Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
O trabalho sob a ótica divina

O trabalho sob a ótica divina

Resumo da Pregação do pr. Hélder Rodrigues 14-12-2014

 Por Márcia Sandoval

“Escravos, obedeçam em tudo a seus senhores terrenos, não somente para agradar os homens quando eles estão observando, mas com sinceridade de coração, pelo fato de vocês temerem ao Senhor.
Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens, sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo.
Quem cometer injustiça receberá de volta injustiça, e não haverá exceção para ninguém.
Senhores, deem aos seus escravos o que é justo e direito, sabendo que vocês também têm um Senhor no céu.”

(Colossenses 3:22 – 4:1)

Aceitar a Cristo implica mudar radicalmente todas as áreas da vida de quem o faz. Uma pessoa mentirosa se torna verdadeira, uma preguiçosa se torna diligente, um ladrão se torna trabalhador. Na época em que o apóstolo Paulo escreveu à igreja de Colossenses, o Império Romano estava estabelecido e instituía escravidão sobre os judeus e outros povos. Estima-se que havia sessenta milhões de escravos. Paulo se referia a escravos no sentido literal, exortando-lhes a serem obedientes aos seus senhores terrenos. Isso só possível para um ser humano se ele tiver o caráter transformado pelo Senhor.

Na atualidade, as relações de trabalho foram muito modificadas. A maioria de nós é livre e quase não há escravidão no Brasil. Contudo, a orientação bíblica permanece: devemos obediência aos nossos superiores. Não somente quando eles estiverem olhando, a fim de agradá-los, mas em todo o tempo.

Os princípios de autoridade espiritual devem nortear a nossa vida profissional. Não somos, por exemplo, simplesmente engenheiros e cristãos, ou professores e cristãos; somos cristãos engenheiros e cristãos professores. A Bíblia declara: “Obedeçam aos seus senhores” e “façam de todo o coração”, ensinando-nos que não trabalhamos para o governo ou um patrão terreno. Em última instância, trabalhamos para o próprio Deus.

Quando, porém, um escravo se convertia ao senhorio de Jesus, ele era livre. Tornava-se escravo de Cristo. Foi isso que aconteceu a Paulo e Silas. Mesmo chicoteados e aprisionados eles se consideravam livres, então adoraram ao Senhor com cânticos e ações de graça na prisão. E o que aconteceu? As paredes da prisão foram destruídas por um terremoto e eles foram libertos. Eles não se consideravam dignos de sofrer em nome de Cristo. Estavam presos fisicamente, mas espiritualmente livres.

É nesse sentido que Paulo nos ensina a sermos obedientes aos nossos superiores de todo o coração! Por quê? Por sermos livres em Cristo e por amarmos ao Senhor. Na vida de um cristão não podem existir justificativas como “Não obedeço ao meu patrão porque ele é corrupto”, ou “Ele não me paga bem, então não trabalho direito.”, porque em última instância todo cristão trabalha para Deus e o representa na terra. Isso deve mudar radicalmente a nossa postura em relação ao trabalho!

No versículo 23, afirma-se: “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens, sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo”. Devemos nos perguntar “Eu sou um bom testemunho de Cristo no meu trabalho? As minhas ações e palavras são fruto do Espírito? A recompensa de sermos obedientes em todo tempo é dada pelo Senhor, sendo, portanto, uma herança espiritual que receberemos com a volta de Cristo.

Paulo prossegue: “Cada um deve permanecer na condição em que foi chamado por Deus. Foi você chamado sendo escravo? Não se incomode com isso. Mas, se você puder conseguir a liberdade, consiga-a. Pois aquele que, sendo escravo, foi chamado pelo Senhor, é liberto e pertence ao Senhor; semelhantemente, aquele que era livre quando foi chamado, é escravo de Cristo” (1 Co 7:20-22). Mais uma vez, somos exortados a exercer com excelência a nossa profissão. Um vendedor cristão que mente para vender está sendo usado pelo Diabo. A Bíblia diz “Que o seu sim seja sim e que o seu não seja não, o que passar disso jaz  do maligno.” Todos devemos honrar nossa palavra. É ao Senhor que estamos servindo!

A palavra é também para os patrões: “Senhores, deem aos seus escravos o que é justo e direito, sabendo que vocês também têm um Senhor no céu.” (Col 4:1). Deus a todos ensina que, ainda que você seja um homem riquíssimo, com muitos empregados, é principalmente um servo de Deus como qualquer outro, pois só há um Senhor e ele é Deus! O empregador que mente ou não obedece às leis trabalhistas, não apenas está descumprindo a lei humana, mas também sendo desonesto com Deus. O empregador também trabalha para o Senhor.E se você é escravo, qual a sua diferença com relação aos demais? Nenhuma. Em Cristo não há acepções: Homens ou mulheres, gentios ou judeus, patrões ou empregados: somos todos um só corpo em Cristo.

Você é uma pessoa diligente no trabalho? Você é obediente e humilde ao seu patrão? Você é pacificador? Qual o seu exemplo? As pessoas podem afirmar que você é um verdadeiro cristão? E você, empregador, é honesto e obedece as leis trabalhistas? Paga o que é justo e direito aos seus empregados? Você os trata com dignidade?

A Palavra nos desafia a sermos empregados ou empregadores com excelência. Realize cursos e se aprimore, para honrar e glorificar o nome do Senhor por onde andar! Aquilo que o homem semear vai colher. Além disso, devemos nos preocupar em usar nossos dons divinos a serviço do reino de Deus, lembrando que foi Ele quem nos entregou cada um, e que prestaremos conta deles no Grande Dia. Disponibilize alguns horários de serviço ao próximo, à igreja. O Senhor é galardoador daqueles que o buscam, você verá o favor e graça dele em sua vida.

Publicado por: Pr. Helder em 14 / 12 / 2014 na categoria: Resumos de pregações | 0 Comentário

Tags: