduta, aceito como válido. No presente trabalho, aceitamos o conceito de autodisciplina como a disposição pessoal do jovem universitário de viver os princípios cristãos, como “sal da terra” e “luz do mundo”, de modo consciente e voluntário, sem que haja a necessidade da interferência de terceiros. É a obediência à Palavra de Deus em qualquer lugar ou situação, principalmente no meio acadêmico.

2. FUNDAMENTAÇÃO BÍBLICA

2.1. NO ANTIGO TESTAMENTO

No AT, a disciplina era vista como meio de correção ou de instrução. A palavra musar, no hebraico, em correlação com moser, significa “laços” ou “algemas”. A lei mosaica era parte integrante da “disciplina do Senhor” (Dt 11.2). O sistema de punições no AT visava o cumprimento dos mandamentos de Deus (ver Dt 4.36; Ex 20.20). O homem ímpio não valorizava a disciplina (Sl 50. 16,17); enquanto o filho fiel não rejeita a repreensão (disciplina) do Senhor (Pv 3.11). O que ama a correção (disciplina) ama o conhecimento (Pv 12.1). A disciplina tem por base o amor de Deus (Pv 3.12).

2.2. NO NOVO TESTAMENTO

No NT, o sentido de disciplina é mais positivo, pois está mais associado á instrução, ao ensino, mas também à punição. No grego, a palavra disciplina épaidia, que está ligada ao treinamento e instrução de crianças, e também à correção para que se imponha uma conduta correta. A palavra paideo significa educar, instruir, disciplinar ou punir de alguma maneira. Em Hb 12.6-11, vemos que Deus corrige (disciplina) aquele a quem ama, indicando que por trás da disciplina está o amor de Deus, dirigindo a pessoa para o bem, para a salvação (Ap 3.19).

3. A AUTODISCIPLINA DO JOVEM CRISTÃO

Com base no que vimos acima, a disciplina deve ser entendida no sentido positivo. Uma pessoa disciplinada deve ser vista como uma pessoa bem instruída, educada, treinada, tendo em vista os propósitos da vida cristã. A autodisciplina deve ser exercida dentro de uma visão positiva da vida cristã e não como um mero cumprimento de normas sem sentido e sem razão. O universitário cristão vive todo o tempo, na academia, a ter sua fé e conduta desafiados pelos conceitos materialistas. Precisa adotar por si próprio uma disciplina que fortaleça o seu testemunho no meio universitário, entre colegas e professores.

O JUGO NA MOCIDADE

A Bíblia diz: “Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade; assentar-se solitário, e ficar em silêncio; porquanto Deus o pós sobre ele” (Lm 3.27,28). Nesse texto, podemos ver:

1) O jugo na mocidade: suportar o jugo, no contexto, significa suportar a disciplina do Senhor, em obediência a seus mandamentos, mesmo que venha sofrer (Lm 3.30); sofrer tristeza (v. 32); e passar por outros problemas.

2) Assentar-se solitário e ficar em silêncio: não é fácil para o jovem ficar em silêncio. Isso fala de meditação, de conscientização diante de Deus.

3) Deus pôs o jogo sobre o homem: o jugo é sinônimo de canga , usada para restringir os movimentos dos animais, para que eles não “furem a cerca” e vão para o terreno dos estranhos; o jugo ou disciplina de Deus tem a finalidade de preservar a vida do homem, livrando-o do pecado. Jesus disse: “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim que sou mando e humilde de coração; e encontrareis descanso para vossas almas” (Mt 11.29). Se o jovem universitário, conscientemente, adota o ‘jugo” de Deus e de Cristo, está exercendo a autodisciplina no sentido de ser fiel ao Senhor, dando o verdadeiro testemunho cristão.

4. EXEMPLOS DE JOVENS QUE SOUBERAM EXERCER A AUTODISCIPLINA

1) JOSÉ (Gn 39.7-9).

Ele manteve a autodisciplina ante a sedução do pecado sexual. No meio universitário, há campo largo para o pecado nessa área; é necessário vigilância e oração (Mt 26.41); é preciso considerar o corpo templo de Deus (1 Co 6.19,20); fugir dos desejos da mocidade (2 Tm 2.22);

2) DANIEL E SEUS 3 COMPANHEIROS (Dn 1.3-5, 8,9). Não se contaminaram com o “manjar do rei”; Dn 3.15-17). Foram lançados no fogo, mas não se encurvaram diante da estátua de Nabucodonosor. Tinham autodisciplina.

3) TIMÓTEO

O jovem discípulo de Paulo, foi instruído a ter autodisciplina (2 Tm 3.10-17);

5. UMA SUGESTÃO PARA A AUTODISCIPLINA NA UNIVERSIDADE:

– Orar antes de ir para as aulas (Mt 26.41);

– ler a Bíblia diariamente (Si 1.2; 119.97);

– não se ocultar como crente (Mt 5.14,16);

– não se irritar quando for criticado;

-ser ótimo aluno;

-pesquisar e ler bons livros e revistas para saber responder aos críticos da fé (1 Pe 3.15).

CONCLUSÃO

O mundo atual tem várias características bem definidas, que o distinguem do que foi nos tempos passados. Uma delas é a indisciplina, principalmente no meio da juventude em geral. Embora não seja característica do jovem, ele assimila a indisciplina como um modo de viver, para se expressar. Exemplo disso é a música jovem, caracterizada pela falta de ordem, principalmente no Rock, na lambada, no reggae, etc.

O jovem cristão precisa ser exemplo de autodisciplina nesse mundo escorregadio da indisciplina. Hoje, garotas e meninos de 12 anos já se prostituem, já fumam maconha , cocaína, e isso em escolas e ambientes das chamadas classes média e alta. É a indisciplina moral e falta de valores espirituais.

O jovem cristão precisa enfrentar de pé a onda de falta de Deus, de moralidade e seriedade, como o fizeram José, Daniel, Sadraque, Mesaque, Abdênego, Ester, Débora, Eunice, Loide, Maria e tantos outros.

Reprodução autorizada do site www.assembleiadedeus-rn.org.br/familia/port/index.htm

Tags: O JOVEM CRISTÃO E AUTODISCIPLINA

O JOVEM CRISTÃO E AUTODISCIPLINA

O verdadeiro cristão deve ser uma pessoa disciplinada, no jenuíno sentido do termo. No meio eclesiástico a visão do que é disciplina tem sido distorcida, a ponto de se entender que uma pessoa disciplinada é alguém que cometeu algum pecado ou erro, e que necessita de punição. Na verdade, porém, uma pessoa disciplinada é uma pessoa correta, que obedece a princípios e normas, de modo consciente. O universitário cristão precisa ser, antes de tudo, autodisciplinado, para que dê bom testemunho em qualquer lugar, ocasião ou situação, visto que a universidade é ambiente relativista, liberalista e materialista, dominado por filosofias humanas que se opõem à revelação bíblica.

1. CONCEITOS

1.1. DISCIPLINA

0 termo disciplina vem do latim, disciplina, e tem o sentido de “instrução”, ‘treinamento”, “disciplina” propriamente dita. A palavra pode indicar um modus vivendi, de acordo com a observância de normas, conduta, requisitos; pode indicar tipos de vida ascética, mortificação; a vida monástica, na Idade Média, exigia um tipo de disciplina que usava açoites para disciplinar a carne, a vontade; tem o sentido de punição aos que deixam de cumprir certas normas; na vida militar, indica o preparo do indivíduo para a execução correta das atividades da caserna; no meio acadêmico, disciplina eqüivale a uma matéria a ser estudada.

1.2. AUTODISCIPLINA

Indica a disciplina aplicada ao indivíduo por ele próprio, de modo consciente e voluntário, com a finalidade de atender a determina padrão de conduta, aceito como válido. No presente trabalho, aceitamos o conceito de autodisciplina como a disposição pessoal do jovem universitário de viver os princípios cristãos, como “sal da terra” e “luz do mundo”, de modo consciente e voluntário, sem que haja a necessidade da interferência de terceiros. É a obediência à Palavra de Deus em qualquer lugar ou situação, principalmente no meio acadêmico.

2. FUNDAMENTAÇÃO BÍBLICA

2.1. NO ANTIGO TESTAMENTO

No AT, a disciplina era vista como meio de correção ou de instrução. A palavra musar, no hebraico, em correlação com moser, significa “laços” ou “algemas”. A lei mosaica era parte integrante da “disciplina do Senhor” (Dt 11.2). O sistema de punições no AT visava o cumprimento dos mandamentos de Deus (ver Dt 4.36; Ex 20.20). O homem ímpio não valorizava a disciplina (Sl 50. 16,17); enquanto o filho fiel não rejeita a repreensão (disciplina) do Senhor (Pv 3.11). O que ama a correção (disciplina) ama o conhecimento (Pv 12.1). A disciplina tem por base o amor de Deus (Pv 3.12).

2.2. NO NOVO TESTAMENTO

No NT, o sentido de disciplina é mais positivo, pois está mais associado á instrução, ao ensino, mas também à punição. No grego, a palavra disciplina épaidia, que está ligada ao treinamento e instrução de crianças, e também à correção para que se imponha uma conduta correta. A palavra paideo significa educar, instruir, disciplinar ou punir de alguma maneira. Em Hb 12.6-11, vemos que Deus corrige (disciplina) aquele a quem ama, indicando que por trás da disciplina está o amor de Deus, dirigindo a pessoa para o bem, para a salvação (Ap 3.19).

3. A AUTODISCIPLINA DO JOVEM CRISTÃO

Com base no que vimos acima, a disciplina deve ser entendida no sentido positivo. Uma pessoa disciplinada deve ser vista como uma pessoa bem instruída, educada, treinada, tendo em vista os propósitos da vida cristã. A autodisciplina deve ser exercida dentro de uma visão positiva da vida cristã e não como um mero cumprimento de normas sem sentido e sem razão. O universitário cristão vive todo o tempo, na academia, a ter sua fé e conduta desafiados pelos conceitos materialistas. Precisa adotar por si próprio uma disciplina que fortaleça o seu testemunho no meio universitário, entre colegas e professores.

O JUGO NA MOCIDADE

A Bíblia diz: “Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade; assentar-se solitário, e ficar em silêncio; porquanto Deus o pós sobre ele” (Lm 3.27,28). Nesse texto, podemos ver:

1) O jugo na mocidade: suportar o jugo, no contexto, significa suportar a disciplina do Senhor, em obediência a seus mandamentos, mesmo que venha sofrer (Lm 3.30); sofrer tristeza (v. 32); e passar por outros problemas.

2) Assentar-se solitário e ficar em silêncio: não é fácil para o jovem ficar em silêncio. Isso fala de meditação, de conscientização diante de Deus.

3) Deus pôs o jogo sobre o homem: o jugo é sinônimo de canga , usada para restringir os movimentos dos animais, para que eles não “furem a cerca” e vão para o terreno dos estranhos; o jugo ou disciplina de Deus tem a finalidade de preservar a vida do homem, livrando-o do pecado. Jesus disse: “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim que sou mando e humilde de coração; e encontrareis descanso para vossas almas” (Mt 11.29). Se o jovem universitário, conscientemente, adota o ‘jugo” de Deus e de Cristo, está exercendo a autodisciplina no sentido de ser fiel ao Senhor, dando o verdadeiro testemunho cristão.

4. EXEMPLOS DE JOVENS QUE SOUBERAM EXERCER A AUTODISCIPLINA

1) JOSÉ (Gn 39.7-9).

Ele manteve a autodisciplina ante a sedução do pecado sexual. No meio universitário, há campo largo para o pecado nessa área; é necessário vigilância e oração (Mt 26.41); é preciso considerar o corpo templo de Deus (1 Co 6.19,20); fugir dos desejos da mocidade (2 Tm 2.22);

2) DANIEL E SEUS 3 COMPANHEIROS (Dn 1.3-5, 8,9). Não se contaminaram com o “manjar do rei”; Dn 3.15-17). Foram lançados no fogo, mas não se encurvaram diante da estátua de Nabucodonosor. Tinham autodisciplina.

3) TIMÓTEO

O jovem discípulo de Paulo, foi instruído a ter autodisciplina (2 Tm 3.10-17);

5. UMA SUGESTÃO PARA A AUTODISCIPLINA NA UNIVERSIDADE:

– Orar antes de ir para as aulas (Mt 26.41);

– ler a Bíblia diariamente (Si 1.2; 119.97);

– não se ocultar como crente (Mt 5.14,16);

– não se irritar quando for criticado;

-ser ótimo aluno;

-pesquisar e ler bons livros e revistas para saber responder aos críticos da fé (1 Pe 3.15).

CONCLUSÃO

O mundo atual tem várias características bem definidas, que o distinguem do que foi nos tempos passados. Uma delas é a indisciplina, principalmente no meio da juventude em geral. Embora não seja característica do jovem, ele assimila a indisciplina como um modo de viver, para se expressar. Exemplo disso é a música jovem, caracterizada pela falta de ordem, principalmente no Rock, na lambada, no reggae, etc.

O jovem cristão precisa ser exemplo de autodisciplina nesse mundo escorregadio da indisciplina. Hoje, garotas e meninos de 12 anos já se prostituem, já fumam maconha , cocaína, e isso em escolas e ambientes das chamadas classes média e alta. É a indisciplina moral e falta de valores espirituais.

O jovem cristão precisa enfrentar de pé a onda de falta de Deus, de moralidade e seriedade, como o fizeram José, Daniel, Sadraque, Mesaque, Abdênego, Ester, Débora, Eunice, Loide, Maria e tantos outros.

Tags: