Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
O que Deus nos promete? Vida Eterna – O Reino de Deus (Ou seu Governo)

O que Deus nos promete?

 Vida Eterna – O Reino de Deus (Ou seu Governo)

    A vida eterna é uma das promessas de Deus aos crentes, àqueles que conhecem Deus e perseveram em se superar. Como vimos nas páginas anteriores, Jesus disse: “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste” (João 17:3).

    Há muitos outros versículos sobre a promessa de vida eterna. João 3:16 e Romanos 6:23 são geralmente citados:

  1. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

  2. Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.  

    Quando receberemos a vida eterna e como a receberemos? Há, certamente, muita confusão e desentendimento a respeito disso. Alguns acreditam que se forem julgados dignos, irão para o céu para sempre, assim que morrerem. Outros acreditam que a vida eterna é apenas um conceito ou idéia, que não é para ser levada a sério. Nenhuma dessas idéias está correta. Felizmente, um breve estudos das escrituras pode fornecer respostas a essas perguntas.

    O apóstolo Paulo escreveu para a antiga igreja de Tessalônica sobre a vida após a morte, explicando-lhes que os mortos ou “os que dormem” não estavam perdidos e sim que seriam ressuscitados para a vida eterna, em um tempo no futuro. Aqui está 1Tessalonicenses 4:13-17:

Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais como os outros que não têm esperança. 14. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, assim também aos que dormem, Deus, mediante Jesus, os tornará a trazer juntamente com ele. 15. Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os queficarmos vivos para a vinda do Senhor, de modo algum precederemos [precede ou toma o lugar de] os que já dormem. 16. Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, àvoz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. 17. Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.

    De imediato, muitas coisas foram explicadas:

  1. Os crentes não recebem a vida eterna até algum tempo no futuro, com “a vinda do Senhor“,quando “o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus“. Nessa hora “os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro“. Então, até “a vinda do Senhor” os mortos permanecerão mortos em suas sepulturas. Até essa hora, nenhum terá sido ressuscitado para a vida eterna. Ninguém terá “morrido e ido para o céu”! (Há três exceções: Jesus, e as duas testemunhas do Apocalipse 11:12.)

  2. Depois dos mortos serem ressuscitados, os crentes, “os que ficarem vivos“, juntar-se-ão a eles para o “encontro do Senhor nos ares“.

  3. Note que nada foi dito sobre ir para o céu. Foi apenas declarado que os crentes iriampara o “encontro do Senhor nos arese iriam estar para sempre com o Senhor“. Sim, há versículos, como Mateus 5:12, que dizem “Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus“. Mas é errado concluir que qualquer um irá para o céu para receber sua recompensa. Jesus prometeu trazer a recompensa com Ele no Seu retorno dos céus para a Terra: “Eis que cedo venho e está comigo a minha recompensa, para retribuir a cada um segundo a sua obra” (Apocalipse 22:12).

    Algumas perguntas foram respondidas, mas outras surgiram. Como e quando será “a vinda do Senhor“? O que acontece depois que os crentes “encontram o Senhor nos ares“? São os ressuscitados ainda humanos mortais de carne e osso, mas com a vida eterna? São os vivos, os que ficarem ainda mortais, mas com vida eterna? E o que é a “trombeta de Deus“? Há respostas claras para todas essas perguntas. Algumas delas são abordadas na epístola de Paulo aos Coríntios. 1 Coríntios 15:50-53:

Mas digo isto, irmãos, que carne e sangue não podem herdar o reino de Deus; nem a corrupção herda a incorrupção. 51. Eis aqui vos digo um mistério: Nem todos dormiremos mastodos seremos transformados, 52. num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados. 53. Porque é necessário que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade.

    Aqui Paulo mostra que ao soar a “última trombeta” os mortos em Cristo serão elevados à vida imortal e incorruptível. Os crentes que não estão mortos ou “adormecidos” serão instantaneamente transformados de mortais a imortais. Essa transformação de “carne e sangue” para “incorrupção” seria necessária para serem capazes de “herdar o Reino de Deus“. Em breve, mais será dito sobre o Reino de Deus e o soar da trombeta. 

    Paulo comparou o mortal com o imortal em 1 Coríntios 15:42-44; podemos então ver que aos crentes ressuscitados será dado um corpo espiritual, e não um mortal:

Assim é também a ressureição do morto. Ele [o corpo mortal] é semeado [vai para a sepultura] em corrupção; é ressucitado em incorrupção: 43. Semeia-se em ignomínia, é ressuscitado em glória. Semeia-se em fraqueza, é ressuscitado em poder. 44. Semeia-se corpo animal, é ressuscitado corpo espiritual. Se há corpo animal, há também corpo espiritual.

 Jesus também falou sobre o mortal e o espiritual. Ele explicou, assim como Paulo, que para entrar no Reino de Deus, é necessário “nascer novamente” do espírito. Ele continuou mostrando que aqueles que “nascem do espírito” são invisíveis, como o vento:

Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. 6. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. 7. Não te admires de eu te haver dito: Necessário vos é nascer de novo. 8. O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz; mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito. (João 3:5-8)

    Em Mateus, capítulo 22, fizeram a Jesus uma pergunta intrigante sobre o casamento e os mortos ressuscitados. Em Sua resposta, Jesus mostrou que os ressuscitados seriam, na verdade, parecidos com anjos, que são seres espirituais:

  1. Jesus, porém, lhes respondeu: Errais, não compreendendo as Escrituras nem o poder de Deus; 30.pois na ressurreição nem se casam nem se dão em casamento; mas serão como os anjos no céu.

    Vimos que quando ressucitado ao soar da “última trombeta“, na “vinda do Senhor“, tanto os crentes mortos quanto os viventes receberão corpos imortais, espirituais, parecidos com os dos anjos, podendo então “herdar o Reino de Deus” e estar para “sempre com o Senhor“.

    Note que um outro tipo de ressurreição é possível: da morte para a vida física, mortal. Um exemplo foi quando Jesus levantou Lázaro dos mortos, como registrado em João, capítulo 11. Muitos anos depois da ressurreição dos crentes, haverá uma ressurreição geral dos mortos para a vida mortal. O Apocalipse 20:5 a descreve: “Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos secompletassem“. Eles aparentemente ressucitarão para a vida mortal por um período de tempo, para sua educação e julgamento espiritual (Apocalipse 20:11-13).

    O Apocalipse 20:5 continua com uma outra descrição da primeira ressurreição, quando os crentes recebem a vida eterna, e não podem morrer mais:

Esta é a primeira ressurreição. 6. Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele durante os mil anos.

    Lembre-se de uma das promessas de Jesus aos que se superam, em Apocalipse 2:11:

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. O que vencer, de modo algum sofrerá o dado da segunda morte.

    É a vontade de Deus que os crentes recebam a vida eterna. Esses recebem a vida eterna como seres espirituais na primeira ressurreição. Eles nunca serão mortais novamente e não podem mais morrer. Uma “segunda morte” pode acontecer para aqueles que são ressuscitados como mortais na ressurreição posterior. Se eles não forem julgados dignos de receber a vida eterna, eles morrerão novamente, uma segunda vez, sem esperança futura de ressurreição e vida (Apocalipse 21:8). Aqueles que sofrerem uma segunda morte serão para sempre destruídos e não existirão mais. Aqueles que ensinam que Deus pune os maldosos com o tormento eterno no fogo do inferno estão errados, e estão ensinando uma mentira flagrante sobre a natureza de Deus. Punir alguém eternamente seria fora de propósito e pateticamente sádico.

    Apocalipse 20:6 acima mostrou que aqueles que participam da primeira ressurreição “serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele durante os mil anos“. O que significa tudo isso? Sacerdotes de quem serão eles e sobre quem reinarão? Como vimos anteriormente, tanto o apóstolo Paulo quanto Jesus mostraram que os crentes não poderiam entrar ou “herdar o Reino de Deus” até que fossem transformados em seres espirituais imortais. Agora exploraremos as promessas para os crentes de herdar o Reino de Deus.  

O Reino de Deus

    O Apocalipse é o último livro da Bíblia. Ele foi dado por Jesus ao apóstolo João para mostrar o futuro aos crentes, em profecia. O primeiro versículo do Apocalipse explica:

Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e, enviando-as pelo seu anjo, as notificou a seu servo João;

    No Apocalipse, trombetas soando, sete delas ao todo, contêm e descrevem os eventos do sétimo e último selo da Revelação. Nós já vimos que “à última trombeta“, aprimeira ressurreição ocorrerá. E devem lembrar de 1 Tessalonicences 4:16, que ao mesmo tempo “o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus“. Apocalipse 11:15 mostra o que mais vai acontecer ao soar a sétima e última trombeta:

E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: O reino do mundo passou a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos.

    Na “sétima trombeta” temos quatro acontecimentos:  

  1. O reino do mundo passou a ser de nosso Senhor e do seu Cristo“,

  2. o Senhor mesmo descerá do céu“,

  3. os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro” e

  4. nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens,   ao encontro do Senhor nos ares”.

    Há, sem dúvida, muitas opiniões sobre o que é, e sobre o que não é, o Reino de Deus. Em vez de tratar das opiniões, vejamos algumas das muitas escrituras a respeito do retorno de Cristo e Seu estabelecimento do Reino de Deus na Terra.

Versículos sobre o retorno de Jesus:  

Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. (Apocalipse 1:7)

…e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão vir o Filho do homem sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. 31. E ele enviará os seus anjos com grande clangor de trombeta, os quais lhe ajuntarão os escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus. (Mateus 24:30, 31)  

A glória do Senhor se revelará; e toda a carne juntamente a verá; pois a boca do Senhor o disse. (Isaías 40:5)

  1. Então o Senhor sairá, e pelejará contra estas nações, como quando peleja no dia da batalha [a batalha de Armagedom, Apocalipse 16:14-16 e 19:11-21]4.Naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; se o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, do oriente para o ocidente e haverá um vale muito grande; e metade do monte se removerá para o norte, e a outra metade dele para o sul. (Zacharias 14:3,4)

Versículos sobre o Reino:

E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: O reino do mundo passou a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos. (Apocalipse 11:15)

Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu suscitará um reino que não será jamais destruído; nem passará a soberania deste reino a outro povo; mas esmiuçará e consumirá todos esses reinos, e subsistirá para sempre. (Daniel 2:44)

E foi-lhe dado domínio, e glória, e um reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino tal, que não será destruído. (Daniel 7:14)

E o Senhor será rei sobre toda a terra; naquele dia um será o Senhor, e um será o seu nome. (Zacarias 14:9)

E ele julgará entre as nações, e repreenderá a muitos povos; e estes converterão as suas espadas em relhas de arado, e as suas lanças em foices; uma nação não levantará espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerra. (Isaías 2:4)

Não se fará mal nem dano algum em todo o meu santo monte; porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor, como as águas cobrem o mar. (Isaías 11:9)

E não ensinarão mais cada um a seu próximo, nem cada um a seu irmão, dizendo: Conhecei ao Senhor; porque todos me conhecerão, desde o menor deles até o maior, diz o Senhor; pois lhes perdoarei a sua iniqüidade, e não me lembrarei mais dos seus pecados. (Jeremias 31:34)

Mas assentar-se-á cada um debaixo da sua videira, e debaixo da sua figueira, e não haverá quem os espante, porque a boca do Senhor dos exércitos o disse. (Miquéias 4:4)

Versículos sobre os crentes herdando o Reino:

Não temas, ó pequeno rebanho! porque a vosso Pai agradou dar-vos o reino. (Jesus, em Lucas 12:32)

e assim como meu Pai me conferiu domínio, eu vo-lo confiro a vós; 30. para que comais e bebais à minha mesa no meu reino, e vos senteis sobre tronos, julgando as doze tribos de Israel. (Jesus aos seus discípulos, em Lucas 22:29, 30)

Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo (Jesus, que descreve como Ele recompensaria os fiéis no Seu Retorno. Observe que isso é parte de um plano – o plano de Deus – o qual existe desde o início! Mateus 25:34)

O reino, e o domínio, e a grandeza dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo. O seu reino será um reino eterno, e todos os domínios o servirão, e lhe obedecerão. (Daniel 7:27)

Ao que vencer, e ao que guardar as minhas obras até o fim, eu lhe darei autoridade sobre as nações, 27. e com vara de ferro as regerá, quebrando-as do modo como são quebrados os vasos do oleiro, assim como eu recebi autoridade de meu Pai  (Apocalipse 2:26,27)

Então vi uns tronos; e aos que se assentaram sobre eles foi dado o poder de julgar… e reinaram com Cristo durante mil anos (Apocalipse 20:4)

Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça (Jesus, em Mateus 6:33)

    Há mais de 110 referências ao Reino nos quatro relatos da vida de Jesus, nos livros de Mateus, Marcos, Lucas e João. Há muitas outras referências nos outros livros da Bíblia. O Reino de Deus, freqüentemente chamado de “Reino dos Céus” no livro de Mateus, foi um tema central da pregação de Jesus. Jesus usava muitas parábolas para ensinar sobre o Reino, muitas delas ilustrando o que deveria ser feito para herdá-lo.

    Jesus não fez promessas sobre viver no céu para sempre, ao contrário, Ele prometeu a vida eterna e uma herança no Reino de Deus. O primeiríssimo pedido no “Pai Nosso” é de que o Reino de Deus venha:

Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; 10. venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu (de Mateus 6:9,10)

      Infelizmente algumas pessoas estão confusas com a declaração de Jesus: pois o reino de Deus está dentro de vós” (Lucas 17:21). Claramente, os versículos acima mostram que o Reino de Deus chegará na Terra com poder físico, visível e dramático. Então como é possível que o Reino esteja “dentro de vós“? Aqui está a explicação: onde Deus reina, aí está o Seu Reino. Se Ele reina em você, então o Seu Reino está mesmo dentro de você. E quando Cristo retornar e reger o mundo, Seu Reino será definitivamente instaurado na Terra.

    É a vontade de Deus que os crentes herdem o Reino de Deus; esse é o plano de Deus desde “a fundação do mundo“. Vimos que os crentes ressuscitados “serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele durante os mil anos (Apocalipse 20:6). Mas o que acontece depois dos primeiros mil anos do Reino de Deus na Terra? Como o Reino se torna um “reino eterno“?

Os Novos Céus, a Nova Terra e a Nova Jerusalém

    Anteriormente, vimos o Apocalipse 20:5: “Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se completassem. Esta é a primeira ressurreição“. Depois do milênio – os primeiros mil anos do Reino de Deus na Terra – todos os mortos serão promovidos à vida mortal e educados, e a esses será dada uma chance de conhecer a Deus e receber a vida eterna. Como descrito no Apocalipse 20:11-15, aqueles que rejeitarem Deus serão removidos, destruídos para sempre, na segunda morte. Depois disso, não haverá mais mortais. Apenas aqueles que receberam a vida eterna, como seres espirituais, permanecerão. 

    Então, estaremos prontos para a próxima parte do plano de Deus para os homens: herdaremos o universo e habitaremos com Deus para sempre. O Apocalipse, capítulo 21:1-8, descreve o que Deus planejou:

  1. E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já se foram o primeiro céu e a primeira terra, e o mar já não existe. 2.E vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que descia do céu da parte de Deus, adereçada como uma noiva ataviada para o seu noivo. 3. E ouvi uma grande voz, vinda do trono, que dizia: Eis que o tabernáculo de Deus está com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles. 4. Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. 5. E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve; porque estas palavras são fiéis e verdadeiras. 6. Disse-me ainda: está cumprido: Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem tiver sede, de graça lhe darei a beber da fonte da água da vida. 7. Aquele que vencer herdará estas coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho. 8. Mas, quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte.

    Deus diz “eis que faço novas todas as coisas“. Haverá “um novo céu e uma nova terra. Porque já se foram o primeiro céu e a primeira terra“. Deus promete que “Aquele que vencer herdará estas coisas“: nós herdaremos um universo recriado. Deus promete a cada um de nós que “Eu serei seu Deus e ele será meu filho“. Deus promete a “cidade santa, a nova Jerusalém” onde “com eles habitará, e eles serão o seu povo, e Deus mesmo estará com elesEle enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas“.

    É a vontade de Deus que habitemos com Ele para sempre e que herdemos todas as coisas. Deus estará conosco. Todo o universo será nosso. Deus nos revelou um futuro muito melhor do que nossa tecnologia poderia nos fornecer, superando até mesmo nossas maiores expectativas. Podemos ainda nessa atual vida mortal, começar a compreender a extensão e a maravilha dessas promessas? Como o apóstolo Paulo escreveu em 1 Coríntios 2:9,

As coisas que olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam

http://www.thekingdomofgod.com/Portuguese/frame.htm

Tags: