Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
RESSURREIÇÃO DO MESSIAS NO PRIMEIRO DIA DA SEMANA (DOMINGO)?

RESSURREIÇÃO DO MESSIAS NO PRIMEIRO DIA DA SEMANA (DOMINGO)?

O DIA DA MORTE E RESSURREIÇÃO DE JESUS

O dia da morte de Jesus e quantos dias Ele ficou sepultado antes da ressurreição é um assunto que gera polêmica em quase todas as igrejas e em alguns casos nem se comenta a respeito.

Na verdade, neste pequeno estudo vamos considerar as próprias palavras de Jesus quando disse: “Assim ficará o filho do Homem, três dias e três noites no seio da terra”, sepultado (Mat. 12:40). E depois do terceiro dia de sua morte um de seus discípulos (Cleofas) disse ao próprio Jesus ressuscitado, não o conhecendo: “Nós esperávamos que fosse ele o que remisse Israel; mas agora, sobre tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas aconteceram (Luc. 24:18-21). Nos v. 25 e 26 Jesus falou com eles e eles não o conheceram, mas quando chegaram na aldeia foram cear. Quando aquele mendigo de aparência partiu o pão, os discípulos conheceram que aquele homem era Jesus (v. 30-31). Se as mulheres não acharam o corpo de Jesus na sepultura na madrugada do primeiro dia da semana (Luc. 24:1, 22-23), fica fácil, através da matemática, descobrir o dia da semana que Jesus morreu e que e ressuscitou. Isto é o que descobriremos a seguir.

1- Quantos dias e quantas noites Jesus ficou sepultado?

R: Mat. 12:40

Se Jesus ficou 3 dias e 3 noites no seio da terra, fica descartada a hipótese que a morte dEle ocorreu na sexta-feira e tenha ressuscitado no domingo de madrugada ou muito cedo. Até os incrédulos, os ímpios e os próprios soldados que crucificaram Jesus creram na mensagem de que Ele ficaria 3 dias e 3 noites no seio da terra (Mat. 27:62-66).

2- Quem ressuscitou Jesus após o terceiro dia?

R: Atos 10:40

O próprio Deus. Em uma de suas mensagens Pedro confirma a veracidade da palavra que o próprio Jesus ensinava.

3- Paulo também creu e transmitiu os ensinamentos de Jesus e de Pedro?

R: I Cor. 15:3 e 4

Paulo fala que Jesus ressuscitou no terceiro dia.

4- Maria foi ao sepulcro bem cedo ou de madrugada, ao amanhecer o primeiro dia da semana. Elas viram a ressurreição de Jesus?

R: João 20:1 / Luc. 24:1

Não, porque Jesus já havia ressuscitado, foi o que afirmou um anjo: “Ele não está aqui, vede, o lugar está vazio” (Marcos 16:1-6).

5- Está provado que Jesus ficou 3 dias e 3 noites no seio da terra. Em que dia Jesus morreu?

R: Dan. 9:27 primeira parte

Se a semana tem 7 dias e Jesus cessou o seu sacrifício na metade da semana, esta provado que sua morte ocorreu na quarta-feira. Veja:

Jesus curou uma mulher paralítica (Luc. 13:10-17). Lucas 13:31-33 diz: “Naquele mesmo dia em que Jesus curou a mulher paralítica, que foi sábado, os fariseus disseram a Jesus: Sai, retira-te, Herodes quer te matar. Jesus respondeu: Ide, dizei aquela raposa: eis que eu expulso demônios hoje e amanha, e no terceiro dia sou consumado. Importa caminhar hoje (sábado) e amanhã (domingo) e no dia seguinte (segunda-feira) para que não suceda que morra um profeta fora de Jerusalém”.

Na terça-feira ele foi preso e na quarta-feira Jesus morreu.

-ficou na sepultura:

a noite de quarta para quinta;

a noite de quinta para sexta;

a noite de sexta para sábado.

O dia de quinta; o dia de sexta e o dia de sábado.

E ao passar o sábado Jesus ressuscitou (Marcos 16:1). Tudo indica que a ressurreição ocorreu na noite de sábado para o domingo para se cumprir o que disse Jesus: Assim como o profeta Jonas, ficou o Filho do Homem 3 dias e 3 noites no seio da terra (Mat. 12:40).

6- Se a sexta-feira é o dia da preparação (Ex. 16:22 e 23), em que dia os príncipes pediram a Pilatos para pôr guardas na porta do túmulo de Jesus?

R: Mat. 27:62-64

Foi sábado durante o dia, porque o v. 62 diz: ‘E no dia seguinte, que é o dia depois da preparação’, preparação porque os judeus preparavam tudo para que no sábado o dia fosse apenas para adoração ao Senhor.

7- Em que mês era sacrificada a páscoa?

R: Ex. 12:2

8- Em que dia e hora era celebrada a páscoa?

R: Lev. 23:5 / Ex. 12:6 e18

A páscoa era celebrada no 1º mês, no dia quatorze a tarde, e no dia quinze era a festa. Com o passar dos anos, já nos tempos de Jesus, um sumo sacerdote por nome de Caifás teria aconselhado os judeus que convinha que um homem morresse pelo povo (João 18:14) e outro fosse libertado (Mat. 27:15, 21-22 / João 18:39). Isso acontecia por ocasião da festa dos pães asmos (Mat. 27:15) e por ser o dia da preparação da páscoa (Luc. 22:13). Jesus adianta e diz: “Desejei muito comer convosco essa páscoa antes que padeça” e naquele mesmo dia comeram a páscoa (Luc. 22:17-20).

Logo após terem comido, Jesus foi preso (Luc. 22:54), isso na terça-feira, porque no sábado anterior Jesus curou uma mulher paralítica que andava encurvada (Luc. 13:10-11) e aquele dia era sábado. Naquele mesmo dia Jesus recebeu um recado: “Sai e retira-te daqui, porque Herodes quer matar-te” (v. 31), ao qual Jesus respondeu: “Importa caminhar hoje e amanha e no dia seguinte” (ou seja, sábado, domingo e segunda) (v. 33).

E na terça-feira foi preso e na quarta a tarde Ele morreu, até porque João 19:31 diz que era o dia da preparação dos judeus e para que os corpos dos crucificados não ficassem na cruz durante o sábado, porque esse sábado era um grande dia, esse sábado não era o sábado do Senhor, e sim o sábado dos judeus (Lev. 23:24-32).

E Deus falou através do profeta Isaias que não aceitaria mais as festas dos judeus, nem as ofertas, nem seus sábados e a sua convocação, suas luas novas, suas solenidades, aborreciam a Sua alma, já Lhe eram pesadas, já estava cansado de as sofrer, as suas mãos estavam cheias de sangue (Isaias 1:13-15). Essa profecia já falava o que os judeus iriam fazer como Filho de Deus por ocasião dessa festa, na preparação para o sábado dos judeus. O que era uma santa convocação, um grande dia, uma festa solene, foi transformado em injustiça pelos judeus e dia de assassinato (João 18:14). Porém, após a morte de Jesus logo ele foi retirado da cruz e sepultado.

Um dia antes do sábado do Senhor as mulheres prepararam especiarias e ungüentos e no sábado repousaram conforme o mandamento (Luc. 23:56 / Ex. 20:8-11) e no primeiro dia da semana (domingo) de madrugada ainda escuro, Maria Madalena foi ao sepulcro e viu a pedra removida (João 20:1) e em Lucas 24:5-6 os anjos disseram às mulheres: “Por que buscais entre os mortos quem está vivo? Ele não está aqui, mas já ressuscitou”.

Ensinar que Jesus morreu na sexta-feira e ressuscitou no domingo é contradizer a palavra do próprio Jesus (Mat. 12:40). Se o sepultamento de Jesus tivesse acontecido na sexta-feira a tarde e a ressurreição na madrugada para amanhecer domingo, somariam três dias e três noites? Mas, se sepultado quarta-feira de tarde e ressuscitado no sábado durante a noite, acertadamente soma-se três dias e três noites. Jesus não pensou o que disse, Ele profetizou e é mais fácil passar o céu e a terra do que a Sua palavra (Mat. 24:35).

Se Jesus tivesse morrido na sexta-feira como dizem a maioria dos evangélicos, ele teria que ressuscitar somente na segunda-feira a tardinha para se completar os três dias e três noites profetizado por ele mesmo em Mateus 12:39-40. É comum entre a maioria dos cristãos aceitarem que Jesus morreu na sexta-feira, considerada a sexta-feira da paixão e que ressuscitou no domingo, considerado o domingo de páscoa. Podemos afirmar que isto é apenas uma tradição, mas não é a verdade absoluta.

Primeiramente, para compreendermos a complexidade deste assunto, temos que pesquisar a fundo os textos Bíblicos bem como entender a tradição Judaica da época. Para chegarmos a uma conclusão nítida do assunto. Temos que saber como os Judeus computavam os dias. De acordo com Gênesis 1:5-8,13,19,23,31 a Bíblia diz que houve tarde e manhã o primeiro dia, tarde e manhã o segundo dia e assim sucessivamente até os nossos dias. Podemos entender nestes textos que houve 12 horas de noite e 12 horas de dia os primeiros dias da criação e assim até os dias de hoje.

Ilustrando através do gráfico a seguir a morte e ressurreição de Jesus Cristo:

 Imagem

 Imagem

Como Os Judeus Computavam os Dias?

Os Judeus computavam o dia a partir do por do sol. Hoje eles ainda fazem da mesma forma. A Bíblia assim nos ensina. Gênesis 1:5-8, Neemias 13:19 Levíticos 23:32. Hoje, de acordo com a tradição Romana, computamos o dia da seguinte maneira: Pegamos 6 (seis) horas de uma noite, que começa contar a meia noite, (24 horas) depois, pegamos mais 12 (dose) horas do dia e mais 6 (seis) horas de uma outra noite, para assim termos um dia completo de 24 (vinte e quatro) horas. Analise meu amigo leitor, se isto tem lógica. A Bíblia ensina que são 12 horas de noite mais 12 horas de dia, formando assim, um dia completo. Um dia é totalmente independente do outro. O sol é o limitador de cada dia, Deuteronômio 16:6. Quando o sol se põe, inicia-se um outro dia, sendo que, primeiro temos 12 horas de noite e depois 12 horas de claridade. Na Bíblia,tem várias citações sobre o período de tempo que Jesus ficaria no sepulcro. Todos eles falam de três dias e três noites, porém na realidade são três noites e três dias. Os tradutores é que se equivocaram, por causa da tradição. Os Judeus, para provar se Jesus era o verdadeiro Messias, pediram-lhe um sinal. Ele respondeu: uma geração má, e adúltera pedem um sinal, porém, não se dará outro sinal, senão o do profeta Jonas. Assim como Jonas esteve, três noites e três dias no ventre do grande peixe, assim estará o filho do homem, três noites e três dias no coração da terra. Mateus 12:39-40.

A Bíblia é um livro, totalmente inspirado por Deus, e tudo o que foi escrito, é a divina inspiração. Deus não é o homem para que se confunda.

Temos muitas outras afirmações que comprovam, que, ele estaria três noites e três dias no sepulcro. Mateus 16:4,21, 17:23, 20:19, 26:61, 27:40,63,64, Marcos 8:31 10:34, 14:58, 15:29, Lucas 9:22 18:33, 24:7,46, João 2:19-20, Atos dos Apóstolos 10:40 e 1 Coríntios 15:4.

*Obs: Alguns justificam que pela tradição judaica a contagem dos dias era feita através do “Onah” que era uma medida de tempo.

O ponto é claro que: o “antigo costume judaico” contava qualquer parte de um dia como o dia todo.

http://www.neverthirsty.org/pp/corner/read/r002651.html

Contudo esse “antigo costume judaico” não é conforme a Palavra de Deus, veja:

Pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra.

Mateus 12:40

Você lembra de Gênsis? Tarde e Manhã o primeiro dia? Com o “onah” 1 dia não precisava ter tarde nem manhã, o que é anti-bíblico, ou seja desde esses tempos os judeus já eram corruptos até na contagem dos dias, provavelmente para dizer que jejuavam muitos dias ou outras obrigações e etc …

Por isso Jesus disse:

E dizia-lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição. Marcos 7:9

3 “onahs” seriam portanto = 1 tarde (sexta) + 1 noite e dia (sábado) + 1 tarde (domingo) = 2 dias e 2 noites no máximo.

Jesus o Cordeiro Pascoal

No dia 14 do primeiro mês Abib ou Nisan do calendário Judaico, à tardinha. Êxodo.13:4, Deuteronômio 16:1, Números 9:3-5, era celebrada a páscoa pelo povo de Israel por estatuto perpetuo. Êxodo 12:6-14, Levíticos 23:5. Nota que todos os textos mencionam o fim do dia ou no crepúsculo da tarde. Números 9:3-5. Um Sábado antes da sua morte, ele pregava numa sinagoga como era seu costume. Enquanto pregava, vieram à Jesus dar um recado de Herodes. Disseram-lhe, que Herodes queria-lhe matar. Lucas.13:10. A resposta de Jesus à Herodes foi a seguinte: Digam a Herodes aquela raposa, que eu estarei expulsando demônios e fazendo curas hoje e amanhã e no terceiro dia terminarei minha missão. Estarei indo para Jerusalém, e lá, serei julgado e morto. Lucas.13:31-33. Na verdade, Ele terminou seu ministério no terceiro dia da semana, e na quarta-feira à noite, ele foi preso, após ter participado da ceia com os discípulos. Para entendermos bem o assunto, temos que memorizar a contagem do dia. Primeiro temos 12 horas de noite e depois 12 horas de dia (parte clara).

Prenderam Jesus na quarta-feira à noite. João 13:30, 18:3,12,13. Em João 18:3 afirma que, a escolta possuía lanternas e tochas, isto evidencia que era noite. Já vimos em textos anteriores, que todas as celebrações iniciavam ao anoitecer.

O Julgamento de Jesus, durou a noite toda de quarta-feira, até ao meio dia de quarta-feira. João 18:28-30, 19:13-14. (primeiro a noite depois o dia)

Jesus foi crucificado às 9 horas da manhã, de quarta-feira. Marcos 15:25

Da terceira hora (9 horas da manhã), até a hora sexta (meio dia), durou todo o ritual de crucificação. Marcos 15:25-33

Ao meio dia ,concluíram a crucificação.

Da hora sexta (meio dia), até a hora nona (três horas da tarde), houve trevas sobre a terra. Marcos.15:33.

Jesus morreu na hora nona (três da tarde) de quarta-feira. Mateus.27:45-50, Marcos 15:33-37.

Jesus foi sepultado no final da tarde de quarta-feira. Mateus 27:57-60, Marcos 15:42. (próximo ao por do sol)

No texto de Marcos, diz que era a véspera do Sábado. Este Sábado, aqui mencionado, era o dia 15 de abib ou nisam. Este, era, um sábado cerimonial, pois no dia 15 começava a grande festa dos pães asmos, e o primeiro dia da festa, bem como o último dia da festa, era considerado, um Sábado cerimonial. João 19:31. Na semana em que Jesus morreu, este Sábado cerimonial caiu numa quinta-feira. Jesus, teria que ficar três noites e três dias no sepulcro, para se cumprir a profecia dele mesmo em Mateus 12:38-40 e outros textos já mencionados. Como já estudamos anteriormente, aprendemos que segundo as tradições Judaicas e conforme a Bíblia, o dia começa e termina ao por do sol. Por isso, temos sempre a noite primeiro e depois o dia. Gênesis 1:5-8 13,19,23,31. (Ele foi colocado no sepulcro no final da tarde ou seja ao por do sol).

Jesus ficou no sepulcro, a noite de quinta-feira, o dia de quinta-feira, a noite de sexta-feira, o dia de sexta-feira, a noite de Sábado e o dia de Sábado. Perfazendo assim, as três noites e os três dias ou 72 horas, que terminaram ao por do sol do Sábado. Mateus 28:1

Os Judeus usavam o calendário lunar e segundo a lei Mosaica Êxodo 12:6-16, Levíticos 23:5-7 e Deuteronômio.16:6, a festa da páscoa era celebrada no dia 14 de Abib ou Nisam, sempre a tardinha, o dia seguinte correspondia a lua cheia, pois no calendário Hebraico começava com a lua nova. O mês de Abib era o primeiro mês do ano Hebraico e correspondia a entrada da primavera. O dia seguinte, 15 de Abib era um grande Sábado cerimonial com descanso obrigatório.

Segundo as Escrituras, Cristo é o cordeiro de Deus que a semelhança do cordeiro pascoal, deveria morrer em nosso lugar, no sacrifício da páscoa. Ele é a nossa páscoa, expressão de Paulo em  1 Coríntios 5:7.

O Dia da Ressurreição de Jesus Mateus 28:1

Quando as mulheres foram ao sepulcro, estava acabando o Sábado, isto é; ao por do sol. Estava completando três noites e três dias que Ele deveria ficar no sepulcro. Mateus 12:39-40. Em algumas traduções diz, que já iniciava o primeiro dia da semana, outras, afirmam que era alta madrugada.

Vimos em Mateus 27:57-60, que Ele foi sepultado a tardinha ou seja ao por do sol. Todas as festas Judáica começavam à tardinha. Deuteronômio 15:6 Levíticos 23:5-7. Se considerarmos a profecia Dele mesmo em Mateus 12:39-40. Ele deveria ficar 72 horas no sepulcro. Já sabemos que, Ele foi sepultado à tardinha ao por do sol, por conseguinte teria que ressuscitar à tardinha. João 13:30.

Supondo que as mulheres, estivessem visitado o túmulo no domingo, como dizem algumas traduções. Nada desta afirmação, tem valor algum para provar a ressurreição de Jesus no domingo. O que importa na realidade, não é a hora que elas estiveram no sepulcro. O que verdadeiramente importa é que, quando elas estiveram lá, Ele já não estava mais no sepulcro. Já havia ressuscitado. Mateus 28:6 Marcos 16:6. As mulheres,viram somente o túmulo vazio, Ele não está aqui, vinde e vede o lugar onde Ele jazia. Mateus 28:6. Cumpriu-se a profecia Dele mesmo em Mateus 12:38-40. Na verdade o escritor do texto de mateus esta relatando o aparecimento dele e não a hora da ressurreição. Ele precisava afirmar não somente as mulheres, mas a todos os discípulos o aparecimento dele.

Daniel 9:24-27

É de suma importância analisar um pouco sobre as 70 semanas que Deus deu ao povo de Israel, para eles se reconciliarem com Deus. Sabemos que na profecia cada dia corresponde a um ano. Temos então 490 anos para o povo entender os últimos acontecimentos e se reconciliar com Deus. É importante notarmos que a profecia de Daniel diz que na metade da última semana que corresponde a três anos e meio, Deus faria cessar os sacrifícios. Acreditamos sem sombra de dúvidas que esta profecia de Daniel.9:24-27 têm duplo sentido, ela é tanto literal como profética e se cumpriu também na morte de Cristo quando o véu se rasgou de alto abaixo invalidando assim todo aquele ritual de sacrifícios de cordeiros. Pois Jesus representava o cordeiro que foi morto uma vez por todas para a remissão de todos os pecados. O texto diz que na metade da semana faria cessar os sacrifícios, e isto verdadeiramente aconteceu.

Jesus Não Morreu na Sexta-Feira João 19:31 – Marcos 1542

Infelizmente, esta é uma tradição errônea, que a maioria esmagadora dos cristãos ensinam, por falta de conhecimento das escrituras.

Se Jesus tivesse morrido na sexta-feira, o próprio Senhor Jesus teria mentido quando mandou o recado a Herodes. Lucas 13:31-33

A tradição ensina que Jesus morreu na sexta-feira (sexta-feira da paixão), e ressuscitou no domingo chamado o (domingo de páscoa).

Partindo do princípio, que Ele foi sepultado à tardinha, ao por do sol. Mateus 27:57-60 e que teria que ficar três noites e três dias no sepulcro. Mateus.12:38-40 e ainda levando em consideração a forma de computar o dia Judaico. Jesus teria que ressuscitar somente na segunda-feira à tardinha, ao por do sol. Teríamos a noite de Sábado o dia de Sábado, a noite de domingo, o dia de domingo, a noite de segunda-feira e o dia de segunda-feira. Somente na segunda-feira ao por do sol iria completar ás 72 horas, já iniciando a terça-feira. Não existe base Bíblica para tal afirmação.

João 19:31 e Marcos 1542-47

O grande problema, é que as pessoas não fazem nem um pouquinho de esforço, para entender as Sagradas Escrituras. A Bíblia diz: errais não conhecendo as escrituras, nem o poder de Deus. Mateus 22:29 diz ainda: o meu povo se perde por faltar conhecimento. Oséias. 4:6.

Para entender o texto de João 19:31 e Marcos 15:42-47, primeiramente temos que entender o que significa a palavra Sábado.

Sábado, quer dizer descanso.

Em Israel, sempre que há um feriado, isto para eles é um sábado. Porque eles estarão afastados dos afazeres do dia a dia. Eles na verdade, estão descansando. Se o nosso sete de setembro que é o dia da independência, fosse em Israel, seria um Sábado. Na época de Jesus, isto ainda era muito mais sério, pois se tratava de feriados religiosos ou cerimoniais. Havia muitos feriados naquela época. Hoje, Israel ainda é o país que tem mais feriados religiosos. Que para eles, são Sábados.

Jesus morreu no dia da páscoa dos Judeus, no dia seguinte, começava a festa dos pães asmos. Levíticos 23:5-8, eles comemoravam esta festa durante sete dias. No primeiro dia da festa e no último dia da festa, era para os Judeus um Sábado cerimonial. Era um feriado religioso nacional. Ninguém fazia absolutamente nada. Era considerado um grande Sábado cerimonial. Não era o Sábado do sétimo dia da semana. Na semana em que Jesus morreu, houve dois sábados. O primeiro, foi um feriado religioso, que naquele ano caiu bem na quinta-feira, após a morte de Jesus, que ocorreu na metade da semana, na quarta-feira.

Para tirar qualquer dúvida, vamos analisar com bastante atenção o texto de Marcos 16:1 e comparar com Lucas 23:56. Em Marcos diz: passado o sábado, Maria Madalena e Maria mãe de Tiago foram comprar aromas e bálsamos para ungir a Jesus. Passando o Sábado cerimonial que caiu numa quinta-feira, elas foram comprar aromas para ungir a Jesus. Na verdade, elas compraram na sexta-feira. Porém, houve algum imprevisto e não deu tempo de elas ungirem Jesus naquela sexta-feira. Logo, iniciou o Sábado semanal, que para os Judeus também é dia de descanso absoluto, pois é o quarto mandamento da lei de Deus. Como os Judeus são fieis observadores do Sábado, elas descansaram conforme o mandamento. Lucas 23:56. Passado este Sábado, que é o sétimo dia, o quarto mandamento da Santa Lei de Deus, ou no final deste dia, elas foram ao sepulcro para ungir a Jesus. Mateus 28:1. Chagando lá, se assustaram muito, porque Ele já não estava mais no sepulcro. Para a glória de Deus. Mateus 28:6.

RECAPITULANDO: Naquela semana houve dois Sábados, o primeiro foi cerimonial e poderia cair em qualquer dia da semana, porém naquele ano caiu numa quinta-feira. O segundo foi o sábado do sétimo dia da semana, considerado o Sábado da ressurreição. Mateus 28:1. Para não sermos confundidos ou iludidos com as heresias, temos que estudar mais a Bíblia, comparando os textos e nunca lendo um texto isoladamente, querendo torcer conforme o nosso pensamento ou nossa conveniência. Como já dizemos, a Bíblia é um livro inspirado por Deus, nela não há contradições, nós é que muitas vezes nos confundimos. Se Jesus mesmo falou que ficaria, três noites e três dias no sepulcro, por que não aceitarmos a precisão das Escrituras? É muito mais fácil aceitarmos do que tentar arrumar arranjos para provar diferente do que está escrito.

Jesus Ressuscitou no Findar do Sábado Marcos 16:9

O texto correto é:

E Jesus tendo ressuscitado, na manhã do primeiro dia da semana apareceu primeiramente a Maria Madalena… O texto aqui não está afirmando que ele ressuscitou no primeiro dia da semana, e sim, que, apareceu primeiramente a Maria Madalena no primeiro dia da semana. A ênfase aqui é do aparecimento e não da ressurreição. Infelizmente os tradutores ao colocar a pontuação, já com a mentalidade pré-estabelecida, colocaram a vírgula onde não deveria existir. * A vírgula correta tem que estar em ressuscitado, e não em semana. Na verdade como foi colocada a pontuação, esta afirmando que ele ressuscitou no primeiro dia da semana. Sabemos que no Grego daquela época não tinha pontuação e quando os tradutores fizeram a tradução para o português, colocaram a pontuação erroneamente, ou por desonestidade. Se esta pontuação estiver correta, então teremos que por em dúvida outras passagens da Bíblia. Eu ainda continuo afirmando que na Bíblia não pode haver contradições.

Outro detalhe a considerar é que o texto de Marcos 16:9-16, não pode ser usado como defesa de tese, pois é um texto duvidoso, muitos grandes teólogos afirmam que este texto não consta nos originais.

CONCLUINDO

Se nós lermos atentamente Mateus 28:1 e retrocedermos as três noites e três dias, teremos exatamente a metade da semana, quarta-feira, como sendo o dia da morte de nosso Senhor Jesus Cristo. Daniel 9:27 Lucas 13:31-33.

Não é coerente querermos tentar provar a ressurreição de Jesus num domingo, só para não observarmos o Sábado. Mesmo que ele tivesse ressuscitado num domingo, isto não justifica a mudança do dia de guarda. Esta alteração não foi mudada por Jesus nem pelos seus discípulos. Mateus 5:17-19.

Confirmando a exposição precedente, podemos recorrer aos precisos cálculos astronômicos. Conforme informação fornecida em 23-11-1920, pelo observatório naval dos Estados Unidos, a primeira lua cheia após o equinócio da primavera do hemisfério norte, no ano da crucificação de Cristo (31 ad), ocorreu no dia 27 de março do nosso calendário, que correspondeu exatamente a noite do dia 13 para 14 de Abib, ou seja, de terça-feira para quarta-feira.

Concluindo, podemos afirmar, baseados nas Escrituras, que Cristo morreu cerca das 15 horas e foi sepultado quase ao por do sol de quarta-feira, e ressuscitou ao por do sol de Sábado, tendo completado o período de três noites e três dias ou 72 horas que predissera estaria no sepulcro. Mateus 12:40.

http://pontodevistacristao.weebly.com/ressurreiccedilatildeo-no-primeiro-dia-da-semana-domingo.html

Tags: