Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
O QUE PODE BARRAR UMA CONQUISTA

O QUE PODE BARRAR UMA CONQUISTA

“Quase não é nada”. Essa frase exemplifica bem como é frustrante começar algo e não conseguir terminar. Ele “quase” concluiu a faculdade… Não concluiu! Ela “quase” se casou… Não se casou! Ele “quase” venceu a competição… Não venceu! Ele “quase” conquistou… Não conquistou!
Diante das promessas de Deus pras nossas vidas, precisamos vigiar diligentemente porque algumas atitudes nossas podem se constituir em verdadeiros empecilhos pra que a bênção de Deus se concretize. O pecado é um desses empecilhos que pode barrar a nossa conquista e frustrar todo o projeto de Deus.

1) O pecado do povo de Israel

O povo de Deus estava convocado para começar um tempo de lutas e de conquistas. A promessa que Deus havia dado ao líder Josué era animadora: “ … todo lugar onde puserem os pés Eu darei a vocês….Ninguém conseguirá resistir a você todos os dias da sua vida… nunca o deixarei, nunca o abandonarei. “ ( Josué 1: 3,5 )

Assim, animados com essa promessa, Josué e o povo se lançaram corajosamente diante do 1º. grande desafio: a tomada da cidade de Jericó. E a Bíblia nos conta em Josué capítulo 6 como Jericó foi sobrenaturalmente conquistada pelo poder do Senhor manifestado na vida do povo.
Porém, no capítulo seguinte, vem o 2º. desafio, dessa vez muito mais fácil, uma cidade muito menor chamada Ai. Mas…..ai deles!!! Foram derrotados vergonhosamente. Trinta e seis israelitas morreram e o coração do povo desanimou-se completamente.
O que teria barrado a série de vitórias desse povo? Por que Deus permitiu uma derrota diante de um inimigo tão menos perigoso? A resposta a essas perguntas o próprio Deus deu a Josué: “ Israel pecou. Violou a aliança que Eu lhes ordenei”.( Josué 7:10 )

2) O pecado barra a conquista

A palavra “pecado” tem o sentido de “errar o alvo”. Todas as vezes que Deus tem um alvo para as nossas vidas e agimos de maneira diferente daquela que Ele planejou, pecamos. Uma boa palavra pra definir o que é pecado é DESOBEDIÊNCIA. Quando desobedecemos a uma ordem de Deus, pecamos.

Desde o início da humanidade, o pecado sempre trouxe conseqüências maléficas pras vidas das pessoas. Adão e Eva foram expulsos do Jardim do Éden e afastados da convivência com Deus por causa do pecado. Muitos homens e mulheres da Bíblia experimentaram sofrimento, vergonha, humilhação e derrotas por causa de atitudes de desobediência. E assim é até hoje: o pecado sempre vai nos trazer prejuízos e nos afastar de Deus.

Na conquista de Jericó, Deus havia dado uma ordem explícita: destruam tudo e não tomem nenhum despojo. Mas, um israelita, chamado Acã, cobiçou uma capa babilônica, dois quilos e quatrocentos gramas de prata e uma barra de ouro, tomou esses objetos e os escondeu. Desobedeceu a uma ordem de Deus e todo o povo foi derrotado por causa do seu pecado.

3) O chamado à santidade

Os filhos naturalmente se parecem com seus pais: é uma questão não só de genética, mas também de convivência. A Bíblia diz em I Pedro 1:14-16: “ como filhos obedientes, não se deixem amoldar pelos maus desejos de antigamente, quando viviam na ignorância. Mas, assim como é santo aquele que os chamou, sejam santos vocês também em tudo o que fizerem, pois está escrito: Sejam santos porque Eu sou santo”.

Todo filho de Deus tem um chamado para a santidade. Se você é filho de Deus, o pecado não pode mais fazer parte natural da sua vida. O pecado precisa ser um “acidente de trabalho”, algo raro e que cause logo arrependimento no seu coração. Um filho de Deus não pode viver pecando.

E lembre-se: não há nada oculto para Deus! Provavelmente Acã nunca imaginou que seu pecado seria descoberto. E pior, descoberto diante de todo o povo. Por mais ocultas que sejam as nossas atitudes, saiba que Deus tudo vê. É impossível fugir da Sua presença ou esconder algo dele. Portanto, somos chamados para sermos santos em toda a nossa maneira de viver. Mesmo longe dos pais, ou dos líderes, ou da igreja, somos chamados à santidade. Mesmo que ninguém veja, Deus vê!

4) Santidade é uma decisão

Antes de atravessarem o Jordão para começar a conquistar a terra prometida, Josué deu uma ordem ao povo: SANTIFIQUEM-SE porque amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vocês.
A santidade precisa ser uma decisão na vida de todo conquistador de promessas. “ Eu decido ser santo”. Saiba que isso é possível! É possível ser um jovem santo, uma mulher santa, um homem santo. Deus não nos pediria algo impossível. E, na sua perfeição, Ele nos deixou o Seu Espírito que nos ajuda, nos convence, nos livra de pecar.

Ninguém pode obedecer a algo que não conhece. Pois decida conhecer os mandamentos de Deus (que não são pesados) e obedecê-los integralmente. Não ponha em risco a sua conquista por causa de pecado! A santidade nos levará a ver as maravilhas de Deus no nosso meio.

Ore com os discípulos declarando que eles decidem viver longe do pecado. Ensine-os sobre arrependimento e confissão , que é o caminho para nos livrarmos dos pecados que já cometemos. Ore com eles a oração de Davi no Salmo 139:23,24” Sonda-me, oh Deus… vê se em minha conduta algo te ofende”.

E você, líder, preze pela sua santidade!!!

Na unção da conquista das promessas,

Seus pastores

Ministério Manancial de Vida para as Nações

SÉRIE “CONQUISTANDO AS PROMESSAS”

ESTUDO 8:

Tags: