Inicio | Temas Bíblicos |Leia a Biblia Leia a Bíblia | Post´s em Espanhol |Doações |Contato pt Portuguese
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Elohim verdadeiro, e a Yeshua o Messias, a quem enviaste. JOÃO 17:3
faceicon
YAHWEH OU JEOVÁ Tags: Yahweh ou Jeová

O nome de Deus é Yahweh ou Jeová?
Fonte: Lista Exsurge Domini
Autor: Padre Cleodon
Eu me chamo Luiz Fernando da Silva, moro em Canavieiras – Florianópolis – SC.
Padre, eu tenho vários parentes que freqüentam outra igreja, que não a Católica. Outro dia, houve uma discussão na minha casa. Eu dizia que o Nome de Deus é Yahweh. Os meus parentes de outra igreja teima…vam em dizer que o Nome Dele é Jeová. O clima ficou chato e ninguém conseguiu provar que estava certo.
Padre, eu sei que estou certo. O Nome de Deus é Yahweh, mas como poderia provar?
Fernando,
tudo bem?
Tive a oportunidade de conhecer Floripa. Justamente canavieiras. Parabéns por morar neste lugar tão bonito!
Fernando, o Antigo Testamento foi escrito todo em hebraico. Na época que os livros foram escritos, essa língua não possuía vogais, na escrita. Além disso, para economizar o material usado para se escrever(papiro, pergaminho), o escriba escrevia a frase toda sem dar espaço entre as palavras. Somente quem conhecia muito bem a língua sabia o que realmente estava escrito.
O pior, é que no hebraico, o Nome de Deus é a única palavra que se escreve de um jeito e lê de outro. Justamente, porque havia uma proibição na Lei para que não se pronunciasse o Nome Dele (cf. Ex 20,7).
Em Ex 3,14, Deus se apresenta para Moisés. Numa conversa, Moisés pergunta para Deus o que deveria falar para os “filhos de Israel” quando perguntassem o Nome Daquele que o mandou para libertá-los. Deus então respondeu: “EU SOU O QUE SOU” (Aquele que age). O v. 15 confirma ainda mais: “E Deus disse mais a Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: YHWH, Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó, me enviou a vós; este é meu nome eternamente, e este é meu memorial de geração em geração”. Para os semitas, conhecer o nome de alguém significa ter o controle sobre a pessoa; significa conhecê-la profundamente, o seu interior. Essas quatro letras: YHWH (Nome de Deus) ficaram conhecidas como “Tetragrama Sagrado”.
Por causa da proibição da ToRaH, os judeus nunca pronunciavam o Nome de Deus realmente como era. Somente em algumas exceções, como era o caso do sumo-sacerdote, quando oferecia o sacrifício a Deus, uma vez por ano, no Santo dos Santos, do Templo. Na hora que precisavam ler o Nome de Deus, numa leitura do Antigo Testamento, no lugar do Nome, falavam a palavra hebraica, ADONAI, cuja tradução é “o Senhor de mim” ou, simplesmente, “o meu Senhor”.
Na dispersão, muitos judeus deixavam de falar o hebraico. Em Jerusalém, só falavam nas sinagogas, na hora da leitura da ToRaH. Como a língua não possuía vogais, muitas pessoas pronunciavam as palavras do jeito que achavam que era o certo. Com isto, acontecia várias distorções da Palavra de Deus, muito sagrada para os judeus.
Foi por isto, que um grupo de escribas, de Tiberíades, chamados “massoretas”, resolveu criar um sistema de vogais para fixar a língua e seu significado como realmente eram. Não podiam mudar as Escrituras Sagradas já escritas e fixadas. Por isso, criaram sinais e pontos, significando as vogais, em cima ou embaixo das consoantes. Quando chegaram no Nome de Deus – YHWH – não sabiam que vogais deveriam colocar. Como durante muitos anos o Nome não era pronunciado, não sabiam que vogais eram as verdadeiras. Não estavam preocupados com isto, porque, como a Lei proibia pronunciar o Nome de Deus, não queriam colocar a maneira certa de pronunciá-lo. Mas tiveram uma idéia. Colocaram as vogais da palavra “ADONAI” no Tetragrama Sagrado: YHWH, para que ao ler, quem lesse, não se esquecesse de pronunciar a palavra “ADONAI”. Temos 3 vogais: a, o, a. O I dessa palavra, em hebraico, é uma consoante chamada YoD, que traduzimos como um J (jota). Ficaria YaHoWaH. A primeira consoante dessa palavra, o Y (YoD), é considerada pelos semitas massoretas uma letra forte; mas o “a”, criado por eles, é considerado uma letra fraca. No hebraico, uma vogal forte deveria acompanhar o Y (YoD) forte. Neste caso, por causa de uma regra da fonética semítica, tiveram que adotar a letra “e”, considerada forte. O Nome ficou “YeHoWaH”, que aportuguesando fica Jeová e não possui tradução nenhuma. A partir do Século XIV, os judeus e cristãos começaram a chamar Deus de Jeová até o século passado (XX).
Fernando, ainda no século passado, muitos estudiosos bíblicos conseguiram descobrir o erro e nos deram muitas provas da maneira certa. Por exemplo: uma prova é uma palavra super usada pelos judeus também: HaLLeLú + YaH, que significa “louvai a YaHWeH”.
Outra prova são alguns nomes terminados em “ias” = YaH – abreviação de YaHWeH utilizada pelos judeus. Assim, Jeremias vem de Jeremi + YaH, que significa “YaHWeH sustenta”; Elias vem de ELY + YaH, que significa “o Deus de mim é YaHWeH”; Isaías vem de ISaY + YaH, que significa “YaHWeH salva”; Abdias vem de ABD + YaH, que significa “servo de YaHWeH”.
Se você entendeu tudo o que falei, deve estar se perguntando: se a palavra YaHWeH é a correta, como fica a regra dos massoretas? Se não pode existir um a (breve) perto de um Y (YoD) longo, como a palavra YaHWeH está certa?
Veja bem: a regra massorética é humana e surgiu muito depois da conversa que Deus teve com Moisés. Talvez as regras não traduzam o que realmente a língua seja. De repente, algumas palavras fujam às regras. É bom lembrar que Deus não se guia por regras humanas.
Pe. Cleodon, Teólogo

Tags: