Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
O RESPONSÁVEL PELA MORTE DE JESUS O NAZARENO

“O RESPONSÁVEL PELA MORTE DE JESUS O NAZARENO”

Atos 4: 28 JFA-RA: “para fazerem tudo o que a tua mão e o teu conselho ‘predeterminaram’ [gr. proorizo; isto é, decretou desde a eternidade; preordenou; designou de antemão] que se fizesse.”

INTRODUÇÃO:

Os judeus não são os assassinos de Cristo; como está escrito: Deus estava no controle de tudo!

Porém, os ditos pais da igreja diziam aos seus congregados que os judeus eram os odiosos assassinos de Cristo. Século após século, este rótulo maldoso esteve preso ao redor dos pescoços dos judeus, e como resultado, os cruzados, os inquisitores, e os nazistas deixaram a Europa vermelha com o sangue judeu – todos os crendo que estavam agindo de acordo com a vontade de Deus.

Gregório de Nissa subiu no seu púlpito, vociferando contra os judeus como “assassinos do Senhor, assassinos dos profetas, adversários de Deus, inimigos de Deus, homens que mostram desprezo pela lei, adversários da graça, inimigos da fé de seus pais, defensores do Diabo, geração de víboras, caluniadores, zombadores, homens cujas mentes estão nas trevas, fermento dos fariseus, assembléia de demônios, pecadores, homens ímpios, apedrejadores e inimigos da justiça”.

João Crisóstomo cunhou a expressão deicide Jews (assassinos de Cristo). Foi um rótulo perverso do qual os judeus jamais conseguiram escapar. Os ensinamentos anti-semitas deste líder da igreja romana foram registrados nas suas homilias:

Os judeus são os mais indignos de todos os homens. Eles são lascivos, insaciáveis, vorazes. Eles são os pérfidos assassinos de Cristo. Adoram o demônio, a sua religião é uma doença. Os judeus são odiosos assassinos de Cristo, e por matar a Deus não há explicação possível, nem indulgência, nem perdão. Os cristãos jamais podem abandonar a vingança, e os judeus devem viver para sempre em servidão. Deus sempre odiou os judeus, e é responsabilidade de todos os cristãos (ou seja, o seu dever) odiar os judeus.

Os nazistas prepararam o povo alemão para o extermínio dos judeus, explorando este tema da crucificação com seu corolário do juízo divino interminável. O rótulo “assassinos de Cristo” motivou o povo alemão a ficar em silêncio e desviar os olhos enquanto os nazistas levavam a menina dos olhos de Deus a trincheiras de extermínio em massa e finalmente aos fornos.

Os judeus antes de serem executados deviam tirar as roupas e arruma-las cuidadosamente, deixando-as dobradas e ordenadas, as botas e os sapatos, bem como também a roupa de baixo.
Isso foi feito com repetição frequente da expressão venenosa: “Os judeus são os assassinos de Cristo!”

Os Evangelhos não ensinam que os judeus mataram Jesus o Cristo.

Os autores dos Evangelhos tomaram especial cuidado para imbuir em seus leitores a noção de que o povo judeu, o seu próprio povo, não era responsável pelos eventos que levaram à prisão, julgamento e condenação de Jesus o Cristo (e a maior parte deles não tinha conhecimento desses eventos).

ENTREMOS NA MENSAGEM:

Vamos aos relatos nos Evangelhos.

Os judeus como um povo, nada tiveram a ver com a conspiração política contra Jesus o Cristo; os conspiradores serão revelados: 
Mateus 16: 21 JFA-RA Desde então começou Jesus Cristo a mostrar aos seus discípulos que era necessário que ele fosse a Jerusalém, que padecesse muitas coisas dos ANCIÃOS, dos PRINCIPAIS DOS SACERDOTES, e dos ESCRIBAS, que fosse morto, e que ao terceiro dia ressuscitasse.

Mateus 17: 22,23 JFA-RA Ora, achando-se eles na Galiléia, disse-lhes Jesus: O Filho do homem está para ser entregue nas mãos dos homens; e matá-lo-ão, e ao terceiro dia ressurgirá. E eles se entristeceram grandemente.

Mateus 20: 17-19 JFA-RA Estando Jesus para subir a Jerusalém, chamou à parte os doze e no caminho lhes disse: Eis que subimos a Jerusalém, e o Filho do homem será entregue aos PRINCIPAIS SACERDOTES e aos ESCRIBAS, e eles o condenarão à morte, e o entregarão aos gentios para que dele escarneçam, e o açoitem e crucifiquem; e ao terceiro dia ressuscitará.

Mateus 26: 3,4 JFA-RA Então os PRINCIPAIS SACERDOTES e os ANCIÃOS do povo se reuniram no pátio da casa do sumo sacerdote, o qual se chamava CAIFÁS; e deliberaram como prender Jesus a traição, e o matar.

Marcos 10: 32-34 JFA-RA Ora, estavam a caminho, subindo para Jerusalém; e Jesus ia adiante deles, e eles se maravilhavam e o seguiam atemorizados. De novo tomou consigo os doze e começou a contar-lhes as coisas que lhe haviam de sobrevir, dizendo: Eis que subimos a Jerusalém, e o Filho do homem será entregue aos PRINCIPAIS SACERDOTES e aos ESCRIBAS; e eles o condenarão à morte, e o entregarão aos gentios; e hão de escarnecê-lo e cuspir nele, e açoitá-lo, e matá-lo; e depois de três dias ressurgirá.

Marcos 11: 18 JFA-RA Ora, os PRINCIPAIS SACERDOTES e os ESCRIBAS ouviram isto, e procuravam um modo de o matar; pois o temiam, porque toda a multidão se maravilhava da sua doutrina.

Lucas 22: 2 JFA-RA E os PRINCIPAIS SACERDOTES e os ESCRIBAS andavam procurando um modo de o matar; pois TEMIAM O POVO.

Veja só:

  1. Houve uma conspiração para a crucificação de Jesus o Cristo.

  2. A conspiração foi feita pelo sumo sacerdote Caifás que de maneira alguma representava o povo judeu. Ele era politicamente nomeado por Herodes, que tinha sido, ele mesmo, diretamente nomeado por Roma, e não pelo povo jude. O povo judeu odiava Herodes e Caifás, porque eles eram fantoches políticos nas mãos dos pagãos romanos.

Como foi que Herodes chegou ao poder?

40 anos antes do nascimento de Jesus o Nazareno, Marco Antônio, de Roma, uniu suas forças militares com Herodes o Grande em um ataque à cidade de Jerusalém. Depois de 5 meses, Jerusalém caiu, e Herodes foi nomeado por Marco Antônio como supervisor romano da Palestina. Herodes era um ditador e um assassino paranoico, de quem Hitler poderia ter aprendido algumas lições. Herodes prontamente mandou matar quarenta e cinco membros do Sinédrio,para ganhar controle ditatorial absoluto e silenciar a voz dos judeus no governo.

Durante o reinado de Herodes, o Sinédrio não foi nada mais que um tribunal religioso impotente. Herodes agora tinha poder absoluto pela vontade de Roma e não do povo judeu.

Caifás, que liderou a conspiração do Calvário, foi nomeado por Herodes para fazer a vontade de Roma. Ele era um sacerdote ilegítimo que não foi escolhido pelo povo judeu para fazer a vontade deles. O sumo sacerdote era um fantoche político que era desprezado pelos judeus de Jerusalém.

No seu cenário político entrou um Rabino judeu, chamado Jesus o Nazareno. Os judeus esperavam um libertador que liderasse uma revolta, para romper as cadeias opressoras de Roma. A popularidade de Jesus o Nazareno se espalhava como uma cadeia de relâmpagos. Qualquer pessoa que pudesse alimentar cinco mil homens com o almoço de um menino poderia alimentar um exército que poderia derrotar Roma. Qualquer pessoa que pudesse curar e ressuscitar pessoas poderia curar soldados feridos e ressuscitar tropas para combater os romanos pagãos.

Jesus o Nazareno era uma ameaça politica muito séria a Herodes e ao seu fantoche, Caifás. Assim, eles iniciaram uma conspiração politica para que Jesus o Nazareno fosse morto, ao estilo romano: pela crucificação. Quando o conspirador conjunto, o sumo sacerdote Caifás, se encontrou com seus velhacos politicos para tramarem como matar Jesus o Nazareno, o texto biblico afirma que eles decidiram matar Jesus às escondidas, porque temiam provocar uma revolta entre o povo judeu. E eles tramaram prender Jesus de alguma maneira dissimulada, e matá-lo.

Mateus 26: 3-5 JFA-RA Então os principais sacerdotes e os anciãos do povo se reuniram no pátio da casa do sumo sacerdote, o qual se chamava Caifás; e deliberaram como prender Jesus a traição, e o matar. Mas diziam: Não durante a festa [Pessach\Páscoa], para que não haja TUMULTO ENTRE O POVO.

Marcos 12: 12 JFA-RA Procuravam então prendê-lo, mas TEMERAM A MULTIDÃO, pois perceberam que contra eles proferira essa parábola; e, deixando-o, se retiraram.

Marcos 14: 1,2 JFA-RA Ora, dali a dois dias era a páscoa e a festa dos pães ázimos; e os principais sacerdotes e os escribas andavam buscando como prender Jesus a traição, para o matarem. Pois eles diziam: Não durante a festa, para que não haja TUMULTO ENTRE O POVO.

Porque eles temiam uma revolta???

Uma revolta exige uma rebelião espontânea entre a população em geral. O sumo sacerdote sabia que a maioria das pessoas apoiava Jesus o Nazareno e se rebelaria espontaneamente, se ele fosse capturado. As notícias de uma revolta chegariam a Roma, e Herodes seria imediatamente removido desta posição muito lucrativa. Se Herodes perdesse o seu poder político, a mesma coisa aconteceria com Caifás. Eles não poderiam deixar que isso acontecesse, portanto, planejaram uma conspiração. Sem contar que Roma viria com tudo para guerrear contra os judeus e muitos judeus acabariam mortos. A ação dos líderes do povo dentre os judeus, era uma forma de evitar uma guerra sangrenta onde muitos judeus seriam mortos pelos soldados romanos; mas não era só um esforço para manter a ordem a qualquer custo; havia também um sentimento de inveja presente.

Os lideres dessa conspiração temiam o povo judeu, caso fizessem mal a Jesus:

Mateus 21: 46 JFA-RA: E procuravam prendê-lo, mas TEMERAM O POVO, porquanto este o tinha por profeta.

Mateus 27: 18 VIVA(Br): Pois ele sabia muito bem que os líderes dos judeus tinham prendido Jesus por inveja, em virtude da sua POPULARIDADE ENTRE AS MULTIDÕES.

Marcos 15: 10,11 VIVA(Br): (Porque a esta altura ele já havia percebido que aquilo era uma trama, apoiada pelos sacerdotes principais, porque invejavam a popularidade de Jesus.) Mas os sacerdotes principais atiçavam a multidão para que exigisse a libertação de Barrabás em lugar de Jesus.

Quanto a multidão que clamava: E todo o povo respondeu: O seu sangue caia sobre nós e sobre nossos filhos (Mateus 24: 25),

Essa frase é usada por muitos como uma prova escritural de que todo o povo judeu sobre a terra é, para sempre, culpado pelo sangue de Jesus o Nazareno. MAS, ISSO NÃO É VERDADE!

A marionete política, Caifás o sumo sacerdote, foi quem reuniu e CONTROLOU as pessoas que ali estavam presentes; Essa não é uma expressão ESPONTÂNEA do povo; Mateus que foi testemunha ocular, afirma que eles foram persuadidos a isso; ou seja, eles foram usados. É DIFERENTE!

Mateus 27: 20 VIVA(Br): Mas os principais sacerdotes e os anciãos persuadiram as multidões a que pedissem Barrabás e fizessem morrer Jesus.

Na verdade ali, não havia mais do que algumas centenas de pessoas que eles conseguiram reunir e que acabaram sendo usadas!

Porém, e quanto a responsabilidade pela morte de Jesus o Nazareno; quem foi o responsável por ela: Os dentre os judeus,ou os dentre os romanos?

Vejamos rapidamente:

Atos 3: 12-15 JFA-RA Pedro, vendo isto, disse ao povo: Varões israelitas, por que vos admirais deste homem? Ou, por que fitais os olhos em nós, como se por nosso próprio poder ou piedade o tivéssemos feito andar? O Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus de nossos pais, glorificou a seu Servo Jesus, a quem vós entregastes e perante a face de Pilatos negastes, quando este havia resolvido soltá-lo. Mas vós negastes o Santo e Justo, e pedistes que se vos desse um homicida; e matastes o Autor da vida, a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas.

Atos 7: 52,53 JFA-RA: A qual dos profetas não perseguiram vossos pais? Até mataram os que dantes anunciaram a vinda do Justo [Jesus o Nazareno], do qual VÓS [ISRAELITAS] agora vos tornastes traidores e homicidas, vós, que recebestes a lei por ordenação dos anjos, e não a guardastes.

Atos 13: 26-28 JFA-RA: Irmãos, filhos da descendência de Abraão, e os que dentre vós temem a Deus, a nós é enviada a palavra desta salvação. Pois, OS QUE HABITAM EM JERUSALÉM E AS SUAS AUTORIDADES, porquanto não conheceram a este Jesus, condenando-o, cumpriram as mesmas palavras dos profetas que se ouvem ler todos os sábados. E, se bem que não achassem nele nenhuma causa de morte, pediram a Pilatos que ele fosse morto.

Atos 4: 24-28 JFA-RA: Ao ouvirem isto, levantaram unanimemente a voz a Deus e disseram: Senhor, tu que fizeste o céu, a terra, o mar, e tudo o que neles há; que pelo Espírito Santo, por boca de nosso pai Davi, teu servo, disseste: Por que se enfureceram os GENTIOS, e os povos imaginaram coisas vãs? Levantaram-se os REIS da terra, e as AUTORIDADES ajuntaram-se à uma, contra o Senhor e contra o seu Ungido. Porque verdadeiramente se ajuntaram, nesta cidade, contra o teu santo Servo Jesus, ao qual ungiste, não só HERODES [GENTIO], mas também PÔNCIO PILATOS [GENTIO] com os GENTIOS E OS POVOS DE ISRAEL; para fazerem tudo o que a tua mão e o teu conselho predeterminaram que se fizesse.

Isaías 53: 5,6,7,10 JFA-RA: Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós. Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a boca; como um cordeiro que é levado ao matadouro, e como a ovelha que é muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a boca…Todavia, foi da vontade do Senhor esmagá-lo, fazendo-o enfermar; quando ele se puser como oferta pelo pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias, e a vontade do Senhor prosperará nas suas mãos.

Apocalipse 13: 8b JFA-RA: “…Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.”

CONCLUSÃO: O responsável pela morte de Jesus o Nazareno, NÃO FORAM OS JUDEUS E NEM OS GENTIOS, MAS a MÃO de Deus nosso Pai; Também não foi o conselho de Satanás e sim o conselho de Deus. Foi obra de Deus; foi ele quem permitiu através das escolhas humanas, que a história da humanidade fosse por esse determinado caminho; ele poderia interferir, mas não o fez; ele quis e permitiu que as coisas fossem caminhando para esse propósito já conhecido por Ele na eternidade e antes da criação do ser humano; Os homens foram sem saber e entender, instrumentos de Deus para que o propósito divino de Deus o Pai elaborado na eternidade antes mesmo do homem ser criado e vir a pecar em vida, se cumprisse sobre a face da terra, mediante as escolhas deles; não somos manipulados por Deus como se fossemos meras marionetes neste mundo; temos que entender que antes de fazermos nossas escolhas em vida, Ele já as sabe antes mesmo de as fazermos, logo as fazemos com o conhecimento e permissão d’Ele; Os homens sejam israelitas ou romanos, sejam judeus ou gentios, fizeram o que fizeram pela vontade soberana e permissiva de Deus; e o fizeram sem o entendimento pleno do que estavam fazendo!

Foi por isso que Jesus rogou: Lucas 23: 34 JFA-RA: Jesus, porém, dizia: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem. Então repartiram as vestes dele, deitando sortes sobre elas.

Pecado por ignorância, sem entendimento pleno, é perdoado, havendo arrependimento; e foi isso que Pedro ministrou: Atos 3: 17-20 JFA-RA: Agora, irmãos, eu sei que o fizestes por IGNORÂNCIA, como também as vossas autoridades. Mas DEUS ASSIM CUMPRIU o que já dantes pela boca de todos os seus profetas havia anunciado que o seu Cristo havia de padecer. ARREPENDEI-VOS, pois, e CONVERTEI-VOS, para que sejam apagados os vossos pecados, de sorte que venham os tempos de refrigério, da presença do Senhor, e envie ele o Cristo, que já dantes vos foi indicado, Jesus.

Quero encerrar mencionando um comentário que achei bem profundo do Rabino Moshé, “o Pregador” (do século 11) que escreveu em seu comentário sobre Genesis (página 660) o seguinte: No principio o ETERNO fez uma aliança com o Messias e disse ao Messias: ‘meu Messias o Justo, aqueles que confiarem em você, seus pecados, trarão sobre você um fardo muito pesado pra você suportar. e Ele (o messias) respondeu: ‘eu aceito contente todas estas agonias em ordem que nenhum só de Israel seja perdido. ‘Imediatamente, o Messias aceitou todas as agonias com amor, como se escreve em Isaías 53: ‘foi oprimido e aflito’.

https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1060385497346544&id=908236062561489&substory_index=0

Tags: