Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
Será que as Festas Bíblicas Acabaram?

Será que as Festas Bíblicas Acabaram?
“Guardais dias, meses e tempos, e anos. Receio de vós tenha eu trabalho em vão para convosco” (Gálatas 4.10 e 11).
Se lermos este versículo isolado e não observarmos o contexto que está envolvido neste texto teremos problemas teológicos sérios. Uma pessoa ávida por refutar a Torá (lei) pode tomar este versículo facilmente como um suposto argumento contra as Festividades da Bíblia. O que é um equívoco e um desrespeito ao contexto do trecho. Aproveitando a oportunidade gostaria de fazer uma observação saudável à Versão de Almeida Revista e Corrigida, que intitula o trecho supra citado como: “O valor transitório dos ritos judaicos”. Este título é tendencioso e carregado de interpretações pessoais. Na verdade ele está baseado na interpretação do versículo acima, que afirma serem as palavras de Paulo, exortações direcionadas a judeus ou judaizantes que insistiam em guardar dias sagrados como: o Shabat (Sábado), Páscoa, Pentecostes, Dia do Perdão, Tabernáculos, etc.
Se lermos com cuidado simplesmente os dois versículos que antecedem o trecho, perceberemos que não é bem isso, o que Paulo estava dizendo, na verdade o versículo nem se quer foi direcionado aos judeus, mas aos gentios de Gálatas. Observe: “Outrora, porém, não conhecendo a Deus, servíeis a deuses que, por natureza não o são; mas, agora que conheceis a Deus ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como estais voltando, outra vez, aos rudimentos fracos e pobres, aos quais, de novo, quereis ainda escravizar-vos?” (v.8 e 9).
Primeiro detalhe: No versículo 8 diz: “…outrora servíeis a deuses…”. Sabemos que desde o retorno dos judeus da Babilônia, Israel estava completamente curado da idolatria, o pavor dos judeus em relação a este pecado é tão intenso até em nossos dias, que muitos deles não recebem Cristo simplesmente com medo de caírem em idolatria. Sem dúvida, o texto se refere a gentios (não-judeus) de Galácia (a quem é endereçada a epístola), que haviam se convertido ao Deus de Israel e a seu Messias (Cristo) e que agora estariam voltando ao culto pagão em memória dessas falsas divindades.
Paulo é ainda categórico ao afirmar: “… estais voltando outra vez aos RUDIMENTOS…” (ARA). Mais uma vez precisa-se da ajuda dos originais, assim compreenderemos a expressão “rudimentos” com maior precisão. O que significa esta expressão? A palavra grega usada é o substantivo pluralizado “stoikeion” [stoiceion] que segundo o Dicionário do Novo Testamento Grego do professor W.C. Taylor é: “as causas materiais do universo pyr (fogo), ydôr (água), aêr (ar) e gê (terra)… os corpos celestes, sinais do zodíaco, etc, rudimento, princípio elementar, ou astro ou talvez (?) espírito, demônio”. Na verdade estes princípios de elementos da natureza, signos, elementares, espíritos cósmicos, sempre foram princípios da antiga mitologia greco-latina e babilônica. Sem dúvida estes crentes estavam sendo escravizados por estes elementos, por isto Paulo encerra dizendo: “Guardais dias, e meses, e tempos, e anos” (v. 11). Na verdade estes dias que estavam sendo guardados pelos Gálatas não tinham nada haver com as Festas da Torá. Eram festas pagãs em honra aos “stoikeion”. Seria como se uma pessoa advinda na bruxaria, da umbanda, ou de uma religião esotérica, depois de convertida ao Senhor Messias (Cristo), ainda fosse atraída para as festividades pagãs outrora celebradas em honra às respectivas divindades. Sem dúvida, isto seria um ‘trabalho vão’ conforme as palavras do apóstolo do Messias.
Concluímos com isto, que em nenhum momento Paulo neste texto está fazendo referência a afirmativa de que “Os Ritos Judaicos são Transitórios” conforme a “ARA” (Almeida Revista e Atualizada). Mas, sim exortando os crentes recém convertidos do paganismo “galaciano”, para que não voltem às suas festividades demoníacas e cheias de misticismo pagão.
MAIS UM ESCLARECIMENTO.
Postado por pastor thiago sanchez

Tags: