Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
O sábado na Bíblia

O sábado na Bíblia:
O sábado foi estabelecido no Éden, onde Deus o abençoou e santificou. É um memorial da criação:

“E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito.
E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera.” Gn. 2:2 e 3.

Quando o povo de Israel foi liberto do cativeiro egípcio, o Senhor os lembrou da santidade do sábado e a necessidade de descansar neste dia:

“Respondeu-lhes ele: Isto é o que disse o SENHOR: Amanhã é repouso, o santo sábado do SENHOR”; Ex. 16:23

O sábado é o 4º mandamento da lei de Deus:

“Lembra-te do dia de sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra.
Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro; porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o SENHOR abençoou o dia de sábado e o santificou.” Ex. 20: 8-11

Observe esta estatística ‘:

1º – Mandamento – 7 Palavras
2º – Mandamento – 76 Palavras
3º – Mandamento – 25 Palavras
4º – Mandamento – 98 Palavras
5º – Mandamento – 24 Palavras
6º – Mandamento – 2 Palavras
7º – Mandamento – 2 Palavras
8º – Mandamento – 2 Palavras
9º – Mandamento – 8 Palavras
10º – Mandamento – 36 Palavras

‘O quarto mandamento é o que contém mais palavras e, diferentemente dos demais, começa com o vocábulo: “Lembra-te”. Deus previu o engano humano, razão porque preocupou-Se com os detalhes neste mandamento, para que o homem não o olvidasse jamais. Nele,
Deus Se revela como o Criador do Universo.
‘ Cristo fez do sétimo dia da semana, ao estabelecê-lo como dia de repouso, o memorial de Seu poder criador. Fosse mesmo verdade que Cristo aboliu ou transferiu o dia de repouso, forçoso é crer que Cristo não estaria mais interessado em ser reconhecido “como Criador perante os habitantes da Terra”, bem como daria razão aos ateus que dizem que “Deus não existe e que a Terra não foi criada por ninguém, mas surgiu por si só, mediante um processo evolutivo, bem como é dado aos homens o direito de posse definitiva e permanente do Planeta, e Ele, como legítimo Criador, nada mais seria aqui e jamais viria, como prometeu, para solucionar os problemas da civilização e estabelecer Seu reino.”
“Aquilo que é estabelecido como memorial de um certo acontecimento não pode ser empregado como memorial de outro acontecimento oposto. Assim, o repouso semanal original, estabelecido por Cristo como comemorativo de um ato Seu – a criação do mundo – jamais seria por Ele transferido para outro dia da semana, e muito menos para comemorar um outro ato Seu – a ressurreição.”.’

A respeito da lei (e isso inclui o sábado), disse Jesus:

“Não pensem que eu vim para acabar com a Lei ou com os ensinamentos dos Profetas. Não vim para acabar com eles, mas para dar o seu sentido completo.
Eu afirmo a vocês que isto é verdade: enquanto o céu e a terra durarem, nada será tirado da Lei—nem a menor letra, nem qualquer acento. E assim será até o fim de todas as coisas.” Mt.5:17 e 18 (NTLH)

Bem-aventurados são aqueles que guardam o sábado, e há uma linda promessa feita por Deus a estes:
“Bem-aventurado o homem que faz isto, e o filho do homem que nisto se firma, que se guarda de profanar o sábado e guarda a sua mão de cometer algum mal”. Is. 56:2
“Se desviares o pé de profanar o sábado e de cuidar dos teus próprios interesses no meu santo dia; se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do SENHOR, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs, então, te deleitarás no SENHOR. Eu te farei cavalgar sobre os altos da terra e te sustentarei com a herança de Jacó, teu pai, porque a boca do SENHOR o disse”. Is. 58:13 e 14

No céu o sábado será celebrado:

“Porque, como os novos céus e a nova terra, que hei de fazer, estarão diante de mim, diz o SENHOR, assim há de estar a vossa posteridade e o vosso nome.
E será que, de uma Festa da Lua Nova à outra e de um sábado a outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o SENHOR. Is. 66:22 e 23

O sábado é um sinal entre Deus e seu povo:

“Também lhes dei os meus sábados, para servirem de sinal entre mim e eles, para que soubessem que eu sou o SENHOR que os santifica. Santificai os meus sábados, pois servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o SENHOR, vosso Deus”. Ez. 20:12 e 20

Jesus repreendeu severamente a maneira farisaica de guardar o sábado, ensinou que o sábado é um dia para ajudar o próximo, e se declarou Senhor do Sábado, ‘ portanto, qualquer mudança na
observância do quarto mandamento só poderá ser feita por Ele’:
“Ora, quanto mais vale um homem que uma ovelha? Logo, é lícito, nos sábados, fazer o bem.
Porque o Filho do Homem até do sábado é Senhor”. Mt.12:5 e 8

O sábado foi criado para o benefício físico, mental, social e espiritual do homem, ‘ para sua felicidade. O sábado não necessita do homem. O homem é que necessita do sábado. Trata-se de causa e efeito: A causa, o homem. O efeito, o sábado. Enquanto a causa (o homem) existir, o efeito (sábado) existirá como repouso de Deus para ele. O sábado foi feito por causa do homem, e não por causa do judeu. E a Palavra de Deus proclama a universalidade do sábado, porque o homem habita todo o nosso planeta.’ “Deus ordenou o sábado para que fosse uma bênção, não uma carga, e é do interesse do homem, e não em seu prejuízo, o observá-lo. Foi designado para aumentar sua felicidade, não para causar-lhe dificuldade.”

“E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem, por causa do sábado.” Mc.2:27

Era costume de Jesus, e também do apóstolo Paulo ir à igreja (sinagoga) aos sábados:

“E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga e levantou-se para ler”. Lc.4:16
Paulo, segundo o seu costume, foi procurá-los e, por três sábados, arrazoou com eles acerca das Escrituras, At.17:2
E todos os sábados discorria na sinagoga, persuadindo tanto judeus como gregos. At.18:4

O sábado no Novo Testamento:
Sábado do Sétimo Dia da Semana – 59 referências
Sábado Cerimonial, abolido – 1 referência
Domingo (nome não bíblico) – 0 referência
Primeiro Dia da Semana – 8 referências
Com relação ao domingo, em vários idiomas seu significado é dia do sol:

Inglês: sunday – dia do sol.
Alemão: sonntag – dia do sol.
Dinamarquês: søndag – dia do sol.
Holandês : zondag – dia do sol.
Norueguês: søndag – dia do sol.
Sueco: söndag – dia do sol.

É interessante notar a partir dos seguintes textos bíblicos, que quando o povo de Israel se afastou de Deus passou a adorar o sol:

“Em todos os vossos lugares habitáveis, as cidades serão destruídas, e os altos, assolados; para que os vossos altares sejam destruídos e assolados, e os vossos ídolos se quebrem e cessem, e as vossas imagens do sol sejam cortadas, e desfeitas as vossas obras”. Ez. 6:6
“E levou-me para o átrio interior da Casa do SENHOR, e eis que estavam à entrada do templo do SENHOR, entre o pórtico e o altar, cerca de vinte e cinco homens, de costas para o templo do SENHOR e com o rosto para o oriente; e eles adoravam o sol, virados para o oriente”. Ez. 8:16
Nota :O bezerro de ouro era uma imagem de Ápis, o boi sagrado ao qual os egípcios adoravam, e com o qual naturalmente se familiarizaram os israelitas durante sua estada no Egito (ver Êxodo 32). Encontramos as seguintes declarações com respeito ao deus Ápis e ao que ele simbolizava: “Ápis, o boi adorado pelos egípcios, os quis o consideravam como símbolo de Osíris, deus do Nilo, esposo de Ísis, e a grande divindade egípcia.” – Encyclopedia de Chamber. “Todos os mistérios dos egípcios e a doutrina referente a um estado futuro, põem-se em relação com esse culto (de Osíris). Identificavam a Osíris com o Sol… O culto do Sol foi a forma primitiva da religião egípcia, e talvez pré-egípcia.” – Encyclopaedia Britannica

‘ No capítulo 14 de Apocalipse, no verso 6, o apóstolo João nos leva a contemplar uma cena crucial do grande conflito entre o bem e o mal, dizendo:

“Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a terra, e a cada nação, e tribo, e língua, e povo,”

Quem é esse anjo e a quem simboliza? Ao longo de todo o livro de Apocalipse são mencionados muitos anjos. Este “anjo” ou “mensageiro” representa, segundo os comentaristas bíblicos, “os servos de Deus empenhados na tarefa de proclamar o evangelho,” No Evangelho de Marcos, capítulo 16, os versos 14 e 15 dizem que a missão de pregar o evangelho, foi dada por Jesus aos seus discípulos antes de o Mestre partir. Quer dizer que hoje, existe neste mundo um povo especial, com uma mensagem especial para ser dada aos moradores da Terra.
A mensagem que estas pessoas proclamam encontra-se em Apocalipse 14, verso 7:

“dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.”

Compare isto com o quarto mandamento que ordena guardar o sábado; ali em Êxodo 20:11:

“ porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o SENHOR abençoou o dia de sábado e o santificou.”
Coincidência? Parece-lhe coincidência que o último chamado que Deus faz à humanidade tem quase as mesmas palavras que Ele pronunciou quando disse que o sábado era santo?’

Queremos animar-lhe a por em prática essa mensagem esquecida por muitos, cumprindo assim o “ide” de Jesus.
Que o seu interesse pela verdade seja sempre crescente e que o amor de Jesus seja a grande motivação da sua vida.

Setor de Respostas Teológicas
A Voz da Profecia e “Está Escrito”

Tags: