Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
PEDRO – O PRIMEIRO PAPA?

PEDRO – O PRIMEIRO PAPA?

O objetivo desta postagem não é criticar nenhum irmão católico, nem mesmo algum papa, mas sim analisar se realmente o Senhor Jesus fez de São Pedro o primeiro papa, e, portanto descobrir se o papado foi ou não estabelecido pela Bíblia. É importante ressaltar que este blog confere autoridade única e exclusiva à Bíblia Sagrada, como regra de fé normativa e prática. Sobre o papado é importante notar o que comentou o apologista Ezequias Soares: “biblicamente, esse cargo não existe. A teoria de que Pedro foi o primeiro papa não resiste à análise bíblica.” Portanto, o Sistema Papal não foi instituído pela Bíblia, se a Igreja Católica possui um papa é com base na Tradição.

        É importante atentarmos para o alerta das Escrituras nesse sentido: “E assim invalidastes pela vossa tradição, o mandamento de Deus.” (Mt15.6)  Jesus critica assim o fato de se colocar a Tradição em igualdade de condição com a  Palavra de Deus ou até mesmo acima dela. No Catecismo Católico, porém, encontramos declarações como:

   “a Sagrada Tradição, a Sagrada Escritura e o Magistério da Igreja estão de tal modo entrelaçados e unidos que um não tem consistência sem os outros” “A Sagrada Tradição e a Sagrada Escritura constituem um só sagrado depósito da Palavra de Deus” “O encargo de interpretar autenticamente a Palavra de Deus foi confiado exclusivamente ao Magistério da Igreja, ao Papa e aos bispos em comunhão com ele.” “O Magistério da Igreja empenha plenamente a autoridade que recebeu de Cristo quando define dogmas”

As Escrituras por outro lado, requerem para si autoridade única em questões de fé (Is8.20; Jo17.17; 2Tm3.15-17), além de mostrar aos fiéis que eles só devem aceitar uma doutrina após conferir se ela realmente se encontra em plena harmonia com a Bíblia Sagrada (Jo5.39; At17.11). Desse modo a Santa Escritura deixa claro que a tradição e a teologia humana não podem suplantar as Sagradas Escrituras (Is29.13; 1Tm4.1; 6.20). Assim se um católico realmente deseja ser um cristão sincero deve analisar o papado e a Tradição de sua Igreja a luz da Palavra de Deus. Partamos agora para essa análise:

A Tradição Católica ensina que Pedro foi o primeiro papa. Mas isso não tem base alguma nas Escrituras. Se Pedro foi bispo de Roma, porque Paulo não lhe enviou saudações em sua carta aos romanos, na qual encontramos saudações enviadas a várias pessoas (Rm16)? Se Pedro foi o primeiro papa, porque o Primeiro Concílio da Igreja foi presidido por Tiago, mesmo Pedro estando presente (At 15.13, 19)? Também é importante notar, que diferente dos papas romanos, o apóstolo Pedro era casado (Mt8.14). Pedro, portanto não foi o primeiro papa.

    Que dizer, então, das seguintes palavras de Jesus: “Pois também eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja.” (Mt16.18). Estava Jesus dizendo que a Igreja seria edificada sobre Pedro? – De forma alguma. Jesus havia perguntado a Pedro, quem ele entendia ser Jesus (Mt16.15), a resposta do apóstolo foi: “Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo.” (Mt16.16). Daí, o Senhor, faz um trocadilho: “Tu és Pedro, uma pequena pedra, mas sobre a Grande Pedra, que reconheceste ser o Cristo, é que a Igreja será edificada.” Que foi assim que Pedro entendeu a declaração de Jesus, fica claro quando lemos a sua primeira epístola (1Pe2.4-8) e seu discurso perante o Sinédrio (At4.8-12), no qual Pedro identifica Cristo como a Pedra sobre a qual a Igreja é edificada ( ver SL118.22;  Is28.16; Mt21.42; Ef2.20; 1Co10.4).

     Depois de dizer a Pedro que a Igreja seria edificada sobre a Rocha, Jesus concede ao apóstolo poder, não de perdoar pecados pessoais, mas para exercer a disciplina eclesiástica (Mt16.19). Jesus, e não Pedro, é a Rocha Forte e o Cabeça da Igreja (Ef4.15-16).

O “Senhor Deus, o Papa”, “Aquele que não falha em questões religiosas”, o “Cabeça do Corpo de Cristo”, a “Rocha Fundamental da Igreja”. Tais títulos pertencem somente ao Soberano Senhor e Salvador Jesus Cristo. É um insulto atribuir a um homem títulos que a Bíblia atribui somente a Deus (Ez18.2).

VEJA TAMBÉM: SANTA MARIA, MÃE DE JESUS    VENERAÇÃO A IMAGENS       

Postado por Bruno dos Santos Queiroz

Tags: