Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
SUICÍDIO A LUZ DA BÍBLIA

SUICÍDIO A LUZ DA BÍBLIA

SUICÍDIO
“Uma epidemia silenciosa
No Brasil, estima-se que 25 pessoas cometam suicídio por dia e a tendência é de crescimento entre jovens” -ISTOÉ

Vamos abordar nessa postagem o termo suicídio (lat. sui= “próprio”,e caedere= “matar”) como “tirar intencionalmente ou não a própria vida de forma direta ou não”. Podemos também falar de “suicídio indireto”, por exemplo: quando se pula na frente de um carro,pede alguém que atire em você ou se envolva em situações de risco fatal.O suicídio pode ser ocasionado por doenças psicológicas, drogadicção e por fatores internos ou externos.
A pessoa com tendência suicida, geralmente procura se isolar, se sente um peso para os outros e pensa que o único modo de dar fim aos seus problemas é se matar. Aliás, muitas das vezes o que o suicida realmente quer é dar fim a sua angústia. Na realidade o que o suicida quer não é acabar com sua vida, mas dar fim aos seus problemas. Todavia, por mais que possa parecer que não, todo problema possui uma solução, e essa não é tirar a própria vida.
Na Bíblia encontramos alguns casos de suicídio como o de Abimeleque (Jz9.24),Saul e seu escudeiro (1Sm31.4-6) Aitofel (2Sm17.23), Zinri(1Rs16.18) Judas Iscariotes (Mt27.5) e Sansão(Jz16.30).
Suicidar é desobedecer o sexto mandamento(Êx20.13).o Único que tem o direito de dar e tirar a vida é Deus, portanto não cabe ao homem a decisão de tirar a sua própria vida (Dt32.39;1Sm2.6).O Suicídio é portanto um grave pecado. Ai daquele que suicida intencionalmente, para o fogo eterno o Senhor o lançará (Mt25.41,46) ! Ao suicida intencional e todo aquele que pratica a iniquidade reservada está “certa expectação horrível de juízo e ardor de fogo, que há de devorar os adversários”(Hb10.27).
Mas será o suicídio um pecado imperdoável? : “Portanto vos digo: Todo pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada.Se alguém disser alguma palavra contra o Filho do homem, isso lhe será perdoado; mas se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste mundo, nem no vindouro.” (Mc12.31-32). O único pecado imperdoável é a blasfêmia contra o Espírito Santo,portanto o suicídio NÃO é um pecado imperdoável.
Não nos cabe julgar se alguém que suicidou vai ser salvo ou não, quem fará isso é o Justo Juiz divino (Gn18.25). Há casos especiais de suicídio em que a pessoa não possui forças mentais para vencer o desejo de se matar,nesses casos o suicídio não é intencional, e certamente o “Deus pronto a perdoar” levará isso em consideração (Sl86.5). Contudo não há como saber até que ponto um suicida tem a responsabilidade de sua morte na visão de Deus. Vale ressaltar também que nem toda pessoa depressiva que suicida faz isso sem intenção, quando a pessoa suicida intencionalmente, ela é responsável por sua morte,e será condenada como homicida no Juízo final (Ap21.8).É aconselhável que em caso de depressão ou qualquer transtorno mental ou emocional que se procure um psicólogo ou um médico especializado na área (Lc5.31;Cl4.14).É claro também que, Jesus,o Médico dos médicos pode curar qualquer enfermidade,mas nem por isso deixe de buscar ajuda médica (Êx15.26). Também é um mito a ideia de que qualquer transtorno psíquico está relacionado a fatores espirituais e demoníacos.

“Não temos como avaliar plenamente até que ponto um depressivo tem responsabilidades por seus atos na visão do Senhor. Sabemos sim que Ele dá a todos nós forças para que cortemos maus pensamentos de modo que estes não venham a criar maus frutos (cf. Filipenses 4:8 e 13). Entretanto, é bom atentarmos para o fato de que há diferentes fases na depressão, uma na qual a pessoa está sem forças mentais para resistir ao desejo de se matar. Em Sua misericórdia, Deus levará isso em conta, com certeza.” -Leandro Quadros

“No que tange a alguém que precipitadamente tirou sua própria vida, nós, humanos, não podemos julgar … Quão repreensível era? Somente Deus sonda ‘todos os corações e toda inclinação dos pensamentos’. (1 Crônicas 28:9) Mas, podemos estar confiantes de que ‘o Juiz de toda a Terra fará aquilo que é amoroso, justo e direito!’ — Gênesis 18:25”-fonte
Quando se fala de suicídio,podemos dizer que “Cada caso é um caso”. Por exemplo,se um pai pula em frente de uma arma para salvar a vida de um filho,isso é (na definição adotada nesta postagem) , “suicídio”. A Bíblia,porém,não condena tal atitude (1Jo3.16). Entregar-se a morte por Jesus,quando necessário,também não é pecado (Mc8.35-36). Nas Escrituras temos um caso suicida (Jz16.30), que foi salvo (Hb11.32). Vale porém ressaltar que o que Sansão objetivava era matar os filisteus.
Quem se mata intencionalmente, simplesmente por causa de problemas, não tem como se justificar. Pois o Senhor jamais permitirá uma prova que não possamos suportar(1Co10.13). Ao optar pelo suicídio, não estaremos nos livrando de nossos problemas, mas sim correndo o risco de perder a Vida Eterna em um Universo em que os problemas não mais nos afligirão: “ Deus enxugará todas as lágrimas de seus olhos e a morte já não existirá mais. Não haverá mais luto, nem choro e nem dor, porque as coisas velhas já passaram.”(Ap21.4;Is25.8). Diante de dificuldades se matar não é a Solução. A angústia é uma fase que passa,por mais que pareça demorar (Sl30.5) e ela não se compara a alegria eterna na glória(Rm8.18). Confie: Deus se importa de modo bastante especial com você(1Pe5.7).Essa luta vai passar,portanto:

“ Não desista,não pare de crer os Sonhos de Deus,jamais vão morrer”

Postado por Bruno dos Santos Queiroz

Tags: