Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
Quem é “o Alfa e o Ômega”?

Quem é “o Alfa e o Ômega”?
NOS manuscritos gregos mais antigos do livro de Apocalipse, a expressão “o Alfa e o ômega” aparece três vezes. Será que tal designação, segundo muitos crêem, aplica-se tanto ao Deus Onipotente, Yahweh, como ao seu Filho, Jesus Cristo? Exatamente qual é o significado do título “o Alfa e o Ômega”?
A palavra “alfa” é o nome da primeira letra do alfabeto grego, ao passo que o termo “ômega” designa a última letra do alfabeto grego. Por isso, em si, o título “o Alfa e o Ômega” transmite a idéia do início e do fim, ou término de algo. O personagem assim designado, por conseguinte, poderia ser considerado como o iniciador de certas coisas, e aquele que leva tais coisas a uma conclusão bem sucedida.
Com base no que é revelado nas Escrituras Hebraicas, o título “o Alfa e o Ômega” certamente se ajusta a Yahweh Deus. Em Isaías 55:10, 11, por exemplo, diz-se-nos: “Assim como desce dos céus a chuva e a neve, e não volta àquele lugar, a menos que realmente sature a terra e a faça produzir e brotar, e se dê de fato semente ao semeador e pão ao comedor, assim mostrará ser a minha palavra que sai da minha boca. Não voltará a mim sem resultados, mas certamente fará aquilo em que me agradei e terá êxito certo naquilo para que a enviei.”
Quão fortemente isto sublinha que, seja lá o que for que Yahweh Deus expresse, será levado a um fim bem sucedido! A água que cai em forma de chuva ou neve por fim se infiltra no solo, combinando-se ali com nutrientes. Deste modo, tal precipitação supre o que é necessário para o crescimento das plantas. No caso dos grãos, parte da semente poderá ser colocada à parte para a semeadura da próxima estação, e uma parte muito maior poderá ser moída em farinha para se fazer pão. Assim, a finalidade última da precipitação é alcançada — dá-se semente ao semeador e pão ao que come. Semelhantemente, seja o que for que Yahweh Deus, como Iniciador, coloque em ação por meio de sua palavra, sempre atinge um fim bem sucedido.
Mas será que o título “o Alfa e o Ômega” se aplica exclusivamente a Jeová Deus? Para responder a esta pergunta, temos de examinar o contexto em que tal designação aparece.
Revelação 1:8 declara: “Eu sou o Alfa e o Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era e o que vem, o Todo-Poderoso.” (Novo Testamento, M. Hoepers, ed. 1978) É claro que a referência aqui é feita ao Deus Altíssimo, Yahweh.
Ao passo que Jesus Cristo é mencionado no versículo precedente como ‘vindo com as nuvens’, as palavras de Revelação 1:8 e dos versículos circundantes mostram que não poderia ser “o Alfa e o Ômega”. Nas Escrituras, apenas o Pai do Senhor Jesus Cristo é chamado de “o Senhor Deus”, e de “Todo-Poderoso”. Jesus Cristo até mesmo se refere a seu Pai como “meu Deus”. (João 20:17; Rev. 3:12) Segundo Revelação 1:1, a Revelação foi dada por Deus a Jesus Cristo. Por isso, deveríamos esperar que as palavras do Deus Altíssimo fossem citadas no relato. A primeira referência a “o Alfa e o Ômega” é, manifestamente, um exemplo disto. Ademais, no próprio versículo seguinte, o escritor do livro de Revelação, o apóstolo João, afirma: “Eu . . . vim a estar na ilha que se chama Patmos, por ter falado a respeito de Deus e ter dado testemunho de Jesus.” (Rev. 1:9) Isto supre confirmação adicional de que João entendia que Deus era o Pai do Senhor Jesus Cristo.
Em que sentido é Yahweh Deus “aquele que é, que era e o que vem”? Sendo o Deus eterno, Jeová sempre foi o Todo-poderoso. (Sal. 90:2) Assim, no passado indefinido, ele era o Altíssimo. Ademais, continua sendo o Deus Todo-poderoso, e virá nesta categoria para executar seu julgamento. Conforme indicado em outras partes do livro de Revelação, Yahweh Deus demonstrará sua onipotência na ocasião em que seu Filho destruir todos os oponentes à Sua soberania. — Rev. 16:14; 19:13-16.
A próxima ocorrência do título “o Alfa e o Ômega” se encontra em Revelação 21:6. No versículo seguinte, afirma Aquele que aplica este título a si mesmo: “Todo aquele que vencer herdará estas coisas, e eu serei o seu Deus e ele será o meu filho.” Visto que Jesus Cristo menciona a si mesmo como “irmão” destes vencedores, é o Pai do Senhor Jesus Cristo que se refere a si mesmo como “o Alfa e o ômega”. — Compare com Mateus 25:40; Hebreus 2:10-12.
Por fim, em Revelação 22:12, 13, lemos: “Eis que venho depressa, e a recompensa que dou está comigo, para dar a cada um conforme a sua obra. Eu sou o Alfa e o ômega, o primeiro e o último, o princípio e o fim.” Esta citação aparece entre outras atribuídas a um anjo e a Jesus Cristo. Antes de tais palavras serem citadas no livro de Revelação, falou o anjo que serviu de instrumento para apresentar a Revelação ao apóstolo João. (Rev. 22:8, 9) Daí, depois da citação que começa com Revelação 22:12, e termina com as palavras do versículo 15, encontramos a seguinte declaração: “Eu, Jesus, enviei o meu anjo.” (Rev. 22:16) Visto que o contexto não torna necessário que atribuamos as palavras de Revelação 22:12, 13 quer ao anjo quer a Jesus, poderiam ter-se originado de outro proferidor. Coerente com o restante do livro de Revelação, “o Alfa e o Ômega” deve ser o Deus Todo-poderoso. Ele é Aquele que vem na posição de juiz para recompensar e punir as pessoas, segundo suas obras.
A idéia expressa em Revelação 22:12 também se harmoniza com o que o apóstolo Paulo escreveu. Ele declarou: “Segundo a tua dureza e teu coração impenitente, armazenas para ti furor no dia do furor e da Revelação do julgamento justo de Deus. E ele dará a cada um segundo as suas obras: vida eterna aos que estão buscando glória, e honra, e incorrutibilidade, pela perseverança na obra que é boa; no entanto, para os que são briguentos e que desobedecem à verdade, mas que obedecem à injustiça, haverá furor e ira, tribulação e aflição sobre a alma de cada homem que fizer o que é prejudicial, primeiro do judeu, e também do grego; mas glória, e honra, e paz para todo aquele que fizer o que é bom, primeiro para o judeu, e também para o grego.” (Rom. 2:5-10) Naturalmente, o julgamento será expresso por Jeová Deus mediante seu Filho, pois o apóstolo também afirma: “Isto se dará no dia em que Deus, por intermédio de Cristo Jesus, julgar as coisas secretas da humanidade.” — Rom. 2:16.
Falar Yahweh Deus de si mesmo como “o Alfa e o ômega” nos dá a certeza de que aquilo que Ele propôs terá sua consecução bem sucedida. Isto deve mover-nos a fazer nosso máximo para obter a Sua aprovação. Nossa recompensa, então, será certa, pois a Bíblia nos diz: “Deus não é injusto, para se esquecer de vossa obra e do amor que mostrastes ao seu nome.” — Heb. 6:10.

Tags: