Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
QUEM É O DEUS FORTE E PAI DA ETERNIDADE DE ISAÍAS?

QUEM É O DEUS FORTE E PAI DA ETERNIDADE DE ISAÍAS?

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus forte, Pai da Eternidade, Príncipe da paz ” Isaías 9:6

Primeira coisa que a pessoa tem que notar quando ler um texto desse é que “Maravilhoso conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade” não é nome, mas significados. Isto é, o nome do Messias teria esses significados.

Nos dias do rei Acaz,  após o rei se recusar em fazer um pedido com sinal para Deus, o próprio Deus lhe deu um sinal. Disse que uma virgem conceberia e daria luz a um filho chamado de “Deus conosco” ou “Deus está conosco ” Emanuel. Disse que antes que o menino soubesse desprezar o mal e escolher o bem, a terra seria desamparada pelos dois reis que Acaz temia de medo. Isaías 7:10-16 . Isso quer dizer que nos dias do rei Acaz, do profeta Isaías, também nasceu alguém que foi chamado de “Deus conosco”. Claro que esse acontecimento seria uma figura que se cumpriria no nascimento de Cristo, assim como a morte do cordeiro pascoal na noite em que povo de Israel saiu do Egito, com a proibição da quebra do osso do animal, era uma figura que se cumpriria na morte de Jesus. Alguns acontecimentos e fatos do antigo testamento são figuras que se cumprem no novo testamento.

O sentido de virgem concebendo em Isaías vem da tentativa de mostrar que o menino nasceria de uma mulher que ainda não tinha tido relação e nem filho e não que a mulher ficaria grávida virgem.  Ou seja, Deus poderia dizer, por exemplo  “ A jovem Isabel, que é virgem, vai conceber um filho que será chamado Emanuel”. É bom mencionar também que esse nascimento não se deu pelo Espírito Santo como no caso de Maria.

Vale lembrar que “Deus conosco” é o significado de Emanuel. Há outros nomes com significados, chamar alguém de Jaziel é a mesma coisa de chamá-lo de “Deus que vê” que é o significado, chamar alguém de Josué e a mesma coisa de chamá-lo de “Deus é minha salvação” que é o significado. É o contexto que indicará a quem o significado se refere a Deus ou a pessoa que assim é chamado. O nome Davi tem o significado de “aquele que é amado ou querido” o nome Gabriel tem o significa de “homem forte de Deus.” Fica evidente aí que esses significados só podem ser para a pessoa que assim é chamada. 

No entanto, o menino que foi chamado de Deus conosco no contexto do rei Acaz e do profeta Isaías, apresentava um significado que louvava a Deus. O significado não era para ele. Não podemos acreditar que o menino era Deus porque ele foi chamado de Deus conosco. De outro modo, quem é chamado de “Deus que vê” (Jaziel) também seria Deus, o que não teria sentido. Ou pior, teríamos que chamar a cidade de Jerusalém de “Jeová”, pois o profeta Jeremias disse que essa cidade seria chamada de “Jeová Justiça nossaJeremias 33:16.  Já pensou nesse raciocínio, a Cidade foi chamada de Jeová Jutiça nossa  porque ela é Jeová, ou seja, vamos a prestar culto a cidade? Claro que não. Nesse caso o significado do chamado não aponta para a Cidade que leva o nome, mas para Deus. A glória de Deus estaria na Cidade.

Assim, os significados do que nos chamam podem ser para nós ou para Deus na forma de louvor. O significado de “Principe da paz” ou de “Maravilhoso Conselheiro” pode até se referir ao Messias, porém o significado de “Deus forte” ou o significado de “Pai da Eternidade”, dentro do contexto do que a escritura fala sobre o Pai e sobre o Filho, só pode se referir ao Pai mesmo. A falta de conhecimento da cultura judaica leva muitos a errar no texto de Isaías ao dizer, por exemplo, que se ele foi chamado de “Deus forte” é porque ele é Deus forte, se assim fora, o homem que é chamado de “Deus que vê” (Jaziel) é o Deus que vê, o menino, que nasceu na época de Isaias, que foi chamado de “Deus conosco” era o Deus conosco, a Cidade de Jerusalém que foi chamada de Jeová, seria Jeová, o que não é verdade.

Postado por Fabio Bento

Tags: