Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
YAHOSHUA E O JUDAÍSMO

YAHOSHUA E O JUDAÍSMO

   

 

Durante as últimas décadas vem ocorrendo uma mudança surpreendente na atitude de muitos Judeus para com o Mestre de Nazaré,a quem os Judeus modernos chamam Yeshua.Os Gentios de tradição Grega chamam Jesus.

  E muitos Israelitas Messiânicos chamam Yahoshua,conforme o Hebraico antigo.

  Mas é surpreendente que este “despertar Judeu”,para Yahoshua de Nazaré,por sua vez,é equilibrado,por uma

mudança na atitude de muitas nações para com a Fé de Israel,como Fé Nazarena,praticada na sua pureza.

  Esta nova tendência deve levar,naturalmente,a uma outra interpretação do Nazareno,que se harmoniza bem com

o fundo Judaico que nasceu,viveu e morreu: o Mestre Yahoshua.

  Durante muitas décadas,o Cristianismo tem vindo a apresentar a Yahoshua como um Gentio de língua Grega e até mesmo com um nome Grego:Jesus.Não admira que o Mundo ainda não entendesse a verdadeira Mensagem que nos trouxe o Grande Mestre. Para entender Yahoshua é imperativo colocá-Lo no cenário cultural e religioso do Judaísmo do Primeiro Século.

                           A NACIONALIDADE DE YAHOSHUA

  Nos arquivos do Templo de Jerusalém foram mantidos cuidadosamente os registos genealógicos de todos os

Israelitas do sexo masculino,especialmente do primogénito. Ou seja até ao ano 70 E.C.,quando os Romanos

arrasaram o Templo. Que estas genealogias foram preservadas com muito cuidado é demonstrado pelo facto de que todas as famílias de Israel se deslocaram para a sua terra natal para cumprir o registo do censo de César Augusto. Lucas 2:1-5. 

  Está registado em Lucas 2:36 que a profetisa Ana que era da “tribo de Aser”.

  Nesses arquivos antigos,provavelmente,têm os nomes para as suas listas da genealogia de Yahoshua,uma vez

que foram disponibilizadas para utilidade pública.

  Por êsses registos antigos sabemos,com certeza,que Yahshua era Judeu,filho de uma virgem Judia chamada

Miriam (Maria) e filho adoptivo de um Judeu chamado José. Foi um facto bem conhecido na sua época,que era

descendente de David e,de facto muitas pessoas o chamavam “filho de David”,isto é,era um descendente de David.

Mateus 9:27; 15:22.

 Agora considere alguns dados que confirmam o Judaísmo de Yahoshua:

( 1) – Êle foi circuncidado ao oitavo dia,como a Torah ordena. Lucas 2:21.

( 2 ) – Quando Êle atingiu a idade de “Bar Mitzvah”,foi levado ao Templo,de acordo como o costume da Festa.

         Lucas 2:42.

( 3 ) – Quando Yahoshua iniciou o seu Ministério Público com a idade de trinta anos,as pessoas chamaram-no

          como ” Rabino” .  João 3:32.

( 4 ) – À beira do Poço de Jacob,em Sicar,uma Samaritana reconheceu-O como Judeu,provavelmente por causa

          da sua aparência física e da sua maneira de vestir. João 4:9.

( 5 ) – Yahoshua usava as franjas no seu vestuário ordenadas na Torah em Núm.15:38-41 e Deut.22:12; Mateus

         9:20; 14:36.

         Números 15:38,diz que as franjas eram como lembretes dos Mandamentos de Yahweh e,e de acordo com

         a tradição,o cordão roxo é um símbolo do Céu:o Trono de Yahweh. Por isso os doentes esperançados

         tocavam as abas do seu manto.Mateus 9:20; 14:36.

( 6 ) – Yahoshua disse mesmo que o Seu Ministério estava dirigido aos Judeus – Mateus 10:6 – E,com algumas

         excepções,os seus milagres se dirigiam sempre aos seus companheiros Judeus.

         Em todas as cidades da Judeia aonde ia fazer o bem,curava os doentes e ensinava a Mensagem do Reino.

         Seria para admirar,pois,que o comum do povo Judeu,amasse naqueles dias esta Benfeitor Judeu ?

        Até mesmo os seus inimigos tiveram que reconhecer:”Nenhum homem falou jamais como êste Homem.

        João 7:46.

( 7 ) -Yahoshua assistia todos os Sábados à Sinagoga e até lhe concediam parte da leitura da Torah.Lucas 4:16.

         —————–

       Joseph Klausner,conhecido e distinto escritor Judeu contemporâneo disse:-

      “É,portanto,manifesto que Yahoshua foi  um verdadeiro Judeu de família Judia,porque a Galileia no seu tempo

estava povoada,principalmente,por Judeus;ainda que não possa haver mais prova da sua origem judaica do que o

seu carácter e modo de vida essencial de Judeu”. (Jesus de Nazaré,pág.233).

      

                            OS SEUS ENSINOS 

      Ainda que Yahoshua se tenha oposto a algumas interpretações rabínicas da Lei,de maneira nenhuma se opõs

à própria Lei. Pelo contrário,uma vez disse:-“Não cuideis que vim destruir a Lei ou os Profetas:não vim

ab-rogar mas cumprir”. (Mateus 5:17).

      Ao dizer isto,demonstrou que acatava a Lei de Yahweh a qual diz:

      “Não acrescentareis à Palavra que vos mando,nem diminuareis dela,para que guardeis os

Mandamentos de Yahweh,vosso Todo-Poderoso,que eu vos mando”.

      Deut.4:2.

      O “Shemah” tem sido durante gerações a crença fundamental da Fé Israelita:-

      “Ouve,Israel,Yahweh nosso Todo-Poderoso é o Único Soberano”.

      Deut.6:4.

     Quando um Judeu perguntou a Yahoshua qual era o Mandamento mais importante da Lei,Êle respondeu como

todo o bom Judeu,com o “Shemah”:-

     “E Yahoshua respondeu-lhe: O primeiro de todos os Mandamentos é:Ouve,Israel,Yahweh nosso

      Todo-Poderoso é o Único Soberano”.

      Marcos 12:29.

   Quando um certo jóvem Judeu perguntou a Yahoshua o que tinha que fazer para herdar a Vida Eterna,o Mestre

deu-lhe a resposta que lhe daria qualquer Rabino:-“Guarda os Mandamentos”. Mateus 19:17.

   É claro que através de todo o Evangelho permeia o sabor puramente Judaico dos ensinos de Yahoshua.

 

                           TESTEMUNHOS DE DIRIGENTES JUDEUS MODERNOS

  Joseph Klausner escreveu:-“Yahoshua apresentou a matéria de uma maneira mais impressionante do que os

sábios de Israel  e em  todas as suas Palavras deixou a marca de uma Personalidade Única que O movia para

incorporar o seu ensino na prática real”. (Jesus de Nazaré,pág.117).

  James Parker,escreveu:- “Yahoshua,viveu e morreu como Judeu e o novo conhecimento actual do Judaísmo

farisaico nos capacita também para ver que nos fundamentos do seu ensino,na Sua Mensagem sobre a Natureza do

Todo-Poderoso e do homem.sobre o Reino de Yahweh e sobre as relações do homem com o seu próximo e com o

seu Pai no Céu,não há nada que não surja no seu cenário Judaico,o que não se encontra estabelecido no Judaísmo”.  Judaísmo e Cristianismo.

 O Dr. Leo Baeck,um dos mais notáveis eruditos no Judaísmo moderno oferece-nos este quadro de Yahoshua de

Nazaré:-“No antigo Evangelho que se abre diante de nós,encontramos um Homem de perfil Nobre que viveu na

terra dos Judeus nos tempos tensos e excitados e ajudou e trabalhou e morreu:Um Homem proveniente do Povo

Judeu que andou pelos caminhos Judaicos.com Fé e Esperança Judaicos.

O seu Espírito e pensamento estavam ancorados ali; Êle proclamou e ensinou a Palavra de Yahweh,porque Yahweh

a havia dado a ouvir e pregar. Não deparamos com um Homem que ganhou os seus discípulos entre um povo de

pessoas que já esperavam o Messias,o filho de David que tinha sido prometido… 

 Na antiga tradição contemplamos um homem que é Judeu em cada qualidade e traço do seu Carácter,

manifestando em todo o aspecto o que há de puro e bom no Judaísmo.

Unicamente no território do Judaísmo se teria podido desenvolver.

 Neste território também teria podido encontrar os seus discípulos e seguidores como os encontrou.

  Aqui,somente,nesta esfera Judaica,nesta atmosfera Judaica de confiança e anseio,poderia este Homem viver a

sua Vida e encontrar a sua morte – um Judeu entre os Judeus. A história dos Judeus e a sua reflexão não podia

passar por alto ou ignorá-lo.

 Desde que Êle veio a existir,não houve um tempo sem Êle,nem houve outro tempo que não haja sido desafiado

 pela época que O considera a Êle como o seu ponto de partida.

Quando esta antiga tradição nos confronta desta maneira,então o Evangelho,que era originalmente algo Judeu,

passou a ser um Livro e,certamente,grande dentro da literatura dos Judeus.Isto não é porque ou não só porque.

contém declarações que também aparecem da mesma forma ou em forma semelhante nas obras Judaicas

daquele tempo.Nem é tal de facto,é menos assim,porque o Hebraico ou o Aramaico irrompe uma e outra vez,

através de palavras e da formação de orações da tradução Grega.

 É mesmo um Livro Judaico – completo e exclusivo,porque o ar puro dele está cheio e o que se respira é o das

Sagradas Escrituras,porque um espírito Judeu e nenhum outro vive n’Êle,porque a Fé Judaica e o sofrimento

Judaico e a angústia Judia,o conhecimento Judaico e as expectações Judaicas e estas somente ressoam através 

d’Êle – Um Livro Judaico entre livros Judaicos.

 O Judaísmo não deve passar por alto,nem deixar de o entender bem,nem deve querer desfazer-se de todas os

seus reclames nestas alturas,ora bem,o Judaísmo deverá compreender e tomar nota do que é seu”.

 (Judaísmo e Cristianismo,páginas 100-102).

 Uma vez que os pensadores Judeus estão fazendo uma reavaliação de Yahoshua e O estão vendo cada vez mais

Um Filho modelo de Israel,não deverão os Gentios fazer o mesmo?

 Não basta reconhecer que o Grande Mestre era Judeu,é importante reconhecer também que Yahoshua não veio

com o propósito de fundar uma religião nova e diferente da Fé Israelita que se baseou nas Sagradas Escrituras.

Já é tempo de que todos ponhamos de lado de uma vez por todas as ideias preconcebidas e reavaliemos a 

Yahoshua como realmente foi:-O maior expoente da Fé de Israel,da Fé Hebraica,que jamais existiu e

como tal sigamos os Seus Ensinos.

===========================================================

Autor: YOSIYAHU

Publicado pela Assembleia de Yahweh Internacional – Porto Rico

 

 

 

 

 

 

 

Tags: