Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
Qual o Nome Correto do Salvador em Português?

Jesus Josué ou Oséias:
Qual o Nome Correto do Salvador em Português?
O nome para o Messias na Língua Portuguesa deveria ser Josué (o que equivale a Yehoshua) e não Jesus que não é nem de origem grega nem latina. Na transliteração para o grego, encontramos Iesous, onde consta o iota (I) que possivelmente corresponda ao iodh. Portanto, o que posso afirmar, é que Jesus está errado. E em função do que está escrito em Mateus, Lucas e Hebreus, onde existe o nome Josué, o nome seria Yehoshua – Yahweh é salvação. Contudo, em função da missão do Messias, creio que o correto é Yeshua ou Oséias – Salvação.
QUAL DOS NOMES É MAIS APROPRIADO PARA O MESSIAS: JOSUÉ OU OSÉIAS?
Será feito um breve comentário sobre a mudança do nome do Messias. Primeiro: da Língua Hebraica para a Língua Grega. Segundo: da Língua Grega para e Língua Latina e terceiro e delas para a Língua Portuguesa.
Primeiro: O nome que é amplamente defendido para o Messias, é o nome de Josué. Que Literalmente na Língua Hebraica é: (עשוהי), que significa: Yahweh salva ou Yahweh é salvação ou Yahweh é a salvação. E a transliteração adotada, com a introdução dos sinais vocálicos, que foram criados pelos Massoretas, é: (Yehôshu‘a).
No entanto, antes do filho de Num ser chamado de: (עשוהי), ele era chamado de: (עשוה), que significa Salvação. Cuja transliteração é: (Hôshē‘a). Este nome, literalmente, é o mesmo do profeta (עשוה).
Então, a grande pergunta é: Por quê Moisés foi autorizado a mudar o nome do filho de Num, de (עשוה – Hôshē‘a) para (עשוהי – Yehôshu‘a). Podemos encontrar duas respostas para essa pergunta. A primeira é em função da crença da maioria. A mudança do nome é simbólica. Portanto, apontava para o Messias, que no futuro iria conduzir (e está conduzindo) o povo de Elohym para a Canaã celestial.
A segunda é em função de uma guerra que houve entre as Tribos de Israel e Amaleque. Como está escrito:
“E chamou o nome daquele lugar Massá e Meribá, por causa da contenda dos filhos de Israel e porque tentaram ao SENHOR, dizendo: Está o SENHOR no meio de nós ou não? Então, veio Amaleque e pelejou contra Israel em Refidim. Com isso, ordenou Moisés a Josué: Escolhe-nos homens, e sai, e peleja contra Amaleque; amanhã, estarei eu no cimo do outeiro, e o bordão de Deus estará na minha mão. Fez Josué como Moisés lhe dissera e pelejou contra Amaleque; Moisés, porém, Arão e Hur subiram ao cimo do outeiro. Quando Moisés levantava a mão, Israel prevalecia; quando, porém, ele abaixava a mão, prevalecia Amaleque. Ora, as mãos de Moisés eram pesadas; por isso, tomaram uma pedra e a puseram por baixo dele, e ele nela se assentou; Arão e Hur sustentavam-lhe as mãos, um, de um lado, e o outro, do outro; assim lhe ficaram as mãos firmes até ao pôr-do-sol. E Josué desbaratou a Amaleque e a seu povo a fio de espada. Então, disse o SENHOR a Moisés: Escreve isto para memória num livro e repete-o a Josué; porque eu hei de riscar totalmente a memória de Amaleque de debaixo do céu. E Moisés edificou um altar e lhe chamou: O SENHOR É Minha Bandeira. E disse: Porquanto o SENHOR jurou, haverá guerra do SENHOR contra Amaleque de geração em geração”. (Êxodo 17:8-16 – ARA).
Esse relato, onde está escrito que Yahweh mandou Moisés escrever o acontecido (como a peleja foi vencida) e relatar a Josué, é uma prova que nesta peleja ele já não se chamava Oséias. Esta peleja ocorreu bem antes de Moisés enviar os espias para a terra de Canaã. Eles ainda não havia nem mesmo chegado ao Monte Sinai. Leia Êxodo 16:1; 17:1 e 19:1 e compare com Números 10:11-13 e 11:1-3. Dos três versos, nos quais aparece o nome Oséias {Êxodo 13:8 e 16 (עשוה).}, dois é no capítulo onde são escolhidos os espias e enviados e o último é em Deut. 32:44: (עשוה). Neste, Josué ainda é chamado Oséias filho de Num. E curiosamente, a primeira vez em que Oséias filho de Num é chamado de Josué, é na peleja contra Amaleque. O que podemos entender, é que ele foi chamado de Josué, em Êxodo 17:8-16, justamente para que ele não pensasse em si mesmo ou de si mesmo como o vencedor da peleja em função do seu nome. Oséias – Salvação. Por isso, Moisés teria que escrever e relatar a ele Josué, quem foi realmente o verdadeiro vencedor da peleja.
Assim está escrito: “Quando Moisés levantava a mão, Israel prevalecia; quando, porém, ele abaixava a mão, prevalecia Amaleque. Ora, as mãos de Moisés eram pesadas; por isso, tomaram uma pedra e a puseram por baixo dele, e ele nela se assentou; Arão e Hur sustentavam-lhe as mãos, um, de um lado, e o outro, do outro; assim lhe ficaram as mãos firmes até ao pôr-do-sol. E Josué desbaratou a Amaleque e a seu povo a fio de espada. Então, disse o SENHOR a Moisés: Escreve isto para memória num livro e repete-o a Josué; porque eu hei de riscar totalmente a memória de Amaleque de debaixo do céu. E Moisés edificou um altar e lhe chamou: O SENHOR É Minha Bandeira. E disse: Porquanto o SENHOR jurou, haverá guerra do SENHOR contra Amaleque de geração em geração”. (Êxodo 17:8-16 – ARA).
Portanto, se estiverem analisando o Messias conduzindo o povo de Elohym para a Canaã celestial comparando com Josué, é uma possibilidade. No entanto, Josué aceitou a mudança do nome porque ele reconheceu que Yahweh é salvação. Contudo, se analisarmos o nome Oséias – Salvação, como apropriado ao Messias, entenderemos melhor algumas passagens proféticas. {Gên. 49:18; Luc. 1:69, 77; e principalmente 2:30 (Porque os meus olhos já viram a tua Salvação) (ARA); 3:6; 19:9; João 4:22; Atos 4:12; 13:47; 16:17; 28:18; Rom. 11:11; 13:11; 2Tim. 2:10; Tito 2:11; Heb. 2:10; 5:9; 1Pedro 1:10}.
A TRANSLITERAÇÃO DO NOME: עשוהי – DA LÍNGUA HEBRAICA PARA LÍNGUA GREGA
No Novo Testamento, aparece três vezes o nome Josué. Em Luc. 3:29 {’Ιησου – Ie(ē)so(ŏ)u)}, Atos 7:45 {’Ιησου – Ie(ē)so(ŏ)u)} e heb. 4:8 {’Ιησους – Ie(ē)so(ŏ)us)}. Nos dois primeiros versos, está no caso genitivo, masculino singular. No último verso, está no nominativo, masculino singular.
O nome que é atribuído ao Messias, também foi registrado na Língua Grega assim em Mat. 1:16: {’Ιησους – Ie(ē)so(ŏ)us)} e em Mat. 1:21: {’Ιησουv – Ie(ē)so(ŏ)uv)}. O primeiro está no caso nominativo, masculino singular. O segundo está no caso acusativo, masculino singular. Portanto, a pronuncia para os nomes dependem do caso em que se encontra o nome. Contudo, em a pronuncia tem por base o caso Nominativo, ou seja: {’Ιησους – Ie(ē)so(ŏ)us)}.
A transliteração, da Língua Hebraica, do nome: (עשוהי -Yehôshu‘a), para a Língua Grega é complicada, porque a Língua Grega possui vogais e a Língua Hebraica não possui e os sinais dos Massoretas só foram acrescentados depois do séc. V d. C. Portanto, é impossível uma transliteração perfeita da Língua Hebraica para a Grega. A transliteração aproximada seria: Υhwsh‘. Contudo, o problema é que na Língua Grega, não existe letras que correspondentes aos vocábulos ה, ו e ע. Então o jeito foi improvisar. Na improvisação, o erro foi adotar uma vogal (Ι) no lugar de uma consoante (י). O que ainda persiste em nossos dias. O certo seria adotar no lugar do (י) o (Υ).
Aqui, a grande pergunta é: Por que os tradutores do Novo Testamento na tradução, optaram pelo nome (עשוהי -Yehôshu‘a). Yahweh Salva, e não por (עשוה – Hôshē‘a). Salvação? Já que a nossa Salvação é o Messias. Como podemos entender pelos textos citados acima e por estes abaixo:
“Depois de assim falar, Jesus, levantando os olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o Filho te glorifique; assim como lhe deste autoridade sobre toda a carne, para que dê a vida eterna a todos aqueles que lhe tens dado. E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste”. (João 17:1-3 – AVR).
“Para que todos honrem o Filho, assim como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não honra o Pai que o enviou”. “Pois assim como o Pai tem vida em si mesmo, assim também deu ao Filho ter vida em si mesmos”.(João 5:23 e 26 – AVR).
“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é julgado; mas quem não crê, já está julgado; porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E o julgamento é este: A luz veio ao mundo, e os homens amaram antes as trevas que a luz, porque as suas obras eram más”. (João 3:16-19 – AVR).
“E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida. Estas coisas vos escrevo, a vós que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna”. “Sabemos também que já veio o Filho de Deus, e nos deu entendimento para conhecermos aquele que é verdadeiro; e nós estamos naquele que é verdadeiro, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna”. (1João 5:11-13 – AVR).
A TRANSLITERAÇÃO DO NOME: ’Ιησους – DA LÍNGUA GREGA PARA A LÍNGUA LATINA
Na Língua Latina (Vulgata Latina de Jerônimo) assim foi grafado: Iesu (Luc. 3:29); Iesu (Atos 7:45) e Iesus (Heb. 4:8).
O nome atribuído ao Messias, assim foi grafado: Iesus (Mat. 1:16) e Iesum (Mat. 1:21). Como a Língua Latina deriva da Língua Grega, ocorre a mesma dificuldade. E o mesmo erro. Contudo, o erro ocorrido na tradução para a Língua Latina é menos grave. Porque nesta Língua, na época não existia a letra (Y) no alfabeto da Língua Latina.
“Segundo Cícero, o alfabeto Latino apresenta 21 letras: ABCDEFGHIKLMNOPQRSTV(u)X
Posteriormente incorporam-se duas letras gregas: Y e Z, para facilitar a transcrição dos empréstimos.
1. as vogais: a, e, i, o, u.
2. os ditongos: ae, oe, au (os de uso mais corrente).
3. as consoantes: b, c, d, f, g, h, k, l, m, n, p, q, r, s, t, x.”
“Os sons representados pelos grafemas j e v, como conhecemos no português, só vão aparecer na pronúncia latia a partir do séc. XVI quando Pierre de la Rameé as incorpora ao alfabeto latino – as chamadas letras ramistas; até então, as letras i e u apresentavam-se com valor consonântico e vocálico conforme o contexto fônico.”
“Os dicionários escolares e os livros didáticos geralmente apresentam as palavras com v e j quando o u e i ocupam posição de consoantes”.
“O J e o V, quando aparecem na escrita, deverão ser pronunciados como / i / e / u /, respectivamente.” – (GARCIA, Janete Melasso. INTRODUÇÃO Á TEORIA E PRÁTICA DO LATIM. 2ª ed. Brasília – DF, Editora UnB, 1995. pp. 18-19 e 20.).
Portanto, não se pode dizer que houve por parte dos primeiros tradutores romanos, má fé. No que diz respeito à transcrição do nome do Messias da Língua Hebraica ou mesmo da Língua Grega para a Língua Latina. E importante, que seja lembrado, a Língua Hebraica só possui consoantes e os sinais vocálicos dos Massoretas só aparecem após o Séc. V d. C.
A TRANSLITERAÇÃO DO NOME: Iesus – DA LÍNGUA LATINA PARA A LÍNGUA PORTUGUESA
A Língua Portuguesa deriva da Língua Latina, que deriva da Língua Grega. Ela, também, herdou os mesmos problemas no que diz respeito à transliteração. Mesmo, em se tratando da Língua Portuguesa, em especial, a falada no Brasil.
Então, aqui, as grandes perguntas são: Por que traduziram para a Língua Portuguesa, o nome do Messias – que na Língua Grega está escrito: {’Ιησους – Ie(ē)so(ŏ)us)} igual ao nome do filho de Num – por nomes diferentes na Língua Portuguesa, Jesus e Josué, se na transliteração da Língua Hebraica para as Línguas Grega e Latina, literalmente, em cada uma, o nome é grafado do mesmo jeito? Porque, então não corrigir o erro, nas Línguas Latina e Portuguesa, já que existem os sinais vocálicos dos Massoretas e já que há muito tempo foram incorporadas às letras (V e Y) aos alfabetos das respectivas Línguas?
Quanto aos nomes mudados para divindades pagãs, é importante que se leia e entenda o Livro do profeta Daniel. Porque se você acha que não deve pronunciar o nome Jesus não pronuncie. Porque realmente está errado. No entanto, nem todos sabem desse erro. Portanto, você poderá usar da seguinte habilidade, como foi transcrito em Daniel.
“Mas o chefe dos eunucos lhes pôs outros nomes, a saber: a Daniel, o de Beltessazar; a Hananias, o de Sadraque; a Misael, o de Mesaque; e a Azarias, o de Abednego”. (Dan. 1:7 – AVR). Você pode perceber que Daniel, continuou a ser tratado como Daniel.
Contudo, alguns detalhes são importantes, que sejam destacados: “Respondeu o rei e disse a Daniel, cujo nome era Beltessazar: Podes tu fazer-me saber o sonho que tive e a sua interpretação?”. (Dan. 2:26 – AVR).
“Por fim entrou na minha presença Daniel, cujo nome é Beltessazar, segundo o nome do meu deus, e no qual há o espírito dos deuses santos; e eu lhe contei o sonho, dizendo”. “Então Daniel, cujo nome era Beltessazar, esteve atônito por algum tempo …”. (Dan. 4:8 e 19 – AVR).
Nestes versos são apresentados os dois nomes juntos. O nome relacionado ao deus de Babilônia e o nome relacionado a Elohym. Esta é a maneira correta de se apresentar para efeito de explicação e de ensino, na transição do nome errado para o certo. Mas o problema não acaba aqui. Se formos adotar todos os nomes próprios, de pessoas e de lugares, da Escritura Sagrada transliterado, para a Língua Portuguesa ou qualquer outra Língua, todos teremos que falar e escrever na Língua Hebraica. Por conseguinte, nessa linha de raciocínio, o sábado, também, não poderá ser chamado de sábado, conforme é escrito na Língua Portuguesa. Porque ele também está relacionado com divindades pagãs e feitiçarias.
“Orixás, Semana dos, tradição dos cultos africanos (ver Ritos afro-brasileiros) segundo a qual cada dia da semana é consagrado a uma divindade ou orixá. Segunda-feira pertence a Exu e Omolu. Terça-feira a Nanã e Oxumaré. Quarta-feira é dedicada a Xangô e Iansã. Quinta-feira a Oxóssi e Ogum. Sexta-feira é dia de Oxalá. Sábado, de Iemanjá e Oxum. O domingo é consagrado a todos os orixás. Diariamente, nos candomblés, renovam-se as oferendas no peji.” – (‘Orixás, Semana dos,’ Enciclopédia® Microsoft® Encarta. © 1993-1999 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados.).
Um dos significados na Enciclopédia Encarta, além dos já conhecidos, é:
“3. Conciliabulo noturno de feiticeiros.” – (Ibidem.).
Caso fossemos procurar o significado para cada palavra que existe, até mesmo o nosso próprio nome poderia está ligado a alguma divindade pagã. Sendo assim, a palavra “Deus”, também, não deveria ser pronunciada, porque a pronuncia lembra o deus da mitologia grega: Zeus. E por ai vai …
Por último, temos algumas colocações sobre o nome do Messias, em função do Livro de Apocalipse.
Apocalipse 3:12:
“A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, donde jamais sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, da parte do meu Deus, e também o meu novo nome”. (AVR).
“Os seus olhos eram como chama de fogo; sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo. Estava vestido de um manto salpicado de sangue; e o nome pelo qual se chama é o Verbo de Deus”. (19:12-13 – AVR).
Portanto, em função desses três versos, medite nos nomes: (עשוהי – Yehôshu‘a) – Yahweh é salvação e (עשוה – Hôshē‘a) – Salvação. E analise se os significados deles têm alguma influência ou alguma mensagem para você. Porque sem dúvida alguma, os dois têm um significado especial em nossa vida. Porque Yahweh, por meio do Seu Filho Unigênito – a Salvação, também, é Salvação. — josielteli@hotmail.com

Tags: